A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 A Direção e Segurança em Deus Mt 6.19-34 Escola Dominical IPJG Iberê Arco e Flexa 17/5/2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 A Direção e Segurança em Deus Mt 6.19-34 Escola Dominical IPJG Iberê Arco e Flexa 17/5/2008."— Transcrição da apresentação:

1 1 A Direção e Segurança em Deus Mt Escola Dominical IPJG Iberê Arco e Flexa 17/5/2008

2 2 Os tesouros no céu (Mt ) 19 Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; 20 mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; 21 porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.

3 3 A luz e as trevas (Mt ) 22 São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; 23 se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão!

4 4 Os dois senhores (Mt 6.24) 24 Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.

5 5 A ansiosa solicitude pela vida (Mt ) 25 Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? 26 Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves? 27 Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida? 28 E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. 29 Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.

6 6 30 Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé? 31 Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? 32 Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; 33 buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. 34 Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal. A ansiosa solicitude pela vida (Mt )

7 7 Nestas lições Jesus nos ensinou sobre o amor ao mundo (versículos 19 a 24), e tratou do problema de nos deixarmos dominar pelos cuidados e ansiedades com respeito ao mundo, com a vida mundana e todos os seus negócios. (versículos 25 a 34).

8 8 Os tesouros no céu (Mt ) Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra... mas ajuntai para vós outros tesouros no céu. –Este preceito não se aplica somente às pessoas ricas, como pode parecer, mas a todos. –Atitude da pessoa em relação às suas possessões: não importa o que, ou quão pequeno ou grande. Se uma coisa representa tudo para você, então isso é o seu tesouro.

9 9 Qualquer coisa que comece e termine aqui mesmo, na Terra -Dinheiro -Marido, mulher, filhos -Bens materiais -Honra pessoal -Cargo -Posição social -O trabalho Pode ser:

10 10 O trabalho na própria Igreja! Podemos estar trabalhando para nós mesmos, e para a nossa ocupação na obra do Senhor, afastando-nos do centro único que deveria ser agradar a Deus, e o trabalho para Sua honra e glória. –1 Tm

11 11 O princípio fundamental que nunca deve ser esquecido: Nesta vida somos meros peregrinos. –Estamos caminhando neste mundo aproximando-nos do Senhor? –Estamos caminhando em direção à nossa esperança eterna em Deus? –Estamos armando nossa tenda, a cada dia que passa, um pouco mais perto de nosso lar celestial?

12 12 O princípio fundamental que nunca deve ser esquecido: Nesta vida somos meros peregrinos. –Estamos caminhando neste mundo aproximando-nos do Senhor? –Estamos caminhando em direção à nossa esperança eterna em Deus? –Estamos armando nossa tenda, a cada dia que passa, um pouco mais perto de nosso lar celestial? Como filho do Pai celeste, vivo neste mundo para o seu propósito, não para o meu!

13 13 Deus ou as riquezas? Jesus nos ensina que os tesouros materiais não perduram: São apenas passageiros, transitórios, efêmeros. Essas coisas jamais nos satisfazem plenamente! Sempre perecem e nos desinteressam mais dia ou menos dia.

14 14 Ao contrário, as riquezas espirituais: Os ladrões não podem escavar e a traça ou ferrugem não podem corroer......porque o próprio Deus as está guardando para nós! - 38 Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, 39 nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. (Rm )

15 15 Coração, mente e vontade O zelo para com as coisas do mundo não apenas ocupam nosso coração e mente, mas também nossa vontade. O que fazemos é o resultado do que pensamos; portanto, o que irá determinar nossas vidas e o exercício de nossas vontades é o que pensamos; e isso por sua vez é determinado por onde está o nosso tesouro – nosso coração.

16 16 Onde está o nosso tesouro? Se o nosso tesouro são bens materiais, infelizes somos, porque eles perecerão, como nós pereceremos! Mas se nosso tesouro está no céu, ninguém nos poderá tomar. A vida eterna, prometida e guardada por Deus!

17 17 A luz e as trevas (Mt ) - 22 São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; 23 se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão! Leitura, Martyn Lloyd-Jones, Estudos no Sermão do Monte, p. 376

18 18

19 19 Os dois senhores (Mt 6.24) - 24 Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas. Os tesouros terrenos são tão poderosos que dominam nossa personalidade inteira: coração, mente e vontade. Afetam espírito, alma, todo o nosso ser. São um perigo terrível! »LEITURA: Lloyd-Jones, p. 377

20 20

21 21 A ansiosa solicitude pela vida (Mt )

22 22 O perigo de ser distraído do principal objetivo da vida Marta e Maria 38 Indo eles de caminho, entrou Jesus num povoado. E certa mulher, chamada Marta, hospedou-o na sua casa. 39 Tinha ela uma irmã, chamada Maria, e esta quedava-se assentada aos pés do Senhor a ouvir-lhe os ensinamentos. 40 Marta agitava-se de um lado para outro, ocupada em muitos serviços. Então, se aproximou de Jesus e disse: Senhor, não te importas de que minha irmã tenha deixado que eu fique a servir sozinha? Ordena-lhe, pois, que venha ajudar-me. 41 Respondeu-lhe o Senhor: Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. 42 Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada. (Lc )

23 23 Estaria Jesus recomendando o ócio santo? Vamos sentar e aguardar até que o Senhor volte... 2 Ts 3.10 Porque, quando ainda convosco, vos ordenamos isto: se alguém não quer trabalhar, também não coma.

24 24 Não, ao contrário, ele nos ensina a que sejamos diligentes Pv 13.4 O preguiçoso deseja e nada tem, mas a alma dos diligentes se farta. 1 Ts Contudo, vos exortamos, irmãos, a progredirdes cada vez mais 11e a diligenciardes por viver tranqüilamente, cuidar do que é vosso e trabalhar com as próprias mãos, como vos ordenamos; 12 de modo que vos porteis com dignidade para com os de fora e de nada venhais a precisar.

25 25 Por quê a ansiosa solicitude pela vida? Não podemos acrescentar um fio de cabelo à nossa cabeça ou um côvado de tempo à nossa existência (Lc 12.25) Nossa ansiedade faria sentido se nós mesmos nos tivéssemos dado vida. Então teríamos que correr atrás das coisas que nos dessem sustento. (Leitura Lloyd-Jones, p.395)

26 26

27 27 A lição essencial: Deus cuida de nós! –Rm 8.32 –Ex O doador da vida cuidará para que nos sejam providenciados o sustento e tudo quanto for necessário para esta vida!

28 28 A lição essencial: Mt 6.33 buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Hb 4.16 Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna.


Carregar ppt "1 A Direção e Segurança em Deus Mt 6.19-34 Escola Dominical IPJG Iberê Arco e Flexa 17/5/2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google