A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMA SEBRAE/SP PARA APL´S ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS aglomerações de empresas, mesmo território, especialização produtiva vínculos de articulação,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMA SEBRAE/SP PARA APL´S ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS aglomerações de empresas, mesmo território, especialização produtiva vínculos de articulação,"— Transcrição da apresentação:

1 PROGRAMA SEBRAE/SP PARA APL´S ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS aglomerações de empresas, mesmo território, especialização produtiva vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem (Termo de Referência para Atuação em APL do sistema SEBRAE)

2 FORMA DE ATUAÇÃO: Fase 0 Levantamento de informações setoriais, ações de outros parceiros análise do produto Mapeamento dos atores locais e diagnóstico sistêmico Mapeamento da cadeia produtiva – clientes - e das relações entre si Entendimento da realidade local Mobilização da Comunidade (Parceiros & clientes) PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

3 FORMA DE ATUAÇÃO: Fase 1 – Ouvir o Cliente Diagnósticos, pp, FOFA Fase 2 – Estruturar o atendimento (curto/médio/ longo) Fase 3 – Busca de recursos /executores Fase 4 – iniciar atendimentos Mobilização da Comunidade (Parceiros & clientes) PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

4 Pólo Jauense especializado em calçados femininos 180 indústrias de calçados – ´70% couro e 30% sintéticos 800 prestadores de serviços (bancas), classificados em pequenas empresas 3 Shoppings de calçados em Jaú com aproximadamente 100 lojas para atendimento ao público 3 CURTUMES classificados em pequenas empresas em Jau e 180 em Bocaina Capacidade instalada para produção de pares de calçados/dia - Produção média de Ociosidade de 30% Geração de 6000 empregos diretos, 1600 indiretos e 4000 terceirizados (informais) Empregos formais 40 % são do setor calçadista - Possibilidade de aumentar p/ 50 % PANORAMA

5 Volume de vendas no mercado nacional – 144 milhões de reais em milhões de pares vendidos em 2003 – Participação no mercado nacional – 2% Volume de vendas no mercado internacional – até out/ ,2 milhões de dólares Participação no mercado internacional – 1,2% Posicionamento estratégico do pólo competitivo no mercado interno e externo – grande possibilidade de aumentar a exportação de calçados PANORAMA PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

6 O EMPRESÁRIO DA INDÚSTRIA: 90% são homens; 63% das empresas têm 2 sócios; 44% dos empresários têm 3° Grau; 31% têm entre 41 e 45 anos; 42% têm entre 10 e 20 anos de experiência; 76% já atuavam antes no setor; Empresas: na média geral = 11 anos. REALIZAÇÃO DO ESTUDO DE ATIVIDADE EMPRESARIAL PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

7 Estudo da Atividade Empresarial Calçados Femininos - JAÚ Quantidade de Empresas % - Capacidade de Produção

8 Estudo da Atividade Empresarial Calçados Femininos - JAÚ Distribuição das Vendas

9 Estudo da Atividade Empresarial Calçados Femininos - JAÚ Exportações

10 Planejamento Participativo PARTICIPANTES Empresários do setor Entidades ( SINDICALÇADOS, SEBRAE/SP, SENAI, SESI, SENAC, FIESP, NIT-Ufscar, IPT, PREFEITURA,) Análise do setor P Fracos P FortesAmeaças Oportunidades PRIORIDADESPRIORIDADES ÁREAS ESTRATÉGICAS Ações, Prioridades e Responsabilidades Integração das atividades, entidades e clientes

11 Setor calçadista Empresas Mercado Concorrente Mercado Consumidor Fornecedor Baixa Barreira entrada Concorrência desleal Concorrência entre pólos Mercado concentrado Alto poder de barganha Demanda Sazonal Inadimplência Mão de obra Custo superior outros pólos Oferta de mão de obra Baixa oferta de formação profissional Deficiência na entrega e qualidade Alto custo da logística do couro Escassez de couro de boa qualidade Falta adensamento da cadeia produtiva TecnologiaCréditoConjuntura Descompasso na evolução tecnológica Dificuldade no acesso e obtenção Legislação Barreiras Tarifárias Barreiras trabalhistas OUTRAS Incertezas Econômicas Presença do perdigueiro Representantes não confiáveis

12 Setor calçadista Empresas Educação e Tecnologia Disponibilidade de Faculdades/universidades na região Disponibilidade produtos e serviços oferecidos pelas entidades Logística Localização geográfica do pólo Hidrovia, Malha viária, transportes eficientes EADI Mercados Apoio Institucional Apoio do poder público Políticas incentivos exportação Prefeitura e entidades dispostas a Investir no setor Reconhecimento governamental Positivo para investimento no setor Disposição FIESP/CIESP na criação De cooperativas de crédito Produtos Potencial de novos mercados Expansão mercados internos e externos Exploração como pólo turístico Importação de insumos Pesquisa novos materiais Produtos ecologicamente corretos Outros Incubadoras de empresas Condomínio empresarial

13 Objetivo Geral Elevar a produção e a competitividade da cadeia produtiva do APL, para geração de ocupação e renda de forma sustentável

14 Objetivo Geral A finalidade do plano: Desenvolvimento sócio econômico da Região. O propósito do plano: Desenvolvimento sustentável do Pólo Calçadista de Jaú – integração de tudo

15 Resultados esperados: Legitimar o Pólo Calçadista em âmbito nacional e internacional como pólo produtor de calçados femininos diferenciados; Possibilitar a abertura de novos mercados internos e externo; Contribuir para ampliar a atuação das empresas do setor; Contribuir para aumentar trabalho e renda no Município e Região; Contribuir para tornar as empresas mais competitivas no cenário global;

16 Resultados esperados: Objetivos de vendas: Vender unidades durante o ano fiscal de aumento de 17% das vendas do ano anterior 2003 Aumentar as vendas em dólares em 10% em relação ao ano de 2003 no prazo de 3 anos Objetivos de Lucros: Manter margem de lucro bruta de 35% por unidade no ano de 2004 Aumentar os lucros em dólares em 6% em relação ao ano anterior no prazo de 3 anos

17 Resultados esperados: Objetivos de mercado Aumentar em 15% o conhecimento da marca do Polo Calçadista de Jau ao longo dos próximos 3 anos Aumentar a participação no mercado nacional do Pólo Calçadista de Jau para 8% no prazo de 3 anos Aumentar a participação no mercado Internacional do Pólo Calçadista de Jau em 3% no prazo de 3 anos

18 Áreas estratégicas

19 DezembroJaneiroFevereiromarçoAbril Vitrine Prima/ verão Itália MaioJunhoJulhoAgostoSetembroOutubro Vitrine Inverno Itália Novembrodezembro COUROMODA VENDAS FRANCAL VENDAS MICAM GDS PESQUISA MERCADO PRODUÇÃOMERCADO BOLONHA MICAM PESQUISA Prospectar informações sobre mercado, tendências, novos materiais, novas tecnologias Mostra a tendência para as próximas estações PRODUÇÃO As tendência demonstradas nas feiras proporcionam subsídios para pesquisa de novos materiais, que conseqüentemente, faz necessário novas tecnologias, cursos de capacitação e recursos humanos Sazonalidade Desenvolvimento de modelagem Pesquisa de tendência Design Desenvolvimento de modelagem Pesquisa de tendência Design DINÂMICA DA PRODUÇÃO CALÇADOS MERCADO NACIONAL COMPRAS almoxarifado PRODUÇÃO DESIGN INVERNOPRIMA./VERÃO COMPRAS almoxarifado PRODUÇÃO DESIGN DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO (COLEÇÃO DE VERÃO DO PRÓXIMO SEGUNDO SEMESTRE Custo Mercado Custo Mercado por Emilena J. Lorenzon ELABORADO POR EQUIPE DO CENTRO DE INTELIGÊNCIA – PROJETO FIESP - FINEP/FAPESP

20 PROJETO SETOR CALÇADISTA DE JAU FOCO Mercado Negócios Competitividade Aumento nas vendas Inovação Comportamento Competências duráveis Comportamento Competências duráveis conhecimentosconhecimentos finanças Tecnologia gestão marketing produção Adm. geral Pensar estrategicamente Pensar sistemicamente Capacidade de criar/ inovar Capacidade de lidar com o poder Trabalhar processos Capacidade de aprender e criar contextos para aprendizagem Capacidade de trabalhar em grupo Capacidade de lidar com aspectos invisíveis/subjetivos Capacidade de ouvir, comunicar, ler, escrever, energizar, motivar COMEX Capacidade de Liderança Capacidade de agir de forma empreendedora Redução de custo

21

22 Clientes Insumos - Plástico, metal, boi Indústria de Componentes Couro, palmilha, salto, facas, forma, pré frezados Indústria de Calçados - 60 Distribuidores – Representantes Varejistas – Shoppings - 3 Bancas - 40 Resíduos/meio ambiente PROJETO SETOR CALÇADISTA DE JAU

23 Forma de atuação com cada cliente – INDUSTRIA (indústria) Curto prazo (DEZ/05)Médio prazo (DEZ 06)Longo prazo (07) Estruturação das instituições/consultores para atendimento as empresas Consultorias em custos, Administração geral, marketing, produção, design, negócios/comex, RH, PROGRAMA DE SUCESSÃO EMPRESARIAL Ações de Negócios (Feiras, Rodadas e Novas ações) Consultorias em custos, Administração geral, marketing, produção, design, negócios/comex – Programa de Qualidade Total Pesquisa de comportamento do consumidor e mapeamento de mercado nacional e Internacional Curso Superior em Gestão Estratégica de indústria de calçados Ações de fortalecimento de lideranças, empreendedorismo, cooperação Ações de Negócios (mercado Nacional e Internacional) – Feiras, Rodada de Negócios – Projeto junto a APEX Retroalimentação do Processo Seminário de Moda, Tendências, Design Curso técnico de calçados Formação de Novos consultores – Projeto Finep/ Ufscar/Fatec Consultorias em custos, Administração geral, marketing, produção, design, negócios/comex Programas específicos Participação na Francal, Couromoda Visita técnica Itália, Sul, Birigui, Franca Ações de fortalecimento de lideranças e empreendedorismo – POLÍTICAS PÚBLICAS Programa de benefícios para funcionários – creches, etc Aproximação junto a Abicalçados /APEX CARTILHA DO EMPRESÁRIO REUNIÕES SEMANAIS - Formação do Comitê Gestor Programa de redução de energia

24 Bancas - Curto prazo (DEZ/04)Médio prazo (DEZ 05)Longo prazo (06/07) Estruturação das instituições/consultores para atendimento as empresas Consultorias/cursos de produção e Qualidade, custos, Administração geral, Cooperação para prestação de serviços Consultorias/cursos de produção e Qualidade, custos, Administração geral, Criatividade, Ações de fortalecimento de lideranças e empreendedorismo Incubadora de Bancas Ações de fortalecimento de lideranças, empreendedorismo e cooperação Saber, Líder, Liderar, Jogos Cooperativos CARTILHA DO EMPRESÁRIO – ADMNISTRAÇÃO DE BANCAS Consultorias/cursos de produção e Qualidade, Visita técnica Franca, Francal, Couromoda, Birigui, PROFISSIONALIZAÇÃO DAS BANCAS Reuniões SemanaisCurso técnico de calçados / bancas Ações junto ao BANCO DO POVO Forma de atuação com cada cliente – INDUSTRIA

25 Componentes - Curto prazo (DEZ/05) Médio prazo (DEZ 05)Longo prazo (06/07 Estruturação das instituições/consultores para atendimento as empresas – VIA CCDM Consultorias/cursos de produção, novos equipamentos, materiais, administração geral Adensamento da cadeia produtiva Consultoria de materiais via CCDM – INOVAÇÃO/NOVOS EQUIPAMENTOS Visita técnica a Feira Linea Pelle Consultoria de produção e QualidadeAções de fortalecimento de lideranças, empreendedorismo e cooperação Programas de redução de energia Mudança no Estatuto do Sindicalçados para aglutinação dos fornecedores Programa de Qualidade Total Reuniões SemanaisProjetos de reutilização de resíduos Forma de atuação com cada cliente – INDUSTRIA

26 Curto prazo (DEZ/04)Médio prazo (DEZ 05)Longo prazo Estruturação das instituições/consultores para atendimento as empresas - Senac Consultorias/cursos na área de varejoPrograma de Turismo Receptivo Visita técnica ao Senac ModasPrograma de planejamento estratégico dos shoppings Eventos de Moda Oficinas de atendimento/vitrinismo para fortalecimento do Atendimento Ações de fortalecimento de lideranças, empreendedorismo e cooperação Reuniões SemanaisEventos de Moda Forma de atuação com cada cliente – INDUSTRIA

27 Gestão ambiental - Curto prazo (DEZ/04) Médio prazo (DEZ 05)Longo prazo Estruturação das instituições/consultores para atendimento as empresas Buga / Jozhael Implementação de centro de Transbordo e reciclagem de resíduos com INCLUSÃO SOCIAL Complementar e implantar processos de separação do cromo e couro gerando colágeno para revenda para revenda a indústria de cosmético e cromo para indústrias em geral Divulgação do plano de gestão ambiental buscando a sensibilização das autoridades e empresários Estudos de alternativas para destinação/venda de resíduos Estudo de alternativas de tecnologia de produção limpa CARTILHA SOBRE RESPONSABILIDADES (divulgação e procedimentos para atendimentos da resolução do CONAMA 313 – Inventário de resíduos sólidos) Implementação de IS nas empresas Mudança na logística de coleta e regularização da remessa de resíduos para aterro legalizado – CADRI e análise coletiva Forma de atuação com cada cliente – INDUSTRIA

28 Centro de Inteligência - Curto prazo (DEZ/04) Médio prazo (DEZ 05)Longo prazo Definição do Gestor LocalTreinamento de gestores do Centro de Inteligência Elaboração de Vitrine no PortalCursos aos empresários sobre ferramentas de gestão da produção Modificação no sistema de busca do guia de fontes de informação Renovação do convênio com a Finep para operação do Centro Benchmarking em empresas de São João Batista Elaboração do manual de Inteligência competitiva Levantamento de necessidades para respostas técnicas Forma de atuação com cada cliente – INDUSTRIA

29 Fortalecimento da estrutura do Sindicalçados Curto prazo (DEZ/04) Médio prazo (DEZ 05)Longo prazo Contratação de empresa para gerenciar o projeto junto ao APL Contratação de consultor especializado em O&M para reestruturação do Sindicalçados Convênio para viabilização da nova estrutura física do Sindicalçados Estruturação das instituições/consultores para atendimento as empresas Convênio junto a Abicalçados e Apex para ações de promoção & Negócios Renovação de convênio para continuidade do Programa Programa de fortalecimento de lideranças e cooperação Renovação de convênio para continuidade do Centro de Inteligência Parcerias para aumento do quadro de funcionários Visita técnica ao Sul, Birigui para conhecimento dos Sindicatos e parceiros do setor Forma de atuação com cada cliente – INDUSTRIA

30 Artesanato - Curto prazo (DEZ/04) Médio prazo (DEZ 05)Longo prazo Aproximação das artesãs de produtos de resíduos de couro junto as empresas para aquisição de resíduo Programa de Comercialização de Artesanato em Couro Programa Sebrae/SP de Artesanato Programa de Comercialização de Artesanato em Couro Formalização da Associação de Artesãs Forma de atuação com cada cliente – INDUSTRIA

31 Turismo - Curto prazo (DEZ/04)Médio prazo (DEZ 05)Longo prazo Aproximação do Shopping a rede Hoteleira para criação de programa de receptivo Programa Instituto de Hospitalidade – hotéis Implantação do PDTR – Programa de Desenvolvimento do Turismo Receptivo com Foco em Compras, Cultural, Religioso, Rural Programa PAS – Alimentos seguros – restaurantes, bares, lanches Implantação do PDTR – Programa de Desenvolvimento do Turismo Receptivo com Foco em Compras, Cultural, Religioso, Rural Forma de atuação com cada cliente – INDUSTRIA

32 PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU Forma de atuação Comitê gestor Acompanha as ações Dispara necessidades Delibera sobre as ações Representa o programa Empresa Gestora /Apoio e implementação INTERNA(PARCEIRO LOCAL) (Mercado, Negócios e Eventos) (Tecnologia, Qualidade e Produtividade) (gestão empresarial, empreendedora, liderança, associativismo ) EXTERNA(PARCEIRO LOCAL) Consultorias terceirizadas (mercado, negócios, tecnologia, gestão) Meio Ambiente Centro Inteligência

33 Ações de Informação Formação Negócios Método (grupo fechado) Intervenções individuais (equipes de consultores) Ações coletivas somente para o grupo Ações abertas para toda comunidade Forma de atuação junto às áreas estratégicas Grupo único, ações individuais e coletivas respeitando estágios de desenvolvimento das indústrias PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

34 CONSULTORIA ABERTA SOLICITAÇÃO DO EMPRESÁRIO OU DO CONSULTOR AGENDA DO CONSULTOR EXECUÇÃO DA AÇÃO AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO Atendimento pontual nas áreas de: - Marketing e mercado - Produção - Gestão empresarial - Design e desenvolvimento de produto PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

35 Plano de atendimento individual Saber as necessidades Aplicar indicadores Execução das ações Métodos e Instrumentos para acompanhamento Aplicar indicadores Gerar Novo plano Saber novas necessidades Ações de correção avaliação Construção Plano de Atendimento individual Ações de correção CONSULTORIA FECHADA – INDIVIDUAL E COLETIVA

36 Projetos Priorizados PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

37 FORTALECIMENTO DA ESTRUTURA DO SINDICATO Objetivo 1: Adequação da estrutura organizacional Resultados esperados: Sindicalçados estruturado para atender as necessidades do Pólo Calçadista Objetivo 2: fortalecimento das lideranças locais Resultados esperados: empresários preparados para atuar na gestão da Entidade gerando resultados positivos para o Pólo Objetivo 3: Fortalecimento Institucional do Pólo Resultados esperados: Fortalecimento do comportamento e da cultura da População local quanto a importância do Pólo Calçadista para a região Orientação Empresarial Educação Comércio Internacional PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

38 Mercado Objetivo 1: planejamento estratégico do Pólo Resultados esperados: Definição de posicionamento estratégico, estratégias de produto, preço, promoção (comunicação e marketing) e distribuição e estabelecimento de metas de vendas, lucro e mercado Análise de mercados potenciais – Asiático, Europeu, ALCA Pesquisa do comportamento do consumidor e identificação dos produtos de interesse do consumidor Estudos Setoriais Conhecer ações semelhantes dos outros pólos Orientação Empresarial Educação Comércio Internacional PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

39 Mercado Objetivo 2: Compras, Vendas e Comercialização Resultados esperados: empresários preparados para atuar no mercado de forma competitiva de acordo com posicionamento estratégico, Abertura de novos mercados, manutenção de mercados atuais, Vendas, Lucro, participação de mercado Definição de Estratégias de Vendas Rodas de Negócios – Feiras e Eventos - Projetos Comprador/Vendedor Programa de Internacionalização das empresas Central de compras e vendas em conjunto Projeto APEX (Internacionalização de empresas) Logística e Distribuição Orientação Empresarial Educação Comércio Internacional PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

40 Mercado Objetivo 3: Fortalecimento institucional do Pólo Resultados esperados: Polo Calçadista de Jau legitimado e reconhecido como Capital do Calçado Feminino Orientação Empresarial Educação Comércio Internacional PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

41 Objetivo 1: Estudo da atividade Empresarial (Administração geral, finanças, mkt, produção, RH) Resultados Esperados: Obter conhecimento geral da atividade empresarial (foco indústria de calçados) Conhecer as necessidades educacionais dos empresários Criar padrões de referência para gestão empresarial Elaborar Cartilha de Orientação sobre a atividade Empresarial Gestão empresarial, empreendedorismo, liderança, ações cooperativas PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

42 Objetivo2: Desenvolvimento de Programa de Educação Continuada para especialização em gestão empresarial (nacional e internacional) Desenvolver produtos/programas específicos para o Pólo Calçadista de Jau composto por consultorias, oficinas, treinamentos, cartilhas (Saiba Mais). Programa de internacionalização de empresas Verificar modelo do Rio Grande do Sul entre Sebrae/SP e Fundação Getúlio Vargas Objetivo 3: fortalecimento das lideranças locais Resultados esperados: empresários preparados para atuar na gestão da Entidade gerando resultados positivos para o Pólo Gestão empresarial, empreendedorismo, liderança, ações cooperativas PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

43 Resumo : Até o momento foram disponibilizados cursos e treinamentos pontuais para o setor nas áreas de Finanças; Empreendedorismo; Planejamento, programação e controle da Produção e de Planejamento estratégico. O Estudo da Atividade Empresarial, que ainda está em fase de desenvolvimento, dará subsídios para montar um programa educacional seqüencial e a cartilha do empresário. Dentro das ações previstas no plano ainda faltam desenvolver ou finalizar: 1. O Estudo da Atividade Empresarial 2. As ações de Vendas para o Setor 3. O programa educacional em função das necessidades identificadas no Estudo 4. A cartilha do empresário 5. A universidade do Calçado 6. Parceria com a FGV 7. Programas que atuem com a ATITUDE das pessoas ( IDEAL, EMPRETEC, ETC) Obs. O gestor que está acompanhando o Estudo da Atividade Empresarial é o Samuel. Gestão empresarial, empreendedorismo, liderança, ações cooperativas PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

44 Produto, Tecnologia, produtividade, qualidade Objetivo1: consultoria tecnológica (individual e coletiva) - Produção trabalhar gargalos do processo produtivo através de um método definido Objetivo 2 - PPCP (planejamento, programação e controle da produção) Desenvolvimento de sistema com banco de dados relacional para administrar as áreas da indústria de calçados e gerar O&M Objetivo3: PPCP (planejamento, programação e controle da produção) Elaboração de curso de PPCP - nivelar conceitos e padronizar procedimentos tecnológicos do Pólo Objetivo4 – Sistema de Gestão da Qualidade Resultados: Padronizar a sistemática da gestão de processos e pessoas para garantia da qualidade do produto e dos processos. Objetivo5: Auditoria de Produto – Certificação do Produto Resultados: Criar certificação de produto e selo (conforto ou qualidade) Tecnologia PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

45 Produto, Tecnologia, produtividade, qualidade Objetivo 6: Treinamento de mão de obra Resultados: Mão de obra qualificada para produção de calçados Recursos: Senai – Fiesp – FINEP - Extencionistas – RAEH Objetivo 7: Informações, conhecimento, Crédito, Transferência de tecnologias Criação de comitê tecnológico - Implantação do projeto FINEP – CIESP/IPT/UFSCAR Objetivo 8: Prospectar equipamentos e formas de financiamentos para fabricação de calçados Resultados: Atualização do parque tecnológico do Pólo Recursos: Busca de informações e transferência de tecnologia – Missões Empresariais – Sebrae/SP – Executor: Sebrae/SP, Senai, IPT, Ufscar – contrapartida: n/c Articulação com instituições financeiras e levantamento de políticas públicas: Sebrae/SP, SENAI, IPT, UFSCAR, FIESP, SECRETARIA DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, MDIC Tecnologia PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

46 Moda, Design, Objetivo 1: Desenvolvimento de Moda Resultados: Produtos competitivos com maior valor agregado, Pesquisa de Moda e Materiais Objetivo 2: Desenvolvimento de design Resultados: Produtos competitivos com maior valor agregado PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

47 Resíduo do couro e adensamento Objetivo 1: Adensamento da Cadeia Produtiva Resultados: Aproximação de fornecedores (materiais) do Pólo calçadista para redução do custo do produto Objetivo 2: MEIO AMBIENTE - resíduos do setor calçadista Resultados: Reaproveitamento e correção no uso do resíduo do couro PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU

48 Busca de Excelência em Gestão de Pessoas Objetivo1: Sistema de valorização do profissional do setor calçadista Resultados esperados: formação de time de trabalho valorizando o Pólo Calçadista - Benefícios, estrutura Criar cultura de cooperação e comprometimento entre os envolvidos do Polo Objetivo 2: Desenvolvimento Empresarial dos prestadores de serviços Resultados esperados: Prestadores de serviços competentes e comprometidos com o fortalecimento do Pólo – projeto idêntico para o dono da indústria atacando tecnologia, gestão e mercado Orientação Empresarial Educação Comércio Internacional PROGRAMA SETOR CALÇADISTA DE JAU


Carregar ppt "PROGRAMA SEBRAE/SP PARA APL´S ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS aglomerações de empresas, mesmo território, especialização produtiva vínculos de articulação,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google