A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso de Capacitação em PI para Gestores de Tecnologia Módulo Avançado

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso de Capacitação em PI para Gestores de Tecnologia Módulo Avançado"— Transcrição da apresentação:

1 Curso de Capacitação em PI para Gestores de Tecnologia Módulo Avançado
Informação Tecnológica - Prospecção Tecnológica - Zea Duque Vieira Luna Mayerhoff Curitiba/PR Novembro

2 Prospecção Tecnológica
Histórico Técnicas de prospecção existem desde 1950  Ex. forecasting 2ª metade da década de 80  mudanças políticas, econômicas e tecnológicas no cenário mundial destacam a importância e a necessidade da articulação entre CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO. “O futuro se constrói a partir do presente” As metodologias, métodos, técnicas e ferramentas hoje empregados são, relativamente, recentes e vêm passando por processo constante de mudanças e adaptações às novas necessidades.

3 Prospecção Tecnológica
Definições Incorporação de informação ao processo de gestão tecnológica, buscando predizer possíveis estados futuros da tecnologia ou condições que afetam sua contribuição para as metas estabelecidas. São tentativas sistemáticas para observar , a longo prazo, o futuro da ciência, da tecnologia, da economia e da sociedade, com o objetivo de identificar as tecnologias emergentes que, provavelmente, produzirão os maiores benefícios econômicos e sociais.

4 Prospecção Tecnológica
Objetivos e Potenciais Benefícios Entender as forças que orientam o futuro. Antecipar e entender o percurso das mudanças. Subsidiar/orientar o processo de tomada de decisão em ciência, tecnologia e inovação. Subsidiar decisões relativas ao estabelecimento de prioridades em P&D, gestão de risco das inovações tecnológicas, melhoria da competitividade tecnológica de produtos e processos.

5 Prospecção Tecnológica
Objetivos e Potenciais Benefícios Organizar sistemas de inovação que correspondem aos interesses da sociedade  identificar as oportunidades e necessidades mais relevantes para a pesquisa no futuro. Promover de canais e linguagens comuns para a circulação de informação e conhecimento estratégico para a inovação

6 Prospecção Tecnológica
Termos Empregados como Sinônimos Forecasting Foresight Future Studies Futuribles Technology Watch Vigilância Tecnológica Prospectiva Technology Assessment

7 Prospecção Tecnológica
Os métodos e técnicas de prospecção podem ser classificados em: hard - quantitativos, empíricos ou númericos soft – qualitativos, baseados em julgamentos ou refletindo conhecimentos tácitos OU normativos – percepção da necessidade futura exploratórios – extrapolação das capacidades tecnológicas correntes

8 Prospecção Tecnológica
...OU AINDA em Criatividade – brainstorming Métodos Descritivos & Matrizes – Exs. análise de risco e roadmapping Opinião de Especialistas – Ex. método Delphi Modelagem & Simulação – Ex. análise de impacto cruzado Cenários – Ex. simulação de cenários

9 Prospecção Tecnológica Esta última classificação é a mais recente
Análise de Tendências Sistemas de Avaliação e Decisão – Ex. análise de custo-benefício Métodos Estatísticos – Ex. análise de patentes Monitoramento & Sistemas de Inteligência – Ex. análise de patentes Esta última classificação é a mais recente

10 Prospecção Tecnológica
Os estudos de prospecção tecnológica envolvem o uso simultâneo de diferentes técnicas e métodos quantitativos e qualitativos, dado que nenhum deles é capaz de, sozinho, atender às necessidades em questão. métodos quantitativos – requerem séries históricas confiáveis ou dados padronizados; métodos qualitativos – são vulneráveis à limitação do conhecimento de especialistas, suas preferências e parcialidades. Não há uma fórmula pronta para metodologias de prospecção tecnológica.

11 Prospecção Tecnológica
A seleção das técnicas e métodos a serem empregados em um estudo de prospecção dependerá: da área de conhecimento em questão; da aplicação da tecnologia no contexto regional ou local, governamental ou empresarial; da abrangência do estudo; do tempo disponível; do custo etc.

12 Estudos de Prospecção Tecnológica
Análise de Patentes em Estudos de Prospecção Tecnológica Baseia-se no pressuposto:  do interesse por novas tecnologias  da atividade de P&D  do nº de depósitos de patente Presume que é possível identificar novas tecnologias pela análise de pedidos de patente em determinados campos tecnológicos. Os resultados são, na maioria das vezes, quantitativos, mas seu uso no processo decisório baseia-se em avaliações qualitativas.

13 Estudos de Prospecção Tecnológica
Análise de Patentes em Estudos de Prospecção Tecnológica Tipos de Levantamentos Possíveis mapeamento da evolução de tecnologias; identificação de novos mercados; identificação de tecnologias emergentes; previsão de novos produtos; definição de potenciais rotas para aperfeiçoamentos em produtos e processos existentes; rastreamento de capacitação tecnológica; monitoramento de concorrentes; identificação de fontes de licenciamento etc.

14 Busca de Patentes - Revisão
Limitação da busca  Fase de sigilo dos documentos. Qualquer base de dados ou ferramenta de busca utilizada vai recuperar apenas documentos que já tenham sido publicados. Tipos de bases de dados: CD-ROM - Alguns importantes escritórios possuem sua base de patentes em CD-ROM e DVD  Ex. Escritório Europeu de Patentes bases eletrônicas gratuitas  fácil acesso base brasileira de patentes – INPI (www.inpi.gov.br) - ep.espacenet.com USPTO –

15 Busca de Patentes - Revisão
CD-ROM do Escritório Europeu de Patentes - Espace Access Produto oferecido pelo Escritório Europeu de Patentes (EPO) - CD-ROM-semanal e DVD-anual, com informações bibliográficas e resumos de documentos de patente depositados no EPO e via PCT (WO) a partir de 1978. As atualizações também podem ser importadas semanalmente a partir do site da EPO para os assinantes. Assinatura anual: 150 euros (

16 Levantamento Estatístico a partir do Espace-Access
Ex. Determinar a quantidade de documentos depositados via PCT, publicados no mês de junho de 2006, por país de prioridade. estratégia Clicar em consultar

17 Formato de exportação dos dados
Levantamento Estatístico a partir do Espace-Access Consultar os resultados e fazer download dos países de prioridade. Campos pré-selecionados para exibição Formato de exportação dos dados

18 Levantamento Estatístico a partir do Espace-Access
Abrir o arquivo no Excel®, transformando o texto em colunas. @ = utilizado para separar os campos

19 Levantamento Estatístico a partir do Espace-Access
@ = utilizado para separar os campos

20 Levantamento Estatístico a partir do Espace-Access
Ordenar a coluna dos países de prioridade.

21 Levantamento Estatístico a partir do Espace-Access
Dividir a coluna de países e números de prioridade, isolando somente os códigos dos países.

22 Argentina não é membro do PCT
Levantamento Estatístico a partir do Espace-Access Elaborar a tabela e o gráfico com os resultados. A Argentina não é um país membro do PCT, mas consultando os documentos com prioridade AR, podemos ver que um dos depositantes tem nacionalidade diferente da argentina e o pedido foi depositado em um país membro Argentina não é membro do PCT

23 Obs.: Consultando um dos documentos 4 com prioridade AR, observa-se que um dos depositantes tem a nacionalidade de um dos países-membros e o pedido foi depositado em uma organização (EP) membro do PCT. O depositante argentino fez parceria com outro para se utilizar dos benefícios do PCT.

24 Levantamento Estatístico a partir do Espace-Access
Dos documentos selecionados anteriormente, obter dados dos documentos com prioridade BR. Nova estratégia Clicar em consultar

25 Levantamento Estatístico a partir do Espace-Access
Consultar os resultados e fazer download, dos campos de interesse.

26 Levantamento Estatístico a partir do Espace-Access
Documentos WO com prioridade BR  conhecer os mercados estrangeiros que interessam a detentores brasileiros de tecnologia, os depositantes e inventores envolvidos, a existência de parcerias etc.

27 Busca de Patentes - Revisão
Limitação da busca  Fase de sigilo dos documentos. Qualquer base de dados ou ferramenta de busca utilizada vai recuperar apenas documentos que já tenham sido publicados. Tipos de bases de dados: CD-ROM - Alguns importantes escritórios possuem sua base de patentes em CD-ROM e DVD  Ex. Escritório Europeu de Patentes bases eletrônicas gratuitas  fácil acesso base brasileira de patentes – INPI (www.inpi.gov.br) - ep.espacenet.com USPTO –

28 Base de Patentes do INPI - www.inpi.gov.br
restrita a documentos depositados no Brasil e com data de publicação a partir de 1992; fornece somente os dados bibliográficos dos pedidos  folha de rosto digitalizada para alguns documentos; apresenta relatório de andamento dos processos, com os despachos já publicados; busca por diversos campos bibliográficos; busca por palavras-chave em português; Operador de truncagem de termos  *; Operadores booleanos  AND, OR e AND NOT

29

30 Busca de Patentes - Revisão
Limitação da busca  Fase de sigilo dos documentos. Qualquer base de dados ou ferramenta de busca utilizada vai recuperar apenas documentos que já tenham sido publicados. Tipos de bases de dados: CD-ROM - Alguns importantes escritórios possuem sua base de patentes em CD-ROM e DVD  Ex. Escritório Europeu de Patentes bases eletrônicas gratuitas  fácil acesso base brasileira de patentes – INPI (www.inpi.gov.br) - ep.espacenet.com USPTO –

31 Escritório Europeu de Patentes – ep.espacenet.com
Acesso a dados bibliográficos de documentos do escritório europeu e de mais de 70 países; Alguns documentos completos, em formato pdf; 10 campos de busca específicos; palavras-chave em inglês; Até 4 termos de busca por campo; Truncagem (*, ? e #) e operadores lógicos (AND, OR e NOT);

32 Escritório Europeu de Patentes – ep.espacenet.com
Acesso a até 500 registros encontrados na busca Muitos documentos disponíveis em formato PDF Muitos documentos com relatório descritivo e reivindicações em formato HTML (facilita a localização dos termos buscados) Acesso à família de patentes dos documentos Apresenta o andamento do pedido nos países

33

34

35 Conteúdo das Bases do Esp@acenet®
3 Bases distintas: Base Worlwide - Dados bibliográficos de documentos do escritório europeu e de mais de 70 países diferentes Base de documentos EP - Documentos mais recentes; indexação mais rápida (no dia da publicação) Base de documentos WIPO - Documentos PCT (WO) mais recentes; indexação mais rápida (duas semanas após a publicação)

36 * - nº ilimitado de caracteres
? – 0 ou 1 caracter # - somente 1 caracter


Carregar ppt "Curso de Capacitação em PI para Gestores de Tecnologia Módulo Avançado"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google