A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 1 Identificando Transformações Industriais Por Meio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 1 Identificando Transformações Industriais Por Meio."— Transcrição da apresentação:

1 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 1 Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas de Cluster Francisco Rosário, Dr. GPSAIC - IE/UFRJ GAIN - FEAC/UFAL

2 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 2 Identificando transformações... l O uso da análise de aglomerados (cluster analysis) vem sendo um artifício interessante para investigar a estrutura da concorrência dentro de uma indústria (PORTER, 1979; HARRIGAN, 1985; KANIOVSKI; PENEDER, 2002; PENEDER, 2007); l A literatura que trata da agroindústria sucroalcooleira preconiza a grande heterogeneidade entre as firmas dessa indústria (VIAN, 2002; MORAES, 2000; RAMOS, 2002) l é importante discriminar os grupos dentro da indústria para melhor compreender as transformações ocorridas.

3 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 3 O que é Cluster Analysis? l Esta técnica estatística agrupa informações homogêneas de grupos heterogêneos entre os demais e aponta o item que melhor representa cada grupo, permitindo, desta forma, que consigamos perceber a característica de cada grupo. Distâncias Inter- cluster são maximizadas Distâncias Intra- cluster são minimizadas

4 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 4 Combinando Clusters e Variância Tecnologia utilizada Tamanho + + + + + + + + + + + t + + + + + + + + + + + + t + + + + + + + + + + + + + Variância entre clusters/ano 1996/97/98 1999/00/01 2004/05/06 Anos de Safra A análise de variância irá verificar o efeito ano na variabilidade dentro dos clusters e testará se os clusters, ao longo do tempo, mantiveram suas características.

5 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 5 Preparação da Base de Dados l A Base foi construída com uma combinação de dados de usinas oriundos do Anuário da Cana e dos dados da UNICA; l Os dados cobriram 10 anos de safra, entre 1996 e 2006, e foram tratados inicialmente com uma média móvel a cada 3 anos; l As variáveis para cada usina corresponderam a: –volume em tonelada de cana moída (CANAT) –Produção de açúcar e álcool convertida em açúcares redutores totais (ART) –uma proxy para a escala mínima eficiente da planta a partir da razão entre a mediana da distribuição dos tamanhos da indústria e o total de produção da indústria em cada safra específica (especificadas em Weiss (1963); Caves; Shirazi-Khalilzadeh; Porter (1975) e Davies (1980) l Foi realizado um procedimento para retirada dos outliers e para homogeneização dos dados com log n.

6 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 6 Heterogeneidade Produtiva (1) Fonte: elaborado pelo autor, a partir dos dados do Anuário da Cana Escala Mínima Eficiente das Usinas do CS (1996 – 2006)

7 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 7 Fonte: dados do IBGE – Pesquisa Industrial Anual e MAPA. Heterogeneidade Produtiva (2)

8 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 8 Taxonomia de Usinas na Agroindústria Sucroalcooleira CategoriaCaracterísticas centrais Empresas marginais Pequena escala de esmagamento; Crescimento da produção; Decréscimo da produtividade na planta industrial; Desvantagem em custos. Empresas quase-marginais Volume de esmagamento ligeiramente abaixo da escala mínima eficiente; Crescimento da produção; Produtividade estável na planta industrial; Vantagens em custos frente as empresas menores, mas desvantagens frente as empresas médias e progressistas. Empresas médias Escala de esmagamento acima da EME; Crescimento instável da produção Crescimento da produtividade da planta industrial; Vantagens em custos. Empresas progressistas Maiores em escala de esmagamento da indústria; Crescimento instável da produção; Crescimento da produtividade na planta industrial; Vantagens em custos.

9 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 9 l A unidade de análise são as usinas (plantas industriais), pois em função da pouca concentração e da existência de muitas usinas independentes a análise não foi prejudicada. l Os agrupamentos oriundos da taxonomia podem ser considerados grupos estratégicos e são resultado da desconcentração da indústria. l verificou-se que os grupos de empresas marginais e quase-marginais são os mais vulneráveis, em função das desvantagens de custo no momento em que a indústria está crescendo. l as empresas quase-marginais são especializadas em na produção de açúcar, não diversificando a produção de modo mais intenso como as empresas maiores. l As empresas médias e as empresas progressistas estão apresentando uma conduta mais proativa e com isso sustentam a tendência de consolidação da indústria, com o crescimento da produção e o aprofundamento da diversificação e verticalização da produção. Taxonomia de Usinas na Agroindústria Sucroalcooleira

10 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 10 l A escala mínima eficiente, calculada pela mediana, indica que a implantação das plantas grandes ainda não está influenciando na estrutura da indústria. l Existe um limite de custos para o tamanho das plantas, principalmente em função do transporte da matéria-prima e isso está limitando os ganhos tecnológicos nos processos de produção. l A estratégia dos grandes grupos sucroalcooleiros para reduzir essa limitação é possuir várias plantas de menor porte dentro de um espaço geográfico definido e próximo. Taxonomia de Usinas na Agroindústria Sucroalcooleira

11 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 11 Taxonomia e Padrão Competitivo l o padrão competitivo é que a indústria concorre de um lado por aumentos de escala na produção e por outro por incrementos tecnológicos que permitam as empresas aprofundar a diversificação produtiva. l Mas, a escala eficiente mediana das plantas industrias entre 1996 a 2006 mantiveram-se estáveis em 0,35% do produto da indústria, indicando que a despeito do aumento da demanda existe limitações no crescimento das firmas para se antecipar a essa demanda - reação. l o principal vetor de competitividade dessa agroindústria é a diversificação produtiva das empresas progressistas. l Mas existe, em boa parte da indústria, a dependência do açúcar bruto (VHP) para exportação, implicando que essas empresas irão operar ao sabor dos preços relativos e isso pode levar a desajustes na oferta como em épocas passadas. l Para reduzir a volatilidade de seus mercados, as empresas marginais e quase-marginais recorrem a cooperativas e grupos de comercialização, conseguindo assim operar com contratos futuros e tentar manter suas receitas e sobrevivência no tempo.

12 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 12 l Agenda Futura de pesquisa com essa metodologia na direção de descrever a competitividade setorial: –Trabalhar os grupos de empresas e verificar se o comportamento encontrado é o mesmo; –Realizar uma pesquisa com dados primários e ampliar as variáveis pesquisadas e verificar a conformação da taxonomia de empresas; –Decompor os indicadores de tecnologia (idade do maquinário, nível de formação da mão-de-obra, novos processos, investimento em melhorias e novas máquinas, etc.), verificar as taxonomias observadas a partir da tecnologia e correlacionar com a produtividade de cada planta. Dificuldades encontradas e agenda futura

13 Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 13 OBRIGADO. Francisco Rosário chicorosario@gmail.com chicorosario@feac.ufal.br


Carregar ppt "Francisco Rosário, Dr. Identificando Transformações Industriais Por Meio Das Estatísticas De Cluster 1 Identificando Transformações Industriais Por Meio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google