A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ROSALINA BURGOS PARQUES URBANOS NA METRÓPOLE PAULISTANA: CONFLITOS SOCIOESPACIAIS NO USO DE EPAÇO PÚBLICOS EM ÁREAS RESIDENCIAIS SEGREGADAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ROSALINA BURGOS PARQUES URBANOS NA METRÓPOLE PAULISTANA: CONFLITOS SOCIOESPACIAIS NO USO DE EPAÇO PÚBLICOS EM ÁREAS RESIDENCIAIS SEGREGADAS."— Transcrição da apresentação:

1 ROSALINA BURGOS PARQUES URBANOS NA METRÓPOLE PAULISTANA: CONFLITOS SOCIOESPACIAIS NO USO DE EPAÇO PÚBLICOS EM ÁREAS RESIDENCIAIS SEGREGADAS

2 DESVENDAR A METRÓPOLE PAULISTANA O TEMA PARQUES URBANOS PROPORCIONA UM ENTENDIMENTO DO PROCESSO DE URBANIZAÇÃO SOB O PONTO DE VISTA DA SOCIEDADE E DA NATUREZA REVELA A PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO COM SEUS CONFLITOS, LIMITES E POSSIBILIDADES DE PRODUÇÃO, APROPRIAÇÃO E USO DOS PARQUES URBANOS

3 CONFLITOS SOCIOESPACIAIS OS TERMOS PÚBLICO, PRIVADO, SEGREGAÇÃO MOSTRAM A SITUAÇÃO DE CONFLITO INSTAURADA JÁ DESDE A PRODUÇÃO DO PARQUE URBANO - MUITAS VEZES OS INTERESSES POLÍTICOS E PRIVADOS NÃO COMBINAM COM AS ANSIEDADES DE QUEM VAI UTILIZAR O PARQUE SENDO ASSIM O PARQUE URBANO NÃO SE REALIZA COMPLETAMENTE COMO ESPAÇO PÚBLICO

4 ATRAVÉS DE AÇÕES ESTRATÉGICAS OS INTERESSES PRIVADOS DITAM CAMINHOS, FLUXOS, COMPORTAMENTOS E LIMITES PARA QUEM VAI UTILIZAR O PARQUE URBANO COM A SEPARAÇÃO DOS LUGARES A EXPRESSÃO DESAPARECE E SE ESTABELECEM SIGNOS DE SEPARAÇÃO (LEFEBVRE, HENRI, A REVOLUÇÃO URBANA, UFMG, 2002)

5 NO CONTEXTO DE URBANIZAÇÃO O PARQUE PÚBLICO SE REALIZA DE FORMA INCOMPLETA POIS A SEGREGAÇÃO ESPACIAL PASSA A IMPOR LIMITES PARA O USO E APROPRIAÇÃO DESSES ESPAÇOS OS CONFLITOS REVELAM OS LIMITES DA REALIZAÇÃO PLENA DO ESPAÇO PARQUE POIS A SEGREGAÇÃO ESPACIAL FAZ PARTE DA ESSÊNCIA DESSE ESPAÇO.

6 RECONHECIDADMENTE EXISTE UMA TENDÊNCIA A HOMOGENIZAÇÃO ONDE SE CONVIVE COM AS DIFERENÇAS RECONHECENDO-SE OUTROS E IGUAIS MAS SEMPRE LIGADA AS CLASSES DETERMINADAS AS CLASSES AINDA DESPREZAM O OUTRO, O DIFERENTE, E MUITOS PARQUES PASSAM A SER MOEDAS DE TROCA NO MERCADO IMOBILIÁRIO VALORIZANDO ESPAÇOS COMO É O CASO DO PARQUE BURLE MARX OU DESVALORIZANDO O ENTORNO DEVIDO A SUA DEGRADAÇÃO COMO É O CASO DO PARQUE SANTA AMÁLIA

7 NESSA REALIDADE SURGEM SENTIMENTOS OPOSTOS EM RELAÇÃO AOS PARQUES, HÁ OS QUE AMAM MAS TAMBÉM OS QUE ODEIAM POIS ALGUNS PARQUES SE TORNARAM TERRITÓRIO DA MARGINALIZAÇÃO SOCIAL ONDE EXISTE VIOLÊNCIA E ABANDONO GENERALIZADO A SEGREGAÇÃO IMPOSTA AOS POBRES NA METRÓPOLE É O QUE COMPROMETE A APROPRIAÇÃO DOS PARQUES PARA A REALIZAÇÃO DA VIDA EM SEU SENTIDO MAIS PLENO.

8 OS PARQUES VEM SENDO VENDIDOS NO DISCURSO DO VERDE E DO MEIO AMBIENTE CONCLAMANDO NUM ESTILO DE VIDA DE MELHOR QUALIDADE PROMOVIDO POR UMA INDUSTRIA CULTURAL DE CORPOS ESCULPIDOS E ESTEREÓTIPOS DITADOS PELA MIDIA ESSA REALIDADE CONFLITA COM A DOS PARQUES QUE SÃO USADOS COMO PONTO DE VENDA E CONSUMO DE ENTORPECENTES, LOCAL DE REUNIÃO DE MARGINAIS NOS PARQUES DEGRADADOS

9 A PESQUISA EM QUESTÃO VISA DESCOBRIR QUEM SÃO OS ATORES SOCIAIS ENVOLVIDOS NA PRODUÇÃO E CONCEPÇÃ O DOS PARQUES QUAIS OS INTERESSES SOCIAIS, ECONÔMICOS E POLÍTICOS ENVOLVIDOS ALÉM DAS LEGISLAÇÕES URBANAS LIGADAS AO PROCESSO OS PARQUES ESTUDADOS FORAM ENTENDIDOS COMO PÚBLICOS E SEGREGADOS TANTO NO ENTORNO COMO NO CONTEÚDO DO PRÓPRIO PARQUE PARA A ESCOLHA FORAM ADOTADOS OS SEGUINTES CRITÉRIOS

10 1- A ORIGEM DAS TERRAS ONDE O PARQUE FOI IMPLANTADO, ALGUNS ESTÃO NOS CHAMADOS ESPAÇOS LIVRES DOS LOTEAMENTOS, OUTROS EM ÁREAS QUE FORAM DESAPROPRIADAS PELA PREFEITURA PARA SUA IMPLANTAÇÃO 2 - DIMENSÃO DO PARQUE: SEGUNDO KLIASS, A DIMENSÃO DO PARQUE O CLASSIFICA EM SETORIAL, DE BAIRRO OU DE VIZINHANÇA, OS CASOS ESTUDOS NA PESQUISA SÃO OS DOIS ÚLTIMOS POIS AS DIMENSÕES NÃO SÃO MUITO EXTENSAS E SEUS ATRATIVOS E ACESSIBILIDADE SÃO RESTRITOS

11 3 - O ENTORNO DO PARQUE, AS ÁREAS RESIDENCIAIS CONTIGUAS AO PARQUE MARCADAS PELA SEGREGAÇÃO ESPACIAL CARACTERIZADA SOBRETUDO PELO PADRÃO SOCIOECONÔMICO DOS QUE ALI RESIDEM 4 – A RELAÇÃO ENTRE O PARQUE E O ENTORNO ESPERA-SE QUE O PÚBLICO FREQUENTADOR SEJA COMPOSTO PELA PRÓPRIA POPULAÇÃODESSAS ÁREAS SEGREGADAS CONTIGUAS AO PARQUE 5- LOCALIZAÇÃO – PELO MENOS UM EM CADA ZONA DA CIDADE ( NORTE, SUL LESTE, OESTE)

12 ENTRE OS PARQUES ESCOLHIDOS ESTÃO O PARQUE SANTO DIAS PRÓXIMO A COHAB ADVENTISTA NO CAPÃO REDONDO E O PARQUE BURLE MARX, LOCALIZADO NO PANAMBY, EMPREENDIMENTO DE ALTO PADRÃO OS PADRÕES DE CRIAÇÃO E CONCEPÇÃO DESSES PARQUES ESTÃO DIRETAMENTE LIGADOS AO PADRÃO SOCIOECONOMICO DO ENTORNO, O BURLE MARX TEM REMANESCENTES DE MATA ATLÂNTICA E SERVE COMO ATRATIVO PARA A COMERCIALIZAÇÃO DO EMPREENDIMENTO

13 PARQUE BURLE MARX

14 FORMA ESTUDOS TAMBÉM OS PARQUES LUIS CARLOS PRESTES, NO BUTANTÃ, PARQUE JARDIM FELICIDADE, EM PIRITUBA, AMBOS INSTALADOS EM LOTEAMENTOS DO TIPO CIDADE JARDIM ESTANDO A SEGREGAÇÃO ESPACIAL PRESENTE DESDE A CONCEPÇÃO O PARQUE SANTÁ AMÉLIA, PROXIMO A COHAB ENCOSTA NORTE, REGIÃO DO ITAIM PAULISTA PODE SER COMPARADO AO PARQUE SANTO DIAS, NA PERIFERIA URBANA DA METRÓPOLE PAULISTANA

15

16 PARA O ESTUDO DE CASO FORAM OBSERVADOS ASPECTOS COMO: ONDE FICA O PARQUE, PARA QUEM FOI CONCEBIDO E QUEM DELES SE APROPRIA AINDA QUE EXISTAM PONTOS EM COMUNS CONSIDERADOS CONTEÚDOS UNIVERSAIS EM CADA UM FORAM IDENTIFICADAS PECULIARIDADES SEGUNDO AS DIFERENÇAS SOCIOESPACIAIS, OU SEJA CONFORME ONDE SE LOCALIZAM O PARQUE EXPRESSA SUAS DIFERENÇAS

17 OS CASOS MAIS REVELADORES SÃO O DO PARQUE BURLE MARX ONDE EXISTE UM ESPAÇO SEGREGADO PARA AS CLASSES MAIS ABASTADAS ONDE OBSERVAMOS O FENÔMENO DA AUTO SEGREGAÇÃO ONDE O PÚBLICO ESTÁ EM CONSTANTE CONFLITO COM OS INTERESSES PRIVADOS NO OUTRO EXTREMO OS PARQUE SANTO DIAS ( CAPÃO REDONDO) E SANTA AMÉLIA (ITAIM PAULISTA) – CONSTRUÍDOS PRÓXIMOS A CONJUNTOS HABITACIONAIS DESTINADOS A CLASSES POBRES - A SEGREGAÇÃO IMPOSTA, ONDE O PÚBLICO ESTÁ LIMITADO POR UMA SÉRIE DE CARÊNCIAS

18 PARQUE SANTA AMÉLIA

19 POR VEZES DURANTE A PESQUISA FORAM ENCONTRADOS MORADORES DE ALGUMAS ÁREAS MENOS FAVORECIDAS (CAPÃO REDONDO, CAMPO LIMPO, SANTO AMRARO E PARAISÓPOIS) NO BURLE MARX QUE ENFRENTARAM UMA GRANDE CAMINHADA UMA VEZ QUE NÃO HÁ TRANPORTE COLETIVO NESSE TRAJETO ARGUMENTANDO QUE O BURLE MARX É O MELHOR PARQUE MAIS PRÓXIMO DE SUA RESIDENCIA.

20 HISTORICAMENTE A PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO SEGREGADO PROMOVE CONTRASTES COMO OS CONDOMÍNIOS FECHADOS DE ALTO PADRÃO (VILLAGIO PANAMBY) COM A VIZINHA FAVELA DE PARAISÓPOLIS GERANDO UM DISSENSO SOBRE PARA QUEM É O PARQUE, UMA VEZ QUE SUA ÁREA FOI DOADA A PREFEITURA NA OCASIÃO DO LANÇAMENTO DO EMPREENDIMENTO

21 DESIGUALDADES NA REGIÃO DO PARQUE BURLE MARX

22 QUANDO É ENTREGUE A POPULAÇÃO E O MODO DE PRODUÇÃO CAPITALISTA FRAGMENTA ESSA EXPERIÊNCIA O INDIVIDUO TEM IMPEDIMENTO DE USAR O PARQUE COMO E O QUANTO GOSTARIA, GERANDO ASSIM UM USO DESEJÁVEL ÀS VEZES O PARQUE NÃO ATENDE AS EXPECTATIVAS POR PROBLEMAS DE MANUTENÇÃO OU POR ESTAR DESVALORIZADO NUM MUNDO MARCADO PELO CONSUMISMO ONDE UM SHOPPING ESTÁ A FRENTE DAS OPÇÕES DE LAZER EM RELAÇÃO A UM PARQUE, EXCETO NO CASO DO PÚBLICO DO BURLE MARX

23 ENTORNO PARQUE SANTO DIAS CAPÃO REDONDO

24 O PARQUE BURLE MARX É O QUE MAIS APRESENTA CONTRADIÇÕES, UMA VEZ QUE FOI CONCEBIDO PARA A ELITE QUE PODE PAGAR PARA VIVER NO ENTORNO, NEGA AO PÚBLICO PUBLICIZAR O DOMÍNIO PRIVADO ESTAR NELE NÃO SENDO SEU PÚBLICO ALVO É ESTAR SUJEITO A VIGILÂNCIA CONSTANTE, NESSE CONTEXTO O OUTRO, O DIFERENTE ATÉ VISITA O PARQUE MAS INSATISFEITO POIS NÃO TEM BRINQUEDOS SUFICIENTES, QUADRAS, LANCHONETES E TRANSPORTE PÚBLICO, UMA VEZ QUE O PÚBLICO ALVO USA MAIS O CARRO PARA IR ATÉ O PARQUE. MUITOS ENTREVISTADOS RELATAVAM CONSTRANGIMENTO EM ESTAR AO LADO DOS GRAO-FINOS

25 OBSERVANDO OS USUÁRIOS NO PARQUE BURLE MARX PERCEBE-SE QUE O PÚBLICO ALVOFICA NO GRAMADO COM OS BEBES E SUAS BABÁS ENQUANTOS OS OUTROS FICAM NO LAGO COM SUAS CRIANÇAS OBSERVANDO PEIXES E PATOS ESTA É A MANIFESTAÇÃO NUA E CRUA DA SEGREGAÇÃO DENTRO DO ESPAÇO URBANO PÚBLICO QUE DEVERIA TER O CONCEITO DE IGUALDADE MAS DEMOSNTRA COMO ESTÃO CLARAS AS DIFERENÇAS DENTRO DE UM MESMO ESPAÇO

26 PARQUE BURLE MARX USUÁRIOS E ENTORNO

27 AINDA QUE TENHA ESPAÇO DE ENVETOS PARA UM GRANDE NÚMERO DE PESSOAS ISSO NÃO ACONTECE NO PARQUE BURLE MARX PARA QUE ESTE SEJA MANTIDO COMO UM PARQUE CONTEMPLATIVO E ASSEGURE O CUMPRIMENTO DE SEU REGULAMENTO DE USO UM DOS TRECHOS CITA A PROIBIÇÃO DO INGRESSO DE PESSOAS QUE AGRIDAM A MORAL E OS BONS COSTUMES DO USUÁRIOS DO PARQUE, CERCEANDO A APROPRIAÇÃO QUE NÃO SEJA AQUELA DESEJADA

28 VANDALISMO NA SINALIZAÇÃO VISUAL DO PARQUE

29 NA MESMA REGIÃO DA CIDADE, NA REGIÃO DO CAPÃO REDONDO ESTÁ O PARQUE SANTO DIAS, SUA CONCEPÇÃO VISA ATENDER OS MORADORES DA COHAB ADVENTISTA, POPULAÇÃO QUE TEM AS MAIS DIVERSAS CARÊNCIAS POIS A COHAB ATENDEU A NECESSIDADE ELEMENTAR DA MORADIA MAS HÁ MUITAS QUESTÕES ALÉM DA CASA PROPRIA O PARQUE VEM COM UMA PROPOSTA DE SUPRIR UM POUCO DO VAZIO ENTRE VIVER E SOBREVIVER MAS SUA SITUAÇÃO ATUAL REVELA A PRESENÇA-AUSENTE DO ESTADO QUE NÃO INVESTE NA MELHORIA DESTES BENS PÚBLICOS

30 LOCALIZAÇÃO PARQUE SANTO DIAS

31 AO CONTRÁRIO DO PARQUE BURLE MARX NO PARQUE SANTO DIAS TEMOS EVENTOS MUSICAIS E O PROJETO NÃO VIOLÊNCIA, EU QUERO LAZER, A SECRETARIA DA SAÚDE TEM PARCERIAS COM A FACULDADE ADVENTISTA PARA ESTÁGIO DE ALUNOS DA SAÚDE NO PARQUE EM AÇÕES DESTINADAS AO PÚBLICO GERAL CRECHES, ESCOLAS PÚBLICAS USAM O PARQUE PARA PASSEIOS, O USO DO PLAYGROUND É INTENSIVO SENDO INSUFICIENTE PARA ATENDER A DEMANDA DE CRIANÇAS, MUITOS USUÁRIOS NÃO ACATAM A PESQUISA POIS PENSAM QUE PODE SER ALGUMA INTERVENÇAO NO USO QUE MANTEM DO PARQUE

32 ENTRE OS PARQUES ESTUDADOS O LUIS CARLOS PRESTES NO EXTREMO DA ZONA OESTE É O QUE TEM MENOR NÚMERO DE FREQUENTADORES, MUITOS DELES DIZEM IR TODOS OS DIAS PARA CORTAR CAMINHO ENTRE A RODOVIA RAPOSO TAVARES E A AV. ELISEU DE ALMEIDA MORADORES ANTIGOS RELATAM O AUMENTO DE PESSOAS ESTRANHAS NA REGIÃO, CASAIS DE NAMORADOS, TRIBOS URBANAS E USUÁRIOS DE DROGAS PULAM AS GRADES A NOITE, AS TORCIDAS RUMO AO ESTÁDIO DO MORUMBI TAMBÉM PERTUBAM A VIZINHANÇA O QUE TROUXE UM POSTO POLICIAL PARA O ACESSO.

33 PARQUE LUIS CARLOS PRESTES

34 OS FATOS CITADOS PELOS MORADORES TALVEZ EXPLIQUEM O GRANDE NÚMERO DE IMÓVEIS FECHADOS NA REGIÃO E O DESCOMPASSO ENTRE O VALOR DO IMÓVEL E A PROPOSTA DE LOTEAMENTO DE ALTO PADRÃO DO LANÇAMENTO NA DÉCADA DE 50 OS IMÓVEIS DA REGIÃO NA OPINIÃO DOS CORRETORES SÃO DIFÍCEIS DE COMERCIALIZAR POR SEREM GRANDES E TEREM UM VALOR MAIS ALTO DO QUE DESVALORIZAÇÃO DO LOCAL PODE OFERECER.

35 O PARQUE DO JARDIM FELICIDADE É O QUE MOSTROU MAIOR RECEPTIVIDADE POR SEUS USUÁRIOS, A MAIORIA DOS ENTREVISTADOS CONHECIA ALGO SOBRE SUA CRIAÇÃO EXISTEM GRUPOS DE USUÁRIOS QUE TEM FREQUENTEMENTE ENCONTROS DE LAZER AO CONTRARIO DO PARQUE SANTA AMÉLIA QUE A QUADRA DE BOCHA VIROU CANTEIRO POR FALTA DE USO NO JD. FELICIDADE ELA TEM MAIS DE 70 USUÁRIOS NO GRUPO DA TERCEIRA IDADE, FOI PERCEBIDO O ALTO ENVOLVIMENTO DOS USUÁRIOS COM O PARQUE

36 OS PARQUES URBANOS PESQUISADOS SÃO EXEMPLO DE SEGREGAÇÃO ESPACIAL NA CIDADE DE SÃO PAULO REVELANDO E NÃO SUPERANDO AS DIFERENÇAS IMPOSTAS PELA PRODUÇÃO CAPITALISTA DA CIDADE EMBORA SEJAM PARQUES PÚBLICOS SEMPRE ESTÃO LIGADOS A ESSA OU AQUELA CLASSE SOCIAL CRIANDO AFETO (E DESAFETOS) DE QUEM OS FRENQUENTA OU ESTÁ PRÓXIMO. OBRIGADA

37 Luis Robeto Foltran Junior, 37, Pedro Henrique R. Neves, 40, Maria Helena de Oliveira,


Carregar ppt "ROSALINA BURGOS PARQUES URBANOS NA METRÓPOLE PAULISTANA: CONFLITOS SOCIOESPACIAIS NO USO DE EPAÇO PÚBLICOS EM ÁREAS RESIDENCIAIS SEGREGADAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google