A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

“AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "“AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO"— Transcrição da apresentação:

1 “AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO
APRESENTAÇÃO DA VENDA E DO VENDELHÃO 1º MOMENTO “Explorador das terras, protetor dos vícios e do crime.” “pequena casa de taipa” VENDA “medonha, criminosa, atroz... desprezível, nociva” “espelho que retrata ao vivo o rosto e o espírito da escravidão” “...é horrível; é o recinto da assembléia selvagem dos escravos” “...ali se rouba a fazenda e se fazem votos ferozes pela morte daqueles que se detestam...” “...ali se acendem fúrias contra os feitores e os senhores”

2 “AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO 2º MOMENTO
APRESENTAÇÃO DE SIMEÃO “devia ter 20 anos: era um crioulo de raça pura africana, mas cujos caracteres físicos (...) favoravelmente modificados pelo clima e pela influência natural do país onde nascera” “Até os 8 anos de idade Simeão teve prato à mesa e leito no quarto de seus senhores...” “Depois dos 8 anos apenas foi privado da mesa e do quarto em comum...” “cresceu sem hábito de trabalho...” “era cria estimada da família...”

3 “AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO
SIMEÃO TOMA CONSCIÊNCIA DE SUA ESCRAVIDÃO 3º MOMENTO “...quando conseguiram convencer, compenetrar o crioulinho da baixeza, da miséria de sua condição, as escravas passavam a preparar nele o inimigo dos seus amantes protetores: ensinaram-o a esperar a senhora, a mentir-lhe... desmoralizaram-o com as torpezas de linguagem mais indecente... com o exemplo freqüente do furto e da embriaguez, e com a lição insistente do ódio concentrado aos senhores.”

4 “AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO
SIMEÃO TOMA CONSCIÊNCIA DE SUA ESCRAVIDÃO 3º MOMENTO SIMEÃO TORNA-SE VADIO LADRÃO. FLAGRADO, É AÇOITADO. O AUTOR ADVERTE: “Onde há escravos é força que haja açoute. Onde há açoute é força que haja ódio. Onde há ódio é fácil haver vingança e crimes.”

5 “AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO 4º MOMENTO
DOMINGOS CAETANO, O SENHOR, TEM UM ATAQUE DE AVC E SIMEÃO DESEJA A SUA MORTE PARA OBTER A LIBERDADE. INVÁLIDO, O SENHOR DECIDE CASAR A FILHA FLORINDA COM HERMANO, rapaz decente e trabalhador.

6 “AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO 5º MOMENTO
SIMEÃO APROXIMA-SE DE JOSÉ BARBUDO, tornando-se amigo deste. “José Barbudo era uma celebridade turbulenta e suspeitosa; mais de uma acusação de crime pesava sobre sua cabeça...” AOS POUCOS, BARBUDO ENVENENA MAIS SIMEÃO CONTRA O SENHOR. SIMEÃO ODEIA O NOIVO DE FLORINDA.

7 “gentil, delicado em seu trato, honesto e laborioso”
“AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO 5º MOMENTO HERMANO E FLORINDA SE CASAM. “gentil, delicado em seu trato, honesto e laborioso” DOMINGOS MORRE E, NO TESTAMENTO, NÃO LIBERTA SIMEÃO.

8 “AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO 6º MOMENTO
SIMEÃO E BARBUDO COMBINAM O QUE FARÃO. O narrador-autor continua avisando ao leitor: “Toda escravidão é perversa; mas a escravidão inteligente é dez vezes mais perversa do que a escravidão brutal. Uma odeia por instinto; a outra por instinto e reflexão.”

9 “AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO 7º MOMENTO
ANGÉLICA – a viúva – COMBINA COM A FILHA A LIBERDADE DE SIMEÃO COMO PRESENTE DE ANIVERSÁRIO, NO DIA SEGUINTE. “_ Mas, até amanhã, segredo! – disse Florinda. _ Eu quero apreciar a surpresa de Simeão.” Adverte o narrador: “Oh! Não há quem tenha um escravo ao pé de si, que não tenha ao pé de si um natural inimigo.”

10 “AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO ÚLTIMO MOMENTO
SIMEÃO E BARBUDO – com a ajuda da escrava EUFÊMIA – ficam escondidos dentro da casa. MATAM TODOS OS TRÊS INTEGRANTES DA FAMÍLIA E ROUBAM OURO E PRATA. BARBUDO, EUFÊMIA E OUTROS CÚMPLICES FORAM PRESOS, E SIMEÃO SUBIU À FORCA.

11 “AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO ÚLTIMO MOMENTO
“É imoral a sociedade que mata ensinando a matar.” “Entre os escravos a ingratidão e a perversidade fazem a regra.” “A escravidão multiplica os Simeão nas casas e fazendas onde há escravos.”


Carregar ppt "“AS VÍTIMAS ALGOZES” 1ª NARRATIVA SIMEÃO: O CRIOULO"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google