A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO Cynara Carvalho SOFTWARE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO Cynara Carvalho SOFTWARE."— Transcrição da apresentação:

1 INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO Cynara Carvalho SOFTWARE

2 Software Para usufruir de toda a capacidade de processamento que o Hardware fornece, precisa-se de Software, que é o conjunto de instruções para serem compreendidas pela CPU. Software – é o conjunto de instruções planejadas passo a passo, necessárias para transformar dados em informações. SOFTWARE BásicoAplicativosUtilitários

3 Utilitários: Os programas utilitários do sistema fornecem um complemento necessário para uma ferramenta básica de gerenciamento do SO. (podem estar incluídos no SO ou vendidos por fornecedores independentes.) Fornecem ao usuário ferramentas para organizar os discos, verificar disponibilidade de memória, corrigir falhas de processamento. Úteis ao sistema computacional.

4 Utilitários: Utilitários de Backup: copiam dados do HD para a mídia de backup. Um backup começa com um backup completo (imagem espelho de todo o conteúdo do HD). Subsequentemente o soft. Executa um backup incremental (arquivos criados ou alterados) em intervalos especificados (1 vez/dia). Existem também utilitários de backup de banco de dados.

5 Utilitários: Utilitários de compactação (compressão) de arquivos: reduz o tam. de um arquivo sem prejudicar os dados. A maioria deles funciona pesquisando o arquivo a procura de padrões extensos e freqüentemente repetidos e substituindo este padrões por códigos menores. Quando descompactado o utilitário restaura o padrão extenso onde cada código é encontrado). Ex.: WinRAR, Winzip, PKzip (compressão sem perdas).

6 Software Aplicativo São os programas voltados para a solução de problemas do usuário. Podem ser de: uso geral: são programas que podem ser utilizados em vários tipos de aplicações. Exemplos: editores de texto, gráficos, planilhas, gerenciadores de banco de dados, etc. uso específico: se destinam exclusivamente a um único tipo de aplicação. Exemplos: folha de pagamento, crediário, imposto de renda, cadastro, contas a pagar e receber, etc.

7 Software Software freeware – software gratuito,mas protegido por direitos autorais. Software de domínio público – softwares desenvolvidos por universidades e instituições de pesquisa do governo. Software aberto ou livre (open source) - é o software cujo código fonte é liberado pelo seu desenvolvedor para que qualquer pessoa possa usá-lo, estudá-lo, alterá-lo e redistribuí-lo. A única restrição é que ao fazer melhorias nesse programa, ninguém pode adicionar restrições que negue a outros as liberdades anteriores. Software shareware – é distribuído gratuitamente, mas por um período determinado.

8 Software Básico É um conjunto de programas que define o padrão de comportamento do equipamento, tornando-o utilizável, ou seja, são os programas usados para permitir o funcionamento do hardware.

9 Tradutores Montador – traduz a linguagem assembly em linguagem de máquina. Compilador – traduz uma linguagem de programação para a linguagem de máquina. Interpretador – programa lê linha por linha do código do programa e executa.

10 O que faz o Sistema Operacional? Imagine uma calculadora e várias pessoas querendo usá-la. Como você poderia dar a cada um aquilo que ele precisa? Quem usaria a calculadora primeiro? O que você faria se alguém se apossasse da calculadora por muito tempo? O que você faria se eles quisessem armazenar os resultados em algum lugar? Esta situação é semelhante ao que o SO geralmente enfrenta. Existem recursos que muitas pessoas querem usar. Se não houver algo que execute as tarefas, haverá conflitos e confusão geral.

11 O sistema Operacional é o elo de ligação entre a máquina e os Programas/periféricos/Usuário cujas funções principais são: permitir o funcionamento básico do computador e dos seus periféricos: lê e interpreta entradas do teclado; envia dados a um disco, impressora ou outro dispositivo de saída; Manter compiladores, editores e outros programas do sistema em locais de memória distintos. executar tarefas básicas de um sistema: copiar, mover, renomear, etc.,gerencia programas; gerencia a memória;

12 Sistema Operacional Composição Básica núcleo (Kernel)programas do sistema aplicações Um sistema operacional consiste, basicamente, de um núcleo (Kernel) e alguns programas do sistema. Há ainda aplicações que executam diversas tarefas. Kernel Kernel - coração do sistema operacional, composto pelas funções centrais do SO.

13 O SO é um alocador de recursos onde recursos são tempo de CPU, espaço de memória, espaço de disco, etc. É um programa de controle, pois controla os dispositivos de E/S e os programas dos usuários. Seu objetivo: permitir o uso do computador de uma forma conveniente e eficiente.

14 Tipos de Sistema Operacional Monousuário: apenas um usuário utiliza todo o sistema de cada vez. Ou seja, não admite ser utilizado por mais de um usuário simultaneamente, gerenciando uma mesma CPU. Ex.: MS-DOS, Windows 3.1 Multiusuário: vários usuários podem estar utilizando o sistema de modo compartilhado em um dado instante. Ou seja, disponibiliza a mesma CPU para mais de um usuário ao mesmo tempo, através de clientes ligados ao computador. Programas e arquivos de dados em um único computador (host), que gerencia também o uso comum de periféricos compartilhados. Ex.: Linux, Windows (...98,NT,2000, XP)

15 Tipos de Sistema Operacional Monotarefa: só consegue executar uma atividade de cada vez. Ex.: DOS Multitarefas: um usuário com mais de uma tarefa sendo executada por vez. (Técnica de passar de uma aplicação para outra de tal forma que elas parecem estar sendo processadas simultaneamente) – Ex Linux e Windows - É uma regra hoje a nível de SO.

16 Funções dos Sistemas Operacionais Inicialização do Computador Gestão de Programas Gestão da Memória Programação de Tarefas Configuração de Dispositivos Acesso à Web Segurança do Sistema Controle da Rede Monitoração do Desempenho Interfaceamento com o Usuário

17 Ambiente Operacional ( Integradores de Software ) É a denominação genérica de uma interface como a do Windows, com a qual o usuário não tem a necessidade de lembrar a sintaxe completa. Adiciona recursos ao SO para permitir uma interface gráfica com o usuário (GUI), múltiplos programas simultâneos e múltiplas janelas na tela. GUI Graphical User Interface

18 Interface Gráfica - GUI o ícones (objetos, símbolos e representações gráficas para representar arquivos, programas, funções e comandos); o um dispositivo de posicionamento (mouse); o Menus o janelas sobrepostas;

19 Passo 1 A fonte de alimentação fornece energia elétrica para as diferentes partes do sistema processador BIOS Funções dos Sistemas Operacionais Inicialização de um sistema computacional

20 Passo 2 O processador procura o BIOS BIOS Basic Input/Output System Firmware que contém as instruções de inicialização do computador processador BIOS Funções dos Sistemas Operacionais Inicialização de um sistema computacional

21 Passo 3 A BIOS realiza o POST POST Power-On Self Test Teste mediante o qual são verificados componentes tais como mouse, teclado, conectores e placas de expansão processador BIO S placas de expansão conectores teclado drive de CD-ROM Funções dos Sistemas Operacionais Inicialização de um sistema computacional

22 Passo 4 Os resultados do POST são comparados com os dados armazenados no chip CMOS Chip CMOS Complementary Metal Oxyde Semiconductor Armazena informações de configuração do computador e também detecta novos dispositivos conectados processador BIOS placas de expansão conectores drive de CD- ROM chip CMO S Funções dos Sistemas Operacionais Inicialização de um sistema computacional

23 processador BIOS placas de expansão conectores drive de CD-ROM chip CMOS disco rígido drive de disco flexível Passo 5 O BIOS procura os arquivos do sistema no drive A (disco flexível) e, em seguida, no drive C (disco rígido) Arquivos do sistema Arquivos específicos do sistema operacional, carregados durante a inicialização Funções dos Sistemas Operacionais Inicialização de um sistema computacional

24 Passo 6 O programa de boot carrega na RAM o kernel do SO (armazenado no HD), o qual assume, a partir de então, o controle do computador processador BIOS placas de expansão conectores drive de CD-ROM chip CMOS disco rígido drive de disco flexível módulos de memória RAM Funções dos Sistemas Operacionais Inicialização de um sistema computacional

25 Passo 7 O SO carrega informações de configuração, exibe a área de trabalho (desktop) na tela e executa programas na pasta Iniciar (StartUp) Pasta Iniciar (StartUp) Contêiner de uma lista de programas que são automaticamente iniciados quando o computador é inicializado Funções dos Sistemas Operacionais

26 MS-DOS Usa uma interface de linha de comando. – A tela apresenta prompts ao usuário. – O usuário digita comandos. Amplamente substituído pelas interfaces gráficas.

27 Microsoft Windows Iniciou-se como um ambiente operacional para o MS-DOS. – Não era um sistema operacional completo; necessitava do MS-DOS. Usa uma interface gráfica. – Os usuários podem usar os comandos e a interface do DOS. Agora é uma família completa de sistemas operacionais.

28 Recursos do Windows Nomes de arquivo extensos (até 255 caracteres). Plug and Play: – Torna mais fácil a instalação de componentes de hardware. Object Linking and Embedding (OLE): – Permite ao usuário incorporar ou vincular um documento em outro.

29 A Família Windows Windows 9x – Windows 95 – Windows 98 – Windows Millennium Edition (ME) Mercado corporativo – Windows NT – Windows 2000 Windows – Windows XP – Windows XP 64bits Windows CE Windows Vista

30 Windows 1.01

31 Windows 2.03

32 Windows 3.0

33 Windows 3.1

34 Windows 95

35 Windows 98

36 Windows Me

37 Windows NT 4.0

38 Windows 2000

39 Windows XP

40 Windows Vista

41 Windows CE

42 Windows 9x Serve ao mercado doméstico e de consumo. Não é mais um shell, mas um sistema operacional independente. Iniciou-se com o Windows 95. – Geração seguinte: Windows 98 Windows ME Muitas melhorias em relação ao Windows 3.1

43 Melhorias do Windows 98 Capacidades para navegação na Internet/intranet. Suporte para hardware de última geração, inclusive DVD e multimídia. Suporte para unidades de disco de enorme capacidade. Assistentes: software passo a passo para instalar, configurar e usar software

44 Melhorias do Windows Me Suporte para multimídia: Media Player, edição de vídeo. Maiores recursos de confiabilidade. Suporte para redes domésticas.

45 Mercado Corporativo Windows NT – NT é a sigla de new technology – nova tecnologia. Windows 2000

46 Windows NT A Área de Trabalho tem a aparência do Windows 98 e age como ele. Destina-se a ambientes corporativos, ligados em rede. – Projetado para garantir escalabilidade (a capacidade de suportar muitos usuários). – Segurança mais rígida.

47 Windows 2000 A última geração do Windows NT. Um computador serve a muitos usuários. – Você se identifica e o sistema sabe suas preferências. – Você obtém sua área de trabalho e arquivos, independentemente de qual PC usa para acessar a rede.

48 Windows XP Reúne em um único produto as versões corporativas e aquelas destinadas ao consumidor do Windows. – Possui a versão doméstica (Home) e a profissional (Professional). Melhorias

49 Melhorias do Windows XP Melhor interface com o usuário: – Área de trabalho muito mais clara e desobstruída. – Mais ícones no menu Iniciar redesenhado. Melhor suporte para multimídia. Mais personalização. Suporte para múltiplos usuários: – O usuário pode sair do sistema, deixar programas rodando e permitir que outro usuário entre no sistema. – Cria contas limitadas para crianças usarem; ou seja, sem jogos inadequados e sem acesso à Internet. Suporte e proteção para a Internet.

50 Windows CE Versão em menor escala do Windows 9x: – Projetado para funcionar em máquinas com telas pequenas e, se for o caso, com armazenamento pequeno. Usado em Pocket PCs. Usado em sistemas embutidos. – Dispositivos computadorizados integrados em outros produtos; ou seja, robôs.

51 Windows 7

52 Linux Usa interface de linha de comando. – Muitas companhias criaram uma GUI para funcionar com o Linux. Conceito de fonte aberta. – O código-fonte é livre. – Usuários podem baixar (download), modificar e distribuir o software. Mais estável do que o Windows. Aplicativos relativamente escassos.

53 Linux Multiprocessado de livre distribuição. S.O. Multiusuário, multitarefa Free Software (obrigatoriedade da distribuição dos binários e fontes conjuntamente). Segurança e Robustez Dois ambientes de trabalho.

54 O que é GNU/Linux? Sistema operacional é o software básico que permite a interação do homem com a máquina. Também é a base para a instalação e execução de outros softwares. GNU/Linux é o sistema operacional livre.

55 GNU/Linux

56 Linux

57 Comparação de Sistemas Operacionais É importante entender que os sistemas não são iguais, mas muito parecidos. Se você sabe realizar uma tarefa com um determinado software, também conseguirá fazer com o seu similar.

58 Desktop Windows XP/Desktop Linux

59 Nautilus e Windows Explorer Nautilus é um dos gerenciadores de arquivos do GNU/Linux.

60 Windows Explorer O Windows Explorer é o gerenciador de arquivos do Windows XP.


Carregar ppt "INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO Cynara Carvalho SOFTWARE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google