A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Geol. MSc. Oscar Salazar Jr Minerais do Paraná SA – MINEROPAR Curitiba, setembro de 2007 A MINEROPAR e o.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Geol. MSc. Oscar Salazar Jr Minerais do Paraná SA – MINEROPAR Curitiba, setembro de 2007 A MINEROPAR e o."— Transcrição da apresentação:

1 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Geol. MSc. Oscar Salazar Jr Minerais do Paraná SA – MINEROPAR Curitiba, setembro de 2007 A MINEROPAR e o APL de Cal e Calcário

2 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Tópicos: A importância das rochas calcárias no setor mineral do Paraná; Ações do Estado em relação ao setor, em diversos períodos; A participação da MINEROPAR no APL de Cal e Calcário; A MINEROPAR e o APL de Cal e Calcário

3 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Mapa Parana carbonatos

4 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Produção mineral paranaense de 2005 = 19,721 milhões de ton.; A construção civil demandou 71,7% dos bens minerais produzidos no Paraná em 2005; Segue a indústria petroquímica (xisto) com 14,5% e o corretivo agrícola, com 7,5%; Estes segmentos respondem por 93,7% de bens minerais (2005). Fonte: IAPSM - Mineropar Economia Mineral Economia mineral

5 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Em 2005 as rochas carbonáticas (calcário - 34,7%, e dolomito - 11,6%), responderam por 46,3% da produção mineral do Estado; Valor da produção mineral em 2005 (total): R$ 227,77 milhões; ICMS: R$ 12,45 milhões (5,5% da produção); Contribuição Financeira pela Exploração Mineral – CFEM: R$ 2,31 milhões (1% da produção). De 96 a 05 a CFEM passou de 0,5% a 1%. Fonte: IAPSM - Mineropar Economia Mineral Rochas carbonáticas

6 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Destacam-se a indústria cimenteira, construção civil, vidro, siderurgia, agroindústria, plásticos, indústria cerâmica e química. Principais usos no Paraná: Calcário calcítico Cerca de 99% do calcário calcítico no Paraná é destinada à indústria cimenteira. O restante é usado para produção de cal calcítica, ração e petit-pavé. Calcário dolomítico A principal destinação do calcário dolomítico no Paraná é para corretivo agrícola (72%), seguida da produção de cal (23%) e indústria química (1%). Fonte: IAPSM (2004). Principais Usos Industriais Principais usos industriais

7 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Calcários e Uso Industrial Calcário e o uso industrial

8 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Cimento - 3 empresas – 859 empregados - 2,5% do VAF da Indústria. Extração e benef calcário e outros minérios – 146 empresas – 1525 empreg. - 0,3% do VAF da indústria. Cal – 95 empresas – empregados - 0,2% do VAF. Totais: 3% do VAF, 244 empresas, 4016 emp. IPARDES, SEFA (2003) Valor Adicionado Fiscal identifica o comportamento econômico dos setores submetidos ao ICMS –corresponde à diferença entre as saídas e as entradas de mercadorias e serviços realizados pelos contribuintes do ICMS Segmentos de mercado - resumo 1 – Cimento – (calcário calcítico) - Cerca de 6 Mt/ano. 2 – Corretivo agrícola – (calcário dolomítico) – 3,6 Mt/ano. 3 – Cal – Hidratada e virgem, – (calcário dolomítico) - cerca de 0,5 Mt / ano. Capac. instalada de 2 Mt/ano. Dados da Indústria Dados da indústria

9 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral A MINEROPAR é encarregada das políticas do Estado no setor mineral; Atuação nos anos 70 e 80 – empresa estatal de prospecção e pesquisa mineral; Consolidação após a Constituição de 1988 como serviço geológico estadual (mapeamento, meio ambiente, planejamento urbano - planos diretores). Mineropar 1 Ações de Estado relativas ao setor mineral

10 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Mineropar 2 a) - Organizar e manter os serviços de geologia e cartografia de âmbito estadual (Art. 164, I); b) - promover e incentivar a pesquisa do solo e subsolo e o aproveitamento adequado dos recursos naturais (Art. 164); c) - fornecer documentos e mapeamentos geológicos geotécnicos necessário ao planejamento e ocupação do solo e subsolo, nas áreas urbanas e rural no âmbito regional e municipal (Art. 164, II ); Competência do Estado - Constituição Estadual

11 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Mineropar 3 Os primeiros projetos foram dirigidos às rochas carbonáticas: Calzavara & Felipe, 1977 Relatório Preliminar de Ocorrências de Calcário para Cimento MAIS RECENTEMENTE: -Indústria da Cal, 1995 (Dias, M. V. F.) -Distrito Mineiro Capiru, 2001 (Oliveira, L. M.) -Perfil de rochas calcárias, 1999 (Oliveira, L. M.) Os Resultados constituem, junto com projetos executados por outras instituições como a CPRM e a UFPr, grande acervo de dados: - mapas geológicos - laudos de análises químicas - economia mineral - cadastros da mineração e da indústria Projetos da empresa focados nas rochas calcárias

12 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Mineropar 4 Convênio DNPM – MINEROPAR (2002 a 2004). Enfoque – região metropolitana e minerais de uso na construção civil. Diagnóstico regional: geologia, cadastro, meio ambiente, uso do solo, potencial mineral. Pioneiro no Brasil – Plano Diretor de Mineração integrado em SIG. Indicação da necessidade de projeto específico para o Distrito Capiru (PDM II). Plano Diretor de Mineração - Região Metropolitana de Curitiba

13 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Conflitos Territoriais Conflitos

14 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Mineração concentrada

15 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral APL de Cal e Calcário – Arranjo definido pela SEPL – Ipardes (2004 – 2006). Projeto de Fortalecimento Tecnológico do APL de Cal e Calcário do Paraná. Convênio FINEP – Ministério da Ciência e Tecnologia, e TECPAR (Conv. n o , FINEP – TECPAR – dez. 2005). Recursos do Governo Federal de R$ ,00, repassados pela Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP (MCT). Contrapartida do Estado e sindicatos = R$ ,18. Instituições: APPC, Sindemcap, Sindical, TECPAR, MINEROPAR. APL de Cal e Calcário no Paraná Apl cal e calcário

16 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Meta Física 1: Identificação de possibilidades de uso dos calcários do Paraná em diferentes produtos. Meta Física 2: Desenvolvimento de um sistema de informações geográficas (SIG) de suporte à gestão territorial, ambiental, tecnológica e de negócios. Meta Física 3: Identificação de matrizes energéticas alternativas para industrialização da cal no Paraná. Meta Física 4: Desenvolvimento e implementação de programa de capacitação técnica e empresarial do APL. Meta Física 5: Elaboração de metodologia para produção do calcário com qualidade controlada. Metas Físicas do APL - Finep - Tecpar Metas fisicas

17 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Responsabilidade da MINEROPAR SIG – Sistemas de Informações Geográficas do APL Base cartográfica planialtimétrica 1: Imagens de satélite Spot 2005 Base geológica 1: a 1: e mais detalhada (UFPr) Unidades de conservação (Sema, IBAMA, Municípios); cavernas (GEEP) Zonas urbanas (Municípios, COMEC, PDI) Hidrogeologia (SANEPAR, SUDERHSA, manancial Karst) Frentes de lavra e instalações de beneficiamento; amostras e analises Direitos minerários (DNPM) Mapas derivados (modelo digital do terreno, declividades, hipsometria) Mapas de integração e tratamentos de dados (diagnóstico da mineração). Centro de Informações de Cal e Calcário. Meta Física 2 – APL Meta Física 2

18 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Área de abrangência do APL

19 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Geologia Capiru

20 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Geologia Itaiacoca

21 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Cadastro

22 IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Mineração e forno Mineração Terra Rica – Foto: Cláudio Grochowicz Fornos de Cal – Foto: Fabio Pini


Carregar ppt "IV Seminário Nacional de APLs de Base Mineral Geol. MSc. Oscar Salazar Jr Minerais do Paraná SA – MINEROPAR Curitiba, setembro de 2007 A MINEROPAR e o."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google