A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR Comissão Permanente de Planejamento e Avaliação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR Comissão Permanente de Planejamento e Avaliação."— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR Comissão Permanente de Planejamento e Avaliação

2 1.Histórico, avaliação e objetivos 2.Dados quantitativos 3.Estrutura organizacional da setorização dos decanatos 4.Os desafios dessa comissão/os desafios do IM

3 1. Histórico e Objetivos 1.FORMAÇÃO DA COMISSÃO E SUAS ATRIBUIÇÕES INICIAIS 2. AVALIAÇÃO DO PDI ITEMIZAÇÃO DO PDI COLETAS DE DADOS NA COMUNIDADE 5. REFORMULAÇAO DA COMISSAO 6. OBJETIVOS DESSA APRESENTAÇAO

4 2. Resultados Quantitativos 2.1 ENSINO DE GRADUAÇÃO 2.2 ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO 2.3 PESQUISA 2.4 EXTENSÃO 2.5 INFRAESTRUTURA ADMINISTRATIVA

5 2.1 ENSINO DE GRADUAÇÃO

6 SITUAÇÃO ATUAL DO ENSINO – GRADUAÇÃO Cursos/ DepartamentoModalidadePeríodo Entradas Anuais Alunos por Entrada Período de Integralização (em semestres) Alunos Matriculados (Julho 2009) DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA E ECONOMIA Bacharelado em Ciências Econômicas PresencialNoturno Licenciatura em HistóriaPresencialNoturno DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E SOCIEDADE Licenciatura em PedagogiaPresencialNoturno DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO E TURISMO Bacharelado em Administração PresencialNoturno Bacharelado em TurismoPresencialNoturno Licenciatura em TurismoDistância Bacharelado em Direito PresencialDiurno DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA E LINGUAGENS Licenciatura em Matemática/ Bacharelado em Matemática Aplicada e Ciência Computacional PresencialNoturno Licenciatura em Letras – Português/Espanhol PresencialDiurno Licenciatura em Letras – Português/Literaturas PresencialDiurno TOTAL DE DISCENTES MATRICULADOS

7 PLANEJAMENTO – ENSINO – GRADUAÇÃO Cursos/ DepartamentoModalidadePeríodo Entradas Anuais Alunos por Entrada Período de Integralização (em semestres) Estimativa de Alunos em 2013* DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA E ECONOMIA Bacharelado em Ciências EconômicasPresencialNoturno Licenciatura e Bacharelado em HistóriaPresencialNoturno DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E SOCIEDADE Licenciatura em Geografia (a partir de 2011) Presencial Matutino/ Noturno Licenciatura em PedagogiaPresencialNoturno DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO E TURISMO Bacharelado em AdministraçãoPresencialNoturno Bacharelado em TurismoPresencialNoturno Licenciatura em TurismoDistância Bacharelado em DireitoPresencialDiurno DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA E LINGUAGENS Licenciatura em Matemática/ Bacharelado em Matemática e Ciência Computacional PresencialNoturno Bacharelado em Ciências da Computação (a partir de 2010) PresencialDiurno Bacharelado em Estatística (a partir de 2012) PresencialNoturno Licenciatura em Letras – Português/Espanhol PresencialDiurno Licenciatura em Letras – Português/Literaturas PresencialDiurno ESTIMATIVA DO TOTAL DE DISCENTES * Número de semestres recomendados para integralização X alunos ingressantes por semestre

8 PLANEJAMENTO – ENSINO – GRADUAÇÃO LABORATÓRIOS DE ENSINO BACHARELADO EM TURISMO Laboratório de Planejamento Turístico Laboratório de Alimentos e Bebidas Laboratório de Eventos Empresa Júnior de Turismo BACHARELADO EM DIREITO Núcleo de Produção Acadêmica e Científica – NUPAC Núcleo de Práticas Jurídicas LICENCIATURA EM GEOGRAFIA Laboratório de Ensino de Geografia Laboratório de Geoinformação Laboratório de Geografia Física Laboratório de Geografia Humana e Regional BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Empresa Júnior de Administração BACHARELADO EM ESTATÍSTICA Laboratório de Estatística - LABESTUR LICENCIATURA EM LETRAS Laboratório de Línguas/ Núcleos de Idiomas – LABIM LABORATÓRIOS MULTIDISCIPLINARES Laboratório Multidisciplinar de Ensino, Pesquisa e Extensão na Educação Básica Laboratório Multidisciplinar Laboratório Didático de Física

9 PLANEJAMENTO – ENSINO – GRADUAÇÃO NECESSIDADES DE INFRAESTRUTURA SALAS DE AULA 85 salas de aula dotadas de aparelhagem de projeção (Data Show)* SALAS DESTINADAS AOS CENTROS ACADÊMICOS 09 Salas SALAS DESTINADAS ÀS SECRETARIAS/ COORDENAÇÕES DE CURSO Secretaria/ Coordenação do Curso de Economia Secretaria/ Coordenação dos Cursos de Bacharelado e Licenciatura em Turismo Secretaria/ Coordenação do Curso de Direito Secretaria/ Coordenação do Curso de Pedagogia Secretaria/ Coordenação do Curso de Licenciatura e Bacharelado em História Secretaria/ Coordenação do Curso de Administração Secretaria/ Coordenação do Curso de Geografia Secretaria/ Coordenação dos Cursos de Licenciatura em Letras Secretaria/ Coordenação dos Cursos de Estatística, Licenciatura e Bacharelado em Matemática e Ciências da Computação LABORATÓRIOS (CONFORME PLANTAS APRESENTADAS) Laboratório de Planejamento Turístico Laboratório de Alimentos e Bebidas Laboratório de Eventos Núcleo de Produção Acadêmica e Científica – NUPAC Núcleo de Práticas Jurídicas Empresa Júnior de Turismo Empresa Júnior de Administração Laboratório de Ensino de Geografia Laboratório de Geoinformação Laboratório de Geografia Física Laboratório de Geografia Humana e Regional Laboratório de Estatística – LABESTUR Laboratório de Línguas/ Núcleos de Idiomas – LABIM Laboratório Multidisciplinar de Ensino, Pesquisa e Extensão na Educação Básica Laboratório Multidisciplinar Laboratório Didático de Física

10 PLANEJAMENTO – ENSINO – GRADUAÇÃO NECESSIDADES DE RECURSOS HUMANOS BACHARELADO EM DIREITO 20 docentes 03 Técnicos Administrativos para os Núcleos BACHARELADO EM TURISMO Sem Informações BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO 03 docentes LICENCIATURA EM TURISMO Sem Informações BACHARELADO EM GEOGRAFIA 17 docentes 02 Técnicos Administrativos PEDAGOGIA Sem Informações CIÊNCIAS ECONÔMICAS 01 Técnico Administrativo LICENCIATURA EM HISTÓRIA Sem Informações BACHARELADO EM HISTÓRIA Sem Informações LICENCIATURA EM MATEMÁTICA Sem Informações BACHARELADO EM MATEMÁTICA Como os cursos de Licenciatura em Matemática e o Bacharelado em matemática Aplicada e Computacional possuem especificidades distintas a partir do segundo ano, as turmas não podem ser integralmente conjuntas, o que obriga a contratação de um corpo docente especializado para atender esse curso. BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 25 docentes: Ciência da Computação: 13 docentes; Matemática Pura e Aplicada: 6 docentes; Estatística: 1 docente; Física: 2 docentes; Direito: 1 docente; Educação: 1 docente; Línguas: 1 docente BACHARELADO EM ESTATÍSTICA Sem Informações LICENCIATURA EM LETRAS – ESPANHOL Sem Informações LICENCIATURA EM LETRAS – LITERATURA Sem Informações

11 2.2 ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO

12 SITUAÇÃO ATUAL DO ENSINO – PÓS-GRADUAÇÃO CursoNívelDepartamento Entradas Anuais Duração Recomendada Período Pós-Graduação em História Mestrado Acadêmico DHE/ICHS1002 anosDiurno Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares Mestrado Acadêmico DES1002 anosDiurno Pós-Graduação em Educação de Jovens e Adultos: Currículo e Práticas Educativas Especialização Lato Sensu DESSábados Pós-Graduação em Desafios do trabalho cotidiano: a educação das crianças de 10 anos de idade Especialização Lato Sensu DES4012 mesesNoturno Pós-Graduação em Diversidade Étnica e Educação Brasileira Especialização Lato Sensu DES5012 mesesNoturno

13 CursoNívelDepartamento Entradas Anuais Duração Recomendada Período Pós-Graduação em História Mestrado Acadêmico DHE/ICHS1002 anosDiurno Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares Mestrado Acadêmico DES1002 anosDiurno Pós-Graduação em Educação de Jovens e Adultos: Currículo e Práticas Educativas Especialização Lato Sensu DESSábados Pós-Graduação em Desafios do trabalho cotidiano: a educação das crianças de 10 anos de idade Especialização Lato Sensu DES4012 mesesNoturno Pós-Graduação em Diversidade Étnica e Educação Brasileira Especialização Lato Sensu DES5012 mesesNoturno Pós-Graduação em Pesquisa de Marketing e Opinião Pública Especialização Lato Sensu DTL3002 anos Especialização em Matemática Especialização Lato Sensu DTL3002 anosSábados Pós-Graduação em Educação Especial Especialização Lato Sensu DES4001 anoSábados Pós-Graduação em Relações Internacionais e Economia Política Especialização Lato Sensu DHE15 meses PLANEJAMENTO – ENSINO – PÓS-GRADUAÇÃO

14 NECESSIDADES DE INFRAESTRUTURA/ RECURSOS HUMANOS SALAS DE AULA 09 salas de aula dotadas de aparelhagem de projeção (Data Show)* SALAS DESTINADAS ÀS SECRETARIAS/ COORDENAÇÕES DE CURSO 09 salas destinadas às Coordenações dos Cursos SALAS DE ESTUDO PARA OS ALUNOS 02 salas de estudo dotadas de computadores LABORATÓRIOS Laboratório de Ensino de Matemática TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS 09 Técnicos Administrativos para Coordenação dos Cursos

15 2.3 PESQUISA

16 Algumas questões sobre a pesquisa 1 – A dificuldade da coleta de dados, principalmente pela falta de uma estrutura que disponibilize informações sobre nossas atividades não só as relacionadas a pesquisa, mas a toda a vida da instituição; 2 – a falta de uma definição de quais os dados sobre a pesquisa são importantes para o trabalho dessa comissão que tem como ponto de partida as seguintes metas: - propor o planejamento do IM para o período de vigência do PDI; - a visibilidade do que fazemos para toda a comunicadade do IM; - a prestação de contas à sociedade da nossa atuação, mostrando para onde estamos apontando nossos esforços no enfrentarmos das questões que nos desafiam e para atingir as finalidades de uma universidade pública. (obs: este assunto volta no ítem 4 dessa apresentação – Os desafios do IM)

17 A visibilidade da pesquisa Projetos de pesquisa Grupos de pesquisa Laboratórios Centros/Núcleos Fazer um mapeamento de todas as informações sobre cada instância organizacional de pesquisa e o cruzamento desses dados, considerando os projetos desenvolvidos, demanda de recursos e de pessoas, bem como as metas, resultados obtidos, etc.

18 A pesquisa e a coleta de informações Estaremos trabalhando quando discutirmos a metodologia da CPPA

19 2.4 EXTENSÃO

20 O Departamento de Direito, Administração e Turismo, propôs, até o presente 06 projetos de extensão e um curso de extensão. Destes, 01 já se encontra concluído em primeira fase, com relatório final apresentado e os demais encontram-se em execução ou preparação. Foram auferidos até o momento, junto a fontes externas, recursos da ordem de R$ ,25 entre executados e em execução. Tais recursos foram captados ao Banco Real e ao Ministério do Turismo para a execução de dois dos projetos. Em relação aos demais em que constam os orçamentos não há informação a respeito de sua captação ou execução. Em relação à participação de discentes, docentes e técnicos os projetos contemplam basicamente aqueles alocados nos respectivos departamentos, exceção feita a alunos de economia doméstica que participam de dois dos projetos propostos. Em relação às comunidades beneficiadas, estas pertencem a diversos setores, desde a comunidade do entorno da Universidade na cidade de Nova Iguaçu, até comunidades de suas áreas de abrangência, tais como comunidades de Ilha Grande em Angra dos Reis - RJ. DAT – Departamento de Direito, Administração e Turismo

21 Resumo Executados / Em execução Cinco projetos O Povo do Aventureiro: fortalecimento do Turismo de Base Comunitária I Colóquio Multidisciplinar: Reflexões ao entardecer Estudo do Perfil dos Participantes e da comunidade local na Festa do Aipim em Tinguá-Nova Iguaçu-RJ Análise dos aspectos sanitários e as Boas Práticas de Fabricação (BPF) no serviço de alimentação escolar no município de Nova Iguaçu /Rio de Janeiro Sabor do Tinguá: a agroindústria familiar sustentável resgatando a identidade rural, beneficiando alimentos, gerando renda e promovendo a segurança alimentar e a inserção social. Cursos envolvidos: Turismo / Administração / Economia Doméstica Orçamento: R$ ,25 Comunidade Abrangida: Comunidade do Tinguá – Nova Iguaçu Comunidade do Aventureiro – Ilha Grande – Angra dos Reis Alunos e Professores de Escolas Municipais de Nova Iguaçu – RJ Projetados Um projeto e um curso Curso de Capacitação Técnica em Montagem e Manutenção de Computadores John Adams, uma experiência constitucional Cursos envolvidos: Direito / Administração Orçamento: N/A Comunidades que pretende abranger: Comunidade Acadêmica Alunos regularmente matriculados na 7ª e 8ª séries do ensino fundamental do Colégio Municipal Monteiro Lobato, selecionados pela direção desta instituição.

22 DES – Departamento de Educação e Sociedade O Departamento de Educação e Sociedade propôs, até o momento, dois projetos de extensão, dos quais um se refere ao financiamento e manutenção de um laboratório de Produção Audiovisual. Os orçamentos contabilizam R$ ,36, sem informação a respeito de captação ou execução dos recursos. Os projetos parecem encontrar-se ainda em fase de captação de recursos e implantação do projeto, de forma que não há informação sobre a captação e execução dos recursos financeiros almejados ou de suas fontes. Em relação à participação de discentes, docentes e técnicos os projetos contemplam basicamente aqueles alocados nos respectivos departamentos. Os projetos não são específicos em relação aos grupos beneficiados, na medida em que podem abranger diversos a depender da capacidade da instituição de divulgar o projeto e envolver as diversas comunidades, no entanto, ambos apontam para as populações da Região da Baixada Fluminense como público-alvo.

23 Resumo Executados / Em execução Um projeto Implantação do Laboratório de Produção Audiovisual Cursos envolvidos: Pedagogia Orçamento: N/A Comunidade Abrangida: Alunos da graduação, professores da rede pública de ensino e militantes sociais organizados Projetados Um projeto Projeto de Assessoria para construção da Política Municipal de Educação Ambiental, no Município de Mesquita – RJ. Cursos envolvidos: Pedagogia Orçamento: R$ ,36 Comunidades que pretende abranger: Sociedade de Mesquita – RJ envolvida, sob forma de representação paritária: - Sociedade Civil - Poder Público Municipal - Professores da rede pública municipal - Universidades

24 DHE – Departamento de História e Economia O Departamento de Hist ó ria e Economia propôs, at é o momento, 02 projetos e 03 cursos de extensão. Os or ç amentos somam R$ anuais fixos, sendo acrescidos ainda de alguns custos vari á veis. Muitos dos projetos parecem encontrar-se ainda em fase de capta ç ão de recursos e implanta ç ão do projeto, de forma que não h á informa ç ão sobre a capta ç ão e execu ç ão dos recursos financeiros almejados ou de suas fontes. Em rela ç ão à participa ç ão de discentes, docentes e t é cnicos os projetos contemplam basicamente aqueles alocados nos respectivos departamentos. Os projetos abrangem desde a comunidade acadêmica at é as comunidades das cidades do entorno do IM, na Região da Baixada Fluminense.

25 Resumo Executados / Em execução Um projeto Cinema na Universidade Cursos envolvidos:História, Economia, Orçamento: R$ 3000,00 Anuais Comunidade Abrangida: Comunidade Acadêmica e do entorno da UFRRJ Projetados: Quatro projetos AMALTHÉIA: Formação e Desenvolvimento de Recursos para História Antiga e Ciências Afins Projeto Capacitação Brasileira em Arqueologia A Economia ao alcance de todos Oficinas culturais no IM Cursos envolvidos: História, Economia, Orçamento: Apenas um apresenta R$ ( + custos vari á veis) Comunidades que pretende abranger: -Pesquisadores e Profissionais em n í vel de Gradua ç ão e P ó s - Forma ç ão de Pessoal para atua ç ão em museus, acervos, universidades e laborat ó rios - Professores de Ensino M é dio da Rede P ú blica e Privada de Ensino da Baixada Fluminense e Servidores não-Docentes da UFRRJ - Comunidade acadêmica e do entorno da UFRRJ

26 DTL – Departamento de Tecnologias e Linguagens O Departamento de Tecnologias e Linguagens propôs até o momento 01 projeto e 04 cursos de extensão. Os orçamentos somam R$ ,99 em custos fixos, somados a cursos variáveis relacionados a alguns dos projetos. Muitos dos projetos parecem encontrar-se ainda em fase de captação de recursos e implantação do projeto, de forma que não há informação sobre a captação e execução dos recursos financeiros almejados ou de suas fontes. Em relação à participação de discentes, docentes e técnicos os projetos contemplam basicamente aqueles alocados nos respectivos departamentos. Os projetos abrangem desde a comunidade acadêmica até as comunidades das cidades do entorno do IM, na Região da Baixada Fluminense.

27 Resumo Executados / Em execução Um projeto: Cinema Brasileiro e Hispânico: para além de Hollywood Cursos envolvidos: Letras e Diversos Orçamento: N/A Comunidade Abrangida:Comunidade Acadêmica Projetados Três projetos e um curso Culturas Hispâncias através da música, do cinema e da literatura Formação continuada para professores de Matemática de 1º e 2º graus Inclusão Digital Móvel IM de Portas Abertas Ações para a Inclusão Digital de Jovens e Adultos em Nova Iguaçu Cursos envolvidos: Diversos Orçamento: R$ ,99 Comunidades que pretende abranger: - Comunidade acadêmica - Estudantes secundários e universitários e moradores da Baixada Fluminense - Estudantes e Professores em exercício do Ensino Fundamental (5ª a 8ª séries) e Ensino Médio que atuem em escolas públicas - Comunidade do entorno da UFRRJ

28 Projetos de outras fontes Além dos projetos propostos ou alocados em departamentos específicos, existe o projeto Biblioteca Cidadã, alocado no setor de biblioteca do IM, proposto pelos técnicos administrativos do setor. O projeto não apresenta orçamento, posto que os gastos parecem ser basicamente de materiais de uso corrente que a instituição possui ou dos livros pertencentes à própria biblioteca. O projeto também não menciona a participação de outros setores, embora esta seja obviamente possível. Em relação ao público-alvo o projeto menciona alunos da Escola Municipal Heitor Dantas, em Nova Iguaçu, embora possa ser extensível a quaisquer escolas e comunidades ao alcance da instituição, dependendo para isso de recursos a serem disponibilizados para o projeto. Finalmente, os dois projetos de Empresas Juniores para o IM, um proposto por alunos de Turismo e outro por alunos de Administração estão separados dos respectivos departamentos em que estão alocados os cursos em função de serem iniciativas basicamente de discentes. Nesse sentido, os projetos têm vocação multidisciplinar no que tange à participação discente e docente, embora obviamente seu interesse acadêmico incida basicamente sobre os discentes e docentes dos cursos de Turismo, Administração e Economia. Os orçamentos dos projetos somam R$ ,05, embora não estejam inclusos eventuais custos variáveis que as empresar pretenderiam suprir com recursos auferidos de projetos captados pelos alunos.

29 Resumo Projetados Três projetos Biblioteca Cidadã Implementação da LOCUS Empresa Junior do Curso de Turismo do Instituto Multidisciplinar da UFRR Implementação da Empresa Júnior IM Consultoria do Instituto Multidisciplinar da UFRRJ Cursos envolvidos: Mediante processo seletivo / sem critérios apontados Orçamento: R$ ,05 (Duas empresas Juniores) Comunidades que pretende abranger: Alunos do Ensino Fundamental da Escola Municipal Heitor Dantas, da rede pública de Nova Iguaçu - RJ Alunos de graduação / Comunidade Acadêmica

30 Dificuldades e questões apontadas Houve grande dificuldade para reunir os dados, pois muitos deles se encontram dispersos. A dispersão pode ser atribuída ao fato de não haver para os propositores dos projetos um repositório para onde arquivar as informações e torná-las públicas. Ainda existe pequeno número de propostas que abrangem, desde a concepção, vários cursos de forma multi ou interdisciplinar. Nota-se a grande importância de quantificar esses dados para o planejamento das atividades de extensão no IM. Através da quantificação seria possível obter uma estimativa sobre a área de abrangência do IM em relação à região da Baixada Fluminense e adjacências, valorizando a função social da UFRRJ na região. Também seria possível estimar os benefícios diretos da extensão à comunidade, sem prejuízo de sua vocação eminentemente qualitativa. Uma das questões fundamentais passa a ser pensar formas de socialização das informações sobre extensão e a criação de indicadores para avaliação da qualidade da extensão.

31 2.5 INFRAESTRUTURA ADMINISTRATIVA PREVISÃO DE CRESCIMENTO (Recursos Humanos)

32 BIBLIOTECA Atualmente: 4 Bibliotecários. 4 Assistentes Adm. 3 Estagiários. Previsão para o novo Campus: 16 Bibliotecários 16 Assistentes Adm. 12 Estagiários Distribuídos pelos três andares da Biblioteca

33 ASSESSORIA DE RH Atualmente: 1 Servidor (Michele) Operacionalização começa no IM e finalizada diretamente na sede (Seropédica). Previsão para o novo Campus: 2 Servidores (min.) 1 Estagiário. Criação de serviços de protocolo no IM. Espaço próprio para o desenvolvimento das atividades de RH.

34 SERVIÇO SOCIAL Atualmente: 1 Assistente social. 1 Pedagoga. 1 Tec. Nível Superior Previsão para o novo Campus: Sala Própria. 2 Assist. Sociais. 1 Pedagoga. 1 Psicólogo. 2 Técnicos de nível superior.

35 SISLOG Atualmente: 1 Superintendente 5 Técnicos Adm. 6 Func. de limpeza. 16 Profissionais autônomos (portaria, almoxarifado, manutenção, seg.) Previsão para o novo Campus: 1 Superintendente 13 Aux. Adm. 6 Assist. Adm. 1 Engenheiro civil. 1 Desenhista/Proj. 1 Pregoeiro 2 Adm. de Edifício 3 Estagiários (continua na prox.)

36 SISLOG (cont.) 29 Servidores de limpeza. 24 vigilantes. 2 Mecânicos de Auto. 2 Eletricistas de Auto. 2 Motoristas oficiais. 7 Auxiliares terceirizados. Os funcionários descritos na SISLOG estão distribuídos entre os setores: SAD GSO GTR GCA GMA GInfra

37 SIIM Atualmente: 1 Superintendente. 3 Técnicos em TI. 5 Estagiários. Previsão para o novo Campus: 1 Assist. Adm. 1 Aux. Adm. 1 Aux. De TI. 3 Técnicos em TI. 12 Estagiários

38 3 Estrutura organizacional da setorização dos Decanatos

39 Estrutura Organizacional da Setorização dos Decanatos DPPG Decana Técnico em Assuntos Educacionais Auxiliar Administrativo Representante Docente Vinculado ao PDI DEG Decana Técnico em Assuntos Educacionais Auxiliar Administrativo Representante Docente Vinculado ao PDI DEXT Decana Técnico em Assuntos Educacionais Auxiliar Administrativo Representante Docente Vinculado ao PDI

40 Estrutura Organizacional da Setorização dos Decanatos DAE Decano Assistente Social Técnico em Assuntos Educacionais Auxiliar Administrativo Representante Docente Vinculado ao PDI DAF Decano Técnico em Contabilidade Auxiliar Administrativo Representante Docente Vinculado ao PDI DAA Decano Técnico em Administração Arquivista Auxiliar Administrativo Representante Docente Vinculado ao PDI

41 4 Desafios dessa comissão desafios do Instituto Multidisciplinar

42 Os desafios da produção do PDI trabalhar na avaliação do PDI anterior e incorporar novos elementos e desafios para o próximo período; articular as diferentes demandas do Campus Nova Iguaçu - de infra-estrutura física, de pessoal, de equipamentos, etc. oferecer parametros para nossa a nossa institucionalização, consequentemente, atuando para a redefinição do modelo político-administrativo da UFRRJ, apontando para a necessidade de uma realidade multi-campi visando uma melhor consecução dos fins acadêmico-científicos, culturais, considerando a inserção dos campus em realidades distintas do campus sede; Criar possibilidades de: a) ampliação da participação coletiva nas diferentes instancias de decisão do campus; b) criação de estruturas de informação e de comunicação que possibilitem um fluxo de informações sobre a vida da instituição, tornando-a mais transparente e ampliando as possibilidades de avaliação e de retroalimentação de todo o sistema interno e deste com o campus sede.

43 A metodologia da CPPA Criação de canais de comunicação entre comunidade e Comissão Canais de comunicação: 1 - cada grupo da instituição está representado na Comissão. Portanto, cada representante tem a incumbência de estabelecer essa ponte entre grupo e comissão, informado os passos, levando questões para serem discutidas e trazendo informações, sugestões e posições daqueles que estão sendo representados. Ou seja, cada membro da Comissão é um nó de uma rede. Esses membros-representantes são responsáveis pela geração, alimentação e manutenção do fluxo de informações e comunicações entre Comissão e Grupos representados. 2 - estrutura de comunicação no site do IM - arquivos com documentos - estrutura para recebimento de propostas e espaços de discussão.

44

45

46 COMISSÃO PERMANENTE DE PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO/PDI 1 - Membros da comissão (por grupo representado) 2 – Documentos: - atas, - dados já coletados/por setor: administração, graduação, pós-graduação, pesquisa, projetos de extensão, etc.; - agenda da comissão; - textos afins.

47 3- Link para envio de documentos/informações ( para a comissão e para a SIIM), que podem estar enlaçados com outros procedimentos da administração, das coordenações de curso, dos departamentos, das representações estudantis, da direção e outros.

48 4 – Fórum de discussão – aqui estaremos experimentando outras possibilidades de debatermos nossas questões. Esta ferramenta não inviabiliza nossa comunicação interpessoal, apenas amplia nossas condições de participação, registrando nossas movimentações. Este espaço depende de algumas mudanças na cultura de participação somente presencial. Ela pode ajudar, caso seja aceita, na participação de todos de forma assíncrona, ou seja, sem depender de que todos estejam na mesma hora e lugar para expor suas idéias e colocar a expressão fora das pressões da capacidade de dizer pela autoridade do título de quem diz, fato que muitas vezes inibe muitos dos presentes às reuniões. Sem falar que, com esta ferramenta, poderemos passar das opiniões do calor do momento à contribuições mais qualificadas já que cabem aqui, também, contribuições mais densas, mais elaboradas, junto com outras.


Carregar ppt "UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR Comissão Permanente de Planejamento e Avaliação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google