A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MODO DE VIDA? JEITO DE PENSAR? SENTIR-SE PARTE DE UMA ORGANIZAÇÃO? O SER TRADICIONALISTA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MODO DE VIDA? JEITO DE PENSAR? SENTIR-SE PARTE DE UMA ORGANIZAÇÃO? O SER TRADICIONALISTA."— Transcrição da apresentação:

1 MODO DE VIDA? JEITO DE PENSAR? SENTIR-SE PARTE DE UMA ORGANIZAÇÃO? O SER TRADICIONALISTA

2 NATIVISMO Nativismo é a qualidade do nativista. É aquele que é contrário, que é infenso a estrangeiros. Tudo o que é próprio do lugar de nascimento, que é ingênito, natural, não adquirido. Em filosofia, nativismo é a teoria das idéias inatas, independentes da experiência.

3 TRADICIONALISMO Tradicionalismo é o movimento popular que visa auxiliar o Estado na consecução do bem-coletivo, através de ações que o povo pratica (mesmo que não se aperceba de tal finalidade) com o fim de reforçar o núcleo de sua cultura; graças ao que a sociedade adquire maior solidez e o individuo adquire maior tranqüilidade na vida em comum. Luiz Carlos Barbosa Lessa

4 CARACTERÍSTICAS DO TRADICIONALISMO GAÚCHO Organismo social (entidade organizada); Sentimento nativista (amor a terra); Expressão cívica (cidadania); Cunho cultural (herança social); Natureza literária (ideologia escrita); Manifestação artística (todas as artes); Foco no folclore (cultura espontânea).

5 REGIONALISMO Regionalismo é tudo aquilo que diz respeito a uma região, termo, locução ou costumes próprios daqueles que vivem nessa região. E Regionalista é aquele que defende os interesses regionais.

6 TRADIÇÃO – NATIVISMO - TRADICIONALISMO Tradição e Nativismo podem andar com uma única pessoa. Existem no singular. Tradicionalismo, não: é obrigatoriamente associativo, coletivo. Tradicionalismo é um movimento cívico- cultural. É a tradição em marcha, resgatando valores que são válidos não por serem antigos, mas por serem eternos, exatamente os valores que trouxeram o Rio Grande e o gaúcho do passado para o presente, projetando-o no futuro. Antonio Augusto Fagundes

7 O TRADICIONALISTA O tradicionalista é o militante do tradicionalismo na defesa da tradição gaúcha, que apresenta, entre outras, os seguintes valores básicos: o espírito associativo, o nativismo, o respeito a palavra dada, a defesa da honra, a coragem, o cavalheirismo, a conduta ética, o amor a liberdade, o sentimento de igualdade, a politização e o senso de modernidade. Jarbas Lima, in O sentido e o alcance social do tradicionalismo).

8 Espírito associativo Nativismo Respeito a palavra dada Defesa da honra Coragem

9 Cavalheirismo Conduta ética Amor a liberdade Sentimento de igualdade Politização Senso de modernidade.

10 EM RESUMO Nativismo: sentimento; amor à terra. Tradição: ato de transmissão da cultura, de uma geração à outra. Tradicionalismo: sistema organizado para culto e preservação da tradição. Tradicionalista: voluntário engajado. Regionalismo: referente a uma região.

11 MTG e/ou CBTG como associação: Congregar as entidades filiadas; Defender os interesses das entidades filiadas; Promoção de eventos de integração e interação; Regulação das atividades tradicionalistas. como organismo social: Defesa da identidade sócio-cultural (ideologia) Auxiliar o Estado na solução de problemas fundamentais e na conquista do bem coletivo.

12 PAPEL DO LÍDER

13 PODER – capacidade de forçar ou coagir alguém a fazer sua vontade, por causa da sua posição ou força. AUTORIDADE – habilidade de levar as pessoas realizarem de boa vontade o que queremos, por causa de nossa influência pessoal Autoridade = Habilidade

14 QUALIDADES DE QUEM EXERCE AUTORIDADE (O LÍDER): Honestidade, confiabilidade Exemplo Cuidado Pessoal Compromisso com a causa Bom ouvinte Conquista a confiança das pessoas Trata os outros com respeito Encoraja os colaboradores Atitude positiva e entusiástica Gosta de estar com pessoas

15 HIERARQUIA É a ordem de funções ocupadas dentro de um grupo organizado Confere competências para tomada de decisões Gera responsabilidade pelos acertos e pelos erros É exercida na plenitude ou resulta em fracasso: não existe vácuo de poder nas estruturas hierarquizadas.

16 É o homem resultante da MISCIGENAÇÃO CULTURAL ocorrida na Pampa, com contribuição do Índio, do Espanhol, do Português, do Mestiço Brasileiro, do Negro, do Alemão, do Italiano, do Polonês, e outras etnias menos expressivas. SOMOS NÓS!

17 GAÚCHOS OU SUL-RIO-GRANDENSES? Ser gaúcho é uma opção cultural. É um jeito de encarar a vida. É compromisso com valores crenças e princípios cristalizados ao longo de 300 anos de história. Sul-rio-grandense é aquele que nasce no Rio Grande do Sul. Nascer sul-rio-grandense é contingência, ser gaúcho é escolha.

18 Não somos responsáveis somente por aquilo que fazemos, mas também por aquilo que deixamos de fazer!

19 Manoelito Carlos Savaris Presidente do IGTF manoelito.savaris@igtf.rs.gov.br


Carregar ppt "MODO DE VIDA? JEITO DE PENSAR? SENTIR-SE PARTE DE UMA ORGANIZAÇÃO? O SER TRADICIONALISTA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google