A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Guerra dos Dez Anos Revolução Farroupilha 1835-1845 Carla, Luciane e Marcelo Barreto.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Guerra dos Dez Anos Revolução Farroupilha 1835-1845 Carla, Luciane e Marcelo Barreto."— Transcrição da apresentação:

1 A Guerra dos Dez Anos Revolução Farroupilha Carla, Luciane e Marcelo Barreto

2

3 EconômicasPolíticas Divisão Liberal/ Conservadores; Mais interesse com a província; Não ao nepotismo; Liberdade de eleições; Seqüência de guerras (Cisplatina); Estâncias produzindo pouco; Rebanho Esgotado; Não pagamento indenização de guerra; Impostos altos dos produtos; Causas:

4

5 Reivindicação Política e Econômica para o Império Não foi atendida em partes. Solicitação p/ o Regente Feijó um novo Presidente p/ Província Bento indica Braga para presidência, na qual foi aceito. Braga trai os ideais farroupilhas e foge para Rio Grande Bento (líder) tomou Porto Alegre em 20 de setembro de 1835 explodindo a Revolução

6 Solicitação para o Império nomeação do Dep. José Ribeiro para presidente da província. José Ribeiro foi se empossar em Rio Grande - ferindo os ânimos farroupilha Ficando dois governos na província rio-grandense, um liberal (farrapos) e conservador (imperiais) Marciano Ribeiro (vice- presidente) passa a ser o novo presidente da província.

7 Batalha de Seival – 11 de setembro 1836 Proclamação da República Batalha na Ilha do Fanfa – tomada de Porto Alegre pelos imperiais. Prisão de Bento Bento é nomeado Presidente da República mesmo estando preso em Salvador –Província rio- grandense organizou uma República independente. Depois de muitas batalhas contra o império...

8

9 1843: Inicia o declínio farroupilha. Causas: Desgastes dos farrapos devido a falta de alimentação e vestimentas. Sem verbas para suprir essas necessidades. 28 de fevereiro de 1845 Assinado o Tratado do Ponche Verde O que propunha: Pagaria as dívidas da república, os oficiais farrapos assumiriam seus postos no exercito, os farrapos escolheriam um presidente para província, seria elevada em 25% a taxa alfandegária... Barão de Caxias (presidente) assina a paz honrosa.

10

11 Interesses do Império para o Tratado de Paz A política externa brasileira ainda necessitaria dos serviços militares (sempre disponíveis) da Guarda Nacional formada por estancieiros e peões rio-grandenses.

12 E se... Os farrapos tivessem ganhado?

13 Bento Gonçalves serio o seu primeiro presidente. O novo país ficaria do estado brasileiro de Santa Catarina ao rio da Prata, do oceano atlântico à Argentina. As planícies Uruguaias seriam anexadas; Teríamos uma nova língua, uma mistura como o guarani e o espanhol; A economia seria como a criação de gado e produção de charque; E seria voltada para o exterior; Não seria um pais de imigrantes; A maioria da população seria descendentes de portugueses, índios e espanhóis; A industria calçadista, trazida pelos imigrantes não viria; Como isso o historiador Décio Freitas, diz que o República Rio-grandese seria um pais pobre e atrasado.

14 E o Brasil sem a República Rio-Grandense? Os políticos gaúchos foram a principal oposição ao predomínio de São Paulo e Minas Gerais, primeiro sob a liderança do senador Pinheiro Machado – assassinado em depois compondo a Aliança Liberal. Derrotado nas urnas, o movimento pegou em armas para levar o gaúcho Getulio Vargas ao poder, iniciando um processo inédito irreversível de mudanças sociais, políticas e econômicas no Brasil. O espeto corrido, hoje uma das mais expressões da culinária brasileira não existiria; Sangue de boi, seria um vinho importado e; Gisele Bundchem, mais uma top model estrangeira, Assim por diante... Décio Freitas

15 Conclusão: A revolução farroupilha nada mais foi do que uma revolta que se transformou em uma guerra que durou dez anos, da classe dominante rio-grandense (pecuaristas) contra os altos impostos e ao nepotismo do Centro. Os farrapos não sofreram uma derrota final nos campos de batalhas apesar de estarem bastante desgastados, mas sim assinaram um tratado de paz, o qual favorecia as duas partes, pois com a separação o Centro perderia as fronteiras, e a província não teria liquidado suas dívidas, ficando cada vez mais endividada, trazendo a pobreza para dentro do Estado e como suas tropas cada vez mais em farrapos. Com a influência maçônica no Tratado de Paz, na qual Bento Gonçalves, Dom Pedro II e Feijó eram maçons, isso fez com que o império oferecesse a Bento a garantia de manter seu posto e sua permanência no exército brasileiro.

16 Quartel General Farroupilha na cidade de Piratini

17


Carregar ppt "A Guerra dos Dez Anos Revolução Farroupilha 1835-1845 Carla, Luciane e Marcelo Barreto."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google