A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Painel nº 05 – Contabilidade Social e Ambiental

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Painel nº 05 – Contabilidade Social e Ambiental"— Transcrição da apresentação:

1 Painel nº 05 – Contabilidade Social e Ambiental
19 e 20 de novembro de 2009 Uberlândia/MG

2 X PROLATINO Congresso Internacional de Contabilidade do Mundo Latino
CONTABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL 19 e 20 de novembro de 2009 Uberlândia/MG Maria Elisabeth Pereira Kraemer

3 “Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante”.

4 INTRODUÇÃO Devido à crescente Responsabilidade Social
Que devem assumir as entidades econômicas Sobre as atividades relacionadas com essa responsabilidade Surge a necessidade de elaborar e apresentar informações

5 Essas informações do tipo social, ético e ambiental
É chamada Contabilidade Social Essas informações do tipo social, ético e ambiental Ela não só mede o resultado no processo monetário Como um ser que sente e que tem necessidades a satisfazer Mas também toma o recurso humano desde ótica humana

6 Estas Informações registram outras ramificações
Contabilidade Social Informação para tomar decisão na gestão social medindo o impacto da entidade na sociedade Estas Informações registram outras ramificações  Contabilidade Ambiental  Contabilidade dos Recursos Humanos  Informação de Caráter Ético

7 Empresa e Sociedade: A Responsabilidade Social Corporativa
Empresas – são o motor central do desenvolvimento econômico e devem ser, também, um motor vital do desenvolvimento Sustentável Essa relação é chamada Responsabilidade Social Corporativa Responsabilidade Social - faz com que a empresa se converta em peça chave na arquitetura do desenvolvimento sustentável

8 Empresa e Sociedade: Responsabilidade Social Corporativa
As empresas são agentes transformadores, tendo uma influência muito grande nos recursos humanos, sociedade e meio ambiente Vários projetos são criados atingindo funcionários, público externo. O problema é que os mesmos não são gerenciados e não se sabe o devido retorno Norma AA 1000, SA 8000, Norma ABNT NBR16001, ISO 26000

9 Dimensões da Responsabilidade Social
Musica do CD 3K - Ballerina Ernesto Cortazar - Capricho Italiano

10 Norma AA 1000 – Instituto de Responsabilidade Social e Ética – ISEA
 Padrão desempenho ético  Padrão de responsabilidade para melhorar a qualidade do processo da contabilidade, auditoria e relato Questões sociais e éticas à gestão estratégicas e às operações da organização  Não certificável  Instrumento de mudança organizacional derivado da melhoria contínua e de aprendizagem e inovação

11 Norma SA8000 – 1º padrão certificável social garantindo diretos trabalhadores.
 Instrumento de informação para o consumidor  Fatores determinantes da sua escolha vai além preço e qualidade  As pessoas precisam saber como o produto e serviço adquirido são produzido  Repudiando aqueles que agregam trabalho infantil

12 NORMAS SOCIAIS - ABNT NBR 16001 (2004)
 Brasil é o primeiro país no mundo a desenvolver uma norma em seu sistema oficial dedicada à RS .  Verificar se a empresa segue leis de concorrência (sem práticas desleais),  se participa do desenvolvimento da comunidade, se não traz prejuízo ao meio ambiente, se promove a diversidade e combate a discriminação no seu ambiente de trabalho, se tem compromisso com o desenvolvimento de seus profissionais, entre outros aspectos.

13 ISO 26000 – Norma Internacional de Responsabilidade Social
Ajudar uma organização a endereçar sua RS  Fornecer diretrizes práticas relacionadas a RS Enfatizar resultados e melhoras de desempenho Aumentar a satisfação e confiança dos clientes Promover uma terminologia comum na área de RS  Ser consistente, e não em conflito, com os documentos, tratados, convenções existentes e outras normas da ISO.

14 ISO 26000 – Norma Internacional de Responsabilidade Social
 Governança Organizacional  Direitos Humanos  Práticas de Trabalho  Meio Ambiente  Práticas Justas de Operação  Questões de Consumidores  Desenvolvimento Econômico e Social da Comunidade

15 É ele detentor de informações ricas
O Contador deverá ser o agente capaz de disseminar a responsabilidade social na sua organização e nas empresas a quem presta serviços. É ele detentor de informações ricas E privilegiadas e capaz de influenciar positivamente nas organizações, contribuindo para a tomada de decisões. Lopes de Sá (2002:34)

16 Contabilidade Social medindo a Responsabilidade Social (classificação)
Contabilidade de Responsabilidade Social CRS Contabilidade do Impacto Total CIT Contabilidade Social é responsabilidade de todos Contabilidade Sócio-Econômica CSE Contabilidade de Indicadores Sociais CIS

17 Contabilidade da Responsabilidade Social - CRS
Publicação de caráter voluntário com informação qualitativa e quantitativa incluindo informações dos trabalhadores e avaliação recursos humanos Põe à disposição informações Políticas e programas sociais Tornar pública questões que produzem impacto social Não sujeita à auditorias

18 Contabilidade do Impacto Total CIT
Efeito combinado total da organização sobre o entorno Avalia os aspectos externos, tanto positivos como negativos Avaliar os custos totais públicos e privados Custos privados são internos cobertos pela empresa e públicos são os externos

19 Contabilidade Sócio-Econômica CSE
Enfoque do processo de avaliação de atividades realizadas com fundos públicos Utiliza índices econômicos e não econômicos Promove a avaliação a curto e médio prazos Projetos de financiamento público

20 Contabilidade Indicadores Sociais CIS
Utilizada na avaliação de macro-acontecimentos sociais Em termos de definição de objetivos Avaliação de grande interesse para políticas nacionais Promover índices de medição não econômicos a longo prazo para estatísticas sociais setor público

21 Ramificações da Contabilidade Social
Contabilidade Ambiental Contabilidade Social é responsabilidade de todos Contabilidade dos Recursos Humanos Informações de caráter ético

22 Contabilidade Ambiental
Processo que facilita as decisões relativas à atuação ambiental, a partir da seleção de indicadores e análise de dados, da avaliação destas informações com relação aos critérios de atuação ambiental, da comunicação e da revisão e melhora periódica de tais procedimentos Ramificação de maior relevância da Contabilidade Social

23 PATRIMÔNIO AMBIENTAL O patrimônio ambiental pertence à humanidade, pertence a todos, assim, a contabilidade não podem ficar alheias às suas questões. 23

24 Inovações da Contabilidade Ambiental
Definição custo ambiental Forma mensuração do passivo ambiental Uso de indicadores desempenho ambiental, padronizados no processo de fornecimento de informações ao público

25 CONTABILIDADE Mas, com a capacidade fornece
informações Não vai resolve os problemas ambientais Pode alerta os vários atores sociais Como forma de procurar soluções Para a gravidade do problema

26 Motivos para adotar a Contabilidade
Razão de gestão interna – relacionada com uma ativa gestão ambiental e controle. Exigências legais – obriga diretores a controlar seus riscos ambientais, sob pena de multas. Demanda dos partícipes – a empresa está submetida a pressões internas e externas.

27 Aquele que afeta e é afetado pelas atuações da companhia
PARTÍCIPES empregados clientes diretores Fornecedores Aquele que afeta e é afetado pelas atuações da companhia Acionistas ecologistas associações Comunidade Adm. Públicas Empresas setor

28 Interesses específicos dos partícipes
PRINCIPAIS INTERESSES 1 – Trabalhadores Garantia de emprego. Salários. Orgulho, sentimento de dignidade. Saúde e segurança no trabalho. 2 – Comunidade local Riscos de saúde e acidente. Ruídos. Odores. Resíduos no solo, água e ar. Conhecimento da atividade empresarial. 3 – Clientes/fornecedores Qualidade, segurança, garantia e preços nos produtos.

29 PRINCIPAIS INTERESSES
PARTÍCIPE PRINCIPAIS INTERESSES 4 – Administração pública Cumprimento da legislação ambiental. Acidentes e denúncias. Consumo de recursos. 5 – Entidades financeiras, investidores e acionistas. Resultados financeiros. Informação sobre responsabilidade. Custos ambientais e gestão. Investidores ambientais. Vantagens comerciais. Custo do não cumprimento legal. 6 – Organizações ecológicas Informação ambiental. Impacto nos ecossistemas. Impactos ambientais do produto ou serviço.

30 Contabilidade dos Recursos Humanos
O conceito de Contabilidade de Recursos Humanos como processo de identificar e de medir dados sobre os mesmso, foi enriquecido pela contribuição de acadêmicos e de especialistas, a partir de 1973.

31 Contabilidade dos Recursos Humanos
1996  Trabalho acadêmico do prof. João Eduardo Prudêncio Tinoco, tese doutorado – USP: “Contribuição ao Estudo da Contabilidade Estratégica de Recursos Humanos” . É pioneiro na área e é considerado um excelente estudo da Contabilidade dos Recursos Humanos.

32 Contabilidade dos Recursos Humanos
Dimensões para o conceito: 1) Investimento RH: despesas incorridas, criando, aumentando e atualizando qualidade em RH 2) Valor RH: rendimento que o investimento em RH gera Premissa da Teoria: -pessoas são recursos valiosos de uma empresa -informação no investimento e no valor RH é útil para tomada decisão

33 Contabilidade dos Recursos Humanos
 1992 – Paton e Scott reconheceram os RH como um recurso e disseram: “em um negócio um pessoal bem-organizado e leal pode ser um recurso mais importante do que um estoque de mercadoria”.

34 Informação de Caráter Ético
 Responsabilidade Social e a Ética caminham juntas  É a partir da moral e dos valores éticos que parte a prática da Responsabilidade Social Corporativa

35 Informação de Caráter Ético
 Políticas e relações com clientes  Atividades donativos de caráter político  Atividades relacionadas bem-estar da comunidade  Políticas e descrições de comprovação da segurança dos produtos e processos produtivos  Atividades e donativos de caridade  Igualdade de sexo, religião, raça, idade.

36 Informação de Caráter Ético
Dentre todas as profissões, a do contabilista talvez seja uma das que exija do profissional, a todo instante, um apelo ao comportamento ético, pois é a atividade contábil aquela que, através de seus relatórios, registros, demonstrativos e principalmente pela assinatura da responsabilidade técnica pelo serviço prestado, expõe aos dependentes e usuários da contabilidade tais informações.

37 Conclusão CONTABILIDADE SOCIAL
1 - Contribui com elementos de caráter qualitativo, ajudando a orientar administradores e empresários no manejo, fortalecimento e progresso do fator humano 2 - Entidades devem desenvolver sistemas de informação Incorporando os aspectos sociais 3 - Contabilidade Social se sustenta nas necessidades de prover mensagens satisfazendo os trabalhadores 4 – e melhorar o nível de vida da população mediante o aumento da qualidade de seus produtos

38 CONTABILIDADE SOCIAL “Não tem só o objetivo de produzir utilidades. Tem também com um objetivo social fundamental” : “ O HOMEM” Ensuncho (2003)

39 “Há uma consciência social em marcha, cuja formação se acelera e que condena a especulação gravosa da riqueza e o uso inadequado de utilidades, como fatores de destruição do planeta e como lesão à vida dos entes que povoam o mundo” (Sá, 2002).

40 Maria Elisabeth Pereira Kraemer
AGRADECEMOS A ATENÇÃO Maria Elisabeth Pereira Kraemer

41

42

43

44

45

46

47

48  A Índia tem 1,1 bilhão de habitantes e 92% da população é considerada pobre ou miserável, pelos padrões da ONU.

49 As ruas são repletas de lixo, e não existe higiene no preparo dos alimentos nas ruas.

50 A ONU ENVIOU ENORMES QUANTIAS DE DINHEIRO PARA QUE OS SISTEMAS DE SANEAMENTO DAS CIDADES QUE ESTÃO ÀS MARGENS DO GÂNGES FOSSEM CONSTRUÍDOS,

51

52

53

54

55

56

57


Carregar ppt "Painel nº 05 – Contabilidade Social e Ambiental"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google