A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Evolução dos conceitos relacionados ao homem, à organização e ao meio ambiente MOTTA, Fernando C.Prestes e VASCONCELOS, Isabela F. Gouveia. Teoria Geral.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Evolução dos conceitos relacionados ao homem, à organização e ao meio ambiente MOTTA, Fernando C.Prestes e VASCONCELOS, Isabela F. Gouveia. Teoria Geral."— Transcrição da apresentação:

1 Evolução dos conceitos relacionados ao homem, à organização e ao meio ambiente MOTTA, Fernando C.Prestes e VASCONCELOS, Isabela F. Gouveia. Teoria Geral da Administração. São Paulo : Pioneira, Thomsom learning, 2002

2 As diversas visões do homem Homem Economicus Homem Economicus Homem Social Homem Social Homem Complexo – ator social Homem Complexo – ator social Homem que decide – racionalidade limitada Homem que decide – racionalidade limitada Homem Organizacional – dimensão política Homem Organizacional – dimensão política Homem funcional - conflitos de papéis Homem funcional - conflitos de papéis

3 Homem economicus O comportamento humano nas organizações é simples, previsível e invariável; O comportamento humano nas organizações é simples, previsível e invariável; A produtividade é função da melhoria das regras, dos sistemas de trabalho e da estrutura formal ; A produtividade é função da melhoria das regras, dos sistemas de trabalho e da estrutura formal ; A produtividade é garantida pela vigilância permanente, treinamento e incentivos adequados; A produtividade é garantida pela vigilância permanente, treinamento e incentivos adequados;

4 Comportamentos inadequados são fruto de defeitos na estrutura da organização ou de problemas na sua implementação. TAYLOR,1911 ; FAYOL, 1949 Comportamentos inadequados são fruto de defeitos na estrutura da organização ou de problemas na sua implementação. TAYLOR,1911 ; FAYOL, 1949 O ser humano analisa racionalmente as diversas possibilidades de decisão, optando por aquela que maximiza os seus ganhos financeiros. O ser humano analisa racionalmente as diversas possibilidades de decisão, optando por aquela que maximiza os seus ganhos financeiros. Pressuposto da racionalidade absoluta. Pressuposto da racionalidade absoluta.

5 Homem social O comportamento humano nas organizações é complexo(Mayo, 1933) O comportamento humano nas organizações é complexo(Mayo, 1933) O aumento da produtividade também depende de elementos relacionados à afetividade e à melhoria do ambiente de trabalho; O aumento da produtividade também depende de elementos relacionados à afetividade e à melhoria do ambiente de trabalho; O ser humano é passivo e reage de forma padronizada aos estímulos aos quais eles são submetidos na organização. O ser humano é passivo e reage de forma padronizada aos estímulos aos quais eles são submetidos na organização.

6 Homem complexo Busca a sua realização e constrói a sua identidade necessariamente, nas suas relações de trabalho. Busca a sua realização e constrói a sua identidade necessariamente, nas suas relações de trabalho. Os indivíduos investem no seu trabalho, realizam-se e desenvolvem-se dentro de estruturas flexíveis, desburocratizadas Herzberg,1966 Os indivíduos investem no seu trabalho, realizam-se e desenvolvem-se dentro de estruturas flexíveis, desburocratizadas Herzberg,1966 Ser ativo em suas reações e que possui motivações múltiplas nas situações cotidianas do trabalho. Ser ativo em suas reações e que possui motivações múltiplas nas situações cotidianas do trabalho. VROOM,1964; SCHEIN, 1965; BENNIS, 1966; SAINSAULIEU, 1987 VROOM,1964; SCHEIN, 1965; BENNIS, 1966; SAINSAULIEU, 1987

7 O ser humano constrói a sua identidade a partir do sentido que atribui à sua ação no no ambiente de trabalho. O ser humano constrói a sua identidade a partir do sentido que atribui à sua ação no no ambiente de trabalho. a motivação depende de fatores intrínsecos e identitários dos atores sociais. a motivação depende de fatores intrínsecos e identitários dos atores sociais. Os indivíduos constroem o mundo social a partir das suas interações Os indivíduos constroem o mundo social a partir das suas interações BERGER e LUCKMANN, 1989; GOFFMAN, 1975 BERGER e LUCKMANN, 1989; GOFFMAN, 1975

8 Homem que decide A racionalidade é sempre relativa ao sujeito que decide, não existindo uma única racionalidade superior A racionalidade é sempre relativa ao sujeito que decide, não existindo uma única racionalidade superior SIMON 1955/1956/1957 SIMON 1955/1956/1957 A racionalidade do indivíduo é influenciada pelo seu presente e pelo seu passado; ou seja depende da tanto da posição que se ocupa em um contexto específico e que condiciona o acesso às informações quanto de características cognitivas, afetivas e mentais A racionalidade do indivíduo é influenciada pelo seu presente e pelo seu passado; ou seja depende da tanto da posição que se ocupa em um contexto específico e que condiciona o acesso às informações quanto de características cognitivas, afetivas e mentais BOUDON, 1991 BOUDON, 1991

9 A estruturação do campo cognitivo dos atores condiciona a sua percepção dos problemas GREMION, 1979; ALISSON, 1971; COHEN, MARCH e OLSEN, 1972 A estruturação do campo cognitivo dos atores condiciona a sua percepção dos problemas GREMION, 1979; ALISSON, 1971; COHEN, MARCH e OLSEN, 1972

10 A formação de critérios de decisão é contingente e variável de acordo com o tipo de personalidade, com o tipo de situação e as opções oferecidas ao sujeito, o que destaca o caráter incerto e dinâmico do comportamento humano. A formação de critérios de decisão é contingente e variável de acordo com o tipo de personalidade, com o tipo de situação e as opções oferecidas ao sujeito, o que destaca o caráter incerto e dinâmico do comportamento humano. CROZIER e FRIEDBERG, 1977 CROZIER e FRIEDBERG, 1977

11 As diversas visões sobre organizações A organização como sistema fechado. A organização como sistema fechado. A organização como sistema aberto e adaptativo. A organização como sistema aberto e adaptativo. O grupo organizacional como ator social que constrói o ambiente dentro do qual atua. O grupo organizacional como ator social que constrói o ambiente dentro do qual atua. MOTTA, 2002 MOTTA, 2002

12 Organizações vistas como máquinas; Organizações vistas como máquinas; Organizações vistas como organismos ; Organizações vistas como organismos ; Organizações vistas como cérebros; Organizações vistas como cérebros; organizações vistas como sistemas políticos; organizações vistas como sistemas políticos; Organizações vistas como prisões psíquicas; Organizações vistas como prisões psíquicas; Organizações vistas como sistemas de dominação. Organizações vistas como sistemas de dominação. MORGAN, 1996 MORGAN, 1996

13 O meio ambiente Meio ambiente como dado da realidade ao qual a organização se adapta. Meio ambiente como dado da realidade ao qual a organização se adapta. Meio ambiente como fruto da interação e negociação entre os diversos grupos organizacionais. Meio ambiente como fruto da interação e negociação entre os diversos grupos organizacionais.

14 Meio ambiente como dado da realidade ao qual a organização se adapta. As estruturas das organizações são adaptadas ao tipo de setor em que operam. Podem ser mecânicas ou orgânicas. A organização mecânica é formal, tem organograma detalhado e rígido, pouca comunicação horizontal e forte centralização do poder. As estruturas das organizações são adaptadas ao tipo de setor em que operam. Podem ser mecânicas ou orgânicas. A organização mecânica é formal, tem organograma detalhado e rígido, pouca comunicação horizontal e forte centralização do poder. BURNS e STALKER,1961 BURNS e STALKER,1961

15 Na organização orgânica os papéis organizacionais não são explícitos, a comunicação é horizontal e vertical, o poder de decisão é descentralizado e difuso, há pouca diferenciação entre os níveis hierárquicos. Na organização orgânica os papéis organizacionais não são explícitos, a comunicação é horizontal e vertical, o poder de decisão é descentralizado e difuso, há pouca diferenciação entre os níveis hierárquicos. O modelo mecânico é mais freqüente em um contexto setorial estável. O modelo mecânico é mais freqüente em um contexto setorial estável. O modelo orgânico é mais freqüente em um contexto setorial turbulento. O modelo orgânico é mais freqüente em um contexto setorial turbulento. BURNS e STALKER,1961 BURNS e STALKER,1961

16 Cada tipo de ambiente sociotécnico e econômico constitui uma trama causal, ou seja, um encadeamento de de causas e efeitos que teriam como resultante a adoção pelas organizações de um tipo de estrutura adaptada às exigências e características do seu setor. Cada ambiente condiciona a empresa a optar por um tipo de estrutura. Cada tipo de ambiente sociotécnico e econômico constitui uma trama causal, ou seja, um encadeamento de de causas e efeitos que teriam como resultante a adoção pelas organizações de um tipo de estrutura adaptada às exigências e características do seu setor. Cada ambiente condiciona a empresa a optar por um tipo de estrutura. EMERY e TRIST, 1965 EMERY e TRIST, 1965

17 Existe uma relação direta entre os níveis externos da organização(incerteza, diversidade do ambiente, turbulência, pressões exercidas sobre a empresa) e os níveis internos de integração, diferenciação, mecanismos de resolução de conflitos. Existe uma relação direta entre os níveis externos da organização(incerteza, diversidade do ambiente, turbulência, pressões exercidas sobre a empresa) e os níveis internos de integração, diferenciação, mecanismos de resolução de conflitos. LAWRENCE e LORCH,1969 LAWRENCE e LORCH,1969

18 O nível de desempenho de uma empresa cresce à medida em que suas estruturas e procedimentos levem em consideração o equilíbrio entre a diferenciação e integração, ou seja, sejam bem adaptados às exigências do ambiente sociotécnico e econômico da empresa. O nível de desempenho de uma empresa cresce à medida em que suas estruturas e procedimentos levem em consideração o equilíbrio entre a diferenciação e integração, ou seja, sejam bem adaptados às exigências do ambiente sociotécnico e econômico da empresa. LAWRENCE e LORCH,1969 LAWRENCE e LORCH,1969

19 No modelo de sistemas abertos a adaptação contínua da organização ao meio ambiente e seu ajuste interno às características desse são questão de sobrevivência. A capacidade de reação do sistema às mudanças e a velocidade da sua resposta adaptativa são vantagens competitivas. No modelo de sistemas abertos a adaptação contínua da organização ao meio ambiente e seu ajuste interno às características desse são questão de sobrevivência. A capacidade de reação do sistema às mudanças e a velocidade da sua resposta adaptativa são vantagens competitivas. BERTALANFFY, 1950 BERTALANFFY, 1950

20 Meio ambiente como fruto da interação e negociação entre os diversos grupos organizacionais. As organizações são ativas, exercem influencia sobre o seu meio ambiente de negócios. As organizações são ativas, exercem influencia sobre o seu meio ambiente de negócios. PFEFFER E SALANCIK,1978 ; GRANDORI, 1987

21 As organizações são entidades políticas e ativas que têm uma influencia considerável na construção do setor em que atuam, tentando controlar os recursos disponíveis e limitando a dependência em relação a eles. As organizações são entidades políticas e ativas que têm uma influencia considerável na construção do setor em que atuam, tentando controlar os recursos disponíveis e limitando a dependência em relação a eles. THOMSOM e MCEWEM, 1958 THOMSOM e MCEWEM, 1958

22 A organização têm um nível político e um nível organizacional. O nível político é ocupado pelos executivos que tomam as decisões com implicações internas e extermas. O organizacional é ocupado pelos empregados que executam as rotinas administrativas. A organização têm um nível político e um nível organizacional. O nível político é ocupado pelos executivos que tomam as decisões com implicações internas e extermas. O organizacional é ocupado pelos empregados que executam as rotinas administrativas. CYERT e MARCH, 1963 CYERT e MARCH, 1963

23 A interação entre os atores sociais institui mecanismos que regulam a percepção que os atores, indivíduos, grupos e empresas têm dos problemas do setor e que influenciam em sua ação e reestruturação desse mesmo setor. A interação entre os atores sociais institui mecanismos que regulam a percepção que os atores, indivíduos, grupos e empresas têm dos problemas do setor e que influenciam em sua ação e reestruturação desse mesmo setor. POWELL e DIMNAGGIO, 1991; FRIEDBERG, 1993 POWELL e DIMNAGGIO, 1991; FRIEDBERG, 1993


Carregar ppt "Evolução dos conceitos relacionados ao homem, à organização e ao meio ambiente MOTTA, Fernando C.Prestes e VASCONCELOS, Isabela F. Gouveia. Teoria Geral."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google