A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Hospital Central Aristharco Pessoa Serviço de Ginecologia- Obstetrícia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Hospital Central Aristharco Pessoa Serviço de Ginecologia- Obstetrícia."— Transcrição da apresentação:

1 Hospital Central Aristharco Pessoa Serviço de Ginecologia- Obstetrícia

2 Serviço de Obstetrícia TenCel Rubens TenCel Rubens TenCel Ricardo José TenCel Ricardo José TenCel Pallis TenCel Pallis Maj Cupello Maj Cupello Maj Flavio Monteiro Maj Flavio Monteiro Maj Graça Aranha Maj Graça Aranha Maj Carlos Antonio Maj Carlos Antonio Maj Sarah Maj Sarah Maj Rosangêla Maj Rosangêla Cap Raquel Cap Raquel Ten Tatiana Ten Tatiana Dra Anelise Dra Anelise Dra Isabel Dra Isabel

3 Assistencia ao Parto Finalidade Finalidade Oferecer à paciente um atendimento adequado, proporcionando conforto e segurança à mãe e ao filho durante o trabalho de parto e o nascimento. Oferecer à paciente um atendimento adequado, proporcionando conforto e segurança à mãe e ao filho durante o trabalho de parto e o nascimento.

4 Hora de ir para o hospital Contrações-1 em 10 minutos Contrações-1 em 10 minutos Perda de líquido Perda de líquido Sangramento significativo Sangramento significativo

5 Internação A paciente será examinada pelo médico plantonista, e se estiver em trabalho de parto,será encaminhada à internação.Caso contrário será orientada e liberada para retornar a sua residência. A paciente será examinada pelo médico plantonista, e se estiver em trabalho de parto,será encaminhada à internação.Caso contrário será orientada e liberada para retornar a sua residência.

6 Acompanhamento Durante a internação a paciente será periodicamente examinada pelo plantonista com frequencia variável de acordo com a evolução do trabalho de parto. Durante a internação a paciente será periodicamente examinada pelo plantonista com frequencia variável de acordo com a evolução do trabalho de parto.

7 A Hora do Parto Quando estiver próximo do nascimento a paciente será encaminhada à cama de parto,assistida pelo médico obstetra e pediatra, acompanhados pela equipe de enfermagem. Quando estiver próximo do nascimento a paciente será encaminhada à cama de parto,assistida pelo médico obstetra e pediatra, acompanhados pela equipe de enfermagem.

8 Episiotomia A episiotomia é o corte que é feito na musculatura perineal para facilitar o nascimento e proteger a musculatura.Não é obrigatória, mas é feita com muita frequencia, de acordo com a elasticidade da musculatura da paciente. A episiotomia é o corte que é feito na musculatura perineal para facilitar o nascimento e proteger a musculatura.Não é obrigatória, mas é feita com muita frequencia, de acordo com a elasticidade da musculatura da paciente.

9 O Bebê Após o nascimento o bebê é examinado e cuidado pelo pediatra e após isso é levado para a mãe. Após o nascimento o bebê é examinado e cuidado pelo pediatra e após isso é levado para a mãe.

10 Amamentação No HCAP é estimulado o aleitamento materno, não sendo permitidas mamadeiras, a não ser com orientação do pediatra, em casos especiais. No HCAP é estimulado o aleitamento materno, não sendo permitidas mamadeiras, a não ser com orientação do pediatra, em casos especiais.

11 Alta hospitalar A alta hospitalar ocorre normalmente 48 horas após o parto.Quando o parto completar 48 h na parte da tarde a alta será no dia seguinte. A alta hospitalar ocorre normalmente 48 horas após o parto.Quando o parto completar 48 h na parte da tarde a alta será no dia seguinte.

12 Revisão No ato da alta hospitalar é marcado um dia para revisão e retirada de pontos.Em caso de cesariana a revisão é após sete dias, nos partos normais é após quinze dias. No ato da alta hospitalar é marcado um dia para revisão e retirada de pontos.Em caso de cesariana a revisão é após sete dias, nos partos normais é após quinze dias.

13 Parto normal ou cesariana A cesariana é um procedimento cirúrgico, com riscos inerentes ao ato, e será realizada apenas em caso de indicação médica. A cesariana é um procedimento cirúrgico, com riscos inerentes ao ato, e será realizada apenas em caso de indicação médica.

14 Laqueadura tubária A laqueadura tubária só poderá ser realizada nos casos previstos por lei que são: A laqueadura tubária só poderá ser realizada nos casos previstos por lei que são: Cesariana de repetição(3ª ou mais) Cesariana de repetição(3ª ou mais) Doença materna em que uma nova gestação acarrete risco de morte para a paciente. Doença materna em que uma nova gestação acarrete risco de morte para a paciente.

15 Como autorizar LT A paciente deverá solicitar ao chefe da ginecologia com pelo menos dois meses de antecedencia, comprovando a indicação legal.Nos casos de cesariana de repetição, quando as anteriores não tiverem sido realizadas no HCAP, trazer declaração do hospital onde realizou. A paciente deverá solicitar ao chefe da ginecologia com pelo menos dois meses de antecedencia, comprovando a indicação legal.Nos casos de cesariana de repetição, quando as anteriores não tiverem sido realizadas no HCAP, trazer declaração do hospital onde realizou.

16 Autorização Caso seja por doença materna deverá trazer laudo médico fornecido pelo especialista recomendando a esterelização definitiva em virtude da doença. Caso seja por doença materna deverá trazer laudo médico fornecido pelo especialista recomendando a esterelização definitiva em virtude da doença.

17 Acompanhantes Só é permitido acompanhante para as pacientes menores de 18 anos, no pré-parto.Na sala de parto não é permitido. Só é permitido acompanhante para as pacientes menores de 18 anos, no pré-parto.Na sala de parto não é permitido.

18 Aguardamos vocês no HCAP Bom parto


Carregar ppt "Hospital Central Aristharco Pessoa Serviço de Ginecologia- Obstetrícia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google