A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Roma Antiga Aula 1 - Cursinho Noturno. Momarquia Romana ( 753-509 a.C)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Roma Antiga Aula 1 - Cursinho Noturno. Momarquia Romana ( 753-509 a.C)"— Transcrição da apresentação:

1 Roma Antiga Aula 1 - Cursinho Noturno

2 Momarquia Romana ( a.C)

3 Classes sociais na Monarquia Patrícios. Clientes. Plebeus.

4 Governo O poder era exercido por um rei etrusco e assistido por um conselho de anciões patrícios, o qual deu origem ao Senado

5 República Romana ( a.C)

6 Instituições Senado. Magistraturas. Assembleias.

7 As lutas sociais - Conquistas plebéias. Criação do Tribunato da Plebe. Lei das Doze Tábuas.

8 Lei das Doze Tábuas Leis adicionadas após a criação da Lei das Doze Tábuas: -Permissão do casamento entre plebeus e patrícios. - Fim da escravidão por dívida. -Consulado podendo ser ocupado por plebeus. -Igualdade religiosa entre plebeus e patrícios. -Ampliação dos poderes das Assembleias.

9 Guerras Púnicas (séculos III e II a.C)

10 Consequências da vitória romana -Roma obteve o controle do comércio do Mediterrâneo. -Ampliação das desigualdades sociais. -Novos conflitos sociais.

11 Crise da República Romana -A República assiste ao fortalecimento do poder de alguns generais (destaque para Júlio César). -Senadores tramam a morte de César temendo perder poder. -O Segundo Triunvirato reacende as disputas pelo controle da República.

12 Império (27a.C - 476) Principado. -Otávio Augusto se torna primeiro imperador de Roma. O Senado pede força política. -Seu governo é considerado o período áureo da história romana. -Surge o conceito de “mare nostrum”.

13 Alto Império - Séculos I a III -Período marcado pela ascensão de imperadores das dinastias Julio-Claudiana, Flaviana e Antonina. -O Império chega a sua máxima extensão territorial.

14 Baixo Império - Séculos III a V. -Período marcado por vasta tensão política. Disputas internas pelo poder enfraquecem economicamente e politicamente o Império.

15 Diocleciano, Constantino, Teodósio -Combate a inflação e perseguição aos cristãos (Diocleciano) -Liberdade religiosa assegurada (Constantino) -Sistema de Colonato (Constantino) -Cristianismo como religião oficial (Teodósio) -Divisão do Império em dois (Teodósio) -Invasões bárbaras.

16 1) (UFV) A respeito das classes que compunham a sociedade romana na Antiguidade, é CORRETO afirmar que: a) os "patrícios" foram igualados aos plebeus, durante a democracia romana, quando da revolta dos clientes, que lutaram contra a exclusão social da qual eram vítimas. b) os "plebeus" podiam casar-se com membros das famílias patrícias, forma pela qual conseguiam quitar suas pendências de terra e dinheiro, conseguindo assim certa ascensão social. c) os "clientes" eram estrangeiros acolhidos pelos patrícios e transformados em escravos, quando sua conduta moral não condizia com a de seus protetores. d) os "plebeus" compunham a classe formada pelos camponeses, artesãos e alguns que conseguiam enriquecer-se por meio do comércio, atividade que lhes era permitida. e) os "escravos" por dívida eram o resultado da transformação de qualquer romano em propriedade de outrem, o que ocorria para todos que violassem a obrigação de pagar os impostos que sustentavam o Estado expansionista.

17 a 5) PUC-SP) Após a revolta dos plebeus em 493 a.C., os patrícios concederam-lhes, como defensores especiais, os tribunos da plebe, cuja força e influência decorriam: a) do direito de veto a qualquer medida governamental que prejudicasse a plebe. b) do direito de voto na escolha dos pretores, que administravam a justiça. c) da importância econômica da classe da qual eram representantes. d)do exército do qual eram comandantes-em-chefe. e) do controle do abastecimento da cidade, policiamento e organização dos espetáculos públicos.

18 8) (FUVEST) Nas últimas décadas do século II a.C., os irmãos Tibério e Caio Graco propuseram um extenso programa de reformas políticas e sociais na cidade de Roma. O principal objetivo das reformas era: a) garantir a igualdade política e jurídica entre patrícios e plebeus, através da criação de magistraturas plebéias. b) controlar a inflação e a crise econômica que assolava o mundo romano. c) combater o militarismo da elite dirigente romana e a concentração de riquezas nas mãos dos generais. d) promover a democracia plena, através da extensão do direito de voto às mulheres e analfabetos. e) fortalecer a população camponesa, que compunha a base do exército republicano, através da distribuição de terras.

19 14) (Unesp) Sobre o Império Romano, até o século III d.C. é correto afirmar que: a) O direito à cidadania era exclusivo dos patrícios; b) As normas jurídicas baseavam-se na ética do cristianismo; c) À organização política possibilitou a criação da democracia nas cidades estados; d) O sistema econômico baseava-se na escravidão; e) A cultura romana exclui a herança do helenismo

20 19) (Fgv) O Edito de Milão (313), no processo de desenvolvimento histórico de Roma, reveste-se de grande significado, tendo em vista que a) combateu a heresia ariana, acabando com a força política dos bispados de Alexandria e Antioquia. b) tornou o cristianismo a religião oficial de todo Império Romano, terminando com a concepção de rei-deus. c) acabou inteiramente com os cultos pagãos que então dominavam a vida religiosa. d) deu prosseguimento à política de Deocleciano de intenso combate à expansão do cristianismo. e) proclamou a liberdade do culto cristão passando Constantino a ser o protetor da Igreja.


Carregar ppt "Roma Antiga Aula 1 - Cursinho Noturno. Momarquia Romana ( 753-509 a.C)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google