A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Perfil Conjuntural das MPE Perfil Conjuntural das MPE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Perfil Conjuntural das MPE Perfil Conjuntural das MPE."— Transcrição da apresentação:

1 Perfil Conjuntural das MPE Perfil Conjuntural das MPE

2 Conceito de ME e EPP Federal Micro: receita bruta anual de até R$ 240 mil Pequena: receita bruta anual entre R$ 240 mil e R$ 2,4 milhões (11 Estados RO, AC, RR, AP, TO, MA, PI, RN, PB, AL, SE) Participação no PIB de até 1% - R$ 1,2 milhão (11 Estados RO, AC, RR, AP, TO, MA, PI, RN, PB, AL, SE) (11 Estados AM, PA, CE, PE, BA, ES, SC, MT, MS, GO e DF) Participação no PIB de 1% a 5% - R$ 1,8 milhão (11 Estados AM, PA, CE, PE, BA, ES, SC, MT, MS, GO e DF) (5 Estados MG, RJ, SP, PR e RS) Participação no PIB acima de 5% - R$ 2,4 milhões (5 Estados MG, RJ, SP, PR e RS) Tetos diferenciados para Estados e Municípios

3 Perfil MPE Anos EstabelecimentosTrabalhadoresMassa Salarial MEPEMEPEMEPE ,54,620,021,210,917, ,34,719,821,310,716, ,24,819,521,310,616, ,14,919,221,210,416,1 FONTE: RAIS/Ministério do Trabalho e Emprego Participação no mercado (%)

4 Participação no mercado por setor (%) Anos EstabelecimentosTrabalhadoresMassa Salarial MEPEMEPEMEPE ,66,020,326,511,520, ,26,319,326,011,019, ,16,319,125,911,019, ,96,518,825,610,819,6 Indústria Anos EstabelecimentosTrabalhadoresMassa Salarial MEPEMEPEMEPE ,84,318,719,310,115, ,74,518,719,610,015, ,54,618,419,69,815, ,44,718,219,59,614,7 Comércio e Serviço Anos EstabelecimentosTrabalhadoresMassa Salarial MEPEMEPEMEPE ,15,141,624,733,724, ,05,240,524,432,824, ,15,241,124,633,724, ,15,140,124,833,924,8 Agropecuario FONTE: RAIS/Ministério do Trabalho e Emprego Perfil MPE

5 FONTE: Pesquisa Fatores condicionantes e taxa de mortalidade das MPE, Sebrae Nacional, 2007 Perfil MPE TAXA DE MORTALIDADE 22,0% 31,3% 35,9% 29,9% 38,6% 29,0% 18,9% 37,5% 34,6% 21,6% 39,1% 28,1% 19,1% 36,6% 23,9% Brasil Norte Nordeste Centro - Oeste Sudeste Sul

6 PRINCÍPIOS BÁSICOS DA LEI: 1. Simplificar registro, alterações e baixa de empresas; 2. Simplificar recolhimento e reduzir tributos; 3. Estímulos ao crescimento: Exportações; Compras Governamentais; Crédito; Associativismo; Inovação tecnológica; Acesso à justiça Em síntese, a Lei Geral objetiva contribuir para que as MPE sejam competitivas nas suas relações com as grandes corporações. Lei Geral

7 OBJETIVO DA LEI Estabelecer normas gerais relativas ao TRATAMENTO DIFERENCIADO, SIMPLIFICADO E FAVORECIDO às microempresas e empresas de pequeno porte no âmbito dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. EMBASAMENTO LEGAL: Art. 170, IX – CF 1988 Art. 179 – CF 1988 Art. 146, III, d LEI COMPLEMENTAR Nº 123, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2006 Lei Geral

8 A BUSCA PELO TRATAMENTO DIFERENCIADO HISTÓRICO Lei 7.256/84 Estatuto da Microempresa, apoio ao segmento nas áreas administrativa, tributária, previdenciária e trabalhista. Lei 8.864/94 Tratamento favorecido nos campos trabalhista, previdenciário, fiscal, creditício e de desenvolvimento empresarial. Lei 9.317/96 Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições – SIMPLES. Lei 9.841/99 Regulamentada pelo Decreto nº 3.474/00 - estabelece diretrizes para a concessão de tratamento diferenciado aos pequenos negócios nos campos administrativo, tributário, previdenciário, trabalhista, creditício e de desenvolvimento empresarial. Lei Complementar 123/06 Publicada no Diário Oficial da União (15/12/06), exceto o capítulo tributário, cuja vigência será a partir de 1° de julho de Lei Geral

9 A Lei Geral abrange as três esferas do poder público: União, Estados, Distrito Federal e Municípios. Haverá um sistema legal uniforme aplicável à todas as MPE do Brasil. A lei do Simples alcança apenas a esfera federal, ou seja, engloba somente os tributos federais. ALCANCE DA LEI HOJE A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral PONTOS DA LEI GERAL

10 Abertura de Empresas Inscrição em mais de 10 órgãos; Apresentação de aproximadamente 90 documentos; 152 dias para se abrir um empresa; R$ 2.000,00 de custos em média; Excessiva quantidade de declarações. Fonte: Pesquisa do Banco Mundial Abertura de Empresas Entrada única de documentos; A empresa terá apenas um único nº de identificação: Cadastro sincronizado; Sistema de informações integradas e consolidadas, que permita pesquisas prévias às etapas de inscrição, alteração e baixa de empresas; Vistorias após o início de operação do estabelecimento, quando a atividade não for considerada de alto risco; Prazo estimado de 15 dias para abertura. SIMPLIFICAÇÃO NA ABERTURA DE EMPRESAS SIMPLIFICAÇÃO NA ABERTURA DE EMPRESAS HOJE A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral PONTOS DA LEI GERAL

11 Funcionamento de Empresas Fiscalizações de caráter punitivo. Baixa de Empresas Prazos longos, burocracia e pendências tributárias inviabilizam a baixa. Funcionamento de Empresas Fiscalizações deverão orientar o empresário antes de multá-lo, quando a gravidade da situação assim permitir. Baixa de Empresas A baixa da inscrição no CNPJ será de Imediato; Empresas sem movimento há mais de 3 anos poderão ser baixadas, mesmo que haja dívidas fiscais. Nesse caso, os sócios assumirão as dívidas. SIMPLIFICAÇÃO NO FUNCIONAMENTO E BAIXA DE EMPRESAS SIMPLIFICAÇÃO NO FUNCIONAMENTO E BAIXA DE EMPRESAS HOJE A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral PONTOS DA LEI GERAL

12 Unificação de conceitos para União, Estados, Distrito Federal e Municípios: ME - R$ ,00/ano EPP - R$ ,00/ano Na parte tributária (Supersimples), poderá haver limites diferenciados para Estados e Municípios de acordo com a participação no PIB nacional. O Ce terá o limite de R$ ,00/ano. Multiplicidade de conceitos Simples Federal ME - R$ ,00/ano EPP - R$ ,00/ano Ceará ME Social – R$ ,00 ME- R$ ,40 EPP - R$ ,00 Municípios Legislações diferenciadas para ME e EPP. CONCEITO DE MPE ANTES A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral PONTOS DA LEI GERAL

13 Previsão de criação do Consórcio Simples, voltado para realização de compra e venda de bens e serviços; Propiciará o aumento da competitividade e a inserção das MPE em novos mercados; As Centrais de Compras atualmente existentes não possuem personalidade jurídica adequada para negociar em nome próprio ou mesmo ter acesso a linhas de crédito. ASSOCIATIVISMO HOJE A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral PONTOS DA LEI GERAL

14 As micro e pequenas empresas concorrem nas mesmas condições das grandes empresas. A burocracia e os grandes lotes impedem a participação dos pequenos negócios nas compras públicas. Fixa limite preferencial de R$ ,00 para compras de micro e pequenas empresas; Prevê a sub-contratação de MPE em grandes contratos até o percentual de 30% do valor total; Bens e Serviços Divisíveis – fornecimento parcial para a MPE (até 25% do total das licitações); Preferência para as MPE nos casos de empate; Inversão na apresentação de certidões fiscais (apresentação de certidões negativas apenas nos casos em que a MPE vença o certame); Empenho como título de crédito, podendo ser negociado com o sistema bancário. COMPRAS GOVERNAMENTAIS HOJE A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral PONTOS DA LEI GERAL

15 A maior dificuldade para os pequenos negócios acessarem ao crédito é a falta de garantias; Altos custos financeiros inviabilizam o acesso das MPE. Bancos públicos manterão linhas de crédito específicas para MPE; Cooperativas de crédito de micro e pequenas empresas terão acesso direto a recursos do CODEFAT, o que barateará os financiamentos e fortalecerá o setor. ESTÍMULO AO CRÉDITO E À CAPITALIZAÇÃO HOJE A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral PONTOS DA LEI GERAL

16 Não há limite fixado para a aplicação de recursos de tecnologia nas microempresas e empresas de pequeno porte. Não há qualquer estímulo para acesso dessas empresas a políticas de inovação tecnológica. 20% dos recursos de tecnologia de todos os órgãos e entidades ligados a esta área serão destinados às micro e pequenas empresas; Estímulo às incubadoras tecnológicas; Autorização para o Ministério da Fazenda zerar as alíquotas do IPI, da Cofins e do PIS/Pasep, na compra de máquinas e equipamentos adquiridas pelas MPE que atuam no setor de inovação. ESTÍMULO À INOVAÇÃO HOJE A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral PONTOS DA LEI GERAL

17 As Médias e grandes empresas Não têm suas receitas de exportação tributadas; Simples As empresas são tributadas sobre o montante de sua receita, inclusive aquela resultante das exportações. Não haverá mais incidência de impostos (Simples) sobre as receitas de exportações, de venda para tradings e comerciais exportadoras realizadas por microempresas e empresas de pequeno porte; Essa medida corrige a distorção existente atualmente, melhorando as condições de competitividade em relação aos médios e grandes exportadores. EXPORTAÇÕES HOJE A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral PONTOS DA LEI GERAL

18 É permitido o acesso somente das microempresas aos Juizados Especiais. Não existe estímulo à utilização de conciliação prévia, mediação e arbitragem nos processos de MPEs. Fomenta a utilização dos institutos de conciliação prévia, mediação e arbitragem para solução de conflitos para este segmento. É permitido o uso dos Juizados especiais de pequenas causas às microempresas e também às empresas de pequeno porte. ACESSO À JUSTIÇA HOJE A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral PONTOS DA LEI GERAL

19 As microempresas e empresas de pequeno porte devem cumprir todas as burocracias impostas pelo Código Civil. Desobriga as microempresas e empresas de pequeno porte da realização de reuniões, assembléias e publicação de atos da empresa, ou seja, desburocratiza o dia-a-dia; Empresário individual com receita de até R$ 36 mil / ano está dispensado de emitir nota fiscal e de escrituração contábil comercial. REGRAS CIVIS E EMPRESARIAIS HOJE A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral PONTOS DA LEI GERAL

20 As microempresas e empresas de pequeno porte precisam cumprir as normas de saúde e segurança no trabalho, que são onerosas para o empresário. Permissão para que as MPE formem consórcios para serviços de segurança e medicina do trabalho; Dispensa das MPE: - Da afixação do quadro de horário trabalho; - Da anotação das Férias de empregados; - De empregar e matricular seus aprendizes nos cursos dos serviços Nacionais de Aprendizagem; - Da posse do livro Inspeção do Trabalho; - De Comunicar ao MT a concessão de Férias coletivas. DESBUROCRATIZAÇÃO DE OBRIGAÇÕES NAS RELAÇÕES DE TRABALHO HOJE A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral PONTOS DA LEI GERAL

21 SUPERSIMPLES Lei Geral

22 14 novas atividades foram incluídas no Supersimples e poderão aderir a este regime a partir de 1º de julho. Podem optar empresas de comércio, indústria e serviços; Não contempla a maioria das atividades de prestação de serviços. SUPERSIMPLES ATENÇÃO! As atividades que não foram contempladas no Supersimples poderão usufruir de todos os outros benefícios da lei. HOJE A PARTIR DA LEI GERAL (SIMPLES em vigor até 30 de junho) (Supersimples entrará em vigor em 1º de julho) Lei Geral

23 SUPERSIMPLES: ATIVIDADES QUE PODEM OPTAR– SERVIÇOS I SUPERSIMPLES: ATIVIDADES QUE PODEM OPTAR– SERVIÇOS I Creche, pré-escola e estabelecimento de ensino fundamental; Agência terceirizada de correios; Agência de viagem e turismo; Centro de formação de condutores de veículos automotores de transporte terrestre de passageiros e de carga; Agência lotérica; Serviços de manutenção e reparação de bicicletas, motonetas, motocicletas, automóveis, caminhões, ônibus, outros veículos pesados, tratores, máquinas e equipamentos agrícolas; Lei Geral

24 SUPERSIMPLES: ATIVIDADES QUE PODEM OPTAR – SERVIÇOS I SUPERSIMPLES: ATIVIDADES QUE PODEM OPTAR – SERVIÇOS I Serviços de instalação, manutenção e reparação de acessórios para veículos automotores; Serviços de instalação, manutenção e reparação de máquinas de escritório e de informática; Serviços de reparos hidráulicos, elétricos, pintura e carpintaria em residências ou estabelecimentos civis ou empresariais, bem como manutenção e reparação de aparelhos eletrodomésticos; Serviços de instalação e manutenção de aparelhos e sistemas de ar condicionado, refrigeração, ventilação, aquecimento e tratamento de ar em ambientes controlados; Veículos de comunicação, de radiodifusão sonora e de sons e imagens, e mídia externa; Lei Geral

25 Construção de imóveis e obras de engenharia em geral, Inclusive sob a forma de sub-empreitada; Transporte municipal de passageiros; Empresas montadoras de estandes para feiras; Escolas livres, de línguas estrangeiras, artes, cursos técnicos e gerenciais; Produção cultural e artística; Produção cinematográfica e de artes cênicas; Lei Geral SUPERSIMPLES: ATIVIDADES QUE PODEM OPTAR – SERVIÇOS II SUPERSIMPLES: ATIVIDADES QUE PODEM OPTAR – SERVIÇOS II

26 Cumulativamente administração e locação de imóveis de terceiros; Academias de dança, de capoeira, de ioga,de artes marciais, de atividades físicas, desportivas, de natação e escolas de esportes; Elaboração de programas de computadores, inclusive jogos eletrônicos, desde que desenvolvidos em estabelecimento do optante; Licenciamento ou cessão de direito de uso de programas de computação; Planejamento, confecção, manutenção e atualização de páginas eletrônicas, desde que realizados em estabelecimento do optante; Escritórios de serviços contábeis; Serviço de vigilância, limpeza ou conservação. PONTOS DA LEI GERAL Poderão optar pelo Supersimples sociedades que se dediquem a prestação de outros serviços que não tenham sido objeto de vedação expressa. Lei Geral SUPERSIMPLES: ATIVIDADES QUE PODEM OPTAR – SERVIÇOS II SUPERSIMPLES: ATIVIDADES QUE PODEM OPTAR – SERVIÇOS II

27 SIMPLES O ICMS e ISS não estão incluídos no Simples Federal. As alíquotas variam da seguinte forma: Comércio – 3% a 12,6% + ICMS Indústria – 3,5% a 13,1% + ICMS Serviços – 4,5% a 18,9% + ISS Quem não pode optar recolhe, em média: 8.63% de tributos federais 27% de INSS 17% de ICMS (sobre V. agregado) 5% de ISS (serviços) IPI - % Variável Inclusão do ICMS e do ISS As novas alíquotas passam a variar da seguinte forma: - Comércio – 4% a 11,61% (já incluído o ICMS) - Indústria – 4,5% a 12,11% (já incluído o ICMS + IPI) - Serviços I – 6% a 17,42% (já incluído o ISS) - Serviços II – 4,5% a 16,85% (já incluído o ISS) + 20% de INSS sobre a folha - Serviços III – 6% a 20% (já incluído o ISS) + 20% de INSS sobre a folha. A redução média estimada para quem já é optante do Simples é da ordem de 20% e para quem não é pode chegar a 70%. ALÍQUOTAS HOJE A PARTIR DA LEI GERAL Lei Geral

28 Supersimples engloba contribuições e impostos federais (IRPJ, PIS, COFINS, IPI, CSLL, INSS sobre folha de salários), estadual (ICMS) e municipal (ISS), recolhidos mensalmente em uma guia única; Reduz e simplifica o pagamento de tributos federais, estaduais e municipais – tem efeito de imposto único para o contribuinte; Regimes de ICMS e ISS mais vantajoso que a Lei Geral serão assegurados pelo Comitê Gestor de tributos; Manutenção das isenções ao Sistema S, Incra, Salário Educação e SAT, além da contribuição sindical patronal. PAGAMENTOS DE TRIBUTOS HOJE A PARTIR DA LEI GERAL FORA DO SIMPLES cálculo de 10 tributos diferentes, declarações diferentes, guias diferentes, pagamentos em datas diferentes; SIMPLES declarações e escrituração mais simplificada, mesmo assim sujeito a exigências estaduais e municipais; isenção das contribuições ao Sistema S, Incra, Salário Educação e SAT, além da contribuição sindical patronal. Lei Geral

29 Impactos da Lei Geral :: Guichê Único. Na elaboração de normas, os órgãos envolvidos na abertura e fechamento de empresas, dos três níveis, deverão considerar a unicidade do processo de registro :: Identificador Único CNPJ Sistema de informações e orientações integradas e consolidadas, que permitam pesquisas prévias às etapas de inscrição, alteração e baixa de empresas. :: Alvará provisório Vistorias após o início de operação do estabelecimento, quando a atividade, por sua natureza, comportar grau de risco compatível com esse procedimento. REDUÇÃO DO CUSTO DE FORMALIZAÇÃO SIMPLIFICAÇÃO DA ABERTURA E FECHAMENTO. CADASTRO SINCRONIZADO

30 EXPORTAÇÕES :: Elimina da base de cálculo as receitas advindas da exportação e da venda para tradings e comerciais exportadoras. ASSOCIATIVISMO CONSÓRCIO SIMPLES :: Realização de negócios de compra e venda, de bens e serviços, para os mercados nacional e internacional, por meio de consórcio, nos termos e condições estabelecidos pelo Poder Executivo Federal. Complementaridade nos negócios Escala Impactos da Lei Geral

31 CRÉDITO E CAPITALIZAÇÃO :: Estimula linhas de crédito especiais para as MPE :: Fortalecimento das microfinanças - cooperativismo de crédito, microcrédito e acesso a fundos públicos (CODEFAT) :: Portabilidade de informações bancárias INOVAÇÃO TECNOLÓGICA :: Utilização dos Fundos Tecnológicos; :: Mínimo de 20% de P&D e capacitação tecnológica destinados à MPE; :: Estímulos às incubadoras tecnológicas. Impactos da Lei Geral

32 COMPRAS GOVERNAMENTAIS Compras até R$ 80 mil Cotas de 25% para todas as compras 30% Sub-contratação Critério de desempate Cédula de Crédito Microempresarial Impactos da Lei Geral

33 NO CEARÁ BRASIL - 72% dos municípios possuem uma população inferior a 20 mil habitantes Cidades enquadram-se nesse perfil. CEARÁ - 77% dos municípios possuem uma população inferior a 40 mil habitantes: São 141 Municípios cearenses, que juntos possuem uma população total de habitantes, representando 32% da população cearense; 99,1% dos empreendimentos cearenses são de micro e pequeno porte; Ocupam pessoas, correspondendo a 39,3% da mão de obra local; Estima-se que no Ceará existam 540 mil pequenos empreendimentos formais e informais, ocupando 2,2 milhões de cearenses. Impactos da Lei Geral

34 RESULTADOS - CEARÁ Regional Nº DE MUNICÍ PIOS Nº DE MUNICÍPIOS QUE REGULAMEN TARAM A LEI GERAL PERCENT UAL Baixo Jaguaribe16956% Cariri261038% Centro Sul19421% Ibiapaba7457% Inhamuns13754% Ipú8450% Litoral Leste711% Maciço de Baturité13538% Metropolitano281139% Sertão Central14536% Norte331751% Total % LEGENDA: - Esc. Regional Baixo Jaguaribe - Esc. Regional Cariri - Esc. Regional Centro Sul - Esc. Regional Ibiapaba - Esc. Regional Inhamuns - Esc. Regional Litoral Leste - Esc. Regional Maciço do Baturité - Esc. Regional Metropolitano - Esc. Regional Sertão Central - Esc. Regional Norte - Agência Ipú Impactos da Lei Geral Municípios que regulamentaram a Lei Geral

35 92% das MPEs sabiam que a Lei Geral já havia sido aprovada antes da entrevista; 81% das MPEs são favoráveis à LG (6% são contrários e 13% não sabem); 83% optaram pelo Simples Nacional; Impactos da Lei Geral NO CEARÁ Entre os principais resultados no estado do Ceará, detectou-se que:

36 MPEs que optaram pelo Simples Nacional a partir de julho/2007 Impactos da Lei Geral NO CEARÁ FONTE: Pesquisa do Observatório das MPEs – Sebrae/SP 83% 17% Sim Não

37 Situação das MPEs com respeito à carga total de impostos Impactos da Lei Geral NO CEARÁ FONTE: Pesquisa do Observatório das MPEs – Sebrae/SP 16% 18% 39% 11% 16% Aumentou Diminuiu Ficou igual Não sabe Não optou pelo SUPERSIMPLES

38 Passaram a pagar mais com contabilidade Impactos da Lei Geral NO CEARÁ FONTE: Pesquisa do Observatório das MPEs – Sebrae/SP 11% 89% Sim Não

39 Até este momento, com a LG, sua empresa foi Impactos da Lei Geral NO CEARÁ FONTE: Pesquisa do Observatório das MPEs – Sebrae/SP 33% 21% 40% 6% Beneficiada Prejudicada Indiferente Não sabe

40 Compras Governamentais O Poder de Compra do Governo Federal –2008¹ ¹ De Janeiro a Março FONTE: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MP Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI

41 ¹ De Janeiro a Março 2008 Compras Governamentais O Poder de Compra do Governo Federal –2008¹ Por Modalidade FONTE: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MP Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI

42 ¹ De Janeiro a Março Compras Governamentais Evolução do n° de MPE cadastradas em relação ao total – 2002 a 2008 FONTE: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MP Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI

43 ¹ De Janeiro a Março Compras Governamentais Materiais mais comprados de MPE FONTE: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MP Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI

44 ¹ De Janeiro a Março Compras Governamentais Serviços mais comprados de MPE 18,3% 14,3% 9,8% 9,4% 7,8% 6,4% 4,9% 3,6% 3,2% 0%10%20%30%40%50%60%70%80%90%100 % Serviços auxiliares e outros serviços de transporte auxiliar Serviços de leasing ou aluguel de maquinaria e equipamentos sem operador Outros serviços de suporte Tipos especiais de serviços de construção Serviços de agência de viagens, operadoras de turismo e guia turístico Serviços de saúde humana Serviços de engenharia Serviços de manutenção e reparo de produtos fabricados de metal, maquinaria e equipamentos Serviços de consultoria e de gerência/gestão Valor de Compra (%) FONTE: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MP Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI

45 Realizar nova campanha de sensibilização; Fortalecer comitê municipal de regulamentação e de implementação; Dar continuidade à implementação da Lei; Simplificação de registro, alterações e baixas. Compras Governamentais Realizar nova campanha junto aos municípios que ainda não regulamentaram a Lei. Novos Desafios


Carregar ppt "Perfil Conjuntural das MPE Perfil Conjuntural das MPE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google