A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fisiologia Endócrina Obesidade Cintia Cercato Grupo de Obesidade e Síndrome Metabólica do HC-FMUSP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fisiologia Endócrina Obesidade Cintia Cercato Grupo de Obesidade e Síndrome Metabólica do HC-FMUSP."— Transcrição da apresentação:

1 Fisiologia Endócrina Obesidade Cintia Cercato Grupo de Obesidade e Síndrome Metabólica do HC-FMUSP

2 Caso Clinico 1 HISTÓRIA MÉDICA Paciente sexo masculino, 48 anos Ganho de peso há 18 anos, após casamento, quando parou de fazer esportes. Refere que iniciou ganho progressivo de peso após redução de atividade física. Notou que ganhou peso principalmente na região abdominal. Refere padrão alimentar hiperfágico prandial. Há 8 anos desenvolveu HAS e há 6 anos evoluiu com DM tipo 2. Há 1 ano, em check-up de rotina apresentou isquemia miocárdica em teste ergométrico e foi submetido a cateterismo, onde foi constatada obstrução de 70 % de DA. Realizou angioplastia com implante de stent coronariano. Nega tabagismo.

3 Caso Clinico 1 EXAME FÍSICO: Peso: 101 Kg Altura: 1,70 m IMC: 34,9 Kg/m2 Circunf Abdominal: 116 cm Quadril : 114 cm Relação cintura/quadril: 1,0 PA: 140 x90 mmHg EXAMES LABORATORIAIS: Glicemia: 150 mg/dL (VR:70-99) Colesterol total: 215 mg/dL (VR: <200) Insulina 40  U/mLHDL: 38 mg/dL (VR: > 45) Leptina: 40 ng/mL (VR 2,0-5,6 ng/mL para IMC nl)LDL: 110 mg/dL (VR < 130) Adiponectina: 14  g/mLTriglicérides: 235 mg/dL (VR< 150)

4 Caso Clinico 2 HISTÓRIA MÉDICA Paciente sexo feminino, 58 anos Ganho de peso desde a infância. Refere que sempre esteve acima do peso normal. Houve piora do ganho de peso após as gestações. Refere que o ganho de peso se deu principalmente na região do quadril. Apresenta compulsão alimentar principalmente por doces, no fim da tarde. Nega HAS, DM ou dislipidemia Refere osteoartrose de joelhos

5 Caso Clinico 2 EXAME FÍSICO: Peso: 101 Kg Altura: 1,55 m IMC: 42 Kg/m2 Circunf Abdominal: 106 cm Quadril : 136 cm Relação cintura/quadril: 0,78 PA: 110 x 70 mmHg EXAMES LABORATORIAIS: Glicemia: 76 mg/dL (VR:70-99) Colesterol total: 193 mg/dL (VR: <200) Insulina 12  U/mLHDL: 52 mg/dL (VR: > 45) Leptina: 95 ng/mL LDL: 115 mg/dL (VR < 130) Adiponectina: 28  g/mLTriglicérides: 130 mg/dL (VR< 150)

6 Caso 1 x Caso 2 DISCUSSÃO: 1- Por que o primeiro caso apesar de ser menos obeso apresenta mais alterações metabólicas? 2- Quais as principais diferenças entre o adipócito subcutâneo e o adipócito visceral ? 3- Explique os mecanismos implicados na gênese das complicações metabólicas no obeso visceral

7 Tipos de Obesidade Acúmulo de gordura visceral Acúmulo de gordura subcutânea Baixo Rico CV Alto Rico CV

8 Avaliação da distribuição de gordura Métodos quantitativos: avaliam a quantidade de gordura IMC : peso / (altura) 2 Pregas cutâneas Bioimpedânciometria corpórea

9 Avaliação da distribuição de gordura Métodos qualitativos: avaliam a distribuição de gordura, se subcutânea ou visceral Circunferência abdominal Relação cintura /quadril Tomografia computadorizada ♂ < 94 cm ♀ < 80 cm ♂ > 0,95 ♀ > 0,80

10 múltiplos produtos secretados fígado pâncreas músculo vasos sanguíneos Visão atual: órgão endócrino/secretor Visão antiga: depósito inerte ácidos graxos alimentado TG Visão ampliada do tecido adiposo: um órgão endócrino Lyon CJ et al 2003 glicose ácidos graxos glicerol em jejum cérebro

11 IL-6  na AV Pró-aterogênica/pró-diabetogênica:  inflamação vascular  sinalização de insulina  Proteínas fase aguda (fibrinogênio, PCR, amilóide A TNF-   na AV Pró-aterogênica/pró-diabetogênica:  sensibilidade à insulina nos adipócitos, via  IRS-1 Promove lipólise,  AGL PAI-1  na AV Pró-aterogênica:  risco de aterotrombose ADIPONECTINA  na AV Antiaterogênica/antidiabética:  células espumosas  remodelamento vascular  sensibilidade à insulina  fluxo hepático de glicose Papel das adipocitocinas:

12 Os adipócitos não são iguais Adipócitos subcutâneo -Alta proliferação & diferenciação -pequenos Adipócito Visceral -baixa proliferação & diferenciação -grandes Pre-adipócitos Cel Mesenquimal Alta  Capacidade de estocar gordura  Baixa Depósito ectópico de gordura

13 Depósito ectópico de gordura e resistência à insulina Adaptado de Birbaun M. Nature 2001;409:729. Insulina Glicose - + + Insulina AGL Glicose AGL

14  Adiponectina IL 6 TNF-  PAI 1 Hipertensão FIBRINOGÊNIO ESTADO PRO-TROMBÓTICO Rutura da placa/Trombose Eventos Cardiovasculares Aterosclerosis Alterações metabólicas na obesidade visceral PCR  AGL Aumento de triglicerídeos Redução de HDL-C LDL pequenas/densas Resistência a insulina Glicose Insulina SNS  AGL IL-6 AGLs  Glicose X X Glicogênio CO2 Triglicerídeos Resistência a insulina

15 Caso Clinico 3 HISTÓRIA MÉDICA Paciente do sexo masculino, 24 anos Há 2,5 anos evoluiu com poliúria, polidipsia, polifagia, sendo diagnosticado diabetes, com auto-anticorpos negativos. Apresentava difícil controle necessitando altas doses de insulina. Notado ausência de gordura em região de face e abdômen e membros e, quando perguntada, família refere que alterações iniciaram-se antes do diagnóstico de DM.

16 Caso Clinico 3 EXAME FÍSICO: P= 63 Kg IMC: 21 kg/m2 Ausência de gordura subcutânea Musculatura ressaltada Hepato-esplenomegalia EXAMES LABORATORIAIS: Glicemia: 372 mg/dL (VR:70-99) Colesterol total: 376 mg/dL (VR: <200) TGO: 82 U/L HDL: 27 mg/dL (VR: > 45) TGP: 86 U/L Triglicérides: 1621 mg/dL (VR< 150) Leptina: <2,0 ng/mL

17 Caso 3 DISCUSSÃO: 1- Quais as consequências da falta de tecido adiposo? 2- Qual é o elo comum para explicar as alterações metabólicas do caso 1 e do caso 3? 3- Explique a diferença dos níveis de leptina nos casos apresentados.

18 Gordura Fígado Músculo (incluindo coração) Pâncreas 12 Resistência à insulina DM 2 3 Causas Excesso de TG circulante Oxidação de AGL diminuída Falência da proliferação de células adiposas Síndrome do depósito ectópico de gordura

19 LIPOATROFIA Gordura em músculoGordura em fígado RI IGT DM 2 Gordura em músculoGordura em fígado OBESIDADE HIPERTRÓFICA

20 Reversão de diabetes por implante cirúrgico de tecido adiposo em um modelo de rato lipodistrófico Gavrilova O et al. J Clin Invest 2000; 105: 271-278


Carregar ppt "Fisiologia Endócrina Obesidade Cintia Cercato Grupo de Obesidade e Síndrome Metabólica do HC-FMUSP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google