A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CENTRO DE REABILITAÇÃO VISUAL

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CENTRO DE REABILITAÇÃO VISUAL"— Transcrição da apresentação:

1 CENTRO DE REABILITAÇÃO VISUAL
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre CENTRO DE REABILITAÇÃO VISUAL

2 1 Auxiliar Administrativo - 220hs/mês 1 Coordenadora - 80hs/mês
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre O Centro de Reabilitação Visual é um serviço composto por uma equipe multidisciplinar especializada na assistência ao paciente com deficiência visual, tanto baixa visão como cegueira. 2 Oftalmologistas 1 Auxiliar Administrativo - 220hs/mês 1 Coordenadora - 80hs/mês 1 Assistente Social - 120hs/mês 1 Psicólogo - 40hs/mês 2 Terapeutas Ocupacionais e 1 Fisioterapeuta: reabilitação visual, orientação e mobilidade - 320hs/mês

3 Objetivos Específicos
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre Objetivo Geral: Diagnóstico, tratamento e acompanhamento do paciente para promover o desenvolvimento funcional da visão e estimular a independência nas atividades cotidianas, buscando melhorar a qualidade de vida da pessoa com deficiência visual e de sua família. Objetivos Específicos Dispor de uma equipe especializada capaz de atender o contingente de pessoas com baixa visão e cegas; Prestar assistência as necessidades da pessoa com deficiência visual; Promover a autonomia pessoal; Orientar a execução das atividades da vida diária; Orientar para a adaptação profissional, escolar e social; Capacitar na utilização de recursos específicos; Esclarecer e orientar a família quanto à deficiência visual; Desenvolver pesquisa em baixa visão. Avaliar e dispensar prótese ocular

4 CRITÉRIOS DE INGRESSO:
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre CRITÉRIOS DE INGRESSO: prescrição de um médico oftalmologista constanto CID de baixa visão ou cegueira e encaminhamento para este tratamento. Estar motivado para o tratamento conforme programa no qual irá se inserir. Estar apto clinicamente para se beneficiar do processo reabilitatório Estar disponível para realizar todos os processos do programa. QUANTO AOS ATENDIMENTOS: Sessões são de até 45 minutos A periodicidade é de até 2x na semana. Alguns atendimentos posteriormente poderão ser realizados somente em grupo, conforme indicação da equipe/programa.

5 Fluxo de atendimento: Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre
Paciente acessa consulta oftalmológica (SUS-rede de saúde ou particular/convênios) Recepção: agenda Entrevista multiprofissional Discussão do caso, planejamento do programa a ser atendido e demais necessidades Entrevista Multiprofissional: realização do genograma e ecomapa (Ssocial e Psico) Inicia atendimento com a reabilitadora e profissionais de apoio, caso necessário Discute com a equipe, planejamento da alta.

6 Entrevista Inicial/avaliação multiprofissional
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre Entrevista Inicial/avaliação multiprofissional É realizada pelo assistente social e psicólogo, tem o objetivo de conhecer a dinâmica familiar e social da pessoa com deficiência visual através do instrumento genograma, isso permite um olhar integral da equipe, levando em consideração as expectativas, a motivação e condição do paciente para o acesso e adesão à reabilitação. A reavaliação acontecerá mensalmente.

7 Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre
ESTIMULAÇÃO PRECOCE: Desenvolvimento das capacidades físicas, psíquicas, sensoriais e sociais em crianças de zero a três anos com deficiência visual, trabalhar relação do Vínculo mamãe-bebê; Experiências: Visuais, Táteis, Sonoras, Olfativas, Motoras; Acompanhamento do Desenvolvimento Global; Orientações Gerais

8 Ter um familiar/responsável que acompanhe os atendimentos
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre Critérios: Ter entre 0-3 anos Crianças com múltiplas deficiências exigir que esteja em acompanhamento em outra Instituição Ter um familiar/responsável que acompanhe os atendimentos Durante o processo de reabilitação, serão realizadas avaliações de 3 em 3 meses. Atendimentos também poderão ser grupal dependendo da avaliação realizada.

9 ADAPTAÇÃO DE RECURSOS ÓPTICOS E NÃO ÓPTICOS:
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre ADAPTAÇÃO DE RECURSOS ÓPTICOS E NÃO ÓPTICOS: Recursos que melhoram a funcionalidade visual: Lentes esferoprismáticas, asféricas positivas filtrantes, Lupas manuais/ Lupas de apoio, telescópios Monoculares e Binoculares.

10 Ter mais que 5 anos de idade e baixa visão.
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre CRITÉRIOS: Ter mais que 5 anos de idade e baixa visão. Estar de acordo com a adaptação e treino prescrito. Dispensação dos recursos: Óculos: parceria com óptica, pacientes vão até lá para fazer o seu modelo. Demais recursos: solicitamos com fornecedor Prótese Ocular: Consultas são com médico específico, que vai avaliar, medir e fazer a solicitação para o fornecedor.

11 Orientação e Mobilidade:
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre Orientação e Mobilidade: Apresentação do movimento, Aprendizado motor, Independência de ir e vir, Autonomia, Apresentação do objeto-espaço geográfico e social.

12 Ter mais que 3 anos de idade Ser cego ou ter baixa visão severa
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre CRITÉRIOS: Ter mais que 3 anos de idade Ser cego ou ter baixa visão severa Ter mínimas condições cognitivas para o programa, lembrando que o objetivo é a autonomia e independência Ter um familiar/responsável que possa acompanhar o paciente para orientações quando necessário. Dispensação da bengala: Solicitamos no fornecedor e entregamos ao paciente.

13 ATIVIDADES DA VIDA DIÁRIA:
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre ATIVIDADES DA VIDA DIÁRIA: São TODAS as ações realizadas no dia a dia. EX: cozinhar, escolher roupas, manejar dinheiro, tomar medicamentos, assistir televisão, escovar os dentes...OBJETIVO: Independência e Autonomia

14 Ter mais que 3 anos de idade (continuação após a estimulação precoce)
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre CRITÉRIOS: Ter mais que 3 anos de idade (continuação após a estimulação precoce) Ter um familiar/responsável que acompanhe os atendimentos se for criança para que possa receber as orientações.

15 Serviço Social e Psicologia: Realizam a entrevista inicial
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre Serviço Social e Psicologia: Realizam a entrevista inicial Atendimento e suporte das questões psicológicas e sociais conforme as demandas e necessidades dos pacientes, bem como, contato com a rede externa e demais orientações. Participação nos grupos.

16 GRUPOS COM ENCONTROS QUINZENAIS: Baixa Visão Cegos
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre GRUPOS COM ENCONTROS QUINZENAIS: Baixa Visão Cegos Objetivo de promover a interação, discussão sobre temáticas, socialização.

17 Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre
EVENTOS EXTERNOS DA EQUIPE:

18 CRITÉRIOS DE DESLIGAMENTO:
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre CRITÉRIOS DE DESLIGAMENTO: Por desistência do usuário do serviço Não cumprir com as indicações do programa Falta de motivação para seguir o tratamento 2 faltas seguidas, com justificativa ou não * Lembrando que é aceita somente uma justificativa de falta por atestado médico ou por problemas com transporte. Dependendo do caso, o paciente pode ser incluído na fila de espera para novo agendamento quando tiver disponibilidade nas agendas da equipe.

19 Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre
CRITÉRIOS DE RETORNO: Se criança de 0 a 6 anos, o retorno será em 6 meses a partir da alta para acompanhamento do desenvolvimento visual (a família se compromete em entrar em contato com a recepção do serviço). Se baixa visão, o retorno será de 1/1 ano para reavaliação médica, sendo que o agendamento será via Secretaria de Saúde. Se prótese ocular, o retorno é agendado conforme orientação do médico oftalmologista responsável.

20 Este ano: Mais de 3.000 atendimentos Congressos:
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre Este ano: Mais de atendimentos Congressos: Congresso de Oftalmologia 2010: Reabilitação Visual e Prevenção da Cegueira. Congresso de Visão Subnormal com exposição do Banner “Centro de Reabilitação Visual: Desafios e Possibilidades”. Cursos /Capacitações/eventos/Divulgação: Curso de Capacitação em Orientação e Mobilidade para pessoas cegas e com baixas visão: FADERS/FDRH/SES Curso de Capacitação em Reabilitação Visual e Estimulação Visual: Instituto Ver - POA e INAV – Caxias do Sul Curso de Capacitação em Orientação e Mobilidade para pessoas cegas e com baixas visão: IBC Capacitação em Recursos Ópticos: INAV – Caxias do Sul Capacitação sobre BPC – INSS

21 Apresentação do Serviço no Simpósio de Enfermagem do HBO 2010
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre Apresentação do Serviço no Simpósio de Enfermagem do HBO 2010 Apresentação do Serviço para o Curso de Residência em Oftalmologia do HBO Capacitação aos colaboradores quanto ao relacionamento com as pessoas com deficiência visual Programa Vida e Saúde – Foi ao ar 12/03/2011 com o objetivo de tornar visível o trabalho da equipe, através do vídeo “eles aprenderam a enxergar o mundo de um jeito diferente”. Gravação programa Acessibilidade Geral (Ulbra TV) Visitas: Associação dos Pais e Amigos dos Deficientes Visuais – APADEV / Caxias do Sul Instituto da Audiovisão – INAV / Caxias do Sul Visitas a rede de assistência à pessoa com deficiência de POA Instituto Benjamin Constant – Rio de Janeiro

22 191 pacientes acessaram consulta 70 – RO 51 - PRÓTESE 7 – OM 6 – AVD
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre PESQUISA:   ANÁLISE DAS PRINCIPAIS DEMANDAS DE UM CENTRO DE REABILITAÇÃO VISUAL - JANEIRO-JULHO 2011 191 pacientes acessaram consulta 70 – RO 51 - PRÓTESE 7 – OM 6 – AVD 16 – EP 41 não ingressaram: 7 não era VS, 23 óculos bifocal, 11 não aderiram.

23 Articulação com a rede externa Parcerias: IPA Divulgação do Serviço
Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre DESAFIOS: Articulação com a rede externa Parcerias: IPA Divulgação do Serviço Pesquisas / Qualificação do Serviço interdisciplinariedade CONVITE: 13/12: I SEMINÁRIO DE INCLUSÃO E DEFICIÊNCIA VISUAL: QUALIDADE DE VIDA

24 CENTRO DE REABILITAÇÃO VISUAL
NOSSO AGRADECIMENTO CENTRO DE REABILITAÇÃO VISUAL Localização 3º andar do Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre Horário de segunda a sexta feira, das 8h às 12h e das 13h às 18h Informações (51)


Carregar ppt "CENTRO DE REABILITAÇÃO VISUAL"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google