A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INDICADORES DE DESEMPENHO

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INDICADORES DE DESEMPENHO"— Transcrição da apresentação:

1 INDICADORES DE DESEMPENHO
GRUPO DE TRABALHO CORED - RBMLQ INDICADORES DE DESEMPENHO

2 Componentes: Representantes da Cored, Dimel, Dqual e Órgãos Delegados
Em Dez/2008, proposto pelo Coordenador Geral da CORED a formação de Grupo de Trabalho para estruturar INDICADORES de Desempenho para a RBMLQ-I. Componentes: Representantes da Cored, Dimel, Dqual e Órgãos Delegados Breve Histórico

3 Expectativas: 1 - Estabelecer um conjunto de indicadores de desempenho para a RBMLQ como forma de suporte a gestão dos Órgãos Conveniados, alinhado ao Planejamento Estratégico do Inmetro. 2 – Conjunto de Indicadores, uma vez estabelecidos, sejam aplicados a todos os Órgãos Delegados 3 - Estabelecer parâmetros justos de comparação de desempenho  Dados do ambiente Externo 4 - Que possam servir de base para futuros programas de benchmarking na RBMLQ-I.

4 Definição - INDICADOR:
Ferramenta para suporte à tomada de decisão gerencial e operacional, utilizado para acompanhar e melhorar resultados ao longo do tempo. Exemplo: Controle de temperatura em caso de febre: Temperatura é verificada em x intervalo de tempo Entre 37 e 38º a decisão de medicamento pode ser tomada na própria residência Entre 38 e 40º trata-se de quadro infeccioso e a decisão de medicamento deve ser tomada em consultório médico Acima de 40º trata-se de quadro de convulsão e a decisão de medicamento deve ser em nível hospitalar Meta : paciente sem febre 4

5 CORED Allan Batista, José Carlos Fragoso, Marcio Paiva
Composição do GT CORED Allan Batista, José Carlos Fragoso, Marcio Paiva DIMEL Mauricio Evangelista DQUAL Marcelo Monteiro IMEQ/MT Jair Durigon IBAMETRO Luiz Britto IMETRO/SC Alexandre Soratto FACILITADORES Omer Pohlmann, Patrícia Sardenberg e Paulo Mundt 5

6 Metodologia Metodologia para Desenvolvimento de Sistemas de Indicadores para o Planejamento Nacional de Transportes Marcos Thadeu Q. Magalhães e Yaeko Yamashita Centro de Formação de Recursos Humanos em Transportes - CEFTRU Universidade de Brasília Desenvolvida com base nas metodologias da Organization for Economic Cooperation and Development - OECD (2002) e Federation of Canadian Municipalities (2002). 6

7

8 Trabalhos Apresentados
Cored apresentou nas diversas Reuniões Regionais dados de 2005 a 2009 (planejado), quanto a : Evolução das fiscalizações da Qualidade Evolução de Verificações em Instrumentos de Medição segmentando por grupos: Saúde (ex. Esfigmomanômetro) Segurança (ex. Cronotacógrafo) Meio Ambiente (ex. Analisador 4 gases) Relações de Troca (ex. Balanças) Correlações com PIB, População, Área, etc 8

9 1 – Conceito Produto X Clientes Produto : Indicadores Clientes :
Direcionamentos: 1 – Conceito Produto X Clientes Produto : Indicadores Clientes : Diversas instâncias do modelo de relacionamento RBMLQ-I - Órgãos Delegados - Câmaras Setorias (ML, AC, JUR, ADMFIN) - Plenárias - Cored, ... 9

10 ANÁLISE DOS INDICADORES EXISTENTES
Indicadores do Contrato de Gestão com o MDIC Indicadores pactuados com a RBMLQ-I Indicadores do Planej. Estratégico Inmetro Indicadores apresentados nas Reuniões Regionais da Cored com a RBMLQ Resultados do GT de indicadores anterior

11 Indicadores do Contrato de Gestão com o MDIC

12 Indicadores pactuados com a RBMLQ-I
Receita per capita R$ (Arrecadação total dividida pelo número de servidores) Serviços per capita R$ (Arrecadação de serviços pelo número de servidores) Custo por verificação R$ (Despesa pelo número total de verificações) Despesa per capita R$ (Despesa pelo número de servidores) Índice de auto suficiência (Receita de serviços pela despesa total) Eficiência dos serviços metrológicos (Verificações (exceto inicial) pelo n° de servidores) Eficácia Pré-medidos (Número de irregularidades pelo número de exames) Eficácia Instrumentos (Número de irregularidades pelo n° de verificações) Eficácia Produtos (Número de irregularidades pelo n° de produtos) Eficiência dos serviços AC (Número de atos fiscais por servidor)

13 Indicadores do Planej. Estratégico Inmetro - Controle Metrológico
Número de verificações por mil habitantes Receita per capta Receita de serviços per capta Custo por verificação Despesa per capta Número total de autuações Índice de etiquetas não utilizadas Índice de crescimento da Receita Número de verificações iniciais Número de verificações periódicas e eventuais Número total de verificações de instrumentos de medição Índice de reprovação de IM em verificação eventual Índice de reprovação de IM em verificação periódica Nível de credibilidade de verificação dos IM junto ao consumidor Nível de satisfação do usuário dos serviços de verificação inicial Nível de satisfação das empresas usuárias dos serviços de verificação periódica Número de exames pré medidos realizados Número de produtos pré medidos autuados Numero de IM autuados Índice de processos julgados insubsistentes em IM

14 Indicadores do Planej. Estratégico Inmetro – Avaliação da Conformidade
Índice de irregularidade na fiscalização dos produtos regulamentados Índice de programas de avaliação da conformidade acompanhados no mercado

15 ANÁLISE DE DADOS DO AMBIENTE EXTERNO
Estabelecer parcerias com o objetivo de identificar, em cada Estado, o Potencial de Metrologia e Avaliação da Conformidade – PMAC que se refere à demanda potencial por serviços de metrologia legal e verificação da conformidade em cada Estado do País. IBGE - Micro Regiões, Potencial de Atividade Econômica JUNTAS COMERCIAIS ESTADUAIS MDIC - Cadastro Nacional de Empresas Código Nacional de Atividade Econômica – CNAE SECRETARIAS DAS FAZENDAS ESTADUAIS

16 CONTRIBUIÇÕES DA RBMLQ-INMETRO PARA ESTE GT
Envie suas sugestões sobre indicadores de desempenho para os seguintes contatos: Sobre verificação de instrumentos de medição: Maurício Evangelista – Sobre verificação de produtos pré-medidos: José Carlos Fragoso – Sobre Avaliação da Conformidade: Marcelo Monteiro - Sobre Administração e Finanças: Marcio Paiva – Sobre parâmetros de comparação e benchmarking: Alexandre Soratto –

17 Benchmarking é ... “o processo contínuo de avaliação de produtos, serviços ou práticas gerenciais, comparativamente aos concorrentes ou empresas consideradas líderes" (Robert Camp) “a prática de ser humilde o suficiente para admitir que alguém é melhor em algo, e ser sensato o suficiente para aprender como alcançá-lo e superá-lo". (Björn Andersen)


Carregar ppt "INDICADORES DE DESEMPENHO"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google