A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IDH ECO-92 PROTOCOLO DE KYOTO Larissa Boechat Goede Nayara Aline Schmitt Azevedo Priscilla Laís Odwazny.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IDH ECO-92 PROTOCOLO DE KYOTO Larissa Boechat Goede Nayara Aline Schmitt Azevedo Priscilla Laís Odwazny."— Transcrição da apresentação:

1 IDH ECO-92 PROTOCOLO DE KYOTO Larissa Boechat Goede Nayara Aline Schmitt Azevedo Priscilla Laís Odwazny

2 IDH – Índice de Desenvolvimento Humano O que é? Indicador socioeconômico. Quando surgiu? Em Quem divulgou pela primeira vez? ONU. O que analisa? Economia – renda per capita Educação – taxa de escolaridade Saúde – expectativa de vida Índice varia de 0 a 1. Países de nível socioeconômico mais baixo têm IDH próximo de 0 e países de nível mais alto têm IDH perto de 1.

3 Ciclo de Desenvolvimento Econômico País investe parcela do PIB em pesquisas tecnológicas (P&D). Estudiosos desenvolvem tecnologia. Empresas utilizam tecnologia, elevando produtividade e diminuindo custos. Empresas exportam tecnologia, que é valorizada e tem bom preço no mercado internacional. Lucros com exportações contribuem para aumento do PIB do país. Parcela do PIB é investida em pesquisa. E o ciclo recomeça...

4 Conseqüências do Ciclo para População Tecnologia => PIB elevado + distribuição eqüitativa de renda = renda per capita alta. Tecnologia => PIB elevado => investimentos em educação = taxa de escolaridade alta, menor taxa de analfabetismo, maior percentual de jovens em universidades. Tecnologia => PIB elevado => investimentos em saúde = expectativa de vida alta, melhores condições de vida, hospitais modernos, etc.

5 Gastos com P&D em 2003 Em % do PIBEm bilhões de US$ 1Japão2,91124,8 2Alemanha2, 8568,1 3Estados Unidos2,63285,5 4Reino Unido2,5644,8 5França2,5243,6 6Coréia do Sul1,9710,2 7Itália1,4521,1 8Canadá1,4312,1

6 Evolução do IDH País Canadá0, 8680,8830,9060,9260,9320,940 2Estados Unidos 0,8630,8840,8980,9140,9250,939 3Japão0, 8540,8780,8930,9090,9230,933 4França0,8480,8630,8750,8970,9140,928 5Reino Unido 0,8410,8480,8580,8780,9160,928 6Alema nha -0,8590,8680,8850,9070,925 7Itália0,8280,8460,8560,8790,8970,913 8Coréia do Sul 0,6910,7320,7740,8150,8520,882

7 Exemplos – Brasil e Coréia do Sul Na década de 60, Brasil e Coréia do Sul eram países bastante parecidos, típicos do mundo subdesenvolvido. A única vantagem do Brasil era ter uma renda per capita equivalente ao dobro da coreana. Hoje, a renda per capita da Coréia é o dobro da do Brasil. A Coréia praticamente erradicou o analfabetismo, enquanto 13% dos brasileiros ainda não sabe ler e escrever. Qual a explicação do desenvolvimento coreano? Investimentos maciços do governo nos sistemas educacionais públicos de ensino fundamental e médio. Além de estimular a formação de novos engenheiros.

8 A Coréia destaca-se pelos investimentos em institutos de ensino superior voltados para ciência e tecnologia e até mesmo as crianças sentem-se à vontade em utilizar máquinas digitais em atividades do jardim de infância. Último esclarecimento: a Coréia exporta para o Brasil aparelhos celulares, acessórios de computador e componentes para aparelhos de televisão. O Brasil exporta para a Coréia do Sul milho, soja e suco de laranja concentrado.

9 ECO -92 A Segunda Conferência das Nações Unidas para o meio ambiente, popularmente chamada de ECO – 92, aconteceu no Rio de Janeiro em junho de Com a presença de 178 países, sendo que a maioria deles eram chefes de governo. E o seu objetivo era conciliar o desenvolvimento com a conservação dos ecossistemas. A primeira Conferência Mundial sobre o Meio Ambiente aconteceu em 1972 em Estocolmo, na Suécia. Ela foi o primeiro movimento ecológico de caráter internacional.

10 Objetivos da ECO - 92 Os maiores objetivos da ECO – 92 eram: · Camada de ozônio: a Eco-92 embasou eventos como a conferência em Kyoto no Japão, em 97, que deu origem ao protocolo de mesmo nome, no qual a maioria das nações concordou em reduzir as emissões de gases que ameaçam a camada de ozônio. · Ar e água: um congresso da ONU em Estocolmo em 2001, adotou um tratado para controlar 12 substâncias químicas organocloradas. Destinada a melhorar a qualidade do ar e da água, a convenção sobre Poluentes Orgânicos Persistentes pede a restrição ou eliminação de oito substâncias químicas como clordano, DDT e os PCBs.

11 Outros objetivos da ECO Ecoturismo: com um crescimento anual estimado em 30%, o ecoturismo incentivou governos a proteger áreas naturais e culturas tradicionais. Redução do desperdício: empresas adotam programas de reutilização e reciclagem, como acontecia com as garrafas de PET no Brasil antes que as empresas fossem taxadas com impostos sobre sua compra dos catadores de lixo. Redução da chuva ácida: Na década de 80 os países desenvolvidos começaram a limitar as emissões de dióxido de enxofre, lançado por usinas movidas a carvão. A Alemanha adotou um sistema obrigatório de geração doméstica de energia através de célula fotoelétrica.

12 A Carta Terra Na conferência foram assinados dois documentos fundamentais: a Carta da Terra e a Agenda 21. A Carta Terra é conhecida como Declaração do Rio e expõe 27 princípios que não constituem obrigações para os países signatários e pretende ter o mesmo valor da Declaração dos Direitos Humanos. Seu principal ponto é a constatação de que países ricos poluem mais o planeta, e por isso devem ajudar as nações pobres com tecnologias limpas e avanços científicos que as conduzam a um desenvolvimento mais rápido.

13 A Agenda 21 A Agenda 21 é um programa de ações para o qual contribuíram governos e instituições da sociedade civil de 179 países e constitui a mais ousada e abrangente tentativa já realizada de promover, em escala planetária, um novo padrão de desenvolvimento, conciliando métodos de proteção ambiental, justiça social e eficiência econômica. Na verdade, a Agenda 21, aprovada pelos países, tem a função de servir como base para que cada um desses países elabore e implemente sua própria Agenda 21 Nacional, compromisso, aliás, assumido por todos os signatários durante a ECO-92.

14 Rio + 10 Dez anos depois da ECO – 92, aconteceu a Rio + 10, no período de 26 de agosto a 4 de setembro de 2002, em Johannesburgo, na África do Sul. Dessa conferência participaram 189 países. E esta deixou muita gente insatisfeita, pois não estabeleceu metas claras sobre o que precisava ser feito, e, quando isto foi feito, não dava prazos. Foram discutidos 5 tópicos: água, saneamento, energia, saúde, agricultura e biodiversidade.

15 Protocolo de Kyoto O que é o Protocolo de Kyoto? É um acordo internacional que estabelece metas de redução de gases poluentes para os países industrializados. O protocolo foi finalizado em 1997, baseado nos princípios do Tratado da ONU sobre Mudanças Climáticas, de Quais são as metas? Países industrializados se comprometeram a reduzir, até 2012, as suas emissões de dióxido de carbono. Os países da União Européia, por exemplo, têm de cortar as emissões em 8%, enquanto o Japão se comprometeu com uma redução de 5%. Alguns países que têm emissões baixas podem até aumentá-las.

16 Protocolo de Kyoto As metas estão sendo atingidas? O total de emissões de dióxido de carbono caiu 3% entre 1990 e A queda aconteceu principalmente por causa do declínio econômico nas ex- repúblicas soviéticas e mascarou um aumento de 8% nas emissões entre os países ricos. Segundo a organização, apenas quatro países da União Européia têm chance de atingir as metas. Por que os Estados Unidos se retiraram do Protocolo? O presidente americano, George W. Bush, se retirou das negociações sobre o protocolo em 2001, alegando que a sua implementação prejudicaria a economia do país. O governo Bush considera o tratado "fatalmente fracassado". Um dos argumentos é que não há exigência sobre os países em desenvolvimento para reduzirem as suas emissões.

17 Protocolo de Kyoto Kyoto vai fazer uma grande diferença? A maioria dos cientistas que estudam o clima dizem que as metas instituídas em Kyoto apenas tocam a superfície do problema. Muitos acreditam que é quase inútil o protocolo sem o apoio dos norte- americanos. Outros, no entanto, dizem que, apesar das falhas, o protocolo é importante porque estabelece linhas gerais para futuras negociações sobre o clima. Os defensores de Kyoto dizem ainda que o tratado fez com que vários países transformassem em lei a meta de reduções das emissões e que, sem o protocolo, políticos e empresas tentando implementar medidas ecológicas teriam dificuldades ainda maiores. No entanto, também há um grupo de cientistas que contesta o conceito em que o protocolo está fundamentado, ou seja, de que o homem pode e deve "gerenciar" o clima por meio de mudanças no seu comportamento.

18 Protocolo de Kyoto E o Brasil e os outros países em desenvolvimento? O acordo diz que os países em desenvolvimento, como o Brasil, são os que menos contribuem para as mudanças climáticas e, no entanto, tendem a ser os mais afetados pelos seus efeitos. Embora muitos tenham aderido ao protocolo, países em desenvolvimento não tiveram de se comprometer com metas específicas. O que é o comércio de emissões? O comércio de emissões consiste em permitir que países compram e vendam cotas de emissões de gás carbônico.


Carregar ppt "IDH ECO-92 PROTOCOLO DE KYOTO Larissa Boechat Goede Nayara Aline Schmitt Azevedo Priscilla Laís Odwazny."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google