A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

NÚCLEOS DE ADMINISTRAÇÃO SISTÊMICA Governo do Estado de Mato Grosso.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "NÚCLEOS DE ADMINISTRAÇÃO SISTÊMICA Governo do Estado de Mato Grosso."— Transcrição da apresentação:

1 NÚCLEOS DE ADMINISTRAÇÃO SISTÊMICA Governo do Estado de Mato Grosso

2 Como surgiram os Núcleos? Descontinuidade administrativa (de forma mais acentuada nas atividades sistêmicas); Aumento das despesas administrativas (principalmente pessoal); Pressão para aumento no quadro de pessoal, atividades sistêmicas e programáticas; Deficiência na execução das atividades sistêmicas – (erros, demora, falta de insumos/materiais, insatisfação dos clientes internos.

3 O que é o Núcleo? É um agrupamento e execução das atividades da administração sistêmica, de um conjunto de órgãos e entidades, em uma única estrutura administrativa – Secretaria Executiva. São atividades sistêmicas: pessoal, patrimônio, aquisições, planejamento, orçamento, informações, informática, desenvolvimento organizacional, administração financeira, contábil, controle interno, e outras de apoio comuns aos órgãos e entidades da administração que necessitem de gestão centralizada.

4 Objetivos que levaram à criação dos Núcleos Racionalizar a execução das atividades sistêmicas; Melhorar a qualidade dos serviços; Profissionalizar os servidores; Reduzir a descontinuidade administrativa; Liberar os Gestores dos Órgãos e Entidades para preocuparem com as áreas finalísticas.

5 Como alcançar os objetivos? Padronizando os processos de trabalho; Definindo estrutura organizacional para os Núcleos; Nomeando e distribuindo equipes de trabalho de acordo com o perfil definido; Capacitando os servidores e lideranças nos procedimentos e gestão; Elaborando regimento interno; Elaborando manual técnico; e Fazendo a gestão do desempenho dos Núcleos.

6 Marco legal A Lei Complementar nº 264, de 28/12/2006, institui os Núcleos de Administração Sistêmica no âmbito do Poder Executivo Estadual. Decreto nº 187/2007 – Regulamenta a LC 264: Estabelece a Política de Organização da Área Sistêmica; Estabelece as Diretrizes para Implantação dos Núcleos; e Define a vinculação Administrativa de cada Núcleo.

7 Marco legal Decreto 1.060, de 21/12/ Dispõe sobre as despesas de implantação e manutenção das Secretarias Executivas; Decreto 459, de 06/07/ Dispõe sobre a cessão de servidores e empregados públicos que terão exercício nas Secretarias Executivas e do período de transição dos Núcleos Sistêmicos.

8 Mapa Estratégico – Núcleos de Administração Sistêmica MISSÃO: Prestar serviços sistêmicos de apoio aos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual, com eficiência e qualidade. Perspectiva da Sociedade e do Governo Que valor público queremos gerar para a sociedade? Perspectiva do Cliente/ Beneficiário Que segmentos atendemos e que valor agregamos? Perspectiva dos Processos Internos Que requisitos devem pautar os processos? Perspectiva de Aprendizagem e Crescimento Que competências queremos desenvolver? Garantir condições para o bom desempenho na execução das atividades programáticas Garantir maior celeridade à execução dos serviços Fortalecer a utilização de sistemas informatizados corporativos e integrados Aumentar as competências dos servidores e empregados lotados nos Núcleos Melhorar a qualidade do Sistema de Controle Interno Melhorar a qualidade dos serviços fornecidos pelos Sistemas de Administração Sistêmica Racionalizar, modernizar e simplificar os processos sistêmicos Estimular a motivação e o comprometimento dos servidores e empregados Promover o máximo rendimento e a redução dos custos dos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual Assegurar a continuidade na execução das atividades sistêmicas Profissionalizar o quadro de servidores E empregados

9 SISTEMA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO –

10 Tópicos: -metodologia de trabalho e conceitos utilizados; -apresentação dos macroprocessos e processos do sistema de planejamento; -fluxos do sistema de planejamento;

11 O que é um Processo: Uma série de ações que produz um resultado que agrega valor ao produto ou serviço. Gestão de Processos: Conjunto de ações sistemáticas, baseadas em fatos e dados (geralmente traduzidos por indicadores), que permite manter estável a rotina e implementar melhorias. CONCEITOS / EMBASAMENTO TEÓRICO

12 PRODUTOS / SERVIÇOS PÚBLICOS SOCIEDADE ÓRGÃOS E ENTIDADES / PTA CIDADÃO NOVAS TECNOLOGIAS FORNECEDORES VISÃO SISTÊMICA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NOVAS NECESSIDADES IMPLEMENTAM / VIABILIZAM SEUS SERVIÇOS OS PROCESSOS ADEQUADAMENTE ORGANIZADOS VIABILIZAM AS ESTRATÉGIAS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO GOVERNO – PPA CIDADÃO TRIBUTOS RECOLHIDOS ORGANIZAÇÃO INTERNA CONCEITOS / EMBASAMENTO TEÓRICO

13 Atividades / Agregação de valor EntradasSaídas RECURSOS PROCESSO CONCEITOS / EMBASAMENTO TEÓRICO

14 Principal elemento de um processo, principalmente nos processos de serviços; Pessoas criam, modificam e melhoram os métodos de trabalho; Métodos de trabalho adequados aos processos produzem melhores resultados; Melhores resultados asseguram a competitividade da organização e a satisfação dos clientes / cidadãos. PESSOAS? PESSOAS? CONCEITOS / EMBASAMENTO TEÓRICO

15 PROCESSO IDEAL PROCESSO IDEAL Eficaz:Eficaz: O serviço ou produto resultante satisfaz às necessidades dos clientes; Adaptável:Adaptável: Facilmente adaptável às mudanças de necessidades; Eficiente:Eficiente: Opera com recursos satisfatoriamente; Controlável:Controlável: Ciclos repetidos de trabalho com variabilidade mínima; Formalizado:Formalizado: Está descrito em documentos formais e aprovados; Mensurável:Mensurável: São estabelecidos indicadores para medição e informação de desempenho

16 CONCEITOS / EMBASAMENTO TEÓRICO TIPOS / GRUPOS DE PROCESSOS 1- Processos Finalísticos / Programáticos: Processos que elaboram serviços/ produtos diretamente para o cliente final, tocam o cliente. Diretamente ligados ao cliente. Ex: Prestação de serviços (direto) ao cidadão - hospitais, ambulatórios (saúde), escolas, emissão de documentos, identificação, perícias; emissão, recebimento e cobrança de tributos. 2- Processos Meio / Sistêmicos: Fornecem as condições básicas, a estrutura necessária para o trabalho dos processos finalísticos. Ex: Planejamento e Orçamento; Gestão de Pessoas; Patrimônio e Materiais; Tecnologia da Informação; Manutenção e Serviços Gerais; Aquisição Governamental. 3- Processos Gerenciais: Definem as estratégias e diretrizes do órgão ou entidade, estabelecem normas. Coordenam os processos meio e finalísticos.

17 CONCEITOS / EMBASAMENTO TEÓRICO HIERARQUIA DOS PROCESSOS HIERARQUIA DOS PROCESSOS 1) MACROPROCESSOS / SISTEMA - Representam o desenvolvimento das macro funções organizacionais, normalmente seus processos envolvem outras funções e sua realização causa impacto direto na vida da organização; agrega valor 2) PROCESSOS - Conjunto de tarefas/atividade seqüenciais que recebe um input (insumos/matéria-prima) de um ou mais fornecedores, agrega valor e produz um output (resultado / produto/ serviço) para um ou mais clientes; 3) TAREFAS/ATIVIDADES - Compostas por atividades seqüenciais e / ou simultâneas que desenvolvem resultados específicos que contribuem para o resultado / produto do processo.

18 CONCEITOS / EMBASAMENTO TEÓRICO MAPEAMENTO DE PROCESSO MAPEAMENTO DE PROCESSO – Descrição gráfica de um processo, onde devem ser relacionadas as atividades necessárias para a execução do serviço / produto desejado; – O mapeamento de um processo fornece uma representação gráfica das ações executadas, evidenciando a seqüência de atividades, os agentes envolvidos, os prazos e o fluxo de entradas e saídas, informações e documentos em uma organização ou unidade. Isso permite identificar mais facilmente oportunidades para a racionalização e aperfeiçoamento dos processos de trabalho em uma organização;

19 CONCEITOS / EMBASAMENTO TEÓRICO MAPEAMENTO E REDESENHO DE PROCESSOS MAPEAMENTO E REDESENHO DE PROCESSOS – O mapeamento de processos é uma técnica que permite introduzir melhorias nos procedimentos de trabalho – A análise crítica das atividades, em fluxograma, permite a simplificação das práticas de trabalho acrescentando inteligência e mais eficiência ao processo; – Esta técnica é utilizada quando se quer reduzir tempo de processamento de documentos internos, diminuir prazos de entrega, etc; – O redesenho dos processos é também a base para uma reestruturação organizacional com a elaboração de novo modelo de gestão e respectivo organograma.

20 MISSÃO Prestar serviços sistêmicos de apoio aos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual, com eficiência e de forma padronizada. Prestar serviços sistêmicos de apoio aos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual, com eficiência e de forma padronizada.

21 SISTEMA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO MACROPROCESSOS GESTÃO DO PLANO ESTRATÉGICO GESTÃO DO PLANO PLURIANUAL ELABORAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS GESTÃO DA LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL GESTÃO DE CONVÊNIOS GESTÃO DE INFORMAÇÕES

22 MACROPROCESSOS PRIORIZADOS

23

24 FLUXOGRAMAS: O fluxograma serve para registrar as seqüências das atividades e decisões, de tal maneira que possam ser facilmente compreendidos e comunicados a todos. A descrição deve ser precisa, clara e concisa. O fluxograma é uma ferramenta de baixo custo e de alto impacto, utilizada para analisar fluxos de trabalho e identificar oportunidades de melhoria. O fluxograma permite uma ampla visualização do processo e facilita a participação das pessoas. A ferramenta fluxograma serve para documentar um órgão ou unidade específica envolvida em cada etapa do processo, permitindo identificar as interfaces do mesmo. MAPEAMENTO DOS PROCESSOS

25 SIMBOLOGIAS UTILIZADAS: MAPEAMENTO DOS PROCESSOS INICIO / FIM ATIVIDADE, TAREFA, AÇÃO conector DECISÃ O Seta > sentido, direção do fluxo

26

27

28

29

30

31 A validação dos processos consiste na execução de um conjunto de ações, em equipe, que garantam: A validação dos processos consiste na execução de um conjunto de ações, em equipe, que garantam: 1) O conhecimento, por parte de todos os servidores, das atividades que devem ser desenvolvidas para se realizar determinado processo; 2) A concordância de que todos os procedimentos – atividades de trabalho adotadas são as mais adequadas para se atingir os objetivos do processo; 3) A documentação posterior de todos os processos e procedimentos validados pela equipe, possibilitando que todos os participantes da organização tenham ciência dos procedimentos adotados. A validação dos processos consiste na execução de um conjunto de ações, em equipe, que garantam: A validação dos processos consiste na execução de um conjunto de ações, em equipe, que garantam: 1) O conhecimento, por parte de todos os servidores, das atividades que devem ser desenvolvidas para se realizar determinado processo; 2) A concordância de que todos os procedimentos – atividades de trabalho adotadas são as mais adequadas para se atingir os objetivos do processo; 3) A documentação posterior de todos os processos e procedimentos validados pela equipe, possibilitando que todos os participantes da organização tenham ciência dos procedimentos adotados. VALIDAÇÃO DOS PROCESSOS

32

33

34

35 Portal do Estado Na barra de ferramentas superior, clicar em governo; Na barra de ferramentas a esquerda, clicar em reforma administrativa Núcleos de administração sistêmica.


Carregar ppt "NÚCLEOS DE ADMINISTRAÇÃO SISTÊMICA Governo do Estado de Mato Grosso."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google