A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 PESQUISA SETORIAL DADOS E INFORMAÇÕES DO SETOR DE TRABALHO TEMPORÁRIO E DE SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS NO BRASIL RealizaçãoApoio Sindicato das Empresas de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 PESQUISA SETORIAL DADOS E INFORMAÇÕES DO SETOR DE TRABALHO TEMPORÁRIO E DE SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS NO BRASIL RealizaçãoApoio Sindicato das Empresas de."— Transcrição da apresentação:

1 1 PESQUISA SETORIAL DADOS E INFORMAÇÕES DO SETOR DE TRABALHO TEMPORÁRIO E DE SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS NO BRASIL RealizaçãoApoio Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão-de-Obra e de Trabalho Temporário no Estado de São Paulo ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS DE SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS E DE TRABALHO TEMPORÁRIO SCB&C 2006 / 2007

2 2 O TRABALHO TEMPORÁRIO E O SETOR DE SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS NO BRASIL O Sindeprestem é a Entidade Sindical Patronal oficial que representa as mais de Empresas de Prestação de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário no Estado de São Paulo. Em parceria com a Asserttem, promoveu o desenvolvimento desta pesquisa com o objetivo de disponibilizar a oferta de dados, informações e posicionamentos que permitam às Empresas atuantes nos setores de Trabalho Temporário e de Serviços Terceirizáveis no Brasil uma visão macro das atividades desenvolvidas, além de subsídios informativos para seus respectivos Planejamentos Estratégicos Também oferece dados que demonstram a força do setor no cenário econômico do nosso país, além do importante papel social das atividades contempladas no estudo em termos de Empregabilidade Formal, Impostos, Distribuição de Renda e Contribuições voltadas para Capacitação e Crescimento para Pessoas, Organizações e Governo. Este trabalho, inédito no setor, permite inclusive a sua utilização como referência junto a órgãos governamentais, em especial as D.R.T.s, Ministério Público do Trabalho, Ministério do Trabalho e Emprego, mídia, formadores de opinião, entidades de ensino, empresas tomadoras, Sindicatos Laborais, Patronais e demais entidades de classe relacionadas com o setor. Os números, dados e informações atestam que trata-se de um segmento de mercado importantíssimo para o crescimento dos níveis de emprego formal do Brasil e apontam nichos mercadológicos potenciais para o desenvolvimento do setor. SCB&C

3 3 METODOLOGIA E FONTES CENAM – Centro Nacional de Modernização INSTITUTO MCKINSEY SEBRAE IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística PNAD – Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios FUNDAÇÃO SEADE CNC – Confederação Nacional do Comércio FIESP – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo MTE – Ministério do Trabalho e Emprego RAIS CAGED MDICE – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior BANCO CENTRAL IPEA UNICAMP – Prof. Marcio Pochmann. FEBRAC- Federação Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços de Limpeza e Conservação A Pesquisa foi realizada junto a Empresas Associadas e Filiadas ao SINDEPRESTEM e a ASSERTTEM. As entrevistas foram realizadas por , contatos telefônicos e in company. Para a complementação de dados e o estabelecimento de parâmetros comparativos em relação aos dados coletados pela Pesquisa, foram utilizadas as seguintes fontes: SCB&C

4 4 O Setor congrega o maior número de Empresas formais do Setor de Serviços em todo o país, contribuindo de forma efetiva na geração de oportunidades de trabalho, capacitação de pessoas, contribuição efetiva em termos de responsabilidade social e geração de receita para Empresas, Trabalhadores e Governo. Tratam-se de indicadores importantes, que devem ser considerados em qualquer tipo de política pública promovida para o desenvolvimento do Brasil, pois impactam diretamente na inserção de jovens no mercado de trabalho, no combate ao desemprego e no aproveitamento de recursos humanos marginalizados pelo mercado contratante. A Região Sudeste concentra o maior número de Empresas de Trabalho Temporário (800 Empresas – 62,50% do total) e também o maior número de Empresas de Prestação de Serviços Terceirizáveis ( Empresas – 53,50% do total). A Região Sul é a segunda maior, com 269 Empresas de Trabalho Temporário (21,02%) e 5835 Empresas de Serviços Terceirizáveis (21,11%). O terceiro maior número está com a Região Nordeste, o quarto com a Região Norte e o quinto com a Região Centro-Oeste. 1) NÚMERO TOTAL DE EMPRESAS DE TRABALHO TEMPORÁRIO E DE SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS NO BRASIL A MAIOR QUANTIDADE DE EMPRESAS DO SETOR DE SERVIÇOS DO PAÍS SCB&C Empresas de Trabalho Temporário Empresas de Serviços Terceirizáveis TOTAL Norte Nordeste Centro-Oeste Sudeste Sul Totais EMPRESAS TRABALHO TEMPORÁRIO Nº EMPRESAS% ,53% 9,14% 2,81% 62,50% 21,02% 100,00% ,39% 16,46% 5,54% 53,50% 21,11% 100,00% EMPRESAS SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS REGIÕES Nº EMPRESAS%

5 5 TRABALHO TEMPORÁRIO E SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS COM PREDOMINÂNCIA DE RECURSOS HUMANOS BRASIL – EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS ESTADO AC AL AM AP BA CE DF ES GO MA MG MS MT PA PB PE PI PR RJ RN RO RR RS SC SP TO SE TOTAIS EMPRESAS T.T (1) EMPRESAS DE SERVIÇOS (2) (1) - Empresas e Filiais Certificadas pelo M.T.E. – Ministério do Trabalho e Emprego. (2) - Empresas de Serviços Terceirizáveis atuantes nos setores de Recrutamento e Seleção de Pessoal, Serviços Gerais, Controle de Acesso, Monitoramento, Portaria, Recepção, Praça de Pedágio, Leitura e Entrega de Contas, Bombeiro Civil, R.H. para logística. SCB&C

6 6 MÉDIA DE TRABALHADORES TEMPORÁRIOS/DIA BRASIL – EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÊS JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ TOTAIS Média Mensal Média Remuneração Mensal (R$) QUANTIDADE , BRASIL – FATURAMENTO DO SETOR DE TRABALHO TEMPORÁRIO R$ 13,8 Bilhões/Ano REGIÃO NORTE NORDESTE CENTRO-OESTE SUDESTE SUL FATURAMENTO ANUAL EM R$ 660,0 Milhões 1,5 Bilhões 422,0 Milhões 8,1 Bilhões 3,2 Bilhões SCB&C

7 7 2- BRASIL – NÚMERO DE TRABALHADORES TEMPORÁRIOS E TERCEIRIZADOS Modalidade de Prestação de Serviços amparada pela Lei nº 6019/74, o Trabalho Temporário é utilizado por Empresas Tomadoras de todos os setores da economia brasileira, que através de Empresas autorizadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego contratam trabalhadores para suprir demandas geradas por picos sazonais, épocas especiais e substituição de pessoal efetivo. O MAIOR EMPREGADOR FORMAL DO PAÍS(CARTEIRA ASSINADA) TOTAL DE TRABALHADORES TRABALHO TEMPORÁRIO É o grande responsável pela oportunidade de 1º Emprego para jovens e inserção no mercado formal de trabalho para pessoas da chamada 3ª idade, donas de casa e desempregados. O Trabalhador temporário tem os mesmos direitos do trabalhador efetivo (salário compatível, FGTS, Previdência Social, dentre outros), exceção feita ao aviso prévio, pois trata-se de contrato com prazo determinado Trabalhadores Temporários / Dia (média) - Remuneração Média de R$ 750,00 / Mês - Faturamento do Setor– R$ 13,8 Bilhões/Ano - Massa Salarial do Setor – R$ 6,9 Bilhões/Ano - FGTS pago pelo Setor– R$ 587 Milhões/Ano - INSS recolhido pelo Setor – R$ 1,4 Bilhão/Ano SCB&C

8 8 Modalidades de Prestação de Serviços normalmente utilizadas nas atividades-meio das Empresas Tomadoras, permitindo que as mesmas possam direcionar o seu foco empresarial em suas respectivas atividades-fim. A pesquisa congrega as atividades abaixo descritas, não abordando serviços técnicos profissionais, vigilância e segurança, asseio e conservação e telemarketing: SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS SCB&C Trabalhadores / Mês Remuneração Média de R$ 600,00 / Mês Faturamento do Setor – R$ 26,1 Bilhões/Ano Massa Salarial do Setor – R$ 10,5 Bilhões/Ano FGTS pago pelo Setor – R$ 892 Milhões/Ano INSS recolhido pelo Setor – R$ 2,1 Bilhões/Ano Trata-se de uma atividade que proporciona empregabilidade e cidadania a trabalhadores que têm em seus respectivos segmentos de atuação a oportunidade de qualificação profissional e desenvolvimento de carreira. Recrutamento e Seleção de Pessoal Serviços Gerais Controle de Acesso, Portaria e Recepção Praça de Pedágio Leitura e Entrega de Contas Bombeiro Civil Suporte a Logística Serviços Administrativos Diversos

9 9 Trata-se sem dúvida do maior percentual de faturamento do setor de Serviços em todo o país. Um número significativo e importante em relação ao PIB nacional e a contribuição social do setores FATURAMENTO TOTAL DO SETOR (Trabalho Temporário + Serviços Terceirizáveis) -R$ 39,9 Bilhões / Ano Milhares de Empresas de Serviços gerando renda e empregabilidade formal para milhões de trabalhadores em todo o Brasil MASSA SALARIAL TOTAL DO SETOR (Trabalho Temporário + Serviços Terceirizáveis) - R$ 17,4 Bilhões / Ano A FORÇA DE UM SETOR QUE É PARTE DA SOLUÇÃO NA GERAÇÃO DE OPORTUNIDADES DE TRABALHO PARA JOVENS EM SITUAÇÃO DE PRIMEIRO EMPREGO, NO COMBATE À INFORMALIDADE, NA DIMINUIÇÃO DOS NÍVEIS DE DESEMPREGO E NA INSERÇÃO DE PROFISSIONAIS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA NO MERCADO LABORAL. SCB&C

10 10 DADOS QUE COMPROVAM A GRANDE IMPORTÂNCIA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELAS EMPRESAS QUE OPERAM NOS SETORES DE TRABALHO TEMPORÁRIO E SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS EM TODO O PAÍS BRASIL – INDICADORES SOCIAIS DO SETOR VALOR TOTAL DE VALE TRANSPORTE FORNECIDO AOS TRABALHADORES R$ 2,4 Bilhões/Ano BENEFÍCIO ALIMENTAÇÃO (VALES E CESTAS) R$ 1,6 Bilhão/Ano MÉDIA DE EFETIVAÇÃO DO TRABALHO TEMPORÁRIO (CONTRATAÇÃO DIRETA PELA EMPRESA TOMADORA APÓS PERÍODO DE TRABALHO TEMPORÁRIO) 35% NÚMERO DE DE JOVENS EM SITUAÇÃO DE 1º EMPREGO 9,33% /ANO % DE TRABALHADORES NA 3ª IDADE (acima de 45 anos) 10,85% /Ano % DE PROFISSIONAIS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA 11,33% /Ano SCB&C

11 11 UM SETOR QUE INVESTE PARTE SIGNIFICATIVA DE SUA MARGEM BRUTA EM AÇÕES VOLTADAS PARA BUSCA DE AQUISIÇÃO DE TECNOLOGIA, TREINAMENTO E RESPONSABILIDADE SOCIAL BRASIL – INDICADORES GERAIS DO SETOR De 139 mil a 144 mil computadores nas Empresas de Serviços com acesso a Internet, com softwares de Folha de Pagamento, Faturamento e Recrutamento específicos para o setor. % Investimentos em Treinamento e Capacitação de Efetivos-Staff (Sobre a Margem Bruta do faturamento das Empresas de Serviços) 1,60% % Investimentos em Treinamento e Capacitação Temporários/Terceirizados (Sobre a Margem Bruta do faturamento das Empresas de Serviços) 1,48% % Investimentos em Tecnologia (Sobre a Margem Bruta do faturamento das Empresas de Serviços) 3,25% % Investimentos em Ações Sociais (Sobre a Margem Bruta do faturamento das Empresas de Serviços) 1,16% SCB&C

12 FATURAMENTO POR SEGMENTOS COMPRADORES EM RELAÇÃO AO TIPO DE SERVIÇO PRESTADO 100 TOTAL 2,9 Setor Público 10,3 Setor Financeiro 11,8Telecomunicações 25,0 Serviços 25,0 Comércio/Varejo 25,0Indústria % SEGMENTO COMPRADOR 100TOTAL 3,7Setor Público 11,1Telecomunicações 11,1Setor Financeiro 18,5Serviços 25,9Indústria 29,6Comércio/Varejo %SEGMENTO COMPRADOR 100TOTAL 7,1Setor Público 10,7Telecomunicações 17,9Setor Financeiro 17,9Serviços 21,4Comércio/Varejo 25,0Indústria %SEGMENTO COMPRADOR 100TOTAL 2,9Setor Público 11,8Setor Financeiro 14,7Telecomunicações 23,5Serviços 23,5Comércio/Varejo 23,5Indústria %SEGMENTO COMPRADOR RECRUTAMENTO E SELEÇÃO SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS ESTÁGIOTRABALHO TEMPORÁRIO SCB&C

13 PERCENTUAIS DE CONTRATAÇÃO POR SEXO 35,2Feminino 64,8Masculino %SEXO PRINCIPAIS FERRAMENTAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO UTILIZADOS PELAS EMPRESAS DE TRABALHO TEMPORÁRIO E SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS 100TOTAL 7,8Outras 0,0TV 2,0Rádio 43,1Jornal 47,1Internet %MEIO Destaque: 90,2% das ferramentas estão concentradas na Internet e nos Jornais. SCB&C

14 TEMPO DE EXISTÊNCIA DAS EMPRESAS DO SETOR O SETOR DEMONSTRA MATURIDADE EMPRESARIAL, COM INDICADORES QUE EVIDENCIAM ORGANIZAÇÕES COM MÉDIA DE EXISTÊNCIA BEM ACIMA DOS ÍNDICES NACIONAIS PERTINENTES A OUTROS SEGMENTOS DA ECONOMIA BRASILEIRA. 100TOTAL 7,7Mais que 30 anos 3,8Mais que 20 até 30 anos 53,8Mais que 10 até 20 anos 19,2Mais que 5 até 10 anos 11,5Mais que 2 até 5 anos 3,8Até 2 anos %EM ANOS DESTAQUES: Classificação Pequena Empresa (Até 200 Funcionários):50% das empresas estão em até 5 anos de existência. Classificação Média Empresa (Acima de 200 até 500 Funcionários):85,7% das empresas estão entre 10 e 20 anos de existência. Classificação Grande Empresa (Acima de 500 Funcionários):27,3% das empresas estão acima dos 20 anos de existência. SCB&C

15 FATORES EXTERNOS QUE DIFICULTAM O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS DO SETOR A PESQUISA BUSCOU IDENTIFICAR OS PRINCIPAIS FATORES QUE INTERFEREM NO CRESCIMENTO DAS EMPRESAS QUE OPERAM NO SETOR DE TRABALHO TEMPORÁRIO E SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS. O RESULTADO É COMPATÍVEL COM AS PRINCIPAIS BANDEIRAS DA CLASSE EMPRESARIAL DO PAÍS, E AO MESMO TEMPO INDICADORES DE AÇÕES INSTITUCIONAIS A SEREM PROMOVIDAS VISANDO DAR AO SETOR A CONDIÇÃO BÁSICA PARA UM CRESCIMENTO SUSTENTADO. 100TOTAL 2,5Outros 3,8Burocracia 5,1Inadimplência de Clientes 12,7Falta de Cultura para a Aquisição do Produto/Serviço 19,0Legislação Trabalhista Inflexível 25,3Concorrência Desleal 31,6Alta Carga Tributária %DESCRIÇÃO DOS FATORES DESTAQUES: Nenhum dos entrevistados apontou a Indisponibilidade de Crédito como fator dificultador. Os fatores burocráticos da Lei (Alta Carga Tributária e Legislação Trabalhista Inflexível), correspondem a 50,6% das indicações. A inadimplência na faixa dos 5,1% das empresas apresenta um número tecnicamente confortável, comparando-se a outros segmentos. SCB&C

16 OS DESAFIOS DE MÉDIO E LONGO PRAZO PARA O SETOR A VISÃO DOS EMPRESÁRIOS DO SETOR EM RELAÇÃO AOS DESAFIOS A SEREM VENCIDOS NO CURTO E NO MÉDIO PRAZO MOSTRA UMA CLASSE COM VISÃO DE FUTURO E BEM POSICIONADA EM TERMOS DE INFORMAÇÕES E TENDÊNCIAS MERCADOLÓGICAS PERTINENTES À ATIVIDADE. O ALTO NÍVEL DE COMPETITIVIDADE DIRECIONA A CATEGORIA PARA A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA, COM DESTAQUE PARA A PREOCUPAÇÃO COM QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL 100 TOTAL 4,4Outros 14,4Atrair e Reter Profissionais com Alta Qualificação 17,8Criar Condições para uma Administração Ágil e Eficiente 18,9Manter-se Tecnologicamente Atualizado 21,1Manter Custos Competitivos 23,3Diferenciar seus Produtos para Continuar Competitivo %DESCRIÇÃO DOS DESAFIOS ESTABELECER CENÁRIOS AFINADOS COM O DESENVOLVIMENTO SETORIAL ELIMINAÇÃO DA TRIBUTAÇÃO PIS/COFINS SOBRE SALÁRIOS E ENCARGOS SOCIAIS ELIMINAÇÃO DA ATIVIDADE FIM E ATIVIDADE MEIO DIVERSIFICAR ATUAÇÃO DENTRO DO SEGMENTO ATUALIZAÇÃO DA LEGISLAÇÃO DO TRABALHO TEMPORÁRIO ACOMPANHAR AS TENDÊNCIAS DE MERCADO OUTROS SCB&C

17 – DADOS GERAIS 3- BRASIL INFORMAÇÕES ESTATÍSTICAS PERTINENTES AO MERCADO DE TRABALHO População (Ago/2006 – IBGE) Homens (49,2%) Mulheres (50,8%) Jovens (20,0%) (15 a 24 anos) 5 Regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul, Sudeste 27 Estados Municípios 14 municípios com mais de Um Milhão de Habitantes. 36 municípios com mais de Habitantes. 51 municípios com mais de Habitantes. 79 municípios com mais de Habitantes. 130 municípios com mais de Habitantes. 267 municípios com mais de Habitantes. SCB&C

18 – BRASIL – NÚMERO DE EMPRESAS FORMAIS O total de empresas em atividade no Brasil alcança de unidades, nos setores da Indústria, Construção, Comércio e Serviços. As microempresas representam 93,6% do total de empresas, sendo o setor de comércio o mais representativo, com 95,4% das organizações desse porte. O conjunto das micros e pequenas empresas alcançam 99,2% do total. As empresas de grande porte (as que empregam 500 ou mais pessoas na indústria e 100 ou mais pessoas no comércio e serviços) representam 0,3% do total de empresas, com unidades. 100, , , , , TOTAL 100, , , , , SERVIÇOS 100, , , , , COMÉRCIO 100, ,22211, , , CONSTRUÇÃO 100, , , , , INDÚSTRIA %Nº% % % % TOTALGRANDEMÉDIAPEQUENAMICROSEGMENTOS 10 Milhões de pequenas atividades desenvolvidas na economia informal empregam 1,3 pessoas em média em cada unidade de negócio, gerando um quadro de 13 milhões de pessoas. SCB&C

19 19 População Economicamente Ativa (PEA) Nível de Instrução Total * Sem instrução Até 1º grau completo Até superior incompleto Superior completo Mestrado ou doutorado completo Ocupada * Sem instrução Até 1º grau completo Até superior incompleto Superior completo Mestrado ou doutorado completo Desocupada * Sem instrução Até 1º grau completo Até superior incompleto Superior completo Mestrado ou doutorado completo – BRASIL - População Economicamente Ativa - PEA e População Ocupada e Desocupada, por Nível de Instrução * (Em MIL Pessoas). Atualizada em 31/07/2006

20 – BRASIL– PEA por Sexo/Região 57, ,043, , SÃO PAULO 57, ,043, , , ,041, , CENTRO-OESTE 56, ,044, , SUL 56, ,044, , SUDESTE 59, ,041, , NORDESTE 58, ,042, , NORTE %MASCULINO%FEMININOQUANTIDADE 100, TOTAIS 2, OUTRAS ATIVIDADES 5, ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 3, TRANSPORTE E COMUNICAÇÃO 8, ÁREA SOCIAL 21, PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS 12, COMÉRCIO 1, OUTRAS ATIVIDADES INDUSTRIAIS 6, INDÚSTRIA DE CONSTRUÇÃO 15, INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO 22, AGRÍCOLA %PEARAMO 3.5 – BRASIL– PEA por Ramo de Atividade TOTAIS SCB&C

21 – SÃO PAULO– DISTRIBUIÇÃO DO PEA POR FAIXA ETÁRIA – EMPREGADOS COM CARTEIRA ASSINADA – BRASIL 100, TOTAIS 4, ACIMA DE 59 ANOS 31, A 59 ANOS 64, A 39 ANOS %PEAFAIXA ETÁRIA 100, TOTAIS 5, TEMPORÁRIOS/OUTROS 10, SERVIÇOS PÚBLICOS 85, CLT %PEACARTEIRA ASSINADA O Setor de Serviços Emprega trabalhadores – 31,5% do total SCB&C


Carregar ppt "1 PESQUISA SETORIAL DADOS E INFORMAÇÕES DO SETOR DE TRABALHO TEMPORÁRIO E DE SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS NO BRASIL RealizaçãoApoio Sindicato das Empresas de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google