A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metabolismo dos Triacilgliceróis Fonte: Cyntia Alencar Fin, PhD.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metabolismo dos Triacilgliceróis Fonte: Cyntia Alencar Fin, PhD."— Transcrição da apresentação:

1

2 Metabolismo dos Triacilgliceróis Fonte: Cyntia Alencar Fin, PhD

3 Roteiro para Estudo Local e momento metabólico da síntese de triacilgliceróis Fontes de carbonos e de energia para a síntese de triacilgliceróis no fígado e no tecido adiposo Transporte dos triacilgliceróis da dieta e daqueles sintetizados no fígado. Momento metabólico da degradação de triacilgliceróis Metabolismo da quilomicra e da VLDL Síntese e degradação de lipídios no tecido adiposo Regulação da síntese e da degradação de triacilgliceróis O hormônio leptina e a obesidade.

4 Local da Síntese de TAG O principal local de síntese é o retículo endoplasmático liso, mas algumas enzimas estão localizadas no citosol e na mitocôndria

5 Momento Metabólico da Síntese de TAG

6 H 2 C - - CH H 2 C - O - CO - R 1 R 2 - CO - O O O - P - O - O - O ácido fosfatídico é o composto fundamental de síntese hepática e do tecido adiposo. Ele é formado por uma molécula de glicerol, esterificada com dois ácidos graxos e um ácido fosfórico Compostos Fundamentais para a Síntese de TAG

7 CH 2 - OH CH CH 2 - OH R - CO - O - 2-Monoacilglicerol Compostos Fundamentais para a Síntese de TAG O 2-monoacilglicerol é o composto fundamental de síntese de TAG no enterócito, durante o processo de digestão e absorção de lipídios da dieta alimentar. Ele é formado por uma molécula de glicerol, esterificada com um ácido graxo em C2.

8 Fígado Triacilglicerol NAD NADH Dihidroxicetona-P Glicose Glicerol quinase Glicerol-3-P Fígado Tecido Adiposo ADP ATP Glicerol (metabolismo das quilomicons no adipócito) O glicerol-3-P pode ser produzido, diretamente, a partir do glicerol, no fígado, devido à presença da enzima glicerol quinase, neste órgão Glicerol-3-P desidrogenase Glicólise Fonte de Glicerol para a Síntese de TAG no Fígado e no Tecido Adiposo

9 H 2 C - OH OH- CH HC - O O - P - O - O - Aciltransferase (mitocôndria) R 1 - COOH R 2 - COOH R 1 - CO-SCoA R 2 - COO-SCoAAciltransferase Acil-CoA sintetase Acil-CoA sintetase H 2 C - - CH H 2 C - O - CO - R 1 R 2 - CO - O O O - P - O - O - Glicerol-3-P Ácido Fosfatídico Síntese dos TAG no Fígado e no Tecido Adiposo

10 Ácido fosfatídico Fosfatidato fosfatase (citosol) Diacilglicerol Síntese de TAG no Fígado e no Tecido Adiposo

11 Aciltransferase Triacilglicerol Síntese de TAG no Fígado e no Tecido Adiposo

12 Os TAG da dieta alimentar são ressintetizados no retículo endoplasmático liso das células do epitélio intestinal, após a sua absorção. Eles são transportados para os tecidos (muscular, adiposo e hepático) pelas lipoproteínas denominadas Quilomicrons Capilar sangüíneo Vaso Linfático Transporte dos TAG da Dieta

13 Os TAG sintetizados no fígado são transportados aos tecidos extra- hepáticos (tecido muscular e adiposo) através das lipoproteínas VLDL (very low density lipoprotein). A síntese hepática de de TAG ocorre no retículo endoplasmático liso. Transporte dos TAG Sintetizados no Fígado

14 Metabolismo do Quilomícron e da VLDL O quilomícron e o VLDL irão ativar, através da apoproteína CII, a lipoproteína lipase (LPL) presente no endotélio vascular de diversos tecidos, entre eles coração, músculo esquelético, baço, pulmão, rim, e tecido adiposo O quilomícron e o VLDL remanescentes serão captados pelos receptores hepáticos, através do reconhecimento da apoproteína E pelos receptores. Papel da Apo CII e da Apo E

15 HDL Apo CII Apo E Apo A Apo B-48 Apo A Quilomícron Nascente Quilomícron Maduro Papel da HDL na formação do quilomícron maduro: a HDL fornece as proteínas ApoCII e Apo E para o quilomícron nascente, transformando-a em quilomícron maduro. Metabolismo dos Quilomícrons

16 Linfa Cél. Intestinal Fígado Músculo Adipócito Quilomícron Nascente Quilomícron Nascente Quilomícron Nascente Quilomícron Maduro TG Apo CII LPLLPL AG Estoque de TG CO 2 Capilares + H 2 O AG + Glicerol AG Colesterol Aminoácido Glicerol Receptores Quilomícron (Apo E) Digestão lisossomal + TG = triacilglicerol LPL = lipoproteína lipase AG = ác. graxo Metabolismo dos Quilomícrons

17 HDL Apo CII Apo E Apo A Apo B-48 Apo A Quilomícron Maduro Quilomícron Remanescente Papel da HDL na formação do quilomícron remanescente: após a ativação da lipoproteína lipase (LPL) o quilomícron maduro devolve para a HDL a proteína ApoCII transformando-se em quilomícron remanescente. Metabolismo dos Quilomícrons

18 TG = triacilglicerol C = colesterol HL = lipase hepática Metabolismo dos Quilomícrons

19 HDL Apo CII Apo E Apo A Apo B-100 Apo A VLDL Nascente VLDL Maduro Papel da HDL na formação da VLDL madura: a HDL fornece as proteínas ApoCII e Apo E para a VLDL nascente, transformando-a em VLDL maduro. Metabolismo da VLDL

20 HDL Apo CII Apo E Apo A Apo B-100 Apo A VLDL IDL Papel da HDL na formação da VLDL remanescente ou IDL após a ativação da lipoproteína lipase (LPL) a VLDL devolve para a HDL a proteína ApoCII transformando-se em IDL. Metabolismo da VLDL

21 HDL Apo E Apo A Apo B-100 Apo A IDL LDL Papel da HDL na formação da LDL a IDL devolve para a HDL a proteína Apo E transformando-se em LDL. Metabolismo da VLDL Apo CII

22 TG CE TG CE TG CE TG CE TG CE TG CE TG CE VLDLIDLLDL HDL Metabolismo da VLDL Papel da HDL na conversão de VLDL em LDL além de proteínas, a HDL troca ésteres de colesterol (CE) por triacilgliceróis (TG)

23 Metabolismo da VLDL Papel da HDL na conversão de VLDL em LDL: A VLDL possui as apoproteínas B-100, E e CII e alto conteúdo de TG em relação à IDL e à LDL TG CE TG CE TG CE VLDLIDLLDL Apo B-100 Apo E Apo CII Apo E

24 Estrutura da LDL Metabolismo da VLDL

25 TG = triacilglicerol C = colesterol Apo E Metabolismo da VLDL

26 Glicose da dieta Piruvato Matriz mitocondrial Oxaloacetato Acetil-CoA Citrato Oxaloacetato Acetil-CoA Malato Ciclo das Pentoses NADPH Ácidos Graxos Glicogênio Aminoácidos da dieta Proteínas Ciclo Krebs NADPH Triacilgliceróis Glicose da dieta ATP Metabolismo dos TAG no Fígado Estado Alimentado Ácidos Graxos (dieta ou adipócito)

27 No adipócito, a adrenalina (exercício) e o glucagon (jejum, inanição, diabete não tratado) ativam, via AMPc, uma lipase hormônio-sensível, que catalisa a hidrólise de triacilgliceróis. Os ácidos graxos são transportados pela albumina sérica aos tecidos, onde são oxidados. O glicerol fará gliconeogênese no hepatócito. Metabolismo dos TAG no Tecido Adiposo

28 Síntese de triacilgliceróis no adipócito a partir do glicerol da glicose, e dos ácidos graxos dos quilomícrons e da VLDL, durante o estado alimentado A insulina estimula a entrada de glicose, a glicólise e a síntese de LPL AdipócitoSangue Glicose Glicerol- 3-P Triacilglicerol Ácidos Graxos Acil-CoA Graxo Glicose Triacilglicerol CII VLDL LDL IDL Glicerol Insulina Quilomicron maduro Quilomicron remanescente Ácidos Graxos LPLLPL LPLLPL Metabolismo dos TAG no Tecido Adiposo

29 A insulina ativa a biossíntese de ácidos graxos Glicose Piruvato Oxaloacetato Acetil-CoA Citrato Oxaloacetato Acetil-CoA Malato  Citrato liase  Enzima málica  síntese enzimática induzível por insulina Matriz mitocondrial Piruvato carboxilase Piruvato desidrogenase Insulina +  Glicose-6-P-DH Ciclo das pentoses Regulação da Síntese de Ácidos Graxos Insulina + PFK-1  GK PK Ácidos Graxos  Sintase dos ácidos graxos +

30 Regulação da biossíntese de ácidos graxos Acetil-CoA carboxilase P Acetil-CoA carboxilase Fosfatase PKA Insulina Adrenalina Glucagon Glicose Citrato Acetil-CoA Malonil-CoA Palmitato Palmitoil-CoA  síntese enzimática induzível por insulina + Regulação do Metabolismo dos TAG

31 H 2 C - OH OH- CH HC - O O - P - O - O - Glicerol-3-P Aciltransferase R 1 - COOH R 2 - COOH R 1 - CO-SCoA R 2 - COO-SCoA Aciltransferase Acil-CoA sintetase Acil-CoA sintetase H 2 C - - CH H 2 C - O - CO - R 1 R 2 - CO - O O O - P - O - O - Glicerol-3-P Ácido Fosfatídico Insulina + Regulação do Metabolismo de TAG

32 Diversos hormônios regulam a lipólise e lipogênese no tecido adiposo

33 Regulação do Metabolismo de TAG  Diabete Não Tratado [glucagon] [insulina] Metabolismo de quilomícron e VLDL Hiperlipoproteinemia

34 Regulação do Metabolismo de TAG  Consumo de Etanol (CH 3 -CH 2 -OH + NAD CH 3 -CHO + NADH + H+) Ciclo de Krebs [NADH] [NAD] (oxaloacetato + NADH malato + NAD)  oxidação Síntese da TAG e acúmulo de TAG Fígado Gordo


Carregar ppt "Metabolismo dos Triacilgliceróis Fonte: Cyntia Alencar Fin, PhD."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google