A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PSQ ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO INFORMAÇÕES GERAIS. PBQP-H Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade - Habitat OBJETIVO DO ENCONTRO : O objetivo do.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PSQ ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO INFORMAÇÕES GERAIS. PBQP-H Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade - Habitat OBJETIVO DO ENCONTRO : O objetivo do."— Transcrição da apresentação:

1 PSQ ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO INFORMAÇÕES GERAIS

2 PBQP-H Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade - Habitat OBJETIVO DO ENCONTRO : O objetivo do encontro é interagir com profissionais da cadeia da construção civil, o conteúdo sobre o PSQ - Esquadrias de Alumínio, levando informações necessárias para garantir ao consumidor, esquadrias que agregue valor ao imóvel, pela garantia da qualidade. ABRANGÊNCIA: Construtores, engenheiros, arquitetos, fabricantes de esquadrias, especificadores, consultores, profissionais da qualidade, promotores, logistas, profissionais da produção, técnicos em esquadrias.

3 PBQP-H Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade - Habitat O que é ? É um conjunto de ações coordenadas pelo Ministério das Cidades, Secretaria Nacional da Habitação, que objetiva a elevação dos patamares de qualidade e produtividade do habitat, envolvendo toda a cadeia produtiva do setor da construção civil. pbqp-h/

4 PBQP-H Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade - Habitat Alguns resultados esperados: Melhoria da Qualidade no Setor da Construção Civil Aumento da Produtividade (redução de desperdício dos materiais em fábricas e em obras) Aumento do diferencial Competitivo do participante Ampliação do Mercado ç Isonomia competitiva (organização do setor) ç Integração da cadeia produtiva e de distribuição Modernização Tecnológica e Gerencial Qualificação de Recursos Humanos Satisfação do Cliente, assegurando desempenho, mantendo o valor patrimonial das construções.

5 Metodologia: ç Consiste em coletar esquadrias nas fábricas, em obras e no mercado, para a execução de ensaios em laboratórios. Os resultados são divulgados, informando se os produtos testados estão ou não em conformidade com as Normas Técnicas vigentes. ç Os agentes de financiamento de obras públicas e privadas, inclusive a Caixa Econômica Federal, somente liberam recursos para as construtoras que estão enquadradas no programa (SiAC – Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras da Construção Civil) que utilizam materiais dentro da conformidade. çDistribuidores, lojistas e outros compradores particulares, em conjunto com as entidades organizadas, passam a direcionar suas cotações para empresas qualificadas no PBQP-H. PBQP-H Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade - Habitat

6 PBQP-H Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade - Habitat Áreas do PBQP-Habitat Materiais : SiMaC (Sistema de Qualificação de Materiais, Componentes e Sistemas Construtivos) – voltado para Indústrias Projeto execução em obra : SiAC (Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras da Construção Civil ) – voltado para Construtoras, Escritórios de Arquitetura e Engenharia Os SiMaC e SiAC sob coordenação do Ministério das Cidades são gerenciados por Organizações Setoriais, Associações ou Sindicatos representativos do segmento, sendo que para cada material/serviço há apenas um PSQ.

7 PROGRAMAS SETORIAIS DA QUALIDADE – PSQ s Os PSQ`s são programas de qualidade elaborados, discutidos e implementados pelo setor produtivo de materiais e componentes, com a coordenação de uma entidade ou associação representativa de abrangência nacional. O PBQP-Habitat aprova e apóia os PSQ`s, garantindo a articulação institucional necessária para que os agentes financiadores e os compradores públicos e privados exerçam seu poder de compra como indutores do processo de qualidade. Respalda juridicamente e divulga as informações

8 EXEMPLOS DE PROGRAMAS SETORIAIS DA QUALIDADE – PSQ s /30 ATUAL Telhas de Aço não apurado pelo gerente do programa Perfis de PVC para Forros 44% Fechaduras 76,5% Esquadrias de Alumínio 63,6% Tubos de PVC para Infra- Estrutura 91,7% Argamassas Colantes 63,8% Tintas Imobiliárias não apurado pelo gerente do programa Caixas de Descarga Não Acopladas não apurado pelo gerente do programa Gesso Acartonado não apurado pelo gerente do programa Blocos Cerâmicos não apurado pelo gerente do programa Tubulações de PRFV para Infra- Estrutura não apurado pelo gerente do programa Reservatórios de PRFV não apurado pelo gerente do programa Material Índice de conformidade

9 CICLO VIRTUOSO DA QUALIDADE Atuação em todo o País / Rede Nacional PSQ ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO ABNT/ Normalização Senai / Sebrae OCP/ INMETRO CREA ANAMACO SINDUSCON Universidades Laboratórios CDHU (SP) e outros p/ estado Caixa Econômica e outros financiadores ASBEA Integração entre os PSQs Imprensa/ Mkt SECOVI BNDES Seguradoras FIESP

10 AFEAL EM PARCERIA COM A ABAL FABRICANTES DE ESQUADRIAS – QUALIFICAÇÃO Quando o fabricante de esquadria atende todas as regras do PSQ, e seus sistemas são aprovados, o mesmo é considerado qualificado, podendo participar através de sistemas próprios ou homologados. FABRICAM SISTEMAS PRÓPRIOS FABRICAM SISTEMAS HOMOLOGADOS FORNECEDORES DE SISTEMAS - HOMOLOGAÇÃO O fabricante ou fornecedor de sistema que atende as regras do PSQ disponibiliza aos fabricantes de esquadria, sistemas já homologados. OS SISTEMISTAS QUE JÁ HOMOLOGARAM SEUS SISTEMAS SÃO: ALCOA, BELMETAL, CBA e HYDRO

11 DEFINIÇÕES SISTEMA – Nova terminologia para definir uma linha de produtos que até então era considerada pela bitola do montante. Ex: Votoral, Imperial Line, Gold, Hydro Oficial. TIPO -Tipologia conforme Norma Ex: Janela de correr, maxim-ar, porta de correr, basculante... MODELO -Para cada tipologia, número de folhas e detalhes Ex: Janela de correr com duas folhas de vidro e bandeira...

12 RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA A legislação exige o cumprimento das Normas Técnicas, portanto independe de ser Qualificado. A cadeia produtiva é co-responsável na qualidade do material e atendimento a NBR 10821, portanto são responsáveis indústrias, distribuidores, lojistas e construtoras.

13 TIPOS/ MODELOS DOS PRODUTOS ALVO DO PSQ NESTA FASE Janela de correr veneziana 03 e 06 folhasJanela de correr veneziana 03 e 06 folhas Janela de correr 02 e 04 folhasJanela de correr 02 e 04 folhas Maxim-arMaxim-ar Janela Integrada 02 folhasJanela Integrada 02 folhas Portas de correr 02 folhasPortas de correr 02 folhas Podendo ser incluída a homologação de sistemas para outros produtos, inclusive fachadas cortinasPodendo ser incluída a homologação de sistemas para outros produtos, inclusive fachadas cortinas

14 AVALIAÇÃO DO PROCESSO PRODUTIVO DO FABRICANTE DE ESQUADRIAS Avaliação das condições técnico/ industriais mínimas da instalação fabril do fabricante de esquadrias para que o produto possa cumprir as exigências normativas. Visando avaliar critérios para obtenção da repetitividade da conformidade dos produtos.

15 COLETAS As coletas de amostras em fábricas são realizadas por empresa de engenharia de terceira parte e o material é encaminhado para os laboratórios credenciados pelo PSQ. As coletas de amostras em fábricas, lojas e obras são realizadas de forma sistêmica ou quando ocorrem denúncias entre participantes antes ou depois da qualificação, ou ainda quando são identificados sinais de não-conformidade intencional.

16 CAIXILHOS PARA EDIFICAÇÃO Verificação da penetração de ar – NBR 6485 Verificação da estanqueidade à água – NBR 6486 Verificação do comportamento, quando submetido à cargas uniformemente distribuídas – NBR 6487 Resistência às operações de manuseio – NBR ESPECIFICAÇÃO PARA JANELAS CONFORME NBR 10821

17 CÂMARAS DE ENSAIO

18 Velocidade do vento que passa para a parte interna da esquadria < 0,5 m/s. LOCAIS NÃO CLIMATIZADOS VERIFICAÇÃO DA PENETRAÇÃO DE AR A penetração de ar através de uma janela submetida às pressões de ensaio correspondente a 30 ou 50 Pa não deve ser maior do que:

19 A janela não deve apresentar vazamentos que provoquem o escorrimento de água pelas paredes ou componentes sobre os quais esteja fixada, quando submetida à vazão de 4 L/min x m 2 e às pressões, conforme tabela da NBR VERIFICAÇÃO DA ESTANQUEIDADE À ÁGUA

20 GRÁFICO DAS ISOPLETAS DE VELOCIDADE BÁSICA DO VENTO, EM m/s NO BRASIL

21 VERIFICAÇÃO DO COMPORTAMENTO, QUANDO SUBMETIDO À CARGAS UNIFORMENTE DISTRIBUIDAS

22 -Exigências da NBR 10821, não podem ocorrer: a)Ruptura, colapso total ou parcial. b)Abertura e fechamento deteriorado. c)Permeabilidade ao ar deteriorado acima de 20% dos valores máximos fixados no 1 o ensaio. d)Deflexão máxima instantânea superior a L/175 do perfil. e)Deformação residual superior a 0,4% do perfil ao longo do vão.

23 VERIFICAÇÃO DA CONFORMIDADE DO CAIXILHO AO PROJETO

24 RESISTÊNCIA ÀS OPERAÇÕES DE MANUSEIO ciclos completos de abertura e fechamento Resistência ao esforço torsor Resistência à flexão Resistência ao arrancamento das articulações Outros específicos para o tipo de janela -Exigências da NBR 10821, não podem ocorrer: a)Deformação residual superior a 0,4% do perfil ao longo do vão. b)Ruptura dos vidros. c)Deterioração de qualquer componente.

25 RESISTÊNCIA ÀS OPERAÇÕES DE MANUSEIO Janela Maxim-ar

26 RESISTÊNCIA ÀS OPERAÇÕES DE MANUSEIO Janela de Correr Resistência ao esforço horizontal, no plano da folha, com um canto imobilizado Resistência à flexão Resistência ao esforço horizontal, no plano da folha, com dois cantos imobilizados

27 INDICAÇÃO DE USO DA ESQUADRIA Devido às diferentes Classes e Regiões em que uma esquadria pode ser utilizada, a identificação das mesmas é uma obrigação do fabricante para com o usuário. A identificação para o PSQ deve ser: N – Normal - até 2 pavimentos M – Melhorada – até 4 pavimentos Regiões de I a V, conforme localização

28 Fonte:Relatório setorial do Programa de Garantia da Qualidade de Esquadrias de Alumínio. INDICAÇÃO DE USO DA ESQUADRIA

29 COMO PARTICIPAR Para participar do PSQ – Esquadrias de Alumínio, o interessado deve entrar em contato com a AFEAL – Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio, gestora do PSQ, pelo telefone (11) , ou acessar o site

30 ETAPAS PARA QUALIFICAÇÃO Termo de Adesão Contrato Técnico Comercial Credenciamento (Próprios ou Homologados) Tabela de Qualificação Manutenção da Qualificação

31 PSQ ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO TABELA DE QUALIFICAÇÃO REFERENTE AO RELATÓRIO SETORIAL Nº 26 SETEMBRO 2009 ATUALMENTE O PSQ POSSUI: 20 FABRICANTES DE LINHA PRÓPRIA QUALIFICADOS 27 FABRICANTES QUE UTILIZAM SISTEMAS HOMOLOGADOS QUALIFICADOS 22 FABRICANTES EM CREDENCIAMENTO

32 PSQ ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO OS FABRICANTES PARTICIPANTES ATUALMENTE ESTÃO LOCALIZADOS NAS SEGUINTES REGIÕES DO PAÍS São Paulo e interior - SP Rio de Janeiro e Nova Friburgo - RJ Belo Horizonte e Juiz de Fora- MG Curitiba e região - PR Bal. Camboriú - SC Anápolis - GO Salvador - BA Fortaleza e região - CE Recife – PE

33 REFERÊNCIA LEGAL Código Civil Brasileiro: é a Lei 3071/16, que regulamenta a legislação aplicável as relações civis. Código Proteção e Defesa do Consumidor: é a Lei 80.78/90, que institui o Código de Proteção e Defesa do Consumidor, melhor definindo os direitos e obrigações de consumidores e fornecedores. De acordo com o Art 39. É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas: VIII – colocar, no mercado de consumo, qualquer produto ou serviço em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos oficiais competentes ou, se normas específicas não existirem, pela Associação Brasileira de Normas Técnicas ou outra entidade credenciada pelo Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Conmetro). Código de obras: Deve ser cumprido de acordo com a região da edificação.


Carregar ppt "PSQ ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO INFORMAÇÕES GERAIS. PBQP-H Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade - Habitat OBJETIVO DO ENCONTRO : O objetivo do."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google