A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Projeto de Restauração do Pavimento. A fim de balizar a solução conceptiva, correlacionou-se os procedimentos preconizados e já consagrados pelo DNIT.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Projeto de Restauração do Pavimento. A fim de balizar a solução conceptiva, correlacionou-se os procedimentos preconizados e já consagrados pelo DNIT."— Transcrição da apresentação:

1 Projeto de Restauração do Pavimento

2 A fim de balizar a solução conceptiva, correlacionou-se os procedimentos preconizados e já consagrados pelo DNIT. Utilizou-se também o procedimento PARAGON Por meio das avaliações foi observado que nos segmentos em estudo há uma má distribuição de carga conjugada a problemas estruturais visíveis. Métodos para a Concepção de Restauração do Pavimento DNER-PRO 11/79 Métodos de Dimensionamentos do Reforço Estrutural: DNER-PRO 269/94 (TECNAPAV)

3 DNER-PRO 11/79 Métodos de Dimensionamentos do Reforço Estrutural:

4 DNER-PRO 269/94 (TECNAPAV)

5 PARAGON SOLUÇÃO PRELIMINAR DETERMINADA POR PISTA LADO DIREITO Estaca Inicial Estaca Final Km Inicial Km Final Extensão (m) Solução De Restauração , ,0RPS + Reforço I ,92055, ,0RPS + Reforço II ,84065, ,0RL + RPS + Reforço I ,12072, ,0RPS + Reforço II ,24075, ,0RPS + Reforço I ,840102, ,0RPS + Reforço II SOLUÇÃO PRELIMINAR DETERMINADA POR PISTA LADO ESQUERDO Estaca Inicial Estaca Final Km Inicial Km Final Extensão (m) Solução De Restauração , ,0RPS + Reforço II ,48047, ,0RPS + Reforço I ,94060, ,0RPS + Reforço II ,34065, ,0RPS + Reforço I ,42074, ,0RPS + Reforço II ,48078, ,0RPS + Reforço I ,400102, ,0RPS + Reforço II As soluções tipo RPS (recomposição) contemplam recomposição seja ela de base e/ou sub-base ou de revestimento e REF I e REF II (reforço) contemplam reforço estrutural com uma ou duas camadas.

6 Observou-se que o pavimento da BR 174 e da BR 210 necessitavam de intervenções mais profunda, aquelas que alcança-se a camada de Base do Pavimento. Situação I Reciclagem In Situ da Base existente com incorporação do revestimento e adição de cimento. Situação II Reconstrução da Estrutura do Pavimento. Antes destas proposições promoveu-se uma segmentação homogênea mais adequada em função das características e condições de cada trecho (Lote).

7 A reciclagem a frio é um processo que satisfaz as varias necessidades de manutenção e recuperação da infra-estrutura da rodovia. A estabilização granular tem como objetivo de adicionar uma ou mais agentes estabilizadores a fim de melhorar e adequar as propriedades da camada reciclada à sua utilização como base e, simultaneamente, retomando o aporte estrutural necessário.

8 Reciclagem a frio – Seção Tipo Adotada p/ lote 1, 2, 3 e 4

9 Método da Resistência p/ lote 1, 2, 3 e 4 – BR 174 Reconstrução – Seção Tipo Adotada

10 Na BR 210 há três tipos de seções para Reciclagem a frio Pista Dupla

11 Na BR 210 há três tipos de seções para Reciclagem a frio Pista Simples

12 Na BR 210 há três tipos de seções para Reciclagem a frio Pista Dupla

13 Método da Resistência p/ BR 210 Reconstrução – Seção Tipo Adotada


Carregar ppt "Projeto de Restauração do Pavimento. A fim de balizar a solução conceptiva, correlacionou-se os procedimentos preconizados e já consagrados pelo DNIT."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google