A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Roteiro de migração da NFe 1.0 p/ 2.0 DN4 Tecnologia Por: Rennan Sanchez Maio / 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Roteiro de migração da NFe 1.0 p/ 2.0 DN4 Tecnologia Por: Rennan Sanchez Maio / 2010."— Transcrição da apresentação:

1 Roteiro de migração da NFe 1.0 p/ 2.0 DN4 Tecnologia Por: Rennan Sanchez Maio / 2010

2 Migração de Versão da NFe Processo de migração do layout da NFE da versão 3.0 para a versão 4.0 do layout. As versões dos arquivos mudam de 1.10 para Criar uma nova pasta na pasta de executáveis do servidor chamada Schemas20 (que vai ser criada também no diretório de execução do terminal via atualizador) copiar para esta pasta (Schemas20) os arquivos de Schemas da versão 2.0 que está localizado no diretório: P:\Sistemas Gestao Empresarial\Arquivos Auxiliares\DLLs\DLL NFE\Schemas Versão 2.0\ Atualiza na pasta de executáveis do servidor o novo arquivo NcsNFe.dll e NcsNFe.tlb, que está localizado no diretório: P:\Sistemas Gestao Empresarial\Arquivos Auxiliares\DLLs\DLL NFE\DLL Ilimitada Versão 2.0\ Atualizar na pasta de executável as novas configurações de web services. Copiar os três arquivos dentro do diretório do estado referente ao cliente. P:\Sistemas Gestao Empresarial\Arquivos Auxiliares\DLLs\DLL NFE\XML de Configuração\NFE 2.0\ Agora é só executar o seguinte script no banco de dados (Cuidado que esse script, atualiza todas as empresas e filiais): Update Tab_Vendas_Configuracoes_NFE Set NFE_DESCRICAO = 'NFe Versão Layout 4.0', NFE_VERSAO_LAYOUT = '2.00', NFE_VERSAO_APLICATIVO = '2.00' Colocar o novo arquivo ComponenteNFE20.exe no diretório de executáveis: P:\Sistemas Gestao Empresarial\ComponenteNfe\ComponenteNFe (Versão 4.0)\ComponenteNFe\bin\Debug\ComponenteNFE20.exe

3 Migração de Versão da NFe Processo de migração do layout da NFE da versão 3.0 para a versão 4.0 do layout. As versões dos arquivos mudam de 1.10 para Configurar na Tab_Filiais se a o código do regime tributário da empresa. Preencher o campo FIL_COD_REGIME_TRIBUTARIO_EMPRESA com: 1 – Simples Nacional; 2 – Simples Nacional – excesso de sublimite de receita bruta; 3 – Regime Normal. (v2.0) Configurar na Tab_Filiais o código as situação de operação de simples nacional. Preencher esse campo somente caso o regime tributário seja código 1 ou 2 Preencher o campo FIL_COD_OPERACAO_SIMPLES_NACIONAL com: Confirmar com o cliente em qual código ele se enquadra

4 Migração de Versão da NFe Processo de migração do layout da NFE da versão 3.0 para a versão 4.0 do layout. As versões dos arquivos mudam de 1.10 para Tributada pelo Simples Nacional com permissão de crédito - Classificam-se neste código as operações que permitem a indicação da alíquota do ICMS devido no Simples Nacional e o valor do crédito correspondente Tributada pelo Simples Nacional sem permissão de crédito - Classificam-se neste código as operações que não permitem a indicação da alíquota do ICMS devido pelo Simples Nacional e do valor do crédito, e não estejam abrangidas nas hipóteses dos códigos 103, 203, 300, 400, 500 e Isenção do ICMS no Simples Nacional para faixa de receita bruta - Classificam-se neste código as operações praticadas por optantes pelo Simples Nacional contemplados com isenção concedida para faixa de receita bruta nos termos da Lei Complementar nº 123, de Tributada pelo Simples Nacional com permissão de crédito e com cobrança do ICMS por substituição tributária - Classificam-se neste código as operações que permitem a indicação da alíquota do ICMS devido pelo Simples Nacional e do valor do crédito, e com cobrança do ICMS por substituição tributária Tributada pelo Simples Nacional sem permissão de crédito e com cobrança do ICMS por substituição tributária - Classificam-se neste código as operações que não permitem a indicação da alíquota do ICMS devido pelo Simples Nacional e do valor do crédito, e não estejam abrangidas nas hipóteses dos códigos 103, 203, 300, 400, 500 e 900, e com cobrança do ICMS por substituição tributária Isenção do ICMS no Simples Nacional para faixa de receita bruta e com cobrança do ICMS por substituição tributária - Classificam-se neste código as operações praticadas por optantes pelo Simples Nacional contemplados com isenção para faixa de receita bruta nos termos da Lei Complementar nº 123, de 2006, e com cobrança do ICMS por substituição tributária Imune - Classificam-se neste código as operações praticadas por optantes pelo Simples Nacional contempladas com imunidade do ICMS Não tributada pelo Simples Nacional - Classificam-se neste código as operações praticadas por optantes pelo Simples Nacional não sujeitas à tributação pelo ICMS dentro do Simples Nacional ICMS cobrado anteriormente por substituição tributária (substituído) ou por antecipação - Classificam-se neste código as operações sujeitas exclusivamente ao regime de substituição tributária na condição de substituído tributário ou no caso de antecipações Outros - Classificam-se neste código as demais operações que não se enquadrem nos códigos 101, 102, 103, 201, 202, 203, 300, 400 e 500. Por fim, cabe ainda destacar que o Código de Situação da Operação no Simples Nacional - CSOSN será usado na Nota Fiscal Eletrônica exclusivamente quando o Código de Regime Tributário - CRT for igual a "1", e substituirá os códigos da Tabela B - Tributação pelo ICMS do Anexo Código de Situação Tributária - CST do Convênio s/nº de 15 de dezembro de 1970.

5 Migração de Versão da NFe Ok, são somente esses passos. Confirmar somente se a versão do Vendas e ComponenteVendas esstá atualizado corretamente.

6 FIM Good Luck!


Carregar ppt "Roteiro de migração da NFe 1.0 p/ 2.0 DN4 Tecnologia Por: Rennan Sanchez Maio / 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google