A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CADERNO DE ENCARGO ADMINISTRAÇÃO GERAL Prof. Fernando Minouro Ida.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CADERNO DE ENCARGO ADMINISTRAÇÃO GERAL Prof. Fernando Minouro Ida."— Transcrição da apresentação:

1 CADERNO DE ENCARGO ADMINISTRAÇÃO GERAL Prof. Fernando Minouro Ida

2 PROJETO ADMINISTRAÇÃO GERAL 1. PLANEJAMENTO 2. PRODUÇÃO 3. RECURSOS HUMANOS Prof. Fernando Minouro Ida

3 ADMINISTRAÇÃO GERAL PLANEJAMENTOPLANEJAMENTO 1. DEFINIR O NEGÓCIO NA VISÃO ESTRATÉGICA; 2. DECLARAR A MISSÃO; n EXPLICITAR OS PRINCÍPIOS DE ATUAÇÃO ( 3 A 7); 4. APRESENTAR ANÁLISE CONSIDERANDO AS 5 FORÇAS COMPETITIVAS DE PORTER; 5. ANÁLISAR ASOPORTUNIDADES; 6. ANÁLISAR AS AMEAÇAS; 7. ANÁLISAR AS FORÇAS; 8. ANÁLISAR AS FRAQUEZAS; 9. DEFINIR A ESTRATÉGIA COMPETITIVA; E 10. ESTABELECER DE 3 A 7 FATORES CHAVES DE SUCESSO DO NEGÓCIO.

4 ADMINISTRAÇÃO GERAL PLANEJAMENTOPLANEJAMENTO 1. DEFINIR O NEGÓCIO NA VISÃO ESTRATÉGICA; Prof. Fernando Minouro Ida

5 DEFINIR O NEGÓCIO NA VISÃO ESTRATÉGICA É EXPLICITAR O ÂMBITO DE ATUAÇÃO DA EMPRESA EMPRESANEGÓCIOVISÃO ESTRATÉGICA ALLFERROVIATRANSPORTE COLUMBIA PICTURES COMPANY FIMESDIVERSÃO E CULTURA AVONCOSMÉTICOSBELEZA HONDAMOTO/AUTOTRANSPORTE ESSOCOMBUSTÍVELENERGIA ABRILLIVROS E REVISTASINFORMAÇÃO, CULTURA, ENTRE- TENIMENTO.

6 DEFINIR O NEGÓCIO NA VISÃO ESTRATÉGICA É EXPLICITAR O ÂMBITO DE ATUAÇÃO DA EMPRESA EMPRESANEGÓCIOVISÃO ESTRATÉGICA ARISCOTEMPEROSALIMENTOS IBMCOMPUTADO-RESINFORMAÇÃO MERCEDES BENZVEÍCULOS TRANSPORTES BOTICÁRIOPERFUMESBELEZA E PRESENTES

7 MISSÃO É A RAZÃO DE EXISTIR DA EMPRESA NO SEU NEGÓCIO. A MISSÃO DA EMPRESA DEVE SER DEFINIDA EM TERMOS DE SATISFAZER ALGUMA NECESSIDADE DO AMBIENTE EXTERNO, E NÃO DEVE SER COLOCADA EM TERMOS DE OFERECER ALGUM PRODUTO OU SERVIÇO. (KOTLER)

8 MISSÃO RANDOM OFERECER SOLUÇÕES PARA TRANSPORTES ATRAVÉS DO DESENVOLVIMENTO, PRODU- ÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE BENS E SERVIÇOS, VISANDO À SATISFAÇÃO DE CLIENTES, ACIONISTAS, COLABORADORES E COMUNIDADE.

9 MISSÃO n LOCALIZA NATIONAL OFERECER SOLUÇÕES EM TRANSPORTES, ATRAVÉS DO ALUGUEL DE CARROS, BUSCANDO A EXCELÊNCIA. CITIBANK OFERECER QUALQUER SERVIÇO FINANCEIRO EM QUALQUER PAÍS, ONDE FOR POSSÍVEL FAZE-LO DE FORMA LEGAL E RENTÁVEL.

10 ADMINISTRAÇÃO GERAL PLANEJAMENTOPLANEJAMENTO 1. DEFINIR O NEGÓCIO NA VISÃO ESTRATÉGICA; 2. DECLARAR A MISSÃO; 3.EXPLICITAR OS PRINCÍPIOS DE ATUAÇÃO ( 3 A 7); Prof. Fernando Minouro Ida

11 PRINCÍPIOS DE ATUAÇÃO n SÃO BALIZAMENTOS PARA O PROCESSO DECISÓRIO E PARA O COMPORTAMENTO DA EMPRESA NO CUMPRIMENTO DE SUA MISSÃO. – SÃO VALORES => BALIZA => RELAÇÕES:

12 ADMINISTRAÇÃO GERAL PLANEJAMENTOPLANEJAMENTO 1. DEFINIR O NEGÓCIO NA VISÃO ESTRATÉGICA; 2. DECLARAR A MISSÃO; 3. EXPLICITAR OS PRINCÍPIOS DE ATUAÇÃO ( 3 A 7); 4. APRESENTAR ANÁLISE CONSIDE- RANDO AS 5 FORÇAS COMPETITI- VAS DE PORTER; Prof. Fernando Minouro Ida

13 Compradores Fornecedores Rivalidade entre Concorrentes Poder de barganha Concorrentes Potenciais Ameaça de entrada de novos concorrentes Substitutos Ameaça de substituição MAXIMIANO /TGA – Fig – Forças competitivas de um ramo de negócios.

14 ADMINISTRAÇÃO GERAL PLANEJAMENTOPLANEJAMENTO 1. DEFINIR O NEGÓCIO NA VISÃO ESTRATÉGICA; 2. DECLARAR A MISSÃO; 3.EXPLICITAR OS PRINCÍPIOS DE ATUAÇÃO ( 3 A 7); 4. APRESENTAR ANÁLISE CONSIDERANDO AS 5 FORÇAS COMPETITIVAS DE PORTER; 5. ANALISAR AS OPORTUNIDADES; 6. ANALISAR AS AMEAÇAS; n ANALISAR AS FORÇAS; n ANALISAR AS FRAQUEZAS; Prof. Fernando Minouro Ida

15 ADMINISTRAÇÃO GERAL PLANEJAMENTOPLANEJAMENTO 1. DEFINIR O NEGÓCIO NA VISÃO ESTRATÉGICA; 2. DECLARAR A MISSÃO; 3.EXPLICITAR OS PRINCÍPIOS DE ATUAÇÃO ( 3 A 7); 4. APRESENTAR ANÁLISE CONSIDERANDO AS 5 FORÇAS COMPETITIVAS DE PORTER; 5. RELACIONAR AS PRINCIPAIS OPORTUNIDADES; 6. AMEAÇAS; 7. FORÇAS; 8. FRAQUEZAS; 9. DEFINIR A ESTRATÉGIA COMPETITIVA Prof. Fernando Minouro Ida

16 ESTRATÉGIA COMPETITIVA PORTER n LIDERANÇA EM CUSTO n DIFERENCIAÇÃO CUSTO n FOCO DIFERENCIAÇÃO

17 ADMINISTRAÇÃO GERAL PLANEJAMENTOPLANEJAMENTO 1. DEFINIR O NEGÓCIO NA VISÃO ESTRATÉGICA; 2. DECLARAR A MISSÃO; 3.EXPLICITAR OS PRINCÍPIOS DE ATUAÇÃO ( 3 A 7); 4. APRESENTAR ANÁLISE CONSIDERANDO AS 5 FORÇAS COMPETITIVAS DE PORTER; 5. RELACIONAR AS PRINCIPAIS OPORTUNIDADES; 6. AMEAÇAS; 7. FORÇAS; 8. FRAQUEZAS; 9. DEFINIR A ESTRATÉGIA COMPETITIVA; E 10. ESTABELECER DE 3 A 7 FATORES CHAVES DE SUCESSO DO NEGÓCIO. Prof. Fernando Minouro Ida

18 FATORES CHAVES DE SUCESSO n SÃO OS PRINCIPAIS FATORES ESTRATÉGICOS => PARA QUE A EMPRESA SEJA BEM SUCEDIDA.

19 PROJETO ADMINISTRAÇÃO GERAL 1. PLANEJAMENTO 2. PRODUÇÃO 3. RECURSOS HUMANOS Prof. Fernando Minouro Ida

20 ADMINISTRAÇÃO GERAL PRODUÇÃOPRODUÇÃO n LOCALIZAÇÃO COMERCIAL/INDUSTRIAL n PROJETO TÉCNICO DO PRODUTO/SERVIÇO n ESPECIFICAÇÕES E DIMENSIONAMENTO DOS EQUIPAMENTOS n PROJETO DO ARRANJO FÍSICO n PROCESSOS n SUPRIMENTOS E ESTOQUES n DIMENSIONAMENTO DE CAPACIDADE INSTALADA E UTILIZADA n SISTEMAS DE QUALIDADE. Prof. Fernando Minouro Ida

21 LOCALIZAÇÃO COMERCIAL/INDUSTRIAL APRESENTAR 2 (DUAS) OPÇÕES DE LOCALIZAÇÃO (factíveis); 1. ELABORAR TABELA COMPARATIVA DOS FATORES LOCACIONAIS (DA- DOS CONCRETOS): n PROXIMIDADE COM CLIENTES; n CONCORRÊNCIA; n FORNECEDORES; n VIAS DE ACESSO; n INFRAESTRUTURA; n LEIS DE ZONEAMENTO E OCUPAÇÃO DO SOLO; n CUSTO; n TAMANHO; n INCENTIVOS FISCAIS, ETC… 2. APRESENTAR O LAYOUT DO IMÓVEL SELECIONADO; 3. JUSTIFICAR A ESCOLHA.

22 PRODUÇÃO n PROJETO TÉCNICO DO PRODUTO OU SERVIÇO n CARACTERÍSTICAS DO SERVIÇO OU PRODUTO; E n ANÁLISE DA VIABILIDADE TÉCNICA DE SUA PRODUÇÃO.

23 PROJETO TÉCNICO DO PRODUTO / SERVIÇO DEMONSTRAR A VIABILIDADE TÉCNICA DE PRODUÇÃO DO PRODUTO OU SERVIÇO PRODUTO ESPECIFICAR DIMENSÕES, MATERIAIS, CORES, CARACTERÍSTICAS FÍSICAS, QUIMICAS E BIOLÓGICAS, ETC.. SERVIÇOS ESPECIFICAR DETALHADAMENTE SUAS CARACTERÍSTICAS, RESSALTANDO AS QUE ATRIBUEM OS DIFERENCIAIS COMPETITIVOS.

24 ESPECIFICAÇÕES E DIMENSIONAMENTO DOS EQUIPAMENTOS ESPECIFICAR OS EQUIPAMENTOS QUE SERÃO UTILIZADOS E EXPLICITAR SUAS CAPACIDADES n TIPO DE EQUIPAMENTO; n MARCA; n CARACTERÍSTICAS; n QUANTIDADE; n PREÇO, ETC.....

25 ESPECIFICAÇÕES E DIMENSIONAMENTO DOS EQUIPAMENTOS ESPECIFICAR OS EQUIPAMENTOS QUE SERÃO UTILIZADOS E EXPLICITAR SUAS CAPACIDADES CAPACIDADE DOS EQUIPAMENTOS X VOLUME QUE PODERÁ SER PRODUZIDO FAZER BALANCEAMENTO DA LINHA (PREVER PARADAS E MINIMIZAR GARGALOS)

26 PROJETO DO ARRANJO FÍSICO PROJETAR O ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) DAS ÁREAS: DISCRIMININAR A METRAGEM E A CAPACIDADE DE CADA ÁREA: – RECEPÇÃO; – ESTACIONAMENTO E PÁTIOS DE MANOBRA; – PRODUÇÃO; – INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS; – ESTOQUES; – ADMINISTRAÇÃO; – ETC….

27 PROCESSOS DEFINIR E PROJETAR TECNICAMENTE OS PROCESSOS PARA OBTENÇÃO DOS PRODUTOS E/OU SERVIÇOS n FLUXO LÓGICO DAS ATIVIDADES ENVOLVIDAS; n DESCRIÇÃO DE CADA PARTE DO PROCESSO; n DETALHAMENTO E DIMENSIONAMENTO DE CADA UMA DAS ATIVIDADES.

28 SUPRIMENTOS E ESTOQUES ESTABELECER A POLÍTICA DE ESTOQUE DO EMPREENDIMENTO DEFININDO: n PROCESSO DE AQUISI- ÇÃO, REPOSIÇÃO, GESTÃO DO ESTOQUE E CONSUMO DE MATÉRIA PRIMA, PRODUTOS EM PROCESSAMENTO E ACABADOS; n FLUXOS E ESTOQUES DE PRODUTOS: – SEMI-ACABADOS; – EM DISTRIBUIÇÀO; E – ACABADOS.

29 SUPRIMENTOS E ESTOQUES n QUANTIFICAR E VALORAR OS ESTOQUES DE: – MATÉRIA- PRIMA E/OU INSUMOS; – PRODUTOS EM ELABORAÇÃO; E – PRODUTOS ACABADOS. RELACIONAR E VALORAR O ESTOQUE INICIAL DE MATÉRIA PRIMA E/OU INSUMOS (NO CASO DE SERVIÇOS: OS INSUMOS SIGNIFICATIVOS)

30 DIMENSIONAMENTO DA CAPACIDADE INSTALADA E UTILIZADA DIMENSIONAR A CAPACIDADE DE PRODUÇÃO (DO CONJUNTO E DE CADA ETAPA DO PROCESSO) CONSIDERAR OS SET-UPS E OCIOSIDADES. n RESSALTAR: – OS GARGALOS DO SISTEMA; E – IMPACTOS DA SAZONALIDADE

31 SISTEMA DE QUALIDADE n EXPLICITAR O SISTEMA DE QUALIDADE A SER IMPLANTADO. n ESTABELECER OS INDICADORES DE QUALIDADE, OS NÍVEIS ADMISSÍ- VEIS DE NÃO CON- FORMIDADE E PRO- VIDÊNCIAS EM CASOS DE DESVIOS. DEFINIR QUEM IRÁ DAR CONFORMIDADE EM CADA ETAPA DO PROCESSO (5W E 1 H).

32 PROJETO ADMINISTRAÇÃO GERAL 1. PLANEJAMENTO 2. PRODUÇÃO 3. RECURSOS HUMANOS Prof. Fernando Minouro Ida

33 RECURSOS HUMANOS DEFINIR A POLÍTICA DE RECURSOS HUMANOS QUE SERÁ ADOTADA PELA EMPRESA CONSIDERANDO O POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO DA EMPRESA (MISSÃO, VALORES, PRINCÍPIOS DE ATUAÇÃO, ETC) Prof. Fernando Minouro Ida

34 RECURSOS HUMANOS SUBSISTEMA DE APLICAÇÃO n DEFINIÇÃO DOS POSTOS DE TRABALHO E NÚMERO DE OCUPANTES POR ÁREA; n DESCRIÇÃO DOS CARGOS; n COMPETÊNCIAS E HABILIDADES EXIGIDAS PARA CADA CARGO.

35 RECURSOS HUMANOS SUBSISTEMA DE PROVISÃO n COMO SERÁ EFETUADO O RECRUTAMENTO (FONTE E FORMA)? n REQUISITOS/PERFIL EXIGIDO PARA CADA CARGO; n ESTIMATIVAS DE DESPESAS COM SELEÇÃO E RECRUTAMENTO; n VÍNCULO EMPREGATÍCIO.

36 RECURSOS HUMANOS SUBSISTEMA DE MANUTENÇÃO n SINDICATOS DOS EMPREGADOS n SINDICATOS PATRONAIS (VÍNCULO E EXIGÊNCIAS)

37 RECURSOS HUMANOS n HORÁRIO DE TRABALHO DE CADA CATEGORIA / POSTO n INTERNO n EXTERNO

38 RECURSOS HUMANOS SUBSISTEMA DE COMPENSAÇÃO n EFETUAR PESQUISA SALARIAL JUNTO A 3 EMPRESAS (NO MÍNIMO); n DISCIMINAR OS ENCARGOS SOCIAIS E OUTRAS EXIGÊNCIAS LEGAIS POR FUNCIONÁRIO; n SISTEMA DE BENEFÍCIOS; E n DEFINIR O PRÓ-LABORE E ENCARGOS SOCIAIS.

39 RECURSOS HUMANOS SUBSISTEMA DE TREINAMENTO n DEFINIR A POLÍTICA DE TREINAMENTO QUE SERÁ ADOTADA; n RELACIONAR AS MODALI-DADES DE TREINAMENTO PREVISTAS: FREQüÊNCIA / PARTICIPANTES / CARGA HORÁRIA, PERÍODOS, ETC.. n RELACIONAR A PREVISÃO DAS DESPESAS COM TREINAMENTO (CADA EVENTO E TOTAL).

40 RECURSOS HUMANOS DESPESAS COM PESSOAL n ELABORAR TABELA CONTENDO: – REMUNERAÇÃO DE CADA CARGO – PRÓ-LABORE – RESPECTIVOS ENCARGOS SOCIAIS – CÁLCULO TOTAL DAS DESPESAS COM PESSOAL

41 TERCEIRIZAÇÃO DISCRIMINAÇÃO DOS SERVIÇOS QUE SERÃO TERCEIRIZADOS n CONDIÇÕES DA CON- TRATAÇÃO (EXIGÊNCIAS E CONDI- ÇÕES DA CONTRATADA E DO CONTRATANTE) n CUSTOS PREVISTOS


Carregar ppt "CADERNO DE ENCARGO ADMINISTRAÇÃO GERAL Prof. Fernando Minouro Ida."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google