A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Experiências de Promoção de Saúde no Brasil Universidade federal do Tocantins Marta Azevedo dos Santos(Dr ª)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Experiências de Promoção de Saúde no Brasil Universidade federal do Tocantins Marta Azevedo dos Santos(Dr ª)"— Transcrição da apresentação:

1 Experiências de Promoção de Saúde no Brasil Universidade federal do Tocantins Marta Azevedo dos Santos(Dr ª)

2 QUE MUNDO EU QUERO CONSTRUIR? QUE MUNDO QUEREMOS CONSTRUIR?

3 Universidade federal do Tocantins Universidade federal do Tocantins

4 Instauração da UFT: agosto de Instauração da UFT: agosto de , ministro da educação, Tarso Genro, homologou o Estatuto da Fundação, aprovado pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), o que tornou possível a criação e instalação dos Órgãos Colegiados Superiores, como o Conselho Universitário (CONSUNI) e o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE). 2004, ministro da educação, Tarso Genro, homologou o Estatuto da Fundação, aprovado pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), o que tornou possível a criação e instalação dos Órgãos Colegiados Superiores, como o Conselho Universitário (CONSUNI) e o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE).

5 Missão da UFT é Produzir e difundir conhecimentos visando à formação de cidadãos e profissionais qualificados, comprometidos com o desenvolvimento sustentável da Amazônia Missão da UFT é Produzir e difundir conhecimentos visando à formação de cidadãos e profissionais qualificados, comprometidos com o desenvolvimento sustentável da Amazônia

6 Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - REUNI DECRETO Nº 6.096, DE 24 DE ABRIL DE DECRETO Nº 6.096, DE 24 DE ABRIL DE 2007.

7 O REUNI NA UFT Pressupostos e configurações

8 A META DO REUNI NA UFT Buscar o exercício da integralidade, interdisciplinaridade, multidisciplinaridade... uma nova relação entre os conhecimentos.

9 Busca o atendimento aos seguintes eixos: Busca o atendimento aos seguintes eixos: 1. Aumento do número de vagas nos cursos de graduação. 2. Expansão e reestruturação, com garantia de qualidade crescente 3. Redefinição da estrutura de organização e administração acadêmica. 4. Implantação de arquitetura curricular organizada em três ciclos. 5. Estruturação curricular dos cursos de graduação e de pós-graduação, de forma articulada. de forma articulada. 6. Adoção de modelo de estrutura acadêmica, que induza um processo de reestruturação dos cursos já existentes. de reestruturação dos cursos já existentes. O REUNI NA UFT

10 7. Articulação da educação superior com a educação básica, tecnológica e profissional. 8. Implementação de programas de capacitação pedagógica com ênfase em novas metodologias de ensino-aprendizagem. 9. Adoção de novas modalidades de mobilidade intra e extra universidade. 10. Fortalecimento das licenciaturas visando à formação de professores em áreas básicas. 11. Implementação de políticas de inclusão social. O REUNI NA UFT

11 AMPLIAÇÃO DE VAGAS E CURSOS I ÁREAS DE CONHECIMENTO CURSOS No. VAGAS ANUAIS Ciências da SaúdeEnfermagem e Nutrição 160 Ciência e tecnologiaEngenharia Civil e Eng. Elétrica 160 Artes e FilosofiaLic. em Filosofia e Lic em Artes 160 Ciências NaturaisLic. Em Química, Física e Biologia 180 Ciências AgráriasEng. Biotecnológica e Bioprocessos Química Ambiental 160 Tecnólogo em gestão de negócios Turismo, Logística e Cooperativismo 180 Criação de 1000 vagas anuais em cursos de graduação. Aumento do número de matrículas projetadas de (2007) para (2012), ou seja um incremento de novas matrículas.

12 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR A formação acadêmica será composta por ciclos que terão a seguinte constituição e articulação: 1º. CICLO DE FORMAÇÃO GERAL, terá os seguintes eixos: 1º. CICLO DE FORMAÇÃO GERAL, terá os seguintes eixos: 1. Humanidades e sociedade - agrupará conteúdos referentes às diversas dimensões da relação indivíduo/sociedade, contribuindo para compreensão dos determinantes sociais, culturais, comportamentais, psicológicos, ecológicos, éticos, e legais. 1. Humanidades e sociedade - agrupará conteúdos referentes às diversas dimensões da relação indivíduo/sociedade, contribuindo para compreensão dos determinantes sociais, culturais, comportamentais, psicológicos, ecológicos, éticos, e legais. 2. Linguagens - composto por componentes curriculares cuja função é levar o aluno a um nível de proficiência na expressão oral e escrita nas áreas de conhecimento, assim como o conhecimento de linguagens de natureza universal. 2. Linguagens - composto por componentes curriculares cuja função é levar o aluno a um nível de proficiência na expressão oral e escrita nas áreas de conhecimento, assim como o conhecimento de linguagens de natureza universal. 3. Fundamentos da área de conhecimento - agrupará blocos de conteúdos referentes a aspectos introdutórios à área de conhecimento, aos conteúdos básicos à formação e estudos no segundo ciclo. 3. Fundamentos da área de conhecimento - agrupará blocos de conteúdos referentes a aspectos introdutórios à área de conhecimento, aos conteúdos básicos à formação e estudos no segundo ciclo. 4. Estudos Integradores e contemporâneos - agrupará conhecimentos no campo da educação universitária, da tecnologia da informação, idioma instrumental, entre outros. 4. Estudos Integradores e contemporâneos - agrupará conhecimentos no campo da educação universitária, da tecnologia da informação, idioma instrumental, entre outros. 5. Saberes Didático-pedagógicos, voltados para as licenciaturas. 5. Saberes Didático-pedagógicos, voltados para as licenciaturas. 2º. CICLO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL - terá eixos específicos às áreas de formação. 2º. CICLO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL - terá eixos específicos às áreas de formação. 3º. CICLO DE PÓS-GRADUAÇÃO. 3º. CICLO DE PÓS-GRADUAÇÃO.

13 A vida só pode ser compreendida olhando-se para trás, mas só pode ser vivida olhando-se para frente. A vida só pode ser compreendida olhando-se para trás, mas só pode ser vivida olhando-se para frente. Soren Keerkegard Soren Keerkegard

14 Por que a Flexibilização Curricular? Demanda da sociedade – As mudanças nas relações de produção e organização do trabalho determinadas pelo processo de mundialização do capital exigem redimensionamentos na formação profissional. Demanda da sociedade – As mudanças nas relações de produção e organização do trabalho determinadas pelo processo de mundialização do capital exigem redimensionamentos na formação profissional.

15 Demanda do processo de conhecimento – A crise de paradigmas e o avanço da tecnologia exigem dos cursos universitários a existência de um processo permanente de investigação articulado com a produção do saber e de novas tecnologias.

16 Demanda por uma formação crítica e cidadã de profissionais capazes de participarem da consolidação do processo democrático na sociedade brasileira.

17 Constituição Federal Art. 207 – As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.

18 Princípios da flexibilização Indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão Indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão Visão do ensino centrada na criatividade, que tem como exigência a construção do conhecimento na relação com a realidade Visão do ensino centrada na criatividade, que tem como exigência a construção do conhecimento na relação com a realidade Interdisciplinaridade. Interdisciplinaridade.

19 O que propõe o processo de flexibilização curricular? Contrapõe-se à visão positivista de construção do conhecimento. Rompe com os esquemas de ensino atuais e propõe: Nova visão de formação profissional Nova visão de formação profissional Construção de uma nova relação com o conhecimento Construção de uma nova relação com o conhecimento Nova visão do ensino Nova visão do ensino Estrutura curricular flexível. Abomina a grade Estrutura curricular flexível. Abomina a grade Rompimento com o enfoque unicamente disciplinar e seqüenciado a partir de uma hierarquização de conteúdos Rompimento com o enfoque unicamente disciplinar e seqüenciado a partir de uma hierarquização de conteúdos

20 Não confinamento do ensino à sala de aula A articulação teoria e prática (não podem aparecer como princípios dicotômicos) Não submissão do ensino a conteúdos descritivos (o saber é dinâmico e ultrapassa o aparente) Não pode ser refratário à diversidade de experiências vivenciadas pelo aluno O estímulo à aprendizagem permanente.

21 Contribuição da flexibilização curricular para operacionalização do projeto pedagógico: Os elementos curriculares adquirirão novas formas (flexibilização horizontal e vertical) Os elementos curriculares adquirirão novas formas (flexibilização horizontal e vertical) Os conteúdos não serão memorizados, mas compreendidos Os conteúdos não serão memorizados, mas compreendidos Nova relação entre professor e aluno; Nova relação entre professor e aluno; Avaliação processual Avaliação processual Visão do currículo como conjunto de atividades intencionalmente desenvolvidas para o processo formativo. Visão do currículo como conjunto de atividades intencionalmente desenvolvidas para o processo formativo.

22 O projeto Pedagógico dos cursos de Enfermagem/Nutrição tem como desafio pedagógico situar e orientar os estudantes sobre a necessidade de uma mudança no que tange às habilidades necessárias para a construção de uma prática profissional muldisciplinar e tecnológica. O projeto Pedagógico dos cursos de Enfermagem/Nutrição tem como desafio pedagógico situar e orientar os estudantes sobre a necessidade de uma mudança no que tange às habilidades necessárias para a construção de uma prática profissional muldisciplinar e tecnológica. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS Campus Universitário de Palmas

23 Nossa intenção é de problematizar a integralidade na atenção como questão à formação dos profissionais de saúde, recuperando a tarefa constitucional designada pela reforma sanitária brasileira de formular políticas de formação para a área da saúde. Nossa intenção é de problematizar a integralidade na atenção como questão à formação dos profissionais de saúde, recuperando a tarefa constitucional designada pela reforma sanitária brasileira de formular políticas de formação para a área da saúde.

24 Podemos dizer que há consenso entre os críticos da educação dos profissionais de saúde em relação ao fato de ser hegemônica a abordagem biologicista, medicalizante e procedimento-centrada. Podemos dizer que há consenso entre os críticos da educação dos profissionais de saúde em relação ao fato de ser hegemônica a abordagem biologicista, medicalizante e procedimento-centrada.

25 O modelo pedagógico hegemônico de ensino é centrado em conteúdos, organizados de maneira compartimentada e isolada, fragmentando os indivíduos em especialidades da clínica, dissociando os conhecimentos das áreas básicas e conhecimento da área clínica, centrando as oportunidades de aprendizagem O modelo pedagógico hegemônico de ensino é centrado em conteúdos, organizados de maneira compartimentada e isolada, fragmentando os indivíduos em especialidades da clínica, dissociando os conhecimentos das áreas básicas e conhecimento da área clínica, centrando as oportunidades de aprendizagem

26 A construção do saber na contemporaneidade aponta para novas práticas, impondo a necessidade de uma revisão epistemológica, incluindo novas temáticas interdisciplinares, atendendo as necessidades das propostas dos. A construção do saber na contemporaneidade aponta para novas práticas, impondo a necessidade de uma revisão epistemológica, incluindo novas temáticas interdisciplinares, atendendo as necessidades das propostas dos.

27

28 Ministérios de Saúde e Educação, onde os as práticas na área da saúde devem estar atentas a integralidade, universalidade da assistência, equidade e atuação em grupos multiprofissionais, pautada na prevenção e promoção, segundo os pressupostos do SUS Ministérios de Saúde e Educação, onde os as práticas na área da saúde devem estar atentas a integralidade, universalidade da assistência, equidade e atuação em grupos multiprofissionais, pautada na prevenção e promoção, segundo os pressupostos do SUS

29 SINGULARIDADE A subjetividade é marcada pela diferença. Cada pessoa é única Singular.

30 SER HUMANO PERMANENTE TRANSFORMAÇÃO REALIDADE EM PERMANENTE MOVIMENTO. MUDANÇAS NA REALIDADE IMPLICAM EM: NOVAS FORMAS DE RELACIONAMENTO NOVAS SUBJETIVIDADES NOVAS CONCEPÇÕES DE MUNDO

31 Dados levantados a partir de uma análise de freqüência de atestados no período que corresponde janeiro a junho de 2009 do Hospital Geral de Palmas. GOVERNO DO TOCANTINS Secretaria Estadual da Saúde

32

33 Pronto Socorro: 13,95 % Ala C e D (Ortopedia e Traumatologia): 8,72% Ala G e H(Especialidades): 8,13% Ala A e B(Clínica Médica, Psiquiatria e Neuro): 7,55% UTI: 4,65% C.C: 4,65%

34

35

36 Número de atestados por especialidade

37 Estratégias de Ação

38 Hospital Geral de Palmas As rodas de conversas e educação permanente como caminho para planejamento participativo para o setor de enfermagem do Hospital Geral de Palmas – Tocantins As rodas de conversas e educação permanente como caminho para planejamento participativo para o setor de enfermagem do Hospital Geral de Palmas – Tocantins

39 Intersetorialidade com Estado Especialização em Urgência e Emergência para Enfermeiros; Especialização em Urgência e Emergência para Enfermeiros; Residência Multiprofissional; Residência Multiprofissional; Ampliação do HGP em sua estrutura física para estruturação em Hospital escola. Ampliação do HGP em sua estrutura física para estruturação em Hospital escola.

40 Intersetorialidade com Município Ampliação do atendimento de atenção básica, com estrutura física mantida pela prefeitura e recursos humanos, mantidos pela UFT. Ampliação do atendimento de atenção básica, com estrutura física mantida pela prefeitura e recursos humanos, mantidos pela UFT.

41 Projetos com discentes: 1. Adoção familiar; 2. Adoção escolar.

42

43

44

45

46


Carregar ppt "Experiências de Promoção de Saúde no Brasil Universidade federal do Tocantins Marta Azevedo dos Santos(Dr ª)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google