A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais Disciplina: Fisiologia Lucas Roquim e Silva Belo Horizonte Abril - 2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais Disciplina: Fisiologia Lucas Roquim e Silva Belo Horizonte Abril - 2008."— Transcrição da apresentação:

1 Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais Disciplina: Fisiologia Lucas Roquim e Silva Belo Horizonte Abril - 2008

2

3 - Determinam em qual sentido o fluido se moverá.

4 Pressão (Hidrostática) Capilar: - Revestimento Simples Pavimentoso 0,5 Micra - Fenda Intercelular 7 nm 20. H 2 0 - Diâmetro molecular permeabilidade (albumina quase impermeável) - Vesículas Pinocíticas insignificante.

5 Pressão (Hidrostática) Capilar: -Agitação térmica das moléculas movimentação aleatória - P = F/A - O 2 e CO 2 difundem-se livremente. - V Dif = [ ]

6 Pressão (Hidrostática) Capilar: - H 2 O fendas intercelulares - 1/1 000 da superfície interna, mas troca 80 vezes a H 2 O que passa pelo capilar

7 Pressão (Hidrostática) Intersticial: - Interstício espaço entre as células há líquido Pressão Sub-atmosférica / negativa Produz pressão hidrostática

8 Pressão Oncótica Plasmática: - Pressão osmótica gerada pelas proteínas plasmáticas Albumina Igs Fibrinogênio

9 Pressão Oncótica Intersticial: - No interstício também há proteínasColágeno Proteoglicanos Efeito Osmótico

10

11 - A P Hid na extremidade arteriolar é 15 a 25 vezes maior que na extremidade venosa.

12 Extremidade arteriolar do capilar: Forças de filtração: Pressão Capilar: 30 mm Hg Pressão Negativa Intersticial: 3 mm Hg Pressão Oncótica Intersticial: 8 mm Hg Forças de Reabsorção: Pressão Oncótica Plasmática: 28 mm Hg Resultante na extremidade Arteriolar: Filtração: 41 mm Hg Reabsorção: 28 mm Hg TOTAL: 13 mm Hg Pressão Efetiva

13 Extremidade venosa do capilar: Forças de filtração: Pressão Capilar: 10 mm Hg Pressão Negativa Intersticial: 3 mm Hg Pressão Oncótica Intersticial: 8 mm Hg Forças de Reabsorção: Pressão Oncótica Plasmática: 28 mm Hg Resultante na extremidade venosa: Filtração: 21 mm Hg Reabsorção: 28 mm Hg TOTAL: 7 mm Hg Pressão Efetiva

14 - Somente 1/10 do líquido filtrado não é reabsorvido pelo capilar sanguíneo. - Capilares venosos são mais numerosos e sua parede mais permeável.

15 Analisando-se as duas extremidades do capilar, temos: Forças de filtração médias: Pressão Capilar média: 17,3 mm Hg Pressão Negativa Intersticial: 3,0 mm Hg Pressão Oncótica Intersticial: 8,0 mm Hg Forças de Reabsorção: Pressão Oncótica Plasmática: 28,0 mm Hg Resultante média: Filtração: 28,3 mm Hg Reabsorção: 28,0 mm Hg TOTAL: 0,3 mm Hg Pressão Efetiva de Filtração

16 - Quantidade de líquido filtrado = PEF x K filtração Diferente entre cada tecido. Depende da característica do capilar local. Média do Corpo: 2 mL/ min

17 Referências Bibliográficas: - GUYTON, A.C., HALL, J.E Tratado De Fisiologia Médica 11. Ed. Rj. Guanabara Koogan, 2002 - AIRES, M.M Fisiologia 2. Ed. Rj. Guanabara Koogan, 1999. - BERALDO, W. T., Fisiologia, 2. ed. Rj, 1990


Carregar ppt "Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais Disciplina: Fisiologia Lucas Roquim e Silva Belo Horizonte Abril - 2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google