A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio Agosto/2007 Paulo Veiga 10º Encontro dos Profissionais de Benefícios das Regionais Nordeste e Centro-Norte.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio Agosto/2007 Paulo Veiga 10º Encontro dos Profissionais de Benefícios das Regionais Nordeste e Centro-Norte."— Transcrição da apresentação:

1 O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio Agosto/2007 Paulo Veiga 10º Encontro dos Profissionais de Benefícios das Regionais Nordeste e Centro-Norte

2 Mudanças no ambiente Conseqüências Tendências Conclusões Agenda O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

3 Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

4 Passivo: Envelhecimento da população de participantes (ativos + inativos + pensionistas) Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

5 Passivo: Menor taxa de natalidade Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio Projeções

6 Passivo: Aumento da longevidade dos participantes Mudanças no ambiente Projeções O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

7 Passivo: Aumento da relação População Assistida X População Ativa Mudanças no ambiente Projeções O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

8 Crescimento econômico mais baixo Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

9 Baixo crescimento do mercado de trabalho e compressão dos rendimentos reais Antigamente, filhos ajudavam no sustento de pais aposentados. Atualmente, pais aposentados ajudam o sustento de filhos desempregados ou com salários baixos. Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

10 Ativo: Estabilização econômica Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

11 Ativo: Queda na taxa de juros Mudanças no ambiente Projeções O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

12 Ativo: Alongamento de prazos Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

13 Alterações nas condições para empreendimento e financiamento imobiliário: Juros pré-fixados e menores; Prazos mais longos; SFI: Alienação fiduciária = proteção para o incorporador; Patrimônio de afetação = proteção para o comprador; Valor em controverso = proteção para o construtor. CRI: financiamento via mercado de capitais; Captação de recursos em bolsa de valores: 19 operações de abertura de capital em 30 meses, em valor superior a R$ 14 bilhões (Setor de C. Civil?) Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

14 Privatização de patrocinadoras A conta do déficit não vai mais para o Tesouro. Desequilíbrios atuariais das reservas garantidoras devem ser cobertos com ônus para participantes Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

15 Migração de participantes de planos BD para planos CD Certeza sobre despesa presente e/ou futura. Incerteza sobre renda futura. Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

16 Maior rigor regulatório sobre as EFPCs Leis Complementares 108 (EFPCs ligadas a estatais) e 109 Regula a constituição de Conselhos Deliberativo e Fiscal e Diretoria Executiva, definindo composição, atribuições e mandatos; Diretoria Executiva: experiência nas áreas financeira, administrativa, contábil, jurídica, de fiscalização ou de auditoria e formação superior. Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

17 Maior rigor regulatório sobre as EFPCs Resoluções CMN 2720, 2829, 3121 e 3456 Investimentos apoiados em Política de Investimento previamente aprovada; Controle de riscos: sistêmico, de crédito, de mercado e de liquidez; Controle de divergência não planejada; Transparência (comunicação); Responsabilização civil e criminal do administrador; Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

18 Maior rigor regulatório sobre as EFPCs Resolução CGPC 13 Regras para Governança e Controles Internos nas EFPCs: Disseminação de cultura de Controles Internos; Instituição de um Código de Ética e de Conduta; Exigência de competência técnica e gerencial em todos os níveis da administração da EFPC; Regras claras para constituição e funcionamento dos órgãos estatutários; Objetivo das regras: preservar a liquidez, a solvência e o equilíbrio dos planos de benefício. Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

19 Regulação aumenta segurança de instrumentos de captação de recursos das Entidades Abertas de Previdência Complementar PGBLs crescem em mercado marcado por fracassos passados Mudanças no ambiente O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

20 Conseqüências O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

21 Mudança nas práticas de governança nas EFPCs: transparência, controles internos, cumprimento de leis e normas, responsabilização. Conseqüências O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

22 Problemas de Governança em EFPCs Há interesses conflitantes entre as partes relacionadas em um Fundo de Pensão. Participante quer contribuir pouco e ter segurança; Participante não quer se envolver na gestão, mas quer resultados; Patrocinadora quer contribuir pouco e não oferecer garantias; Assistido quer receber benefício sem riscos; Conselho estabelece e acompanha objetivos de longo prazo; Diretoria é cobrada por resultados de curto prazo. Conseqüências O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

23 Problemas de Governança em EFPCs Como agravante, existe o fato de que Conselheiros e Diretores/Gerentes são, em geral, participantes ou assistidos, o que os faz decidir sem isenção sobre a solução dos conflitos de interesse. Conseqüências O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

24 Melhores Práticas de Governança em EFPCs A solução adequada para os conflitos de interesse deve vir sob a forma de regras de Governança para a EFPC. As regras devem estar apoiadas nos mesmos pilares da Governança Corporativa: Eqüidade; Transparência; Prestação de Contas; Responsabilidade corporativa; Cumprimento de normas e leis; e Ética. Conseqüências O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

25 Maiores custos gerenciais Profissionalização de equipe; Prestação de contas à SPC e aos participantes; Contratação de prestadores de serviços especializados. Conseqüências O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

26 Desequilíbrios atuariais nos planos BD; Maior longevidade dos inativos; Menor retorno dos investimentos. Conseqüências O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

27 Para compensar menores retornos, exposição a maiores riscos nas carteiras de investimento; Volta da atratividade do investimento imobiliário. Conseqüências O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

28 Tendências O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

29 Maior concorrência com planos oferecidos por Entidades Abertas de Previdência Complementar Tendências O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio 17,6% 82,4%

30 Regulação prudencial prevalecendo sobre a regulação quali- quantitativa; Profissionalização da gestão de investimentos; Oferta aos participantes de planos com diferentes perfis de risco e retorno; Segregação de planos para ativos e inativos; Revisão das premissas de retorno do investimento para o cálculo do equilíbrio atuarial; Gestão de risco de ALM substituindo gestão de risco de portifólio; Tendências O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

31 Investimentos: Estruturação das decisões de investimento, em bases mais técnicas; Objetivos e benchmarks de Renda Fixa relacionados a operações de prazo mais longo; Macro-alocação: aumento da participação de Renda Variável nas carteiras de investimento; aumento dos investimentos em hedge funds; aumento de investimento em Imóveis. Micro-alocação: migração de crédito soberano para crédito não-soberano nas carteiras de Renda Fixa; aumento dos investimentos em capital de risco na carteira de Renda Variável. Investimento em créditos de baixa qualidade e elevado retorno; Desenvolvimento de um mercado de derivativos de crédito. Tendências O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

32 Conclusões O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

33 Conclusões Fim da perspectiva de aposentadoria tranqüila sem riscos Maior envolvimento do participante com assuntos de seu interesse O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

34 Conclusões Decisões de investimento tornam-se muito mais complexas O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

35 Conclusões Maior responsabilidade do profissional do Fundo de Pensão: Competência Eficiência Transparência O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio

36 Departamento de Análise Paulo Gabriel Goulart Daniella Bernardo Mercatto Investimentos Rua São José, 40 / 11º, Centro, Rio de Janeiro, RJ CEP Tel: (21) Fax: (21) Contatos


Carregar ppt "O Profissional dos Fundos de Pensão do Novo Milênio Agosto/2007 Paulo Veiga 10º Encontro dos Profissionais de Benefícios das Regionais Nordeste e Centro-Norte."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google