A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PERÍODOS DO CRESCIMENTO. PRÉ-NATALDa concepção ao nascimento Zigoto Concepção – 1 semana Embrião 2 semanas – 8 semanas Feto 8 semanas - nascimento 1a.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PERÍODOS DO CRESCIMENTO. PRÉ-NATALDa concepção ao nascimento Zigoto Concepção – 1 semana Embrião 2 semanas – 8 semanas Feto 8 semanas - nascimento 1a."— Transcrição da apresentação:

1 PERÍODOS DO CRESCIMENTO

2 PRÉ-NATALDa concepção ao nascimento Zigoto Concepção – 1 semana Embrião 2 semanas – 8 semanas Feto 8 semanas - nascimento 1a. INFÂNCIANascimento a 24 meses Neonatal Nascimento a 1 mês Início Infância 1 a 12 meses Infância Posterior 12 a 24 meses INFÂNCIA2 a 10 anos Aprendizado 24 a 36 meses Infância Precoce 3 a 5 anos Infância Intermediária/ Avançada 6 a 10 anos PERÍODOS DO CRESCIMENTO - Gallahue

3 ADOLESCÊNCIA10/11 aos 18/20 anos Pré-púbere 10-12(F) 11-13(M) Pós-púbere 12-18(F) 14-20(M) ADULTA JOVEM20 aos 40 anos Aprendizado 20 aos 30 Fixação 30 aos 40 MEIA IDADE40 aos 60 Transição para meia- idade 40 – 45 anos Meia-Idade 45 – 60 anos IDADE TERCIÁRIA60 aos 80 ou + Início da 3a. Idade 60 aos 70 Intermediário 70 aos 80 Senilidade 80 + PERÍODOS DO CRESCIMENTO - Gallahue

4 Grau de desenvolvimentoIdade Cronológica LACTANTE0 – 1 BEBÊ1 – 3 PRÉ-ESCOLAR3 – 6/7 PRIMEIRA INFÂNCIA ESCOLAR 6/7 – 10 INFÂNCIA ESCOLAR TARDIA10 – entrada na puberdade PRIMEIRA FASE PUBERAL (Pubescência) (F) 11/12 – 13/14 (M) 12/13 – 14/15 SEGUNDA FASE PUBERAL (Adolescência) (F) 13/14 – 17/18 (M) 14/15 – 18/19 IDADE ADULTADepois de 17/18 e 18/19 respectivamente PERÍODOS DO CRESCIMENTO - Weineck

5 A IDADE PRÉ-ESCOLAR 3-6/7 anos (entrada na escola) = Idade de ouro da infância Aumento de 6 cm na estatura e 2-2,5 Kg no peso (com 4 anos a criança já dobrou seu tamanho de nascimento e seu peso é cerca de 5 vezes maior) Aos 6 anos o cérebro já atingiu cerca de 90%-95% do peso adulto e a mielização das fibras nervosas já está completa. Faixa caracterizada por um alto ímpeto para movimentos e brincadeiras, uma curiosidade acentuada em relação a tudo que é desconhecido. Apresenta grande alegria em relacionar-se e acentuada prontidão para aprender, porém pequena capacidade de concentração. O pensamento é intuitivo com a prática, estreitamente ligado à experiência pessoal e acompanhado de uma alta emocionalidade. Ela se desenvolve sob a influência do jogo e das atividades e experiências motoras práticas. A entrada no jardim de infância inicia um primeiro processo de separação dos pais e leva à ampliação do campo de aprendizagem social. A capacidade motora assume papel importante para o processo de interação social. Goza de alta consideração quem sabe correr mais rápido, pegar bem uma bola ou trepar com agilidade. Por volta do final da idade pré-escolar e início da primeira infância escolar ocorre a primeira mudança de forma, que é caracterizada por um maior crescimento das extremidades.

6 PRIMEIRA INFÂNCIA ESCOLAR Início da escola (6/7 anos) e 10 anos. Até 9-10 anos, o desenvolvimento da estatura e peso ocorre de forma mais ou menos paralela nas meninas e meninos. O aumento anual de estatura e peso é de cerca de 5 cm e 2,5-3,5 Kg. Até o 8o. ano o cérebro já alcançou quase seu tamanho final. O sistema nervoso central já se distingue por um alto nível de funcionamento dos analisadores, que se expressa por uma capacidade de aprendizagem e desempenho motores muito boa. Caracteriza-se por uma movimentação, a princípio impetuosa, que é reduzida para uma medida normal apenas no fim dessa fase. Essa exuberante alegria em se movimentar expressa-se por um entusiasmado interesse por esporte; assim a taxa de matrículas em associações é maior nesta faixa etária. Possui bom equilíbrio psicológico, atitude otimista em relação à vida, despreocupação, aquisição entusiasmada, mas destituída de críticas, de conhecimentos e habilidades. Devido às boas condições corporais - são pequenas, leves e graciosas e possuem proporções de força alavanca favoráveis -, assim como `a capacidade de concentração, de diferenciação motora e de absorção de informações, que são melhores e mais precisas que na fase anterior, esta fase representa uma idade excelente para a aprendizagem.

7 A INFÂNCIA ESCOLAR TARDIA 10 anos até a entrada na puberdade Melhor idade para aprender (Aprender de uma vez só) A melhora das proporções peso/força - a criança está mais encorpada, as proporções corporais otimizadas e o crescimento da força relativamente mais acentuado, com menor aumento do tamanho e massa - já possibilita às crianças, principalmente com estimulação adequada, um bom grau de domínio corporal. Órgãos do equilíbrio e demais analisadores sofrem rápida maturação, quase atingindo valores adultos. Podem ser aprendidos e dominados movimentos muito difíceis com exigência e orientação espaço-temporal acentuadas. Este período representa uma fase chave para o futuro conhecimento motor: o que se perdeu, dificilmente, ou só com um esforço incomparável poderá ser recuperado.

8 PRIMEIRA FASE PUBERAL (PUBESCÊNCIA) 11/12 até 13/14 (meninas) – 12/13 até 14/15 (meninos) Liberação dos hormônios específicos do sexo leva ao desenvolvimento dos caracteres sexuais primários e secundários, assim como a alterações típicas no âmbito da estrutura corporal. Como as meninas entram antes na puberdade, são em média, na idade de 10,5-13,3 anos, mais altas e mais pesadas que os meninos. Nos meninos ocorre um aumento acentuado da massa muscular e paralelamente, da força muscular; As alterações marcantes na existência física - irrupção da sexualidade, dissolução das estruturas infantis, alterações expressivas das proporções – causam um acentuado desequilíbrio psicológico, que é alimentado, em grande medida, pela instabilidade hormonal. A nova existência corporal precisa ser primeiro trabalhada psicologicamente.

9 PRIMEIRA FASE PUBERAL (PUBESCÊNCIA) Nessa fase o processo de desligamento da casa paterna ganha um novo impulso. São característicos o comportamento crítico e o questionamento da autoridade. O desejo de independência e auto-responsabilidade estão em primeiro plano. A discrepância entre querer e poder leva às vezes a conflitos mais complicados com o mundo dos adultos, a um distanciamento dos pais, professores e treinadores, por um lado, e, por outro a uma maior dedicação aos colegas da mesma idade.

10 PRIMEIRA FASE PUBERAL (PUBESCÊNCIA) O interesse pelo esporte diminui A atividade esportiva, que na idade escolar era o sentido da vida, submete-se a pressão competitiva, caindo na escala de valores. Ela baseia-se, agora, principalmente na necessidade de contato social com jovens da mesma idade. Rivalidade e necessidade de competir – ao contrário do que na fase anterior – caíram por terra.

11 SEGUNDA FASE PUBERAL (ADOLESCÊNCIA) 13/14 até 17/18 (meninas) – 14/15 até 18/19 (meninos) Forma o fim do desenvolvimento da criança para o adulto Caracteriza-se pela diminuição de todos os parâmetros do crescimento O rápido crescimento da altura é substituído por um maior crescimento em largura Ocorre a harmonização das proporções, o que age favoravelmente em relação a uma melhora das capacidades coordenativas A estabilização hormonal favorece ao equilíbrio psicológico

12 As proporções corporais equilibradas, a psique estabilizada, a maior intelectualidade e a melhor capacidade de observação fazem a adolescência ser a segunda idade de ouro da aprendizagem. A grande capacidade de suportar carga psicofísica, semelhante a dos adultos, juntamente com a ainda alta plasticidade do sistema nervoso central, permitem que seja absorvida uma abrangente e intensiva carga corporal-esportiva. A adolescência deveria ser aproveitada para o aperfeiçoamento das técnicas específicas da modalidade esportiva e para a aquisição da condição específica da modalidade esportiva


Carregar ppt "PERÍODOS DO CRESCIMENTO. PRÉ-NATALDa concepção ao nascimento Zigoto Concepção – 1 semana Embrião 2 semanas – 8 semanas Feto 8 semanas - nascimento 1a."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google