A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PSICOLOGIA DO AMOR. Revolução Sexual (anos 60/80): Mudanças gerais Liberdade sexual (pílula) Mulher no mercado de trabalho Divórcio Revisão dos papéis.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PSICOLOGIA DO AMOR. Revolução Sexual (anos 60/80): Mudanças gerais Liberdade sexual (pílula) Mulher no mercado de trabalho Divórcio Revisão dos papéis."— Transcrição da apresentação:

1 PSICOLOGIA DO AMOR

2 Revolução Sexual (anos 60/80): Mudanças gerais Liberdade sexual (pílula) Mulher no mercado de trabalho Divórcio Revisão dos papéis sexuais (identidade M/F) Androginização da Cultura (unissex)

3 Revolução Sexual: Mudanças nos relacionamentos íntimos Tipo de família: nuclear e intacta para alternativa Preocupações familiares: gravidez, drogas, alcoolismo, desemprego... Relacionamentos afetivos: morar junto, produção independente, s/ filhos, homossexuais...

4 Revolução Sexual : Impactos nos relacionamentos íntimos Maior importância aos aspectos psicológicos: sentimentos; É o que reveste de significado nossas vidas: família, amigos, amores; Maior liberdade para escolher com quem se quer ficar; Maior exigência na qualidade dos relacionamentos: se não estiver sendo satisfatório, troca-se de par; Indicador de saúde mental.

5 Ciência dos Relacionamentos: Psicologia do Amor Estudos sobre atração interpessoal: Berscheid (anos 60/70) Atração = atitude; Foco no indivíduo e não no relacionamento. Dificuldade em estudar, pois há diferentes termos para se referir a relacionamento e a íntimo: Relacionamento: relação, ligação, comprometimento, amor, envolvimento; Íntimo: afetivo, romântico, estável, significativo, dependência, compromisso.

6 Teoria da interdependência: Thibaut e Kelley: Foco no relacionamento, na interação; Interdependência: a mudança em um provoca mudança no outro e vice-versa (Eu Tu). A análise de custos e benefícios deve ser feita, considerando-se os resultados conjuntos obtidos pelo par.

7 Teoria da interdependência: Thibaut e Kelley: Relacionamento íntimo: o impacto de pensamentos, sentimentos e comportamentos de um em relação ao outro é –Freqüente: ocorre muitas vezes (não é uma vez na vida e outra na morte, mas comparece sempre); –Forte: o seu impacto é intenso (provoca grandes emoções, ufa!!!!!!); –Diversificado: ocorre em diferentes situações/atividades (sexo, família, estudos, lazer...); –Duradouro: tempo relativamente longo (não é ficar)

8 Aspectos importantes dos relacionamentos íntimos Atração/gostar: Satisfação: Investimentos: Amor:

9 Satisfação Avaliação subjetiva sobre a qualidade de uma relação; que depende de: –Resultados: positivos (carícias, atenção, prazer...) e negativos (discussões, atrasos, brigas...) –Nível de comparação de cada indivíduo: A pessoa compara os resultados que obtém numa relação com o seu padrão interno (pessoal) que indica o quanto um resultado é aceitável ou não; Atração / Gostar –Predisposição pra avaliar positivamente uma pessoa.

10 Satisfação O padrão de comparação é desenvolvido através da história de relacionamentos de cada pessoa, podendo ser alto (exigente) ou baixo (conformado); Eqüidade da relação: –Equilíbrio entre os custos (sacrifícios) e os benefícios (ganhos) de cada um na relação; –Num relacionamento eqüitativo, não há explorados nem exploradores.

11 Investimentos Recursos colocados na relação e que seriam perdidos com a separação; Tipos de investimentos: –Extrínsecos: Bens materiais (presentes, gasolina, produção pessoal: roupas, maquiagem, etc.); –Intrínsecos: Sentimentos (confiança, abnegação, doação, afetos em geral, etc.); –Outros (sexo, tempo, energia, recursos). Irrecuperáveis: dimensão histórica: –Existe uma história do casal que não volta atrás.

12 Investimentos Teoria da Dissonância Cognitiva: –Quando há uma dissonância entre pensamentos (cognições) e afetos (sentimentos), surge uma necessidade urgente de se reduzir essa dissonância: –Exemplo: Cognição x Afeto Cognição: houve investimentos (esforços e recursos); Afeto: há insatisfação com o relacionamento (não está legal). –Redução da dissonância: muda o afeto ou a cognição: É mais fácil dizer que não está tão ruim assim (afeto) do que perder os investimentos feitos (cognição).

13 Amor Zick Rubin: –primeiros estudos científicos do amor (1973): –Pesquisas sobre concepções teóricas e populares sobre o amor, –criou uma Escala de Amar e Gostar: Quanto mais freqüente o nome de uma pessoa aparecer na escala tanto mais será que você ame ou goste dela

14 Escala do Amar e do Gostar Escala do Gostar 1. Quando estou com _____, quase sempre sentimo-nos da mesma maneira. 2. Penso que ____é extraordinariamente bem ajustado. 3. Recomendaria enfaticamente____para um trabalho responsável. 4. Em minha opinião, ____é uma pessoa excepcionalmente madura. 5. Tenho grande confiança no bom julgamento de ____. 6. A maior parte das pessoas reagiria favoravelmente a ____após um breve contato. 7. Penso que ____e eu somos bastante semelhantes um ao outro. 8. Votaria em ____em uma eleição de turma ou grupo. 9. Penso que ____é uma dessas pessoas que rapidamente se fazem respeitar. 10. Penso que ____ é uma pessoa extremamente inteligente. 11. ____é uma das pessoas mais agradáveis que conheço. 12. ____é o tipo de pessoa com quem eu mesmo(a) gostaria de estar. 13. Parece-me que é muito fácil para ____ser admirado.

15 Escala do Amar e do Gostar Escala do Amar 1. Se ____estivesse deprimido(a), meu primeiro dever seria alegrá-lo(a). 2. Sinto que posso confiar em____acerca de virtualmente tudo. 3. Acho fácil enumerar as falhas de____. 4. Faria quase que qualquer coisa por____. 5. Sinto-me muito possessivo(a) em relação a____. 6. Se pudesse nunca mais estar com____, sentir-me-ia pessimamente. 7. Se estivesse sozinho(a), meu primeiro pensamento seria procurar____. 8. Uma de minhas principais preocupações é o bem estar de____. 9. Perdoaria____em relação à praticamente qualquer coisa. 10. Sinto-me responsável pelo bem-estar de____. 11. Quando estou com____, passo grande parte do tempo apenas olhando para ele(a). 12. Teria grande satisfação em ser o confidente de____. 13. Seria difícil para mim continuar sem____.

16 Amar e do Gostar Relação entre o gostar e o amar: são independentes: Amar pode envolver 4 componentes (PCCT): –Precisar do outro: sentir falta e ser cuidado pelo outro (5, 6, 7, 11, 13); –Cuidado: desejo de ajudar o outro (1, 4, 8, 10); –Confiança no que ele diz, pensa e faz (2, 12); –Tolerância às suas faltas (3, 9).

17 Escala do Amar e do Gostar Escala do Amar: –Precisar do outro: sentir falta e ser cuidado pelo outro (5, 6, 7, 11, 13); 1. Se ____estivesse deprimido(a), meu primeiro dever seria alegrá-lo(a). 2. Sinto que posso confiar em____acerca de virtualmente tudo. 3. Acho fácil enumerar as falhas de____. 4. Faria quase que qualquer coisa por____. 5. Sinto-me muito possessivo(a) em relação a____. 6. Se pudesse nunca mais estar com____, sentir-me-ia pessimamente. 7. Se estivesse sozinho(a), meu primeiro pensamento seria procurar____. 8. Uma de minhas principais preocupações é o bem estar de____. 9. Perdoaria____em relação à praticamente qualquer coisa. 10. Sinto-me responsável pelo bem-estar de____. 11. Quando estou com____, passo grande parte do tempo apenas olhando para ele(a). 12. Teria grande satisfação em ser o confidente de____. 13. Seria difícil para mim continuar sem____.

18 Escala do Amar e do Gostar Escala do Amar –Cuidado: desejo de ajudar o outro (1, 4, 8, 10); 1. Se ____estivesse deprimido(a), meu primeiro dever seria alegrá-lo(a). 2. Sinto que posso confiar em____acerca de virtualmente tudo. 3. Acho fácil enumerar as falhas de____. 4. Faria quase que qualquer coisa por____. 5. Sinto-me muito possessivo(a) em relação a____. 6. Se pudesse nunca mais estar com____, sentir-me-ia pessimamente. 7. Se estivesse sozinho(a), meu primeiro pensamento seria procurar____. 8. Uma de minhas principais preocupações é o bem estar de____. 9. Perdoaria____em relação à praticamente qualquer coisa. 10. Sinto-me responsável pelo bem-estar de____. 11. Quando estou com____, passo grande parte do tempo apenas olhando para ele(a). 12. Teria grande satisfação em ser o confidente de____. 13. Seria difícil para mim continuar sem____.

19 Escala do Amar e do Gostar Escala do Amar –Confiança no que ele diz, pensa e faz (2, 12); 1. Se ____estivesse deprimido(a), meu primeiro dever seria alegrá-lo(a). 2. Sinto que posso confiar em____acerca de virtualmente tudo. 3. Acho fácil enumerar as falhas de____. 4. Faria quase que qualquer coisa por____. 5. Sinto-me muito possessivo(a) em relação a____. 6. Se pudesse nunca mais estar com____, sentir-me-ia pessimamente. 7. Se estivesse sozinho(a), meu primeiro pensamento seria procurar____. 8. Uma de minhas principais preocupações é o bem estar de____. 9. Perdoaria____em relação à praticamente qualquer coisa. 10. Sinto-me responsável pelo bem-estar de____. 11. Quando estou com____, passo grande parte do tempo apenas olhando para ele(a). 12. Teria grande satisfação em ser o confidente de____. 13. Seria difícil para mim continuar sem____.

20 Escala do Amar e do Gostar Escala do Amar –Tolerância às suas faltas (3, 9). 1. Se ____estivesse deprimido(a), meu primeiro dever seria alegrá-lo(a). 2. Sinto que posso confiar em____acerca de virtualmente tudo. 3. Acho fácil enumerar as falhas de____. 4. Faria quase que qualquer coisa por____. 5. Sinto-me muito possessivo(a) em relação a____. 6. Se pudesse nunca mais estar com____, sentir-me-ia pessimamente. 7. Se estivesse sozinho(a), meu primeiro pensamento seria procurar____. 8. Uma de minhas principais preocupações é o bem estar de____. 9. Perdoaria____em relação à praticamente qualquer coisa. 10. Sinto-me responsável pelo bem-estar de____. 11. Quando estou com____, passo grande parte do tempo apenas olhando para ele(a). 12. Teria grande satisfação em ser o confidente de____. 13. Seria difícil para mim continuar sem____.

21 Amar e do Gostar Varia a importância dos 4 componentes de pessoa para pessoa: –Precisar do outro; –Cuidado; –Confiança; –Tolerância. Para um precisar é + importante, para outros é a confiança; O amor é multidimensional: várias coisas diferentes ao mesmo tempo. Influenciou as teorias que surgiram depois.


Carregar ppt "PSICOLOGIA DO AMOR. Revolução Sexual (anos 60/80): Mudanças gerais Liberdade sexual (pílula) Mulher no mercado de trabalho Divórcio Revisão dos papéis."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google