A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Guia do Estudante Primeiranista Instituto de Biociências de Botucatu A Unesp O Câmpus de Botucatu O Instituto de Biociências Cursos Portaria Didática Serviços.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Guia do Estudante Primeiranista Instituto de Biociências de Botucatu A Unesp O Câmpus de Botucatu O Instituto de Biociências Cursos Portaria Didática Serviços."— Transcrição da apresentação:

1 Guia do Estudante Primeiranista Instituto de Biociências de Botucatu A Unesp O Câmpus de Botucatu O Instituto de Biociências Cursos Portaria Didática Serviços Comissão de Recepção Calendário Escolar Conheça Botucatu Carta de Boas Vindas Sair Vídeo Institucional

2 Prezado(a) aluno(a): Neste momento você está iniciando a sua vida universitária, em uma das maiores e mais importantes Universidades Brasileiras, a UNESP! Nossos parabéns pela conquista! Nós do Instituto de Biociências, uma das 33 Unidades Universitárias da UNESP, temos grande satisfação de recebê-lo(a) como nosso aluno(a). Aqui, trabalhamos para dar as melhores condições para fazer de você um(a) profissional preparado(a) e comprometido(a) com a sociedade onde atuará posteriormente. Neste manual apresentamos a você um conjunto de informações que serão muito importantes durante a sua vida acadêmica, nesta universidade. Tenha-o sempre com você para que possa consultá-lo quando necessário. Desejamos que você tenha sucesso e saiba aproveitar todas as boas oportunidades que a Instituição oferece. Esta será, com certeza, uma fase fundamental da sua vida, o período inicial da sua profissionalização na área que escolheu, sendo assim viva-a com responsabilidade!! Diretoria do Instituto de Biociências de Botucatu, UNESP. Carta de Boas Vindas Voltar

3 A Unesp - Botucatu Histórico Estrutura Administrativa Voltar

4 Unesp - Histórico Voltar A UNESP foi criada em 1976, como resultado da incorporação dos vários "Institutos Isolados de Ensino Superior do Estado de São Paulo", que eram unidades universitárias situadas em diferentes pontos do interior paulista. Esses institutos, abrangem várias áreas do conhecimento. Haviam sido criados, em sua maioria, em fins da década de 50 e início de 60. Desse conjunto faziam parte as Faculdades de Assis, Araraquara, Franca, Marília, Rio Claro e de São José do Rio Preto. Desde o início de 1975, começou-se a discutir novas maneiras de organização dos Institutos Isolados do Estado de São Paulo. Várias sugestões foram expostas, visando a independência dos Institutos da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e uma nova organização. As propostas giravam em uma integração dos Institutos Isolados numa federação ou numa universidade, sendo que esta última foi a que contou com maior apoio. Avançar

5 Unesp - Histórico História da criação da Unesp em PDF Voltar Em 1976, por determinação do então governador Paulo Egydio Martins, essas escolas assumiram uma direção própria, na forma de universidade, uma autarquia submetida ao governo do Estado de São Paulo. De conformidade com a Lei 952 de 30 de janeiro de 1976, foi criada a Universidade Estadual Paulista que recebeu do governador o nome de "Júlio de Mesquita Filho", da qual passavam a fazer parte os Institutos Isolados.

6 Unesp – Estrutura Administrativa A UNESP é regida por um reitor, nomeado pelo governador do Estado de São Paulo, que escolhe um nome em uma lista de três candidatos. Esses candidatos são indicados por eleição entre os acadêmicos e servidores da universidade, realizada a cada quatro anos. Normalmente, o governador escolhe o vencedor dessas eleições. O reitor preside o Conselho Universitário (CO), composto pelos diretores de cada unidade e representantes do meio acadêmico. Cada unidade tem um diretor e um conselho que o gerencia com um certo grau de autonomia (Congregação). Voltar

7 Câmpus de Botucatu FMB FMVZ FCA O Câmpus de Botucatu é formado pelas seguintes unidades: IBB AG Voltar

8 Faculdade de Medicina de Botucatu forte visão humanística e de comprometimento com a cidadania. Seu objetivo é formar profissionais com senso crítico, conscientes de seu papel na sociedade. Os cursos de pós-graduação lato sensu compreendem as áreas de residência médica e de aprimoramento profissional. A Residência Médica conta com 36 especialistas e 330 residentes e o Programa de Aprimoramento Profissional, destinado à formação de profissionais não-médicos, possui 101 alunos. Em 2008, foi instalada a Residência Multiprofissional em Saúde da Família. Voltar Implantada em 1963 como Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu (FCMBB) e incorporada à Unesp em 1976, seus cursos possuem uma sólida base científica, postura ética e uma

9 Faculdade de Ciências Agronômicas É interessante observar que duas das propostas forjadas a partir da então FCMBB, marcam ainda hoje o funcionamento da FCA. Uma delas, é que os cursos de graduação se subdividem em dois ciclos: um de Ciências Básicas - a atual estrutura do ciclo Básico está presente em Rubião Júnior - abrangendo os primeiros semestres, seguindo-se o ciclo de Formação Profissional, que se inicia a partir do segundo ano de estudos. A evolução observada nos cursos vinculados às Ciências Agrárias, no Câmpus de Botucatu, vem reforçando demandas quanto às disciplinas básicas voltadas para estas áreas. Voltar Avançar É apenas a partir de 1981 que a FCA passa a ter sua sede definitiva na Fazenda Experimental Lageado - espaço que também abriga unidades departamentais ligadas ao Curso de Zootecnia.

10 Outro traço que permaneceu foi a identificação da Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa como regime de trabalho (RDIDP) preferencial para o corpo docente. De acordo com os Estatutos da FCMBB, a contratação de profissionais em outros regimes de trabalho (de 12 a 24 horas, ou regime de Tempo Parcial e de Tempo Completo, respectivamente) tinha caráter excepcional. Por meio desta característica se propõe valorizar o trabalho em tempo integral do docente intra-muros da instituição, visando incentivar o desenvolvimento e a integração entre os pilares da Universidade, (Ensino, Pesquisa e Extensão) de Serviços à Comunidade. Em setembro de 1997, a FCA conta com 103 docentes, dos quais 99 trabalhando em tempo integral, ocupando um corpo profissional com expressivo grau de qualificação. Ao longo destes 34 anos, a feição da FCA foi ao mesmo tempo se consolidando e modificando, buscando acompanhar as muitas demandas de uma época extremamente rica e complexa quanto ao desenvolvimento e transformações que marcam a agricultura brasileira e as Ciências Agrárias. Faculdade de Ciências Agronômicas Voltar

11 Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia competentes e habilitados para atuarem nas áreas Médica Veterinária e Zootécnica. A qualidade do ensino é fundamental, e um fator que assegura a qualidade são as condições materiais existentes na Unidade. Conta com laboratórios de análise e pesquisa, dotados de modernos equipamentos, numa grande maioria, importados e órgãos de apoio, tais como o Hospital Veterinário, e as Fazendas de Ensino, Pesquisa e Produção (Lageado, Edgárdia e São Manuel). VoltarAvançar É uma instituição que se preocupa com o indivíduo e a sociedade, oferecendo através do ensino superior, oportunidade para formação intelectual e realização pessoal, formando profissionais

12 Os fundamentos da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia do Campus de Botucatu, encontram-se na Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas, Instituto Isolado de Ensino Superior do Estado de São Paulo, criada pela Lei 6860 de 22 de julho de 1962, com diversos cursos dentre eles o de Medicina Veterinária. Em 1974 a Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu, para melhor cumprir suas finalidades, teve seus Departamentos agrupados em Setores. Os Departamentos de aplicação do Curso de Medicina Veterinária constituíram o Setor de Ciências Médico-Veterinárias, ao qual integrou-se em 1975 o Curso de Zootecnia. Posteriormente, com a criação da Universidade Estadual Paulista, através da Lei nº 952 de 30 de janeiro de 1976, a Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu foi incorporada a essa nova Universidade do Estado. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Voltar

13 com dois cursos de graduação Medicina Veterinária e Zootecnia. A partir de 1989, considerando a autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial assegurada às Universidades, a UNESP, passou a reger-se por novo Estatuto, objeto da Resolução UNESP 21, de 21 de fevereiro de 1989, alterada posteriormente pelas Resoluções UNESP 59/92, 45/94, 18/95, 06/96, 18/97, 73/97,52/98 e 44/05. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Voltar Decorrente da estruturação da Universidade e com a decretação de seu Estatuto, em 26 de janeiro de 1977, foi criada a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, como integrante do Campus de Botucatu, pertencente ao Distrito Universitário Sul,

14 A Administração Geral do Câmpus (AG), é um órgão administrativo subordinado à Presidência do Grupo Administrativo (GAC). Foi criada através da Lei 952, de 30 de janeiro de 1976 e instalado pelo Decreto Estadual nº 9449 de janeiro de E atualmente possui 179 servidores Técnico Administrativos em seu quadro. A Presidência do GAC é exercida por um dos Diretores das Unidades Universitárias em sistema de rodízio, sendo o mandato de dois anos. Atualmente o Prof. Dr. Luiz Carlos Vulcano, Diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, exerce a função de Presidente e o Prof. Dr. Edivaldo Domingues Velini, Diretor da Faculdade de Ciências Agrônomicas, exerce a Vice- Presidência, cujos mandatos irão se encerrar em 02/09/2012. A Administração Geral é responsável pelas atividades de interesse comum entre as demais Unidades Universitárias do Câmpus de Botucatu. Estão sob sua responsabilidade os serviços de manutenção e despesas relativas a utilidade pública (energia elétrica, água tratada, telefone) do Câmpus de Rubião Junior, Fazenda Experimental Lageado e Fazenda Experimental São Manuel Administração Geral do Câmpus Voltar

15 Instituto de Biociências Histórico Estrutura Administrativa Departamentos Unidades Auxiliares Órgãos Colegiados Seção Técnica de Graduação Staepe Voltar Calendário Escolar Bolsas e Moradia Estudantil Mapa do IB Bolsa PIBIC e PIBITI

16 O Instituto de Biociências do Campus de Botucatu – UNESP foi fundado em 26 de janeiro de 1977, seu primeiro nome foi Instituto Básico de Biologia Médica e Agrícola que surgiu da união dos setores Básico e Biológico da antiga FCMBB, Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu, Fundada em 1962, era um dos Institutos isolados de Ensino do Estado de São Paulo. A partir daí a FCMBB foi desmembrada em quatro Unidades Universitárias da UNESP, que hoje compõem o Campus de Botucatu, (Faculdade de Medicina, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Faculdade de Ciências Agronômicas e Instituto de Biociências). Localizado em Botucatu, Estado de São Paulo, o Instituto de Biociências (IB) é uma das 33 Unidades Universitárias que compõem a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – a UNESP, uma das maiores e mais importantes universidades públicas brasileiras. IBB - Histórico Voltar

17 IBB – Estrutura Administrativa Voltar Seç. Técnica de Comunicações Seç. Técnica de Finanças Seç. Téc. Desenvolv. Administrativo de RH Seç. Técnica De Materiais Seç. de Atividades Auxiliares Seç. de Parques e jardins Seç. de Conservação e Manutenção Seç. Técnica de Graduação Seç. Técnica de Pós-Graduação Seç. Técnica Acadêmica S T A E P E Bioestatística Botânica Anatomia Farmacologia Fisiologia Educação Genética Microbiologia e Imunologia Física e Biofísica Parasitologia Química e Bioquímica Morfologia Zoologia Jardim Botânico Herbário Serviço de Avaliação Nutricional Serviço de Aconselhamento Genético C E A Q U I M C M E C I E C E A TO X C O N C U R C O N B I O M E D C O N U T R I C O N F I M E Conselho de Pós-Graduação C E U A C I B I O Instituto de Biociências C O N G R E G A Ç Ã O Diretoria Vice-diretoria Diretoria Técnica Acadêmica Diretoria Técnica Administrativa Diretoria dos Serviços de Atividades Auxiliares Unidades Auxiliares Departamentos Serviço Técnico de Informática Comissão Permanente de Pesquisa C P E U Comissão Permanente de Ensino Centro de Isótopos Estáveis

18 O Instituto é composto por 13 departamentos: Anatomia, Bioestatística, Botânica, Educação, Farmacologia, Física e Biofísica, Fisiologia, Genética, Microbiologia e Imunologia, Morfologia, Parasitologia, Química e Bioquímica, Zoologia. Os departamentos congregam servidores docentes e técnico-adminstrativos e são a estrutura básica da unidade universitária na organização e no gerenciamento das atividades de ensino, pesquisa e extensão. O IB conta também com 3 Unidades Auxiliares que desenvolvem ações específicas relevantes. IBB – Departamentos e Unidades Auxiliares Voltar

19 O Centro de Assistência Toxicológica - CEATOX - desenvolve e apoia pesquisas básicas e aplicadas, participa da formação de recursos humanos e presta assistência à população. O Centro de Isótopos Estáveis Ambientais em Ciências da Vida – CIE - tem um programa de pesquisa que visa a aplicabilidade prática dos isótopos estáveis, além de produzir e comercializar Nitrogênio Líquido. O Centro de Microscopia Eletrônica – CME - realiza serviços em Microscopia Eletrônica de Transmissão – MET - e Microscopia Eletrônica de Varredura - MEV. Desenvolve cursos e treinamentos, realiza assessorias e ministra disciplinas. IBB – Departamentos e Unidades Auxiliares Voltar

20 IBB – Departamentos e Unidades Auxiliares Voltar Possui um Jardim Botânico com uma área total de m2, onde são realizados diversos projetos educacionais para escolas da região e para o público em geral. Dentro do Jardim Botânico encontra-se o Herbário Irina Delanova Gemtchujnicóv – BOTU, cujo acervo é utilizado por inúmeros pesquisadores, como base para identificação de material vegetal coletado.

21 Para fomentar e auxiliar na viabilização dos seus projetos o Instituto conta com a Fundação do Instituto de Biociências - FUNDIBIO, cujo propósito principal é atuar na concretização das idéias desenvolvidas na Universidade. O Instituto de Biociências de Botucatu é constituído por 163 servidores docentes e 172 servidores técnico- administrativos. São profissionais com formação nas mais diversas áreas do conhecimento e compõem os recursos humanos que viabilizam e dão suporte às atividades de ensino, pesquisa e extensão para os alunos de Graduação e de Pós-Graduação. IBB – Departamentos e Unidades Auxiliares Voltar

22 São os conselhos de curso de graduação, pós-graduação, conselhos dos Departamentos de Ensino, Comissões Permanentes e Congregação. Todas as questões pedagógicas e acadêmicas dos cursos de graduação são primeiramente discutidas nos Conselhos de Curso e encaminhadas, quando necessário, à Comissão Permanente de Ensino e Congregação para aprovação. Os conselhos dos Departamentos discutem as questões didático- científicas e administrativas determinadas pelo Estatuto da Unesp. As Comissões são assessoras da Congregação em todos os assuntos de Ensino, Pesquisa e Extensão à Comunidade. A Congregação é o colegiado máximo da Unidade, esta é a instância onde se discutem todas as questões acadêmicas e administrativas do Instituto de Biociências. A indicação dos representantes discentes para os citados colegiados é feita por meio do Centro Acadêmico V de Junho, observando-se o número de representantes para cada órgão colegiado. IBB – Órgãos Colegiados Voltar

23 A Seção Técnica de Graduação tem como atribuição dar suporte técnico e administrativo às atividades de ensino, organizando, registrando e mantendo o controle das atividades dos Cursos de Graduação, visando o cumprimento das normas, regulamentos e decisões dos órgãos colegiados da Universidade e dos órgãos governamentais, com o compromisso de prestar atendimento de qualidade à comunidade interna e externa. IBB – Seção Técnica de Graduação Voltar Manual da Seção de Graduação em PDF

24 A seção é responsável pelas centrais de aulas. Agrega, ainda, o escritório regional de apoio a pesquisa e internacionalização (ERAPI). Para os alunos, a STAEPE cuida dos assuntos relacionados ao intercâmbio de graduação com outras entidades de ensino, com as quais, a UNESP mantém convênios. IBB – Staepe (Seção Técnica de Apoio ao Ensino Pesquisa e Extensão) Voltar

25 Cursos Nutrição Ciências Biológicas (Bacharelado Licenciatura) Ciências Biológicas (Licenciatura) Ciências Biomédicas Física Médica Página de Entrada Calendário Escolar

26 Histórico Ciências Biológicas (Bacharelado/ Licenciatura) Corpo Docente Estrutura Curricular Moderadores CONCUR (pdf) Calendário 1º Semestre (pdf) Calendário 2º Semestre(pdf) Página de Cursos Estágio Curricular(pdf)

27 Histórico Ciências Biológicas (Licenciatura) Corpo Docente Estrutura Curricular Moderadores CONCUR (pdf) Calendário 1º Semestre (pdf) Calendário 2º Semestre(pdf) Página de Cursos Estágio Curricular(pdf)

28 O currículo prevê a integralização de 3600 horas (240 créditos) para Licenciatura e 4050 (270 créditos) para o Bacharelado. Integralização: 4 anos (8 semestres letivos) para a Licenciatura. Alunos do período integral que cursarem ambas modalidades, terão o prazo para integralização com a carga horária e creditícia referente à segunda modalidade. O aluno do Curso de Ciências Biológicas, período integral, poderá fazer opção por uma ou ambas modalidades: Bacharelado e/ou Licenciatura. O aluno fará a opção pela modalidade quando ingressar no 4º semestre do curso. No Curso de Ciências Biológicas - modalidade Licenciatura, período integral, disciplinas específicas da modalidade serão oferecidas a partir do 2º ano de curso, simultaneamente às do "conteúdo nuclear". Ciências Biológicas (Bacharelado/Licenciatura) Histórico Voltar

29 Ciências Biológicas (Bacharelado/Licenciatura) Corpo Docente Avançar Alexandrina Sartori Andre Sampaio Pupo Angelina Batista Arielle Cristina Arena Assunta Maria Marques da Silva Augusto Cezar Montelli Camila Contin Diniz de Almeida Francia Carmen Silvia Fernandes Boaro Celso Luis Marino Cesar Augusto Taconeli Cinthia Magda Fernandes Ariosi Ciro Moraes Barros Claudio de Oliveira Daniela Carvalho dos Santos Eduardo Bagagli Elizabeth Orika Ono Elza Maria Guimarães Santos Fausto Foresti Gilson Luiz Volpato Gisela Ferreira Glaura Scantamburlo Alves Fernandes Guaracy Tadeu Rocha Gustavo Tadeu Volpato Helenice de Oliveira Florentino Silva Irani Quagio Grassiotto Isabela Maria Piovesan Rinaldi Ivan de Godoy Maia João Domingos Rodrigues João Manuel Grisi Candeias Joel Mesa Hormaza José Pedro Serra Valente Josias Rodrigues Julio Toshimi Doyama Voltar

30 Ligia Souza Lima Silveira da Mota Lucia Maria Paleari Luciana Maria Lunardi Campos Luciano Barbosa Luciene Maura Mascarini Serra Luiz Claudio Di Stasi Luiz Roberto Hernandes Bicudo Marcello Guimaraes Simoes Marcelo Razera Baruffi Marcia Gallacci Marcos Roberto de Mattos Fontes Maria Dalva Cesario Maria de Lourdes Ribeiro de Souza da Cunha Maria de Lourdes Spazziani Maria Fatima Sugizaki Maria Terezinha Serrão Peraçoli Marilia Freitas de Campos Tozoni Reis Marina Aparecida de Moraes Dallaqua Mirtes Costa Ciências Biológicas (Bacharelado/Licenciatura) Corpo Docente Mônica Regina Vendrame Amarante Ney Lemke Noeli Pereira Rocha Oduvaldo Câmara Marques Pereira Paulo Eduardo Martins Ribolla Paulo Roberto Rodrigues Ramos Ramon Kaneno Raoul Henry Reinaldo José da Silva Rita de Cassia Sindronia Maimoni Rodella Roberto Antonio Rodella Roberto Morato Fernandez Sandra Cordellini Selma Maria Michelin Matheus Silvia Mitiko Nishida Silvia Rodrigues Machado Sônia Maria Alves Jorge Vera Lucia Mores Rall Wilma de Grava Kempinas Voltar

31 Ciências Biológicas (Bacharelado/Licenciatura) Estrutura Curricular Voltar

32 Curso de Ciências Biológicas – Bel/Lic (Integral): 1º ano: Profa Dra Maeli Dal Pai Silva 2º ano: Prof Dr Guaracy Tadeu Rocha 3º ano: Profa Dra Noeli Pereira Rocha 4º ano: Profa Dra Elisabete Cardieri - Ciências Biológicas (Bacharelado/Licenciatura) – Moderadores Voltar

33 Ciências Biológicas (Licenciatura) Histórico O Curso de Ciências Biológicas - Modalidade Licenciatura, período noturno, será idêntico em carga creditícia, disciplinas e conteúdo ao Curso de Ciências Biológicas - Licenciatura período Integral. Cada uma das modalidades (Bel e Lic) contará com um conteúdo referente à Formação Específica. O currículo prevê a integralização de 3600 horas (240 créditos) para Licenciatura. Integralização: 5 anos (10 semestres letivos) para período noturno. Alunos do período integral que cursarem ambas modalidades, terão o prazo para integralização com a carga horária e creditícia referente à segunda modalidade. Ao aluno ingressante no Curso de Ciências Biológicas - modalidade Licenciatura, período noturno, não será permitida a opção de realização concomitante do Bacharelado no período integral. O aluno poderá, ao concluir a modalidade Licenciatura no período noturno, solicitar reingresso no curso, mod. Bacharelado, no período integral. Ao aluno será facultado o cumprimento de créditos optativos fora da grade curricular. Voltar

34 Ciências Biológicas (Licenciatura) Corpo Docente - Gilson Luiz Volpato - Gisela Ferreira - Irani Quagio Grassiotto - Isabela Maria Piovesan Rinaldi - Ivan de Godoy Maia - João Domingos Rodrigues - João Manuel Grisi Candeias - José Roberto Correa Saglietti - Josias Rodrigues - Julio Toshimi Doyama - Ligia Souza Lima Silveira da Mota - Lucia Regina Machado da Rocha - Luciana Maria Lunardi Campos - Luciano Barbosa - Luciene Maura Mascarini Serra Voltar - Alberto Adriano Cavalheiro - Alfredo Pereira Junior -Angelina Batista - Augusto Cezar Montelli - Camila Contin Diniz de Almeida Francia - Carlos Roberto Padovani - Carmen Silvia Fernandes Boaro - Celso Luis Marino - Cinthia Magda Fernandes Ariosi - Claudia Helena Pellizzon - Daniela Carvalho dos Santos - Edmir Daniel Carvalho - Eduardo Bagagli - Elizabeth Orika Ono - Fausto Foresti - Felisberto de Camargo Addison - Francisco de Assis Ganeo de Mello Avançar

35 Ciências Biológicas (Licenciatura) Corpo Docente - Luis Fernando Barbisan - Luiz Roberto Hernandes Bicudo - Maeli Dal Pai Silva - Marcello Guimaraes Simoes - Marcelo Razera Baruffi - Maria de Lourdes Mendes Vicentini Paulino - Maria de Lourdes Ribeiro de Souza da Cunha - Maria de Lourdes Spazziani - Maria Fatima Sugizaki - Marilia Freitas de Campos Tozoni Reis - Mônica Regina Vendrami Amarante - Ney Lemke - Paulo Eduardo Martins Ribolla - Raoul Henry - Renato Eugenio da Silva Diniz - Rita de Cassia Sindronia M. Rodella - Roberto Antonio Rodella - Sergio Luiz Felisbino - Silvia Mitiko Nishida - Silvia Rodrigues Machado - Silvio de Assis Oliveira Junior - Suzana Bissacot Barbosa - Suzana Marcolino - Tatiane Maria Rodrigues - Vera Lucia Mores Rall Voltar

36 SEQÜÊNCIA DE DISCIPLINAS DO CURSO DE Ciências Biológicas Licenciatura (Noturno) Plano Padrão Biologia Celular e Molecular (4) 1º Ano2º Ano3º Ano4º Ano Sistemática Biológica (4) Zoologia de Invertebrados I (4) Zoologia de Invertebrados II (4) Zoologia de Invertebrados III (2) Ecologia de Comunidades (4) Fisiologia Vegetal II: Desenvolvi/to (6) 1º Semestre (24 créditos) 2º Semestre (24 créditos) Genética (8) 5º Ano 1º Semestre (24 créditos) 1º Semestre (24 créditos) 1º Semestre (24 créditos) 1º Semestre (24 créditos) 2º Semestre (24 créditos) 2º Semestre (24 créditos) 2º Semestre (24 créditos) 2º Semestre (24 créditos) Botânica Aplicada (4) Parasitologia (4) Química I (4) Matemática (4) Anatomia Geral e Comparada (8) Morfologia Vegetal I (4) Bioquímica Geral (6) Morfologia Vegetal II (6) Química II (4) Fundamentos de Filosofia e Ciências Humanas (4) Sistemática Vegetal I: Criptógamas (4) Física Geral (4) Histologia (8) Bioestatística (4) Embriologia Comparada (4) Biófísica Comparada (4) Fisiologia Comparada (8) Geologia (4) Fisiologia Humana (4) Sistemática Vegetal II: Fanerógamas (6) Prática de Ensino: Educação e Sociedade (4) Prática de Ensino: Relações Interpessoais (2) Zoologia de Vertebrados (8) Paleontologia (4) Prática de Ensino: Aprendizagem (2) Ecologia de Populações (4) Estágio Sup.: Projeto Temático I (4) Estágio Sup.: Projeto Temático II (4) Prática de Ensino: Didática I (2) Evolução (4) Farmacologia (4) Fisiologia Vegetal I: Metabolismo (6) Prática de Ensino: Desenvolvi/to Humano (2) Prática de Ensino: Didática II (4) Microbiologia Básica (4) Comporta/to Animal (4) Ecologia de Ecossistemas (4) Estágio Sup. I: Ciências (6) Estágio Sup.: Projeto Temático III (4) Metodologia Científica (2) Biologia Molecular: Genética Molecular (4) Imunologia Básica (4) Estágio Sup.: Projeto Temático IV (4) Prática de Ensino: Sistemas de Ensino (2) Prática de Ensino: Pensa/to e Ação do Prof. (4) Prática de Ensino: Educação, Escola, Prof. (5) Estágio Sup.II: Biologia (5)

37 Ciências Biológicas (Licenciatura) Moderadores Curso de Ciências Biológicas – Licenciatura (Noturno) 1º ano: Profa. Dra. Camila Contin D. de Almeida Francia 2º ano: Prof Dr Robson Francisco Carvalho 3º ano: Prof Dr Luiz Fernando Rolim de Almeida 4º ano: Profa Dra Silvia Mitiko Nishida 5º ano: Profa Dra Mônica Regina Vendrame Amarante Voltar

38 Histórico Corpo Docente Estrutura Curricular 2009 Moderadores CONFIME (pdf) Calendário 1º Semestre (pdf) Calendário 2º Semestre(pdf) Página de Cursos Estágio Curricular(pdf) Física Médica

39 Física Médica Histórico A Física Médica foi criada a partir da utilização do Raios-X e da Radioatividade na terapêutica e diagnóstico médico. Na década de 50, médicos e profissionais de Física Médica já atuavam em conjunto. Nas décadas de 60 e 70, foram criadas legislações que estabeleceram a presença deste profissional em algumas áreas médicas, como por exemplo em radioterapia e medicina nuclear. No Brasil, esta área foi melhor estruturada com a criação em 1969 da Associação Brasileira de Física Médica (ABFM). Atualmente a Física Médica é desenvolvida principalmente nas áreas de Radiologia Diagnóstica e Intervencionista, Medicina Nuclear, Radioterapia, Radiocirurgia, Proteção Radiológica, Metrologia das Radiações, Biomagnetismo, Radiobiologia, Processamento de sinais e Imagens Biomédicas, Clínica e Epidemiológica. Voltar

40 Física Médica Corpo Docente - Altamir Santos Teixeira - André Petean Trindade - Beatriz Bojikian Matsubara - Claudia Helena Pellizzon - Claudia Pio Ferreira - Diana Rodrigues de Pina Miranda - Edson Breganhollo - Fabiano Paixão - Giuseppina Pace Pereira Lima - Ivan Amaral Guerrini - Joel Mesa Hormaza - José Goldberg - José Morceli - José Ricardo de Arruda Miranda - Joseane Scavrone - Juliana Irani Fratucci de Gobbi Voltar - Lucia Regina Machado da Rocha - Luciene Maura Mascarini Serra - Luis Artur Loyola Chardulo - Luzia Aparecida Trinca - Maeli Dal Pai Silva - Makoto Sakate - Marcos Antonio de Rezende - Mônica Regina Vendrami Amarante - Ney Lemke - Paulo Eduardo Martins Ribolla - Paulo Fernando de Arruda Mancera - Percilia Cardoso Gianquinto - Roberto Morato Fernandez - Rodney Nascimento - Seizo Yamashita - Sergio Marrone Ribeiro - Silvia Mitiko Nishida - Vladimir Eliodoro Costa

41 Voltar Física Médica

42 Física Médica Moderadores 1º ano Profa. Dra. Patrícia Aline Boer 2º ano Prof. Dr. Joel Mesa Hormaza 3º ano Prof. Dr. Ney Lemke 4º ano Prof. Dr. Vladimir Eliodoro Costa Voltar

43 Histórico Corpo Docente Estrutura Curricular 2009 Moderadores CONBIOMED (pdf) Calendário 1º Semestre (pdf) Calendário 2º Semestre(pdf) Página de Cursos Ciências Biomédicas Estágio Curricular

44 Ciências Biomédicas Histórico O curso oferecido pelo Instituto de Biociências desenvolve exames de DNA para comprovação de paternidade, desenvolvimento de vacinas contra doenças infecciosas, diagnóstico laboratorial de infecção pelo HIV, fisiologia do exercício nos esportistas de alto desempenho, plantas medicinais usadas na medicina popular, desenvolvimento de terapia antitumoral. Esses temas não estão presentes apenas nas páginas dos jornais e revistas, mas fazem parte de nossa vida cotidiana, pontuando dramas pessoais ou afetando grandes grupos populacionais. Voltar Avançar

45 Entender as ciências básicas aplicadas à saúde, atender às necessidades diagnósticas, estudar e ajudar a encontrar soluções viáveis aos problemas de saúde da população é parte do que se pode esperar de um Biomédico. O Curso de Ciências Biomédicas da UNESP é oferecido em período integral pelo Instituto de Biociências de Botucatu, formando profissionais da área de Saúde para atuar na pesquisa básica e aplicada, no ensino de nível superior e nos serviços de atenção à Saúde. Com duração de 4 anos, a formação do biomédico inclui o conhecimento sobre a estrutura e fisiologia do organismo humano, os mecanismos causais das doenças, os princípios da investigação científica e os métodos de diagnóstico laboratorial e por imagem, para o exercício da profissão de modo humanista, ético, reflexivo e integrado com outros profissionais da Saúde. Ciências Biomédicas Histórico Voltar

46 Ciências Biomédicas Corpo Docente -Angelina Batista - Cesar Martins - Felisberto de C. Addison - Helenice de Oliveira Florentino Silva - Ivan de Godoy Maia - João Manuel Grisi Candeias Voltar - José Pedro Serra Valente - Julio Toshimi Doyama - Lidia Raquel de Carvalho - Maria Dalva Cesario - Sergio Pereira - Silvio Luis de Oliveira - Vera Lucia Mores Rall - Wilson de Mello Junior

47 Ciências Biomédicas Estrutura Curricular Voltar

48 Ciências Biomédicas Moderadores 1º ano Prof. Adjunto Luis Fernando Barbisan 2º ano Prof. Dr. Ary Fernandes Júnior 3º ano Profa. Dra. Luciene M. Mascarini Serra Voltar

49 Ciências Biomédicas Estágio Curricular PORTARIA D.IBB Nº 35/2008, de 08 de abril de 2008 Dispõe sobre a composição da Comissão de Estágios do Curso de Ciências Biomédicas do Instituto de Biociências. Voltar

50 Nutrição Histórico Corpo Docente Estrutura Curricular 2009 Moderadores CONUTRI (pdf) Calendário 1º Semestre (pdf) Calendário 2º Semestre(pdf) Página de Cursos Estágio Curricular(pdf)

51 Nutrição Histórico Implantado em 1999, forma Nutricionista que deverá atuar em qualquer serviço de alimentação hospitalar, industrial, escolar e sobre a população de um modo geral, pois, para que haja saúde, necessita-se de alimentação adequada e para prevenir as enfermidades, é importante a dieta. O Curso prepara o Nutricionista para avaliar o estado nutricional e deste modo, detectar e minimizar as carências nutricionais da população brasileira, melhorar a nutrição na infância e entender as maneiras pelas quais ela afeta a longevidade e o processo de envelhecimento. O currículo do referido curso está constituído de disciplinas obrigatórias, optativas e estágio curricular, contando com a participação de departamentos das Faculdades de Ciências Agronômicas (FCA) e Faculdade de Medicina (FM) de Botucatu. O Curso de Nutrição se propõe a preparar profissional com as qualificações acima apontadas e capazes de responder, com bases técnicas e cientificas, aos desafios do mundo moderno, no que diz respeito à alimentação e nutrição dos indivíduos. Através de avaliações constantes pretende adequar seus alunos as necessidades do mercado. VoltarAvançar

52 Nutrição Histórico Além disso, prepara o Nutricionista Pesquisador. A inserção dos alunos em pesquisa é uma realidade desde o início do Curso. Contribui para isso o fato do Curso estar instalado em um Campus onde também funcionam os Cursos de Agronomia, Engenharia Florestal, Ciências Biológicas, Enfermagem, Medicina, Medicina Veterinária e Zootecnia, onde existem grupos de pesquisa que investigam assuntos realizados a nutrição. A tradição de pesquisa do Instituto, dentro do Curso de Ciências Biológicas, contribui sobremaneira para fortalecer essa característica. Área: Ciências Biológicas Período: Noturno Vagas: 30/anual Duração: 5 anos Total de Créditos: 234 créditos Total de carga horária: horas Titulação: Nutricionista – é aquele cuja responsabilidade é aplicar a CIENCIA DA NUTRIÇÃO para auxiliar as pessoas a selecionar e consumir os alimentos necessários a seu organismo na saúde e na doença, em todo o seu ciclo de vida. Voltar

53 Nutrição Corpo Docente - Adriano Dias - Angela Maria V. de C. Soares - Cesar Martins - Claudio de Oliveira - Daniela Carvalho dos Santos - Deilson Elgui de Oliveira - Fernanda Mani - Flavia Queiroga A. Almeida - Ione Morita - Jose Eduardo Corrente - Joseane Scavrone - Karina Rubia - Lea Silvia Sant`Ana Voltar - Luciene Maura Mascarini Serra - Luiz Carlos Giarola - Marcia Guimaraes da Silva - Maria Isabel Franchi V. Gomes -Mônica Regina Vendrami Amarante - Norka Beatriz Barrueto Gonzalez - Paulo Eduardo Martins Ribolla - Regina Marta Evangelista -Renata Maria G. de Campos Cintra - Roberto Carlos Burini - Rogerio Lopes Vieites - Rui Vieira de Moraes - Sergio Pereira - Silvia Justina Papini-Berto

54 1º ano2º ano3º ano4º ano5º ano 1º Sem (24 créditos) 2º Sem (24 créditos) 1º Sem (24 créditos) 2º Sem (24 créditos) 1º Sem (24 créditos) 2º Sem (24 créditos) 1º Sem (24 créditos) 2º Sem (18 créditos) (48 créditos) Anatomia Humana (8) Genética e Evolução (6) Nutrição Básica (6) Nutrição materno- infantil (6) Nutrição Normal (6) Elementos de Psicologia (4) Nutrição em Saúde Publica (4) Administraçã o em Saúde Publica (4) Citologia/ Embriologi a/ Histologia (8) Fisiologia Humana (10) Patologia Geral (4) Avaliação Nutricional I (3) Tecnologia de Alimentos (8) Patologia da Nutrição (8) Epidemiologia (4) Teoria e Prática da Comunicaçã o (4) Estagio Supervionado (Nutrição em Saúde Publica (16) Bioquímic a (8) Microbiologi a Geral dos Alimentos (6) Bromatologi a (6) Avaliação Nutricional II (3) Bioestatística (4) Elementos de Economia e Administraçã o (4) Dietoterapia I (4) Dietoterapia II (4) Estagio Supervionado (Nutrição em Nutrição Clinica (16) Introdução a Nutrição (2) Sociologia e Desenvolvi/t o da Comunidad e (4) Técnica Dietética (4) Dietética (6) Higiene e Legislação sobre Alimentos (4) Administração dos Serviços de Alimentação I (6) Educação Nutricional (4) Estagio Supervionado (Administração dos Serviços de Alimentação (16) Composiçã o dos Alimentos (2) Parasitologi a (4) Saneamento (4) Ética e Exercício Profissional (2) Imunologia Básica (2) Farmacologi a (4) Nutrição Estrutura Curricular Administração dos Serviços de Alimentação II ( 6 ) Voltar

55 Nutrição Moderadores 1º ano Profa. Dra. Renata M. Galvão de C. Cintra 2º ano Profa. Dra. Mirtes Costa 3º ano Profa. Dra. Norka Beatriz B. Gonzalez 4º ano Profa. Dra. Maria Rita M. de Oliveira 5º ano – A Moderação ficará a cargo da comissão de Estágio Voltar

56 Portaria Didática Voltar Portaria Didática

57 Serviços Voltar Serviço de Atendimento Psicológico Serviço Técnico de Informática Biblioteca Gráfica Assistência Médica

58 Serviço Técnico de Informática Serviço de ; Desenvolvimento de Software; Sala de microcomputadores; Treinamento; Orientação e Suporte à informática; Acesso a rede wireless. Voltar

59 A Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação abriga um acervo e oferece serviços de informação de apoio ás atividades de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas pelas Unidades do Campus de Botucatu: Faculdade de Medicina de Botucatu, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia e Instituto de Biociências de Botucatu. O acervo é, especialmente voltado para as áreas de graduação em Biologia, Enfermagem, Física Médica, Medicina, Medicina Veterinária e Zootecnia, Nutrição, pós- graduação e cursos de aprimoramento e especialização ofertados pelas Unidades locais. Mais informações acesse Voltar Biblioteca

60 Atendimento específico sobre os problemas da vida do estudante (métodos de estudo, desenvolvimento pessoal, gerenciamento do stress), apoio às situações de crise. A QUEM SE DESTINA: Alunos da graduação e Pós-Graduação do Instituto de Biociências AGENDAMENTO: Através do LOCAL DE ATENDIMENTO: SEÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE /LAGEADOINFORMAÇÕES: Seção Técnica de Saúde -FCA fone com Lucia e Lenice PROTEÇÃO DE CONFIDENCIALIDADE: O processo de apoio psicológico é estritamente confidencial PSICÓLOGO RESPONSÁVEL: Ronaldo Tadeu Felitti - CRP-4294 Atendimento de Apoio Psicológico Maiores Informações acesse Voltar Atendimento Psicológico

61 Conheça Botucatu Voltar Histórico Mapa Hotéis Restaurantes Transporte coletivo

62 Uma história fascinante. É o que reúne Botucatu desde o seu surgimento. O nome da cidade vem de Ibytu-katu, que em tupi significa "bons ares". Em 1720 era a designação dada às terras atribuídas em sesmarias no interior paulista. Os mistérios e lendas que ainda envolvem Botucatu datam do período pré-cabralino, quando teria sido ponto de passagem no caminho para o Peabirú, trilha lendária que ligava o litoral atlântico à terras peruanas. O povoamento, de fato, teve inicio entre o Ribeirão Lavapés e a Praça Coronel Moura, onde se concentrava parte da tribo dos índios caiuás. Os primeiros sinais do crescimento vieram em 1830, quando fazendeiros decidiram subir a cuesta e povoar as terras ainda desabitadas. Em 23 de dezembro de 1843 – doação de terras para a criação do Patrimônio da Freguesia de SantAnna de Botucatu, pelo Capitão José Gomes Pinheiro Vellozo, considerada, para efeitos históricos, a data de Fundação de Botucatu. Em 19 de fevereiro de 1846 – criação da Freguesia do Distrito do Cimo da Serra de Botucatu. Em 14 de abril de 1855 – elevação da freguesia à categoria de vila e emancipação político-administrativa. Em 20 de abril de 1866 – criação da comarca de Botucatu. Em 16 de março de 1876 – elevação da vila à categoria de cidade. (Lei nº de 07 de abril de 2003). Mais Informações Acesse:- Botucatu Histórico VoltarBotucatu

63 Botucatu - Mapa Voltar Mais Informações acesse:- Mapas

64 Botucatu – Transporte Público Segunda à Sexta Previsão na São Benedito 07:1008:1009:1010:1011:1012:10 13:1014:1015:1016:1017:1018:25 Previsão no Camelodromo 06:3007:3008:3009:3010:3011:30 12:3013:3014:3015:3016:3017:30 18:3019:3020:3021:3022:30 Saídas da UNESP - Pq. Das Cascatas 07:1008:1009:1010:1011:1012:10 13:1014:1015:1016:1017:1018:10 19:1020:1021:1022:1023:10 Saídas da UNESP - Vl. Dos Lavradores 06:4507:4508:4509:4510:4511:45 12:4513:1013:4514:1014:4515:45 16:4518:1019:10 Sábados, Domingos e Feriados Saídas do Centro 06:3507:3508:3509:3510:3511:35 12:3513:3514:3515:3516:3517:35 18:3519:3520:3521:3522:35 Saídas da UNESP 07:1008:1009:1010:1011:1012:10 13:1014:1015:1016:1017:1018:10 19:1020:1021:1022:1023:1023:40 Horário de Ônibus linha Centro-Unesp Voltar

65 Botucatu - Hotéis Voltar Hotéis

66 Voltar Botucatu - Restaurantes Restaurantes

67 Serviços Voltar

68 Serviços Voltar

69 Mapas Voltar Latitude 22º S Longitude 48º W Unesp – Instituto de Biociência – Botucatu - Coordenadas Geográficas Altitude 966m Google Maps Botucatu I.B.

70 Vídeo Institucional Voltar Vídeo Institucional Caso o Windows Media Player não exiba o vídeo, instale o pacote de CODEC apresentado abaixo CODEC


Carregar ppt "Guia do Estudante Primeiranista Instituto de Biociências de Botucatu A Unesp O Câmpus de Botucatu O Instituto de Biociências Cursos Portaria Didática Serviços."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google