A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Módulo 5.2- Estratégias Gerais

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Módulo 5.2- Estratégias Gerais"— Transcrição da apresentação:

1 Módulo 5.2- Estratégias Gerais
Módulo 5 - Formulação de Estratégias Módulo 5.2- Estratégias Gerais Prof.Wilter Furtado

2 Tipologia das estratégias
Gerais Da alta direção Setores de negócios em que se que operar De Negócios Definir o papel das várias linhas de negócios – recursos destinados Definir como se deve competir no setor escolhido Funcionais São definidas por especialistas das áreas funcionais Ações procedimentos e descrição de tarefas

3 Estratégias Gerais Estratégias gerais, genéricas ou nível empresarial, envolvem a seleção, o desenvolvimento e a tomada de decisões estratégicas, sobre os papeis de todos os fatores destinados ao âmbito geral da organização. Objetiva definir em que setores de negócios a organização deve operar. São formuladas pela alta administração, e projetadas para alcançar os objetivos globais da empresa.

4 Tarefas para a Formulação de
Estratégias Gerais A formulação de Estratégias Organizacionais ou Gerais deve ser desenvolvida através de duas tarefas relacionadas: Formulação e seleção das estratégias gerais ou organizacionais, dentre aquelas que pode adotar (concentração, estabilidade, crescimento, redução ou combinadas). Tomar decisões específicas ou analíticas, a respeito do papel das diversas linhas de negócio da organização, assim como, quantos recursos serão alocados entre eles.

5 Abordagens para a Formulação Análise das Questões Críticas
de Estratégias Análise das Questões Críticas Quais são os propósitos e os objetivos da organização? Para onde está indo? Está atingindo as suas metas ou opera apenas no satisfatório? Que fatores ambientais críticos a organização está enfrentando? O que pode ser feito para atingir os objetivos no futuro (onde quer chegar?)

6 Tipologias de Estratégias Gerais Tipologias de Estratégias Gerais
Estratégia de Concentração Estratégia de Estabilidade De Crescimento De Redução

7 Sinopse das Tipologias Características e objetivos
Estratégia Características e objetivos Concentração Não envolve aquisição. Baseia-se no aproveitamento dos recursos e conhecimentos especializados por todas as empresas do grupo. Estabilidade Não busca crescimento em novos negócios nem nos existentes, quando isso pode comprometer a lucratividade. Visa manter as linhas de negócios que possui. Crescimento interno Melhor aproveitamento dos recursos internos e processos (vendas, produção, finanças etc) Criação de novas empresas Criação de novos negócios

8 Sinopse das Tipologias Características e objetivos
Estratégia Características e objetivos Crescimento Integração Vertical Relacionada - Aquisição de empresas compradoras ou fornecedoras incorporando todas as fases do estágio produtivo e de distribuição; Não Relacionada - Aquisição de empresas compradoras ou fornecedoras, incorporando apenas parte dos estágios. São negócios diferentes Horizontal Aquisição de empresas concorrentes, na mesma linha de negócio.

9 Sinopse das Tipologias Características e objetivos
Estratégia Características e objetivos Crescimento Diversificação É aquela que a organização procura o crescimento através da aquisição de outras empresas em outras indústrias ou linhas de negócio. 1 Quando a empresa adquirida tem produção, tecnologia, produtos, canais de distribuição e / ou mercados similares aos da empresa compradora, a estratégia é chamada de diversificação relacionada ou concentrada. 2 Quando a empresa adquirida é de uma linha de negócios completamente diferente a estratégia é chamada de diversificação não relacionada ou conglomerada.

10 Sinopse das Tipologias Características e objetivos
Estratégia Características e objetivos Crescimento Diversificação Alianças Estratégicas São parcerias em que duas ou mais empresas realizam um projeto específico ou cooperam em determinada área de negócio. Podem ser as Fusões ou as Joint Ventures. Nas fusões uma empresa se une à outra para formar uma nova Organização São também alianças as Joint Ventures, os acordos de franquias /licenciamento, P & D conjuntos, operações conjuntas, etc. Podem ser temporárias.

11 Sinopse das Tipologias Características e objetivos
Estratégia Características e objetivos Redução de Despesas 1 Rotatividade - É usada quando a empresa está funcionando de forma deficiente, mas ainda não alcançou o estado crítico. 2 Desinvestimento – É quando a empresa vende ou faz o spin- off (vendas de ações separadas da unidade) de uma de suas unidades de negócio. 3 Liquidação - É a ultima estratégia de redução de despesas que se deve fazer, porque envolve perdas tanto para os acionistas como para os empregados

12 Estratégia de Concentração

13 Estratégia de Concentração
Não busca crescimento, nem redução. Visa melhor aproveitamento dos recursos. Todas as empresas do grupo, concentram esforços numa linha de negócio, para aproveitar o máximo possível da curva da experiência (conhecimento especializado)

14 Estratégia de Concentração
Características Objetivos 1 Se, aplicada quando a indústria está num mercado de competidores agressivos e que dominam o mercado, a empresa pode ser eliminada, pois não tem outra linha de negócio para recorrer. 2 Se, aplicada em momento de retração das atividades da empresa não terá opções 1 É usada para se obter vantagem competitiva através do conhecimento especializado e eficiente; 2 Para evitar problemas envolvidos na administração de muitos negócios 3 Objetiva também concentrar esforços administrativos – melhoria da produtividade e na inovação – nas empresas existentes para aumentar posições competitivas

15 Estratégia de Estabilidade

16 Estratégia de Estabilidade
Não busca crescimento em novos negócios, nem nos existentes quando isso pode comprometer a lucratividade. Visa manter as linhas de negócios que possui. Quem atua em mais de um setor, procura manter o atual conjunto de empresas.

17 Estratégia de Estabilidade
Características Objetivos 1 A estabilidade é a forma da empresa se manter como líder no mercado fazendo de tudo para manter a (s) sua (s) linha(s) de negócio. 1 Pode ser usada por uma empresa que seja grande e domine seu(s) mercado(s) pode escolher essa estratégia para evitar controles governamentais ou penalidades por monopolizar o setor 2 É usada também quando a empresa achar que, alem de dispendioso, o crescimento também pode ter efeitos prejudiciais à sua lucratividade.

18 Estratégia de Estabilidade
Características Objetivos 2 Por ser de estabilidade não tem a intenção de crescer no mercado através de novos negócios ou em seu próprio negócio se, isso comprometer a sua lucratividade. 3 É usada ainda quando a empresa está num setor de baixo ou sem crescimento, e não tem outras opções viáveis para poder crescer.

19 Estratégia de Crescimento

20 Estratégia de Crescimento
Estratégias de Crescimento Interno Operacional Horizontal Vertical Integração Vertical Integração de Empresas Relacionadas não Relacionadas Integração Horizontal Concorrentes Diversificação Diversificação de Empresas Alianças Fusões Joint Ventures

21 Estratégia de Crescimento Interno

22 Estratégia de Crescimento
Interno - Operacional É quando se busca o crescimento através da melhoria dos próprios recursos e / ou fatores produtivos Características Objetivos 1 Busca o crescimento do negócio sem pensar em aquisições. Busca maior eficiência dos fatores produtivos 2 Os adeptos desta estratégia acreditam que esse crescimento preserva melhor a estrutura organizacional, a eficiência, a qualidade e a sua imagem 1 Objetiva o crescimento das vendas, da capacidade de produção e da força de trabalho, etc. .

23 Estratégia de Crescimento
Interno - Horizontal É quando a organização decide pela criação de novas empresas que operam em negócios relacionados ou não relacionados. Características Objetivos 1 É usada, geralmente, por pequenas empresas dominadas no mercado por um ou por poucos concorrentes 1 Objetiva melhorar ou aumentar os negócios

24 Estratégia de Crescimento
Interno - Vertical É a estratégia em que a organização decide por criar novos negócios, relacionados ou não relacionados, num canal de distribuição. Características Objetivos 1 É quando se cria negócios relacionados ou não relacionados dentro do canal vertical de distribuição da empresa 2 Não aumenta o marke share 1 Visa criar um maior relacionamento entre fornecedor / cliente 2 Visa aumentar maior controle por parte da empresa sobre as relações no canal de distribuição.

25 Estratégia de Crescimento
Integração

26 Estratégias de Crescimento
Integração Vertical – Empresas Relacionadas Integração Vertical de Empresas Relacionadas - É aquela que a organização procura o crescimento através da aquisição de outras empresas, num canal de distribuição comprando empresas Fornecedoras ou Compradoras pela transferência de todos os estágios de atividades.

27 Estratégia de Crescimento
Integração Vertical – Empresas Relacionadas Características Objetivos É quando se funde em um todo funcional os vários estágios de atividades progressivamente (compra empresas fornecedoras), na direção das fontes de suprimento; ou progressivamente (compra de empresas compradoras), na direção dos consumidores finais. Sendo plena, vai desde a matéria-prima até os resultados finais. 1 A integração vertical é usada para obter maior controle sobre a linha de negócio e aumentar os lucros através de maior eficiência ou melhor esforço de vendas. 2 Visa também a transferência ou a partilha de competências ou forças organizacionais.

28 Estratégia de Crescimento
Integração Vertical – Empresas não Relacionadas É aquela que a organização procura o crescimento através da aquisição de outras empresas num canal de distribuição, comprando empresas Fornecedoras ou Compradoras pela transferência apenas de parte dos estágios de atividades. Características Objetivos Quando uma empresa adquire outras que a suprem, ela está praticando a integração inversa. Tal integração tende a adotar melhorias e inovações de empresas externas reduzindo o risco de obsolescência tecnológica.

29 Estratégia de Crescimento
Integração Vertical – Empresas não Relacionadas Características Objetivos As empresas que adquirem outras que estejam mais próximas dos usuários finais do produto (atacadistas e varejistas) pratica a integração direta São aquisições de negócios diferentes. Visa também a transferência ou a partilha de competências ou forças organizacionais.

30 Estratégia de Crescimento
Integração Horizontal – Concorrentes É aquela que a organização procura o crescimento através da aquisição de empresas concorrentes numa mesma linha de negócios. Características Objetivos 1 É usada muito por empresas de pequeno porte, numa indústria dominada por um ou por grandes concorrentes. 2.Um exemplo são as indústrias de refrigerantes e de computadores 1 Quando objetiva aumentar o seu porte, as suas vendas, os lucros, e a participação no mercado. 2 Visa também aumentar o poder de barganha com clientes e fornecedores

31 Estratégia de Crescimento
Integração Horizontal – Concorrentes Características Objetivos 3. Diminuir os custos através da economia de escalas obtida pelo aumento de participação no mesmo. 4. Inibe ou reduz a concorrência

32 Estratégia de Crescimento
Diversificação

33 Estratégia de Crescimento
Diversificação Relacionada e Não Relacionada É aquela que a organização procura o crescimento através da aquisição de outras empresas em outras indústrias ou linhas de negócio. Características Objetivos 1 Quando a empresa adquirida tem produção tecnologia, produtos, canais de distribuição e / ou mercados similares aos da empresa compradora, a estratégia é chamada de diversificação relacionada ou concentrada. 1 Neste caso a estratégia é utilizada quando a organização pode adquirir maior eficiência ou impacto no mercado através de recursos compartilhados.

34 Estratégia de Crescimento
Diversificação Relacionada e Não Relacionada Características Objetivos 2 Quando a empresa adquirida é de uma linha de negócios completamente diferente a estratégia é chamada de diversificação não relacionada ou conglomerada. 2 Empresas em indústrias de crescimento lento podem adquirir empresas em indústrias de crescimento rápido para aumentar a sua taxa de crescimento global. 3 Visa administrar estrategicamente empresas relacionadas e criar sinergia e valor. A orientação é estratégica.

35 Estratégia de Crescimento
Diversificação Relacionada e Não Relacionada Características Objetivos É a união das competências essenciais (semelhantes ou complementares) – (maiores forças) (recursos humanos, organizacionais e físicos atuais ou potenciais – operações, tecnologia superior, P & D, marketing, etc ). 4 Empresas com excesso de caixa freqüentemente descobrem investimentos em outra indústria (especialmente uma em rápido crescimento) é uma estratégia lucrativa 5 Pode ser usada ainda para diluir seus riscos em diversas indústrias.

36 Estratégia de Crescimento
Diversificação Relacionada e Não Relacionada Características Objetivos A empresa adquirente pode ter uma administração talentosa, recursos financeiros e técnicos ou conhecimentos de mercado que podem ser aplicados em outra empresa fraca de outro ramo industrial na esperança de torná-la altamente lucrativa. 6 Objetiva maior eficiência ou impacto no mercado pelo uso de Recursos compartilhados ou transferidos. O intuito é resolver questões de investimentos financeiros, isto é, a orientação é financeira.

37 Estratégia de Crescimento
Diversificação Alianças Estratégicas (Fusões e Joint Venture) Alianças estratégicas – São parcerias em que duas ou mais empresas realizam um projeto específico ou cooperam em determinada área de negócio. Podem ser as Fusões ou as Joint Ventures. Características Objetivos 1 Nas fusões uma empresa se une à outra para formar uma nova Organização. Geralmente são empresas do mesmo porte que combinam-se e em uma empresa através de permuta de ações ou dinheiro. 1 O escopo da fusão é partilhar e transferir recursos e ganhar força competitiva, isto é, para tirar vantagens da sinergia (maior eficácia e eficiência). 2 Em ambos os casos busca-se partilhar custos, riscos e benefícios de explorar e arriscar novas oportunidades de negócios.

38 Estratégia de Crescimento
Diversificação Alianças Estratégicas (Fusões e Joint Venture) Características Objetivos 2 São também alianças as Joint Ventures, os acordos de franquias / licenciamento, P & D conjuntos, operações conjuntas, etc. Podem ser temporárias. 3 Em ambos os casos busca-se partilhar custos, riscos e benefícios de explorar e arriscar novas oportunidades de negócios. 4 As alianças geralmente são feitas por motivos políticos, econômicos e / ou tecnológicos.

39 Estratégia de Crescimento
Diversificação Alianças Estratégicas (Fusões e Joint Venture) Características Objetivos 3 Na Joint Venture uma organização trabalha com outra num projeto muito grande para ser controlado somente por ela, tal como alguns elementos de programas espaciais. Cria uma nova organização preservando as duas. 4 São também Joint Ventures organizações de diferentes países que se unem para trabalharem juntas em um projeto. 4 Ainda no caso da Joint Venture empresas de diferentes países para contornar barreiras comerciais no mercado internacional ou compartilha recursos mais eficientemente.

40 Estratégia de Redução

41 Estratégia de Redução Estratégias de Redução – Rotatividade (Turnaround) É aplicada quando o desempenho do negócio ou das unidades de negócio é abaixo do esperado, ou quando a sobrevivência da empresa está em jogo . São 3 os tipos básicos de redução de despesas: rotatividade, desinvestimento e liquidação

42 Estratégias de Redução
Estratégias de Redução – Rotatividade (Turnaround) Características Objetivos 1 Rotatividade – É usada quando a empresa está funcionando de forma deficiente, mas ainda não alcançou o estado crítico. Se tal estratégia der certo a organização pode se concentrar nas estratégias de crescimento. Neste caso é a reviravolta (turnaround), 1 O Propósito dar reviravolta é tornar a empresa mais enxuta e eficaz, eliminando os recursos não lucrativos, reduzindo ativos, a força de trabalho, cortando custos de distribuição, reconsiderando as linhas de produtos e os grupos de clientes. É caracterizada pelo aumento da rotatividades dos fatores.

43 Estratégia de Redução Características Objetivos
Estratégias de Redução – Desinvestimento Características Objetivos 2 Desinvestimento – É quando a empresa vende ou faz o spin-off (vendas de ações separadas da unidade) de uma de suas unidades de negócio – quando ela não é tão eficiente quanto as alternativas de mercado ou quando sua interdependência em relação às outras não é sinérgica Desinvestimento – É usada para Estancar um negócio de desempenho é fraco que está sugando recursos das Unidades lucrativas. É também usada para melhorar a posição financeira da empresa.

44 Estratégia de Redução Características Objetivos
Estratégias de Redução – Liquidação Características Objetivos 3 Liquidação – É a ultima estratégia de redução de despesas que se deve fazer porque envolve perdas tanto para os acionistas como para os empregados. Entretanto, numa organização com diversos negócios, a perda de um deles provoca menor impacto do que teria se tivesse um negócio único. É quando os negócios são encerrados e os ativos vendidos 3. A liquidação é usada para estancar os gargalos de ineficiência e desvio de recursos através de um negócio ou unidade.

45 Estratégias Combinadas

46 Estratégias Combinadas
As grandes organizações e de negócios diversificados usam muito de várias estratégias combinadas. É quando combina duas ou mais estratégias diferentes. Ex: Crescimento de um negócio, e estabilidade de outro.

47 Estratégias Combinadas
Características Objetivos Um exemplo é quando a organização quer crescer através da aquisição de novos negócios e ao mesmo tempo resolve adotar a estabilidade para alguns negócios já existentes e descapitalizar-se em outros. O objetivo é atingir os objetivos organizacionais plenos, o que é muito difícil em empresas grandes e diversificadas. A dificuldade está em coordenar as diferentes estratégias no sentido de atingir aqueles objetivos. Os modelos de Carteira de Negócios são projetados para ajudar a lidar com esse problema.

48 Bibliografia BÁSICA BARNEY, Jay B.; HESTERLY, William S. Administração estratégica e vantagem competitiva. São Paulo: Pearson, 2007. CERTO, Samuel C; et al. Administração Estratégica; Planejamento e Implantação da Estratégia. 2ª Ed. São Paulo, Pearson, 2005, 512 p PORTER, Michel E. Estratégias Competitivas; Técnicas para Análise de Indústrias e da Concorrência. 16 ª Rio de Janeiro, Campus, 1997 WRIGHT, Peter; KROLL, J. Mark; PARNELL John. Administração Estratégica; Conceitos. São Paulo, Atlas, 2000 COMPLEMENTAR CHIAVENATO, Idalberto. Empreendedorismo. Dando asas ao espírito empreendedor. São Paulo: Saraiva, 2004. DORNELAS, J. C. A . Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. Rio de Janeiro: Campus, 2001 FERNANDES, Bruno Henrique Rocha; BERTON, Luiz Hamilton. Administração Estratégica. Da Competência Empreendedora à avaliação de desempenho. São Paulo. Saraiva, 2009 GARCIA, Luiz Fernando. Gente que faz. São Paulo: Gente, 2006. GHEMAWAT, Pankaj. A Estratégia e o cenário dos negócios: texto e casos. Porto Alegre: Bookman, 2000. GONÇALVES, Carlos Alberto; GONÇALVES FILHO, Cid; NETO, Mário Teixeira Reis. Estratégia Empresarial: O desafio das organizações. 1ª ed. São Paulo, Saraiva p HAMEL, G. Deflagrando a revolução. In: ______. Liderando a revolução. 3. ed. Rio de Janeiro: Campus, cap. 3. p HARWARD, B.S. Empreendedorismo e estratégia. Rio de Janeiro:Campus,2002 HITT, Michael; IRELAND, R. Duane; HOSKISSON, Robert e. Administração estratégica. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002 KIM, W. Cham e MAUBORGNE, Renée. A Estratégia do oceano azul. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. MAXIMIANO. Antonio Cesar Amaru. Administração para empreendedores. São Paulo. Perason Prentice Hall MINTZBERG, Hnery et al. O processo da estratégia: conceitos, contextos e casos selecionados. Porto Alegre: Bookman, 2006. MINTZBERG, Henry; QUINN, James Brian. O processo da Estratégia. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.


Carregar ppt "Módulo 5.2- Estratégias Gerais"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google