A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BOTÂNICA HISTÓRIA DA BOTÂNICA. Botânica:deriva do adjetivo grego βοτανικ ς, "que se refere às plantas".

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BOTÂNICA HISTÓRIA DA BOTÂNICA. Botânica:deriva do adjetivo grego βοτανικ ς, "que se refere às plantas"."— Transcrição da apresentação:

1 BOTÂNICA HISTÓRIA DA BOTÂNICA

2 Botânica:deriva do adjetivo grego βοτανικ ς, "que se refere às plantas".

3 Histórico Conhecimentos biológicos empíricos datam da época pré-histórica. Conhecimentos biológicos empíricos datam da época pré-histórica.

4 Desde a mais alta antiguidade já se Desde a mais alta antiguidade já se conhecia a importância das plantas para o homem. conhecia a importância das plantas para o homem. Fonte de alimentos; Fonte de alimentos; Remédios; Remédios;

5 Primeiros Registros da Botânica A botânica como ciência teve origem no antigo mundo Grego-Romano A botânica como ciência teve origem no antigo mundo Grego-Romano Entre os gregos, as mais antigas observações referentes às plantas podem ser encontradas nos poemas homéricos, em Hesíodo e em alguns fragmentos do filósofo pré-socrático Empédocles de Acragás (-492/-432). Entre os gregos, as mais antigas observações referentes às plantas podem ser encontradas nos poemas homéricos, em Hesíodo e em alguns fragmentos do filósofo pré-socrático Empédocles de Acragás (-492/-432).

6 As primeiras referências "científicas" importantes às plantas estão na coleção hipocrática: perto de trezentos remédios preparados com plantas são mencionados em diversos tratados. Em um deles, Da Natureza da Criança, a germinação das sementes, crescimento das plantas e até mesmo alguns aspectos da fisiologia vegetal foram abordados. estão na coleção hipocrática: perto de trezentos remédios preparados com plantas são mencionados em diversos tratados. Em um deles, Da Natureza da Criança, a germinação das sementes, crescimento das plantas e até mesmo alguns aspectos da fisiologia vegetal foram abordados.coleção hipocráticacoleção hipocrática

7 Aristóteles (-384/-322) fez algumas menções às plantas, especialmente para compará-las com os animais Aristóteles (-384/-322) fez algumas menções às plantas, especialmente para compará-las com os animais Dividiu as plantas em 2 grupos Dividiu as plantas em 2 grupos plantas com flores e plantas com flores e plantas sem flores plantas sem flores

8 mas foi seu discípulo Teofrasto (-371/- 287) quem escreveu os mais extensos e influentes tratados de botânica da Antigüidade. mas foi seu discípulo Teofrasto (-371/- 287) quem escreveu os mais extensos e influentes tratados de botânica da Antigüidade. Foi chamado o ¨ Pai da Foi chamado o ¨ Pai da Botânica¨ Botânica¨

9 O filósofo Teofrasto ("o que tem eloqüência divina) foi o único botânico que a Antigüidade conheceu. O filósofo Teofrasto ("o que tem eloqüência divina) foi o único botânico que a Antigüidade conheceu.

10 Textos sobreviventes Investigações sobre as Plantas (em nove livros, datado de -314) e Investigações sobre as Plantas (em nove livros, datado de -314) e Causas do Crescimento das Plantas (em seis livros), chegaram completos até nós. Causas do Crescimento das Plantas (em seis livros), chegaram completos até nós.

11 Investigações sobre as Plantas Investigações sobre as Plantas (composta por nove livros ), são descritas cerca de 480 espécies; alguns nomes, como Crataegus, Daucus, Asparagus, Narcissus são usados até hoje. (composta por nove livros ), são descritas cerca de 480 espécies; alguns nomes, como Crataegus, Daucus, Asparagus, Narcissus são usados até hoje.

12 O Crataegus tem ação como: cardiotônico, vasodilatador coronário hipotensivo. É indicado para: falhas cardíacas, fraqueza do miocárdio, hipertensão, arteriosclerose, e taquicárdia paroxística. O Crataegus tem ação como: cardiotônico, vasodilatador coronário hipotensivo. É indicado para: falhas cardíacas, fraqueza do miocárdio, hipertensão, arteriosclerose, e taquicárdia paroxística.

13 Indicação: diurético, vermífugo, auxilia a visão no escuro (vitamina A). Eficiente contra crescimento retardado em crianças, resistência contra as infecções. Contra transtornos oculares, bom para gestantes e durante a amamentação. Para transtornos na pele, má formação das unhas, cabelo opaco, quebradiço ou seco, dores no peito, insônia, depressão, perda de olfato, defesa insuficiente contra as infecções na mucosa das vias respiratórias (bronquite), transtornos gastrintestinal e hepático, tendência para a formação de cálculos e funcionamento excessivo da tireóide. Indicação: diurético, vermífugo, auxilia a visão no escuro (vitamina A). Eficiente contra crescimento retardado em crianças, resistência contra as infecções. Contra transtornos oculares, bom para gestantes e durante a amamentação. Para transtornos na pele, má formação das unhas, cabelo opaco, quebradiço ou seco, dores no peito, insônia, depressão, perda de olfato, defesa insuficiente contra as infecções na mucosa das vias respiratórias (bronquite), transtornos gastrintestinal e hepático, tendência para a formação de cálculos e funcionamento excessivo da tireóide.

14 Estabeleceu uma classificação, embora muito artificial teve grande difusão e é considerada a primeira classificação botânica (árvores, arbustos, sub-arbustos e herbacéas) Estabeleceu uma classificação, embora muito artificial teve grande difusão e é considerada a primeira classificação botânica (árvores, arbustos, sub-arbustos e herbacéas)

15 Nome científico: Senna multijuga Nome popular: Canafístula, Aleluia. Família: Leguminosae-Caesalpinoideae. Origem e ocorrência: Brasil,em várias regiões,especialmente no Sul. Existe a espécie Senna spectabillis, muito semelhante, que ocorre no Nordeste do país. Porte: Altura de 6 a 10m, tronco de 30 a 40cm de diâmetro.Folhas compostas de 20 a 40 pares de folíolos (pequenas folhas) arredondadas na extremidade na espécie multijuga e pontiagudas na extremidade na espécie spectabillis. Características: Floresce entre Dezembro e Abril, em cachos de pequenas flores amarelas. Perde as folhas no inverno e quando floresce está em folhas novamente. Desenvolve-se a pleno sol. Os frutos em favas amadurecem entre Abril e Junho. A árvore é extremamente ornamental e pode ser utilizada isolada ou em grupo Árvore

16 Arbusto Nome científico:Euphorbia pulcherrima Nome popular: Bico de papagaio. Família: Euphorbiaceae Origem: México Porte: 2 a 4 metros. Flores: outono-inverno ocorre a formação de brácteas (folhas modificadas) muito exuberantes. As flores mesmo são pequenas e de beleza secundária. Cores das brácteas: vermelha, creme, rosa ou branca. Características: Arbusto semi-lenhoso para formação de renques ou planta isolada. Quando podadas formam ramagem mais compacta. Quando comprada em vasos deve ser levada ao jardim após a floração para seu desenvolvimento. É planta de sol pleno e bem aclimatada ao sul do país. Propagação: por estacas preparadas ao fim do inverno.

17 Cheflera-pequena (arbusto) Nome científico:Schefflera arboricola 'Variegata' Nome popular: Cheflera-pequena. Família: Euphorbiaceae Origem: Taiwan. Porte: 3 a 5 metros. Flores: inflorescências nas cores branco-creme na primavera-verão. Frutos alaranjados em ramos que atraem pássaros. Características: Arbusto semi-lenhoso para formação de renques ou planta isolada. É muito usada em vasos em ambientes internos à meia-sombra. Existe a espécie em folhas verdes sem variegação, que pode ser cultivada também a pleno-sol. Propagação: por estacas e por sementes.

18 Nome científico: Impatiens hawkeri Nome popular: Beijo pintado Família: Balsaminaceae Origem: Ilhas dos mares do Sul. Porte: 30 a 50 cm de altura. Flores: Quase o ano todo. Características: Herbácea perene de florescimento intenso à meia-sombra. Necessita proteção contra vento. Pode ser cultivada em jardineiras ou em canteiros, em grupos ou bordaduras. Manter a terra sempre úmida. Prefere clima quente e úmido. Propagação: Por sementes. Herbácea

19 Ele levava em conta, além da forma externa e outras características estruturais, o caráter anual, bianual e perene de algumas espécies de ervas. Ele levava em conta, além da forma externa e outras características estruturais, o caráter anual, bianual e perene de algumas espécies de ervas. Introduziu a aclimatação de plantas Introduziu a aclimatação de plantas

20 Causas do Crescimento das Plantas Causas do Crescimento das Plantas Aparecem : Aparecem : os conceitos de hipogenia, perigenia e epigenia; os conceitos de hipogenia, perigenia e epigenia; diferenças entre monocotiledoneas e dicotiledoneas; diferenças entre monocotiledoneas e dicotiledoneas; lista descritiva de plantas medicinais lista descritiva de plantas medicinais

21 Descreveu as primeiras diferenças entre os tecidos vegetais e Descreveu as primeiras diferenças entre os tecidos vegetais e Desenvolveu as idéias básicas sobre vários tipos de reprodução sexuada e assexuada em plantas. Desenvolveu as idéias básicas sobre vários tipos de reprodução sexuada e assexuada em plantas.

22 Romanos Demonstram ser um povo mais prático Demonstram ser um povo mais prático Levando ao desenvolvimento a agricultura e a horticultura Levando ao desenvolvimento a agricultura e a horticultura Para superar as estações frias, cultivavam diversas espécies sob a proteção de vidros Para superar as estações frias, cultivavam diversas espécies sob a proteção de vidros

23 Dioscorides (40-90 D.C) é o autor mais conhecido dos romanos Dioscorides (40-90 D.C) é o autor mais conhecido dos romanos Considerado uma autoridade na farmacologia Considerado uma autoridade na farmacologia Seus trabalhos eram ilustrados e representavam as suas observações Seus trabalhos eram ilustrados e representavam as suas observações

24 Sua obra De Materia Medica, descreve mais de 600 plantas com suas propriedades medicinais e com algumas descrições botânicas Sua obra De Materia Medica, descreve mais de 600 plantas com suas propriedades medicinais e com algumas descrições botânicas Descreveu raízes, caules, folhas e algumas flores Descreveu raízes, caules, folhas e algumas flores Autor do primeiro Herbário Autor do primeiro Herbário ilustrado ilustrado

25 Plinius Secundus (23-79 D.C), contemporâneo de Plinius Secundus (23-79 D.C), contemporâneo de Dioscorides Dioscorides Publicou História Natural uma enciclopédia composta de 37 livros, dos quais 16 eram dedicados às plantas. Publicou História Natural uma enciclopédia composta de 37 livros, dos quais 16 eram dedicados às plantas.

26 Abordou as plantas apenas do ponto de vista utilitário Abordou as plantas apenas do ponto de vista utilitário Descreveu as árvores, as culturas agrícolas, as plantas ornamentais e por fim as silvestres Descreveu as árvores, as culturas agrícolas, as plantas ornamentais e por fim as silvestres

27 Os estudos de Teofrasto só foi ultrapassado à trezentos anos pelos trabalhos do sueco Carl von Linné (1707/1778). Os estudos de Teofrasto só foi ultrapassado à trezentos anos pelos trabalhos do sueco Carl von Linné (1707/1778).

28 Botânica no século 17 e 18:Bases da sistemática Ray Jungius Lineu Ray Jungius Lineu

29 Carl Linné nasceu em 1707, na Suécia Carl Linné nasceu em 1707, na Suécia Filho e Neto de pastor Luterano Filho e Neto de pastor Luterano 1727 entrou no curso de medicina 1727 entrou no curso de medicina Organizou expedições botânica entre , Organizou expedições botânica entre , Publicou a primeira edição do Sistema de classificação Systema naturale Publicou a primeira edição do Sistema de classificação Systema naturale 1741 ganhou uma bolsa de estudo foi para Uppsala, restaurando o jardim botânico 1741 ganhou uma bolsa de estudo foi para Uppsala, restaurando o jardim botânico 1778 morreu e no mesmo ano foi fundada a Linnean Society 1778 morreu e no mesmo ano foi fundada a Linnean Society Carl Linné

30 Importância de Lineu para a Botânica Criou um catálogo de plantas dando-lhes dois nomes: Criou um catálogo de plantas dando-lhes dois nomes: o primeiro representando o gênero; o primeiro representando o gênero; o segundo representando a espécie; o segundo representando a espécie; utilizando o latim como idioma. utilizando o latim como idioma.

31 FIM


Carregar ppt "BOTÂNICA HISTÓRIA DA BOTÂNICA. Botânica:deriva do adjetivo grego βοτανικ ς, "que se refere às plantas"."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google