A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 DA INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS NO MUNDO CORPORAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 DA INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS NO MUNDO CORPORAL."— Transcrição da apresentação:

1 1 DA INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS NO MUNDO CORPORAL

2 2 PENETRAÇÃO E INFLUÊNCIA NOS PENSAMENTOS E ATOS Dissimular?! Impossível. (457) De ordinário, são eles que nos dirigem (459) Mistura de pensamentos faz parte da vida (460) Fosse interessante a distinção e deus nos daria meios para fazê-la. (461 e 462) Compete-nos distinguir o bem do mal (464) Praticar o bem e confiar em Deus repelem influências dos Espíritos Inferiores (469) Os Espíritos que procuram atrair-nos para o mal aproveitam as circunstâncias, mas também as criam (472)

3 3 POSSESSOS. CONVULSIONÁRIOS O Espírito não entra no corpo do encarnado; identifica-se com ele por afinidade de defeitos, a fim de agirem em conjunto (473) A dependência do encarnado pode chegar ao ponto da paralisia de sua vontade (474) Um homem de bem, apelando aos bons Espíritos, pode fazer cessar a sujeição se o subjugado lhe prestar o seu concurso (476) Deus assiste os que obram, não os que se limitam a pedir (479) Os Espíritos tem um papel muito importante nos fenômenos vistos nos convulsionários, bem como o magnetismo, que é sua causa originária (481)

4 4 AFEIÇÃO A PESSOAS. ANJOS DE GUARDA, ESPÍRITOS PROTETORES, FAMILIARES OU SIMPÁTICOS Egoísmo e dureza de coração nos afeiçoados são os males que mais os afligem (487) O protetor pertence a uma ordem elevada; sua missão é como a de um pai. (491) Afasta-se do protegido quando seus conselhos são inúteis, sem abandoná-lo (495) Deixa o protegido transviar-se não por não poder lutar contra os Espíritos malévolos, mas porque não o quer (498) Tivéssemos proteção mais ostensiva e não progrediríamos (501) Individualidades coletivas e atividades especiais têm seus protetores (519 e 521)

5 5 É um conselho íntimo e oculto, ou intuição da escolha das provas, ou voz do instinto ou voz da consciência (522) Pode ser lembrança conservada do que se sabia antes da reencarnação. Idéia inata (221) Manifestam-se nos sonhos como visão do futuro ou do que ocorre em outro lugar (404) Muito amiúde o homem pressente seu fim, ou que não morrerá diante de um perigo (857) MÉDIUNS DE PRESSENTIMENTOS: Variedades de médiuns inspirados (LM 184) Intuição vaga de coisas futuras (LM 190) PRESSENTIMENTOS

6 6 INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS NOS ACONTECIMENTOS DA VIDA Os Espíritos têm ação direta sobre o cumprimento das coisas, atuando na matéria, nunca fora das leis naturais (525) O que Deus quer se cumpre, a despeito das ações dos que querem o contrário (529) Espíritos levianos comprazem-se em causar aborrecimentos que representam provas destinadas a exercitar nossa paciência (530) Os Espíritos podem afastar de certas pessoas os males e favorecê-las com a prosperidade, não de todo porquanto há males que são decretos da providência (522)

7 7 AÇÃO DOS ESPÍRITOS NOS FENÔMENOS DA NATUREZA Esses fenômenos, na maioria dos casos, têm por motivo único restabelecer o equilíbrio e a harmonia das forças físicas da natureza (536) Os Espíritos, enquanto se ensaiam para a vida, antes que tenham plena consciência de seus atos e o livre arbítrio, atuam como agentes inconscientes, primeiro nas coisas do mundo material, depois nas do mundo moral. É assim que tudo se encadeia desde o átomo primitivo até o arcanjo que também começou por ser átomo (540)

8 8 OS ESPÍRITOS DURANTE OS COMBATES Há os que, assistindo os combates, estimulam a coragem dos combatentes (541) Há os que tomam partido sem se importarem de que lado está a justiça (542) Há os que influenciam nos planos táticos (543) Entre os que sucumbem, alguns continuam interessados no combate enquanto outros se afastam (546) Raras são as mortes instantâneas. É comum o Espírito cujo corpo acaba de ser ferido mortalmente não ter consciência imediata desse fato (548)

9 9 PACTOS Não há pactos. Há naturezas más que simpatizam com maus Espíritos (...). Alimentar intenção de fazer o mal os atrai, ficando-se obrigado a servi-los (549) Aquele que pede auxílio a Espíritos para deles obter riqueza ou favor rebela-se contra a providência. (...) E se coloca na dependência dos espíritos impuros. Estabelece-se, assim, tacitamente um pacto que leva o delinqüente à perda, mas que lhe será fácil romper, se o quiser firmemente (550)

10 10 PODER OCULTO. TALISMÃS. FEITICEIROS Deus não consente ao homem mau, com auxílio de um mau espírito, fazer mal ao próximo (551) Algumas pessoas com grande força magnética podem dela fazer mau uso se forem maus seus Espíritos. Nesse caso, podem ser secundados por outros Espíritos maus (552) Fórmulas, nos de boa-fé, são ridículas; nos tratantes e charlatães, fazem parte do ofício (553) Feiticeiros são pessoas que, quando de boa-fé, tendo certas faculdades (a exemplo da força magnética e dupla vista), e fazendo coisas incompreensíveis são tidas por dotadas de poder sobrenatural (555)

11 11 PODER OCULTO. TALISMÃS. FEITICEIROS (Continuação) O Espiritismo e o Magnetismo nos dão a chave de uma imensidade de fenômenos sobre os quais a ignorância teceu um sem-número de fábulas, de fatos exagerados pela imaginação. O conhecimento lúcido dessas duas ciências, que, a bem dizer, formam uma única, mostrando a realidade das coisas e suas verdadeiras causas, constitui o melhor preservativo contra idéias supersticiosas... (Nota de kardec à questão 555)

12 12 BENÇÃOS E MALDIÇÕES Deus não escuta a maldição injusta (...) que pode exercer influência momentânea, mesmo sobre a matéria. Tal influência, porém, só se verifica por vontade de Deus como aumento de prova para aquele que é dela objeto. Por sua vez, a proteção da bênção não acoberta senão o que a merece (557)


Carregar ppt "1 DA INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS NO MUNDO CORPORAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google