A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RELACIONAMENTO: A IMPORTÃNCIA DA GESTÃO. No âmbito dos negócios estes são alguns dos Fatores da Crise que não vão Desaparecer Turbulência econômica e.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RELACIONAMENTO: A IMPORTÃNCIA DA GESTÃO. No âmbito dos negócios estes são alguns dos Fatores da Crise que não vão Desaparecer Turbulência econômica e."— Transcrição da apresentação:

1 RELACIONAMENTO: A IMPORTÃNCIA DA GESTÃO

2 No âmbito dos negócios estes são alguns dos Fatores da Crise que não vão Desaparecer Turbulência econômica e política Ingovernabilidade dos países Desintegração social Insustentável consumo de recursos Deterioração do meio ambiente Interdependência acelerada dos mercados devido à globalização Crescente incerteza

3 No ambiente de hoje NADA é Constante nem Previsível... Nada é Constante Nem crescimento de mercado Nem demanda dos clientes Nem ciclo de vida dos produtos e/ou serviços Nem taxa de mudança tecnológica Nem natureza da concorrência

4 A Crise se converteu numa Variável da Vida Cotidiana Mudança acelerada Adaptação rápida Crise Crescimento Desaparecimento

5 Quatro Grandes Forças Separadas e em Combinação estão impulsionando as Companhias a penetrar territórios aterradoramente ignorados 1. OS CLIENTES ASSUMEM O COMANDO Hoje os clientes dizem aos fornecedores o que eles querem, quando querem e quanto querem pagar

6 2. AS COMPETÊNCIAS SE INTENSIFICAM Os eficientes despacham os inferiores pelo preço mais baixo. A qualidade mais alta e o melhor serviço, logo se convertem na norma de todos.

7 3. A MUDANÇA É CONSTANTE As mudanças acontecem em geral e permanentemente, é o normal. Mas, o ritmo das mudanças tem acelerado.

8 4. A COMPLEXIDADE. O mundo em que vivemos é hoje mais complexo que nunca. Hoje até o tráfego é mais complexo.

9 Os Quatro Ces Os Quatro Ces - Cliente, Competência, Câmbio (Mudanças) e Complexidade – tem criado um novo mundo para os negócios, e Cada dia se torna mais evidente que as organizacões desenhadas para funcionar em um ambiente não estão mudando nem tão rápido nem tão suficientemente para funcionar em um novo ambiente As velhas maneiras de fazer negócio já não funcionam

10 O grave é que estamos entrando no Século XXI com Companhias desenhadas no Século XIX para funcionar no Século XX SECULO XXI

11 Contrastes entre as Companhias Atuais e as Companhias Dinâmicas do Século XXI Companhias Atuais CaracterísticasCompanhias Dinâmicas do Século XXI HierárquicaEstruturaPor redes de relacionamento AutosuficienteEstruturaInterdependente SegurançaExpectativas dos Trabalhadores Desenvolve o Crescimento Pessoal AutocráticoLiderançaInspiracional HomogêneaForça TrabalhistaCulturalmente Diversa IndividualTrabalhoPor Equipes DomésticoMercadoGlobal CONTRASTES

12 Contrastes entre as Companhias Atuais e as Companhias Dinâmicas do Século XXI CONTRASTES Companhias Atuais CaracterísticasCompanhias Dinâmicas do Século XXI CustoVantagemTempo UtilidadesEnfoqueClientes CapitalRecursoInformação Junta de DiretoresGerenciamentoParticipativo Desde que dentro do orcamento QualidadeSem Limites

13 As Novas Tarefas do Líder 1.- Estabelecer Relacionamentos 2.- Detectar Necessidades 3.- Utilizar Conhecimentos e Vivências

14 Fatores para um Clima de Cooperação Um clima onde subordinados e líderes se sintam: 1.- Valorizados, aceitos 2.- Escutados e compreendidos 3.- Respeitados como pessoas honestas 4.- Convidados a participar, retribuir 5.- Livres de medo e intimidação 6.- Livres para expressar idéias e 7.- Senhores da própria vida

15 Visão Habilidades Incentivos Relaciona- mento Plano de Ação Relaciona- mento ? ? ? ? Visão HabilidadesIncentivos Relaciona -mento Plano de Ação ? MUDANÇA CONFUSÃO ANSIEDADE GRADUAL- SEM MUDANÇA FRUSTRAÇÃO FALSOS COMEÇOS Mudança

16 Plano de Comunicação para Melhores Resultados

17 Quem é o Influenciador (Stakeholder)? Um Influenciador (Stakeholder) é: Qualquer indivíduo, grupo ou organizacão cujos interesses são afetados pelas mudanças ou cujas atividades afetam fortemente as mudanças O Alguém que possui informacão, recursos ou experiência necessária para a implementacão da mudança

18 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. O Conceito da Aceitação TODAS AS CONDUTAS POSSÍVEIS DE SEU colega TODAS AS CONDUTAS POSSÍVEIS DE SEU colega Todas as condutas possíveis de seu colega - tudo o que pode dizer ou fazer – estará representada em um retângulo que chamaremos A Janela da Conduta

19 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. Obviamente, algumas de suas condutas você aceita e outras não. Condutas inaceitáveis Condutas inaceitáveis Condutas aceitas Condutas aceitas

20 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. Um líder relativamente aceitador Condutas inaceitáveis Condutas inaceitáveis Condutas aceitas Condutas aceitas

21 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. Um líder relativamente pouco aceitador Condutas inaceitáveis Condutas inaceitáveis Condutas aceitas Condutas aceitas

22 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. Um líder que em um determinado momento se sente enérgico, saudável e feliz consigo mesmo, possivelmente possa sentir que aceita a maioria da conduta de seu colega Condutas inaceitáveis Condutas inaceitáveis Condutas aceitas Condutas aceitas

23 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. Quando o líder se sente morto de cansaço pela falta de sono, ou por dores de cabeça, ou está aborrescido consigo mesmo, ficará ainda mais irritado com a maioria das coisas que seu colega faça. Condutas inaceitáveis Condutas inaceitáveis Condutas aceitas Condutas aceitas

24 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. Os Líderes Podem e Serão Inconsistentes Os Líderes Podem e Serão Inconsistentes Como se faz quando os sentimentos mudam de um dia para o outro, de colega para colega, de situação para situação? Condutas inaceitáveis Condutas inaceitáveis Condutas aceitas Condutas aceitas

25 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. Falsa Aceitação Falsa Aceitação Alguns Líderes fingem que aceitam a maioria das Condutas de seu colega, estão atuando o papel de ser bons Líderes. Isto significa que uma parte de sua aceitação é falsa inaceitáveis Falsa aceitação aceitas

26 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. Quem tem o Problema? Quem tem o Problema? Um conceito importante neste modelo é o princípio do dono do problema. Os Líderes caem na cilada de assumir a responsabilidade de resolver os problemas que pertencem a seus colegas, ao invés de incentivá-los a resolverem seus próprios problemas.

27 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. Quem tem o Problema? Quem tem o Problema? SEM PROBLEMA Condutas inaceitáveis Condutas inaceitáveis Condutas aceitas Condutas aceitas O colega tem o problema Os Líderes tem o problema

28 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. O colega tem o problema O colega tem o problema Habilidade escutar Quando os colegas tem seus próprios problemas é quando os Líderes brincam e assumem a responsabilidade de resolver os problemas.

29 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. Os Líderes tem o problema Os Líderes tem o problema Habilidade de confrontação Quando a conduta do colega causa um problema aos Líderes, deve-se usar uma série diferente de habilidades. Quando o colega está interferindo com os direitos dos Líderes ou está fazendo algo que evita que os Líderes preencham suas necessidades, os Líderes tem o problema.

30 Os Líderes são Pessoas, Não Deuses L. E. T. Concluindo, tudo se resume nos dois gráficos seguintes: Os Líderes tem o problema Os Líderes tem o problema AREA PRODUTIVA O colega tem o problema O colega tem o problema Os Líderes tem o problema Os Líderes tem o problema AREA PRODUTIVA Condutas inaceitáveis Condutas inaceitáveis


Carregar ppt "RELACIONAMENTO: A IMPORTÃNCIA DA GESTÃO. No âmbito dos negócios estes são alguns dos Fatores da Crise que não vão Desaparecer Turbulência econômica e."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google