A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MONITORAMENTO DA REDE CEGONHA REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MONITORAMENTO DA REDE CEGONHA REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR."— Transcrição da apresentação:

1 MONITORAMENTO DA REDE CEGONHA REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR

2

3 REDE CEGONHA Portaria nº 1.459, de 24 de junho de Institui, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS - a Rede Cegonha. São objetivos da Rede Cegonha: I - fomentar a implementação de novo modelo de atenção à saúde da mulher e à saúde da criança com foco na atenção ao parto, ao nascimento, ao crescimento e ao desenvolvimento da criança de zero aos vinte e quatro meses; II - organizar a Rede de Atenção à Saúde Materna e Infantil para que esta garanta acesso, acolhimento e resolutividade; e III - reduzir a mortalidade materna e infantil com ênfase no componente neonatal.

4 Acolhimento Informação Qualificação profissional Regulação COMPONENTES E INTERFACES DA REDE CEGONHA ACOLHIMENTO COM CLASSIFICAÇÃO DE RISCO E MAIOR RESOLUTIVIDADE ATENÇÃO PRIMÁRIA PRÉ-NATAL PARTO E NASCIMENTO PUERPÉRIO E ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DA CRIANÇA SISTEMA LOGÍSTICO: TRANSPORTE SANITÁRIO E REGULAÇÃO

5 FASES DA REDE CEGONHA - BAHIA FASE 1: ADESÃO E DIAGNÓSTICO – Concluída FASE 2: DESENHO REGIONAL DA REDE CEGONHA – Concluída FASE 3: CONTRATUALIZAÇÃO DOS PONTOS DE ATENÇÃO – Atual FASE 4: QUALIFICAÇÃO DOS COMPONENTES FASE 5: CERTIFICAÇÃO

6 PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO PAR - RMS Em 2011: Foram realizadas Oficinas com os município da RMS: Apresentação da RC nas regiões; Análise da matriz da diagnóstica Validação da RMS como região prioritária Acordo do desenho da RMS Apresentação e operacionalização do SISPART Discussão dos encaminhamentos dos exames e parto, mapa de vinculação e ambiência 1º Seminário de Adesão da Bahia à RC; Publicação da Resolução CIB-BA 318/2011 aprovando o Plano de Ação do Estado; Publicação da PT GM 3060/2011 aprovando o PAR da RMS.

7 PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO PAR - RMS Em 2012: Publicação da PT GM 534/2012 estabelecendo a adesão da RMS à RC e liberando os recursos para os exames do Pré-Natal (novos e teste rápido de gravidez); Implantação do Fórum RC da RMS; Publicação da Res. CIB-BA nº 189/2012 autorizando a transferência do recuso do pré-natal para a SESAB – Tecnologia do papel filtro; Elaboração de protocolo único - ACCR para todos os pontos das redes de atenção – consulta pública e discussão com os conselhos; Discussão com o município de Salvador e seus distritos para a construção do mapa de vinculação; Entrega pelo MS dos detectores fetais.

8 PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO PAR - RMS Em 2012 / 2013: Realização de videoconferência sobre as temáticas de atenção a saúde da mulher: Saúde Sexual e Reprodutiva, Atenção ao Pré– Natal, Prevenção de Câncer de Colo de Útero, entre outras; Implementação dos Serviços de Atenção diferenciada para Adolescentes Grávidas, Puérperas e seus acompanhantes em maternidades do Estado da Bahia, com foco na prevenção da segunda gravidez não planejada; Implantação / implementação do SISPRENATAL WEB; Realização de visitas de avaliação e reavaliação da Iniciativa Hospital Amigo da Criança – IHAC nas Unidades: IPERBA, Maternidade Climério de Oliveira e Hospital Geral de Camaçari;

9 PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO PAR - RMS Em 2012 / 2013: Realização do I Simpósio de Prematuridade, contemplando as unidades hospitalares de SSA; Realização de Curso de Aperfeiçoamento para 16 Enfermeiras Obstétricas das Unidades: MTB, IPERBA, MAS, HGJBC, HGRS. Formação de 04 Tutores; Apoio institucional em 05 unidades hospitalares de SSA, com vistas a implantação / implementação das diretrizes da Rede Cegonha; Capacitação e Implantação do Programa de Triagem Pré-Natal – Metodologia do papel filtro – Empresa APAE ; Resolução CIB/BA no 240/2013 autorizando o repasse do recurso do Teste rápido de gravidez para o FESBA. Compra já efetuada pela SESAB com distribuição através das DIRES (02 em 02 meses).

10 PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO PAR - RMS Em 2013: Capacitação das referências técnicas de todas as DIRES com vistas a implantação da Caderneta de Saúde do(a) adolescente em seus municípios de abrangência; Realização de videoconferência sobre as temáticas: Saúde Sexual e Reprodutiva; e a Implantação dos Serviços de Atenção diferenciada para Adolescentes Grávidas, Puérperas e seus acompanhantes em maternidades do Estado da Bahia, com foco na prevenção da segunda gravidez não planejada; Proposta de Elaboração de curso de Capacitação de DOULAS para todo Estado; Capacitação Profissional em Enfermagem na área dos Direitos Reprodutivos e Planejamento Familiar, como Estratégia na Redução da Mortalidade Materna E Neonatal no Nordeste e Amazônia Legal – Projeto da ABENFO Nacional em parceria com o MS.

11 PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO PAR - RMS Em 2013/2014: - Projeto SWAp-BA - Nos municípios de Salvador e Camaçari: Qualificação da atenção materno e infantil (ALSO, Reanimação Neonatal); Aquisição de Equipamentos para habilitação dos leitos das Unidades Intensiva e Intermediária Neonatais de unidades referência de GAR de Salvador; Implantação de 01 Banco de Leite Humano, na Maternidade Professor José Maria de Magalhães Netto; Implantação de 02 Postos de Coleta de Leite Humano, nas Maternidades Tsylla Balbino e Albert Sabin; Implantação do Serviço do Teste do Olhinho/Mapeamento: HGC; IPERBA; MAS; HGRS; MTB; Maternidade Professor José Maria de Magalhães Neto; Implantação de Serviço de Tratamento da Retinopatia da Prematuridade (ROP): MAS; HGRS; MPJMMN

12 Implementação/implantação da Metodologia Canguru – para Atendimento Humanizado ao Recém Nascido de Baixo Peso com a realização de capacitação dos profissionais de nível médio e superior que atuam no cuidado da mãe e do bebê nas UTI / UCI neonatal; Implementação/implantação da Estratégia – AIDPI Neo com a realização de oficinas de formação de facilitadores nas regiões de Salvador e Camaçari; PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO PAR - RMS

13 10 Municípios contemplados no Projeto de implantação de unidades interligadas cartório-maternidade com o objetivo de estancar o sub-registro de nascimento em parceria com a Presidência da República por meio da Secretaria Especial dos Direitos Humanos. Região de Salvador: 1.Salvador: IPERBA, MRPJMMN, MAS, MTB, Maternidade do HGRS, HGJBC, MCO e Hospital Sagrada Família; 2.Itaparica: Hospital Geral de Itaparica; 3.Lauro de Freitas: Hospital Menandro de Farias; 4.Madre de Deus: Hospital Municipal Dr. Eduardo Ribeiro Baiana; 5.Santo Amaro: Hospital Maternidade de Santo Amaro. Região de Camaçari: 1.Camaçari : Hospital Geral de Camaçari; 2.Dias D' Ávila: Hospital Municipal Dilton Bispo de Santana; 3.Mata de São João: Hospital Municipal Dr. Eurico Gular de Freitas ; 4.Pojuca: Maternidade Maria Luiza Dias Laudano; 5.Simões Filho: Hospital Municipal Eduardo Alencar. Projeto Minha Certidão – Um direito humano, faça parte da Família Brasil - RMS

14 MONITORAMENTO DA REDE CEGONHA Objetivo Geral: Pactuar o processo de monitoramento da Rede Cegonha e seus instrumentos para 2013 na Região Metropolitana de Salvador. Objetivos específicos: Qualificar os planos de ação da Rede cegonha de cada município da região. Atualizar o SISPART.

15 A Portaria GM 1459/2011 afirma: Objetivos: Novo modelo de atenção ao parto, nascimento e à saúde da criança; Rede de atenção que garanta acesso, acolhimento e resolutividade; Redução da mortalidade materna e neonatal; Diretrizes, Dispositivos e Ações de qualificação da gestão e atenção ao Parto e Nascimento; Responsabilidades do Grupo Condutor da RC; Responsabilidades do MS, SES e SMS; Avaliação anual da RC. Em relação ao processo de Monitoramento e Avaliação da RC

16 Processo de Monitoramento da RC nos Territórios com base no PAR A Portaria GM 650/2011 afirma: Matriz do modelo de Plano de Ação Regional; 31 indicadores estratégicos; Parâmetros para exames, consultas e suficiência de leitos. É preciso reafirmar o sistema de informação onde será possível este monitoramento – O SISPART que já está ajustado para uso das regiões e do Grupo Condutor.

17 ETAPAS PARA O MONITORAMENTO 1.Processo de monitoramento nos territórios com base nos PAR: Qualificação dos planos municipais – SISPART (ações, atividades, indicadores e metas); Avaliação da situação dos 31 indicadores – PT GM 650/2011 (ênfase nos 26 pactuados com as áreas técnicas do MS em função dos sistemas nacionais de informação); 2.Processo de monitoramento e avaliação da RC: Avaliação da situação dos indicadores associados às diretrizes da RC (ações de qualificação dos componentes segundo a PT GM 1459/2011).

18 1 - Processo de Monitoramento da RC nos Territórios com base no PAR. Qualificar os PAR no SISPART: 1.Atualizar as senhas dos municípios (troca de gestores) 2.Avaliar e rever os encaminhamentos dos exames e parto; 3.Rever as ações dos componentes da RC – proposta de novo cardápio de atividades e indicadores para as ações; 4.Avaliar os indicadores e metas por ação. Instituir processo de acompanhamento e monitoramento: 1.Definir responsáveis, período e planilhas

19 SISPART- RMS MUNICÍPIO/SISPARTAMBIÊNCIAENCAMINHAMENTOSPROGRAMAÇÃOPLANO DE AÇÃO MAPA DE VINCULAÇÃO CAMAÇARIXXXXX CANDEIASXXXSEM REGISTROX CONDEXXXXX DIAS DÁVILAXXXXX ITAPARICAXXXXX LAURO DE FREITASXXXXX MADRE DE DEUSXXXXX MATA DE SÃO JOÃOXXXXX POJUCAXXXXX SANTO AMAROXXXXX SALVADORXXXXX SÃO FRANCISCO DO CONDEXXXXX SÃO SEBASTIÃO DO PASSÉXXXSEM REGISTROX SAUBARAXXXXX SIMÔES FILHOXXXXX VERA CRUZXXXXX

20 2 - Processo de Monitoramento e Avaliação da RC Avaliação da situação dos indicadores associados às diretrizes da RC (ações de qualificação dos componentes segundo a PT GM 1459/2011): 1.SISPRENATAL WEB 2.TESTE RÁPIDO DE GRAVIDEZ 3.TESTE RÁPIDO DE SÍFILIS E HIV 4.MAPA DE VINCULAÇÃO 5.FORUM PERINATAL 6.CONTRATUALIZAÇÃO NA ABS e NAS MATERNIDADES 7.ACOMPANHANTE EM TEMPO INTEGRAL E DE LIVRE ESCOLHA 8.ACOLHIMENTO e CLASSIFICAÇÃO DE RISCO - ACCR 9.TAXA DE OCUPAÇÃO E MÉDIA DE PERMANÊNCIA 10.HABILITAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE LEITOS UTIN, UCIN, UCAN e GAR; e 11.CPN e CGBP.

21 COMPONENTE PRÉ-NATAL – SISPRENATALWEB Objetivo: SISPRENATAL WEB implantado e com no mínimo de 85 % de gestantes cadastradas/acompanhadas. Situação na RMS: Sem cadastro: Vera Cruz e São Francisco do Conde; Com cadastro, mas sem digitação: Saubara; Sem o cadastro do perfil do digitador: Saubara, São Francisco do Conde e Vera Cruz; Sem o cadastro do perfil do gestor: Saubara, São Francisco do Conde e Vera Cruz.

22 Gestantes cadastradas no SISPRENATALWEB ANO Estimativa de Gestantes (NV %) 2013 Percentual (%) REGIÃO DE CAMAÇARI ,22 REGIÃO DE SALVADOR ,81 Fonte: SISPRENATAL WEB/DATASUS/MS Em 18/04/2013

23 COMPONENTE PRÉ-NATAL – TESTES RÁPIDOS Objetivo: TESTE RÁPIDO DE HIV, SÍFILIS e GESTANTES implantado. As Secretarias Municipais de Saúde devem orientar as suas respectivas equipes (Atenção Básica/ Vigilância e Sistema de Informação) quanto à necessidade de registrar corretamente os procedimentos relacionados aos testes rápidos (HIV, Sífilis e Gravidez) de acordo com os códigos do quadro abaixo: CÓD. DESCRIÇÃO PROCEDIMENTO COMPLEXIDADETIPO REGISTRO Teste Rápido para Sífilis em Gestante Atenção BásicaBPA-i (individualizado) Teste Rápido para detecção de HIV em gestante Média Complexidade BPA-i (individualizado) Teste Rápido de GravidezAtenção BásicaBPA-c (consolidado)

24 COMPONENTE PRÉ-NATAL - Contratos com as unidades da Atenção Básica Objetivo: Contratualização em 100% das unidades da AB Utilização dos indicadores SIAB e SISPACTO Elaboração de proposta de termo/contrato – aprovar na CIB-BA

25 COMPONENTE PARTO E NASCIMENTO, PUERPEREO E SAÚDE DA CRIANÇA – Contratos com os hospitais/maternidades CONTRATUALIZAÇÃO COM OS SERVIÇOS: Contratualização de acordo com as metas da RC para os Estabelecimentos de Saúde conveniados e próprios (um modelo de contrato com indicadores obrigatórios e específicos); Pactuação dos indicadores estratégicos para contratualização da maternidade (contrato jurídico e contrato do processo de trabalho); Discussão do contrato de gestão vigente para pactuação das metas da RC entre gestor e prestador; O repasse dos recursos aos estabelecimentos de acordo com a contratualização das metas da RC. Monitoramento do contrato em parceria gestor e prestador..

26 COMPONENTE PARTO E NASCIMENTO, PUERPEREO E SAÚDE DA CRIANÇA Mapa de vinculação : Discussão da abertura de GT pela CIR envolvendo gestores e trabalhadores da rede com o objetivo de operacionalizar a vinculação no território; Aproximar a atenção primária da assistência hospitalar nos territórios; Acolhimento e Classificação de Risco – ACCR Protocolo Único para todos os pontos da rede de atenção – consulta pública e discussão com os conselhos; Oficinas de qualificação da AB com foco na operacionalização das experiências em ACCR AIDPI e AIDPI neo para fortalecimento do ACCR na AB; Utilizar vídeo conferencia como tecnologia de EP e acompanhamento pelo Fórum ;

27 Mapa Vinculação – 2011/2012 MUNICÍPIOUNIDADE DE REFERÊNCIA AO PARTO DE RHUNIDADE DE REFERÊNCIA AO PARTO DE RISCOOBSERVAÇÃO CAMAÇARIHOSPITAL GERAL DE CAMAÇARI / HOSPITAL MENANDRO DE FARIASHOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS CANDEIASHOSPITAL MUNICIPAL DE CANDEIAS MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO CONDEHOSPITAL DR. GIVALDO FONTES COSTAHOSPITAL GERAL DE CAMAÇARI / HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS DIAS DÁVILAHOSPITAL MUNICIPAL DILTON BISPO DOS SANTOSHOSPITAL GERAL DE CAMAÇARI / HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS ITAPARICAHOSPITAL GERAL DE ITAPARICA HOSPITAL GERAL DE ITAPARICA / MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO LAURO DE FREITASHOSPITAL GERAL MENANDRO DE FARIAS HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS / MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO MADRE DE DEUSHOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS O HOSPITAL MUNICIPAL DR. EDUARDO RIBEIRO BAHIANA POSSUI 04 LEITOS OBSTÉTRICOS CIRÚRGICOS SUS MATA DE SÃO JOÃOHOSPITAL MUNICIPAL DR. EURICO GOULART DE FREITAS HOSPITAL GERAL DE CAMAÇARI / HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS / MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO POJUCAMATERNIDADE MARIA LUÍZA LAUDANO MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO SALVADOR DISTRITO CENTRO HISTÓRICO MATERNIDADE CLIMÉRIO DE OLIVEIRA MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO SALVADOR DISTRITO ITAPAGIPEHOSPITAL SAGRADA FAMÍLIA MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO SALVADOR DISTRITO SÃO CAETANO VALÉRIA MATERNIDADE TSSYLA BALBINO / MATERNIDADE JOÃO BATISTA CARIBÉ MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO SALVADOR DISTRITO LIBERDADEMATERNIDADE TSSYLA BALBINO MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO SALVADOR DISTRITO BROTASMATERNIDADE TSSYLA BALBINO / IPERBA MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO SALVADOR DISTRITO BARRA/RIO VERMELHO IPERBA MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO SALVADOR DISTRITO BOCA DO RIOIPERBAHOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS SALVADOR DISTRITO ITAPUÃMATERNIDADE ALBERT SABINHOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS SALVADOR DISTRITO CABULA - BEIRU MATERNIDADE CLIMÉRIO DE OLIVEIRAHOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS SALVADOR DISTRITO PAU DA LIMAMATERNIDADE TSSYLA BALBINA / MATERNIDADE ALBERT SABINHOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS SALVADOR DISTRITO SUBÚRBIO FERROVIÁRIO MATERNIDADE JOÃO BATISTA CARIBÉ MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO SALVADOR DISTRITO CAJAZEIRASMATERNIDADE ALBERT SABIN MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO SANTO AMARO HOSPITAL MATERNIDADE DE SANTO AMARO / HOSPITAL NOSSA SENHORA DA VITÓRIA / HOSPITAL OCTÁVIO PEDREIRA / MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO SÃO FRANCISCO DO CONDEHOSPITAL DOCENTE CÉLIA ALMEIDA LIMAHOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS SÃO SEBASTIÃO DO PASSÉHOSPITAL MUNICIPAL DR. ALBINO LEITÃO MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO SAUBARAHOSPITAL DR. FRANCISCO BORGE DOS REIS MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO SIMÔES FILHOHOSPITAL MUNICIPAL DE SIMÕES FILHO HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS / MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO VERA CRUZHOSPITAL MARIA AMÉLIA SANTOS / HOSPITAL GERAL DE ITAPARICA MATERNIDADE DE REFERÊNCIA PROFESSOR JOSÉ MARIA DE MAGALHÃES NETO

28 Fórum Perinatal da Região Metropolitana de Salvador: formado a partir da experiência do colegiado de maternidades (4 anos) Reuniões realizadas mensalmente Participam gestores e trabalhadores da AB e Hospitais /Maternidades, movimentos Sociais, Ministério Público, Universidades, secretarias municipais de saúde (9 municípios da RMS) Necessidade de ampliar a participação dos municípios RMS Direito ao acompanhante em tempo integral e de livre escolha implantado Discussão na CIR e apoio intensivo nos serviços que realizam parto para reorganização de processo de trabalho e ambiência. Construção de estratégias de adequação da ambiência dos serviços hospitalares COMPONENTE PARTO E NASCIMENTO, PUERPEREO E SAÚDE DA CRIANÇA

29 Tempo médio e Taxa de ocupação COMPONENTE PARTO E NASCIMENTO, PUERPEREO E SAÚDE DA CRIANÇA

30 UNIDADES DA RMS MUNICÍPIO FÓRUM PERINATAL ADESÃO SISPRENATAL CNESEstabelecimento Leitos SUS CONTRATUALIZAÇÃ O MAPA DE VINCULAÇÃO ACOMPANHANTE TAXA DE OCUPAÇÃO MÉDIA DE PERMANCÊNCIA ACCR CirurgicoClínico Ano: 2011 Ano: 2012 dez/11dez/12dez/11dez/12 CAMAÇARI HOSPITAL GERAL DE CAMACARI 20 CANDEIAS HOSPITAL MUNICIPAL DE CANDEIAS 6 11 CONDE HOSPITAL DR GIVALDO FONTES COSTA - 3 DIAS D'ÁVILA HOSPITAL MUNICIPAL DILTON BISPO DE SANTANA 14 - ITAPARICA HOSPITAL GERAL DE ITAPARICA 8 8 LAURO DE FREITAS HOSPITAL GERAL MENANDRO DE FARIA 20 5 MADRE DE DEUS HOSPITAL MUNICIPAL DR EDUARDO RIBEIRO BAHIANA 4 - MATA DE SÃO JOÃO HOSPITAL MUNICIPAL DR EURICO GOULART DE FREITAS 12 4 POJUCA HOSPITAL MUNICIPAL DR CARLITO SILVA MATERNIDADE MARIA LUIZA DIAS LAUDANO 14 5 SALVADOR HOSPITAL DA SAGRADA FAMILIA HOSPITAL DA SAGRADA FAMILIA UNIDADE FEDERACAO HOSPITAL GERAL JOAO BATISTA CARIBE HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS INSTITUTO DE PERINATOLOGIA DA BAHIA MATERNIDADE ALBERT SABIN MATERNIDADE CLIMERIO DE OLIVEIRA MATERNIDADE PROFESSOR JOSE MARIA DE MAGALHAES NETO MATERNIDADE TSYLLA BALBINO UNIDADE MISTA DR JOSE CARNEIRO DE CAMPOS - 5 SANTO AMARO HOSPITAL MATERNIDADE DE SANTO AMARO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA VITORIA HOSPITAL OCTAVIO PEDREIRA 6 2 SÃO FRANCISCO DO CONDE HOSPITAL DOCENTE ASSISTENCIAL CELIA ALMEIDA LIMA 3 3 SÃO SEBASTIÃO DO PASSÉ HOSPITAL DR ALBINO LEITAO 6 - SAUBARA HOSPITAL DR FRANCINO BORGES DOS REIS 2 - SIMÕES FILHO HOSPITAL MUNICIPAL DE SIMOES FILHO 8 10 VERA CRUZ HOSPITAL MARIA AMELIA SANTOS Fonte: Relatório Apoiador Fonte: Sisprenatal - % Fonte: Relatório Apoiador Fonte: SIH/SUS Fonte: Relatório Apoiador

31

32 Leitos GAR: MUNICÍP IO CNESESTABELECIMENTO ESFERA ADMINISTR ATIVA TIPO DE GESTÃO NATUREZA DE ORGANIZAÇÃO 3060CNESPlanoSituação Camaça ri -MATERNIDADE DE CAMAÇARIEstadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) A maternidade com convênio para construção (SICONV - proposta / convênio /2011) Salvador HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) 36 Necessidade de revisão do quantitativo da unidade (max de leitos entre 30 a 45%) Salvador INSTITUTO DE PERINATOLOGIA DA BAHIA Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) 444 Necessidade de revisão do quantitativo da unidade (max de leitos entre 30 a 45%) Salvador MATERNIDADE ALBERT SABINEstadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) 404 Necessidade de revisão do quantitativo da unidade (max de leitos entre 30 a 45%) Salvador MATERNIDADE CLIMERIO DE OLIVEIRA FederalEstadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) 333 Necessidade de revisão do quantitativo da unidade (max de leitos entre 30 a 45%) Salvador MATERNIDADE PROFESSOR JOSE MARIA DE MAGALHAES NETO Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) 130 Necessidade de revisão do quantitativo da unidade (max de leitos entre 30 a 45%) Salvador MATERNIDADE TSYLLA BALBINO Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) 333 Necessidade de revisão do quantitativo da unidade (max de leitos entre 30 a 45%)

33 CASA DE GESTANTE BEBÊ E PUERPÉRA – CGBP MUNICÍPI O CNESESTABELECIMENTO ESFERA ADMINIS TRATIVA TIPO DE GESTÃO NATUREZA DE ORGANIZAÇÃO Situação Camaçar i - MATERNIDADE DE CAMAÇARI Estadua l Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) A maternidade com convênio para construção (SICONV - proposta / convênio /2011). Só depois que deve cadastrar a CGBP. Salvador HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS Estadua l Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Cadastrada a proposta no SICONV. Convênio nº Salvador MATERNIDADE PROFESSOR JOSE MARIA DE MAGALHAES NETO Estadua l Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) SICONV - Proposta 6310/ Convênio /2011 Necessidade de avaliação da ampliação de unidades tipo1 e 2 e consequente aumento de solicitação de CGBP

34 UTI (Adulto e Neonatal) MUNICÍPIOCNESESTABELECIMENTO ESFERA ADMINISTRATIVA TIPO DE GESTÃO NATUREZA DE ORGANIZAÇÃO UTI ADULTO (TIPO II) UTI NEONATAL (TIPO II) Situação 3060Plano3060Plano Camaçari HOSPITAL GERAL DE CAMACARI Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) 2200ok - hospital geral habilita 20% Camaçari - MATERNIDADE DE CAMAÇARI Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Solicitação construção Salvador HOSPITAL SAGRADA FAMÍLIA PrivadaMunicipal Entidade beneficente sem fins lucrativos 2277ok Salvador HOSPITAL SANTA ISABEL PrivadaMunicipal Entidade beneficente sem fins lucrativos 0022ok Salvador HOSPITAL ANA NERYFederalEstadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) 0044ok Salvador HOSPITAL MARTAGÃO GESTEIRA PrivadaEstadual Entidade beneficente sem fins lucrativos Salvador3859 HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) ok - hospital geral habilita 20% Salvador INSTITUTO DE PERINATOLOGIA DA BAHIA Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Não foi possível cadastrar no SICONV por causa do valor Salvador MATERNIDADE ALBERT SABIN Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Não foi possível cadastrar no SICONV por causa do valor Salvador MATERNIDADE CLIMERIO DE OLIVEIRA FederalEstadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) 0010 ok Salvador MATERNIDADE PROFESSOR JOSE MARIA DE MAGALHAES NETO Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) ok

35 UCIN Convencional (CO) e Canguru (CA): MUNICÍPIOCNESESTABELECIMENTO ESFERA ADMINISTRATIVA TIPO DE GESTÃO NATUREZA DE ORGANIZAÇÃO UCIN COUCIN CA Situação 3060Plano3060 Plano Camaçari - MATERNIDADE DE CAMAÇARI Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Soliciação construção Lauro de Freitas HOSPITAL GERAL MENANDRO DE FARIA Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Salvador HOSPITAL DA SAGRADA FAMILIA PrivadaMunicipal Entidade beneficente sem fins lucrativos ok Salvador HOSPITAL MARTAGÃO GESTEIRA PrivadaMunicipal Entidade beneficente sem fins lucrativos Salvador HOSPITAL GERAL JOAO BATISTA CARIBE Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Salvador3859 HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Salvador INSTITUTO DE PERINATOLOGIA DA BAHIA Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Salvador MATERNIDADE ALBERT SABIN Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Salvador MATERNIDADE CLIMERIO DE OLIVEIRA FederalEstadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Necessidade de correção do plano Salvador MATERNIDADE PROFESSOR JOSE MARIA DE MAGALHAES NETO Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Salvador MATERNIDADE TSYLLA BALBINO Estadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS)

36 MUNICÍPIOCNESESTABELECIMENTO ESFERA ADMINISTR ATIVA TIPO DE GESTÃO NATUREZA DE ORGANIZAÇÃO Situação / SICONV Camaçari-MATERNIDADE DE CAMAÇARIEstadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) A maternidade com convênio para construção (SICONV - proposta / convênio /2011) Simões Filho HOSPITAL MUNICIPAL DE SIMOES FILHOMunicipalDupla Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Falta cadastrar proposta Lauro de Freitas HOSPITAL GERAL MENANDRO DE FARIAEstadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Proposta alterada - CPN instalado e em funcionamento na nova maternidade do município - falta habilitar Salvador HOSPITAL GERAL JOAO BATISTA CARIBEEstadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Proposta cadastrada. Convênio Nº Salvador MATERNIDADE TSYLLA BALBINOEstadual Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Reforma do CPN - SICONV proposta / convênio /2011 Salvador MATERNIDADE CLIMERIO DE OLIVEIRAFederalMunicipal Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Proposta Cadastrada pela unidade. Salvador UNIDADE MISTA DR JOSE CARNEIRO DE CAMPOS PrivadaEstadual Entidade beneficente sem fins lucrativos Inaugurado e em funcionamento - habilitado portaria 99 Vera Cruz HOSPITAL MARIA AMELIA SANTOSMunicipal Administração direta da saúde (MS,SES e SMS) Solicitação sem validação pelo MS Centro de Parto Normal - CPN

37 Ambiência MUNICÍPIOUNIDADESETORESOBSERVAÇÃO CAMAÇARI Hospital Geral de CamaçariCO, PORTA DE ENTRADA, AC Unidade do Estado (vai ter a maternidade nova) CANDEIAS Hospital Municipal de CandeiasCO, PORTA DE ENTRADA, AC CONDE Hospital Dr. Givaldo Fontes CostaCO, PORTA DE ENTRADA, AC DIAS DÁVILA Hospital Municipal Bispo dos SantosCO, PORTA DE ENTRADA, AC ITAPARICA Hospital Geral de ItaparicaCO, PORTA DE ENTRADAUnidade do Estado LAURO DE FREITAS Hospital Geral Menandro de Farias CO, PORTA DE ENTRADA, AC, CPN, ADEQUAÇÃO DE UCINEO Unidade do Estado MADRE DE DEUS Hospital Geral Roberto Santos Unidade do Estado (não colocou o Hospital Municipal Dr. Eduardo Ribeiro Bahiana) MATA DE SÃO JOÃO Hospital Municipal Dr. Eurico Goulart de Freitas CO, PORTA DE ENTRADA, AC, CPN CPN não aprovado para essa unidade POJUCA Maternidade Maria Lúcia LaudanoCO, PORTA DE ENTRADA, AC, CPN CPN não aprovado para essa unidade (Unidade Filantrópica - Gestão Estadual) SALVADOR Maternidade Albert SabinCO, PORTA DE ENTRADA, AC SALVADOR Maternidade IPERBAPORTA DE ENTRADA, AC SALVADOR Maternidade Tssyla BalbinoPORTA DE ENTRADA, AC, CPN SALVADOR Maternidade Climério de Oliveira CO, PORTA DE ENTRADA, AC, CPN, UTINEO, UCINEO SALVADOR MRPJMMNCO, PORTA DE ENTRADA, CGBP SALVADOR Hospital Geral Roberto SantosCO, PORTA DE ENTRADA, CGBP, ACCR SALVADOR Maternidade João Batista CaribéCPN SANTO AMARO Hospital/Maternidade de Santo AmaroCO, PORTA DE ENTRADA, AC SÃO FRANCISCO DO CONDE Hospital Docente Célia Almeida LimaCO, PORTA DE ENTRADA SÃO SEBASTIÃO DO PASSÉ Hospital Municipal Dr. Albino LeitãoCO, PORTA DE ENTRADA, AC SAUBARA Hospital Dr. Francisco Borge dos ReisCO, PORTA DE ENTRADA, AC SIMÔES FILHO Hospital Municipal Simões FilhoCO, PORTA DE ENTRADA, AC VERA CRUZ Hospital Maria Amélia SantosCO, PORTA DE ENTRADA, AC

38 PROPOSTA DE MATRIZ DE MONITORAMENTO - MS

39 Construção do Plano de Ação 2013 para implantação das Diretrizes da RC nas maternidades – atualização do PAR 2011 PLANO DE AÇÃO REGIONAL COMPONENTE: AÇÃO:PROGRAMAÇÃO FÍSICA E FINANCEIRA: ATIVIDADE S: MUNICÍPIO OU REGIÃO: INDICADOR / META: PRAZO DE EXECUÇÃO : MEIO DE VERIFICAÇÃO: DIMENSIONAMENTO DA OFERTA/ANO: (calcular o quantitativo físico e financeiro, seguindo os parâmetros) RECURSOS FINANCEIROS: CRONOGRAMA DE DESEMBOLSO: ATIVIDADES COMPONENTE PRÉ-NATAL AÇÃO: a) realização de pré-natal na Unidade Básica de Saúde (UBS) com captação precoce da gestante e qualificação da atenção/ IMPLANTAÇÃO DAS AÇÕES DE QUALIFICAÇÃO DO PRE-NATAL – MÁXIMO 2 MESES/ IMPLANTAÇÃO DO TESTE RÁPIDO DE GRAVIDEZ – MÁXIMO 2 MESES. Situação atual (Marcadores Intermediários): ATIVIDADES: MUNICÍPIO OU REGIÃO:INDICADOR/ META:PRAZO DE EXECUÇÃO: MEIO DE VERIFICAÇÃO:

40 Construção do Plano de Ação 2013 para implantação das Diretrizes da RC nas maternidades – atualização do PAR 2011 COMPONENETE PRE-NATAL – CONT. AÇÃO: e) vinculação da gestante desde o pré-natal ao local em que será realizado o parto (se for o caso, incluir nome do(s) Município(s) de referência);/ IMPLANTAÇÃO DO MAPA DE VINCULAÇÃO - MÁXIMO 6 MESES Situação atual (Marcadores Intermediários): ATIVIDADES: MUNICÍPIO OU REGIÃO:INDICADOR/ META:PRAZO DE EXECUÇÃO: MEIO DE VERIFICAÇÃO: AÇÃO: f) qualificação do sistema e da gestão da informação/ IMPLANTAÇÃO DO SISPRENATAL WEB - MÁXIMO 2 MESES Situação atual (Marcadores Intermediários): ATIVIDADES: MUNICÍPIO OU REGIÃO:INDICADOR/ META:PRAZO DE EXECUÇÃO: MEIO DE VERIFICAÇÃO: AÇÃO: h) prevenção e tratamento das DST/HIV/Aids - IMPLANTAÇÃO DOS TESTES RÁPIDOS DE HIV E SÍFILIS. MÁXIMO 2 MESES. IMPLANTAÇÃO DO PLANO EMERGENCIAL DE ELIMINAÇÃO DA SÍFILIS CONGÊNITA - MÁXIMO 2 MESES. Situação atual (Marcadores Intermediários): ATIVIDADES: MUNICÍPIO OU REGIÃO:INDICADOR/ META:PRAZO DE EXECUÇÃO: MEIO DE VERIFICAÇÃO:

41 Construção do Plano de Ação 2013 para implantação das Diretrizes da RC nas maternidades – atualização do PAR 2011 COMPONENTE PARTO E NASCIMENTO AÇÃO: a) suficiência de leitos obstétricos e neonatais (UTI, UCI e Canguru) de acordo com as necessidades regionais/ HABILITAÇÕES DE NOVOS LEITOS UTIN/UCI/UCAN. QUALIFICAÇÃO DE MATERNIDADES EM GAR. PRAZO MÁXIMO: 3 MESES. Situação atual (Marcadores Intermediários): ATIVIDADES: SERVIÇO/MUNICÍPIO OU REGIÃO: INDICADOR/ META:PRAZO DE EXECUÇÃO: MEIO DE VERIFICAÇÃO: AÇÃO: d) garantia de acompanhante durante o acolhimento e o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato (Lei nº /2005 e Portaria nº 2.418/2005). PRAZO MÁXIMO: 2 MESES. Situação atual (Marcadores Intermediários): ATIVIDADES: SERVIÇO/MUNICÍPIO OU REGIÃO: INDICADOR/ META:PRAZO DE EXECUÇÃO: MEIO DE VERIFICAÇÃO: AÇÃO: e) realização de acolhimento e classificação de risco nos serviços de atenção obstétrica e neonatal/ PRAZO MÁXIMO: 6 MESES. Situação atual (Marcadores Intermediários): ATIVIDADES: SERVIÇO/MUNICÍPIO OU REGIÃO: INDICADOR/ META:PRAZO DE EXECUÇÃO: MEIO DE VERIFICAÇÃO: AÇÃO: c) implantação e/ou implementação da regulação de leitos obstétricos e neonatais, assim como a regulação de urgências e a regulação ambulatorial (consultas e exames)/ PRAZO MÁXIMO: 6 MESES. Situação atual (Marcadores Intermediários): ATIVIDADES: SERVIÇO/MUNICÍPIO OU REGIÃO: INDICADOR/ META:PRAZO DE EXECUÇÃO: MEIO DE VERIFICAÇÃO:

42 Construção do Plano de Ação 2013 para implantação das Diretrizes da RC nas maternidades – atualização do PAR 2011 COMPONENTE PARTO E NASCIMENTO (CONT.) AÇÃO: AMBIÊNCIA/ Situação atual (Marcadores Intermediários): ATIVIDADES: SERVIÇO/MUNICÍPIO OU REGIÃO: INDICADOR/ META:PRAZO DE EXECUÇÃO: MEIO DE VERIFICAÇÃO: AÇÃO: CPN/ Situação atual (Marcadores Intermediários): ATIVIDADES: SERVIÇO/MUNICÍPIO OU REGIÃO: INDICADOR/ META:PRAZO DE EXECUÇÃO: MEIO DE VERIFICAÇÃO: AÇÃO: CGBP/ Situação atual (Marcadores Intermediários): ATIVIDADES: SERVIÇO/MUNICÍPIO OU REGIÃO: INDICADOR/ META:PRAZO DE EXECUÇÃO: MEIO DE VERIFICAÇÃO:

43 Cronograma Momentos: Qualificação do Mapa de Vinculação; Discussão dos contratos e acompanhamento da sua utilização; Ajuste do Plano de Ação da RMS; Implantação do ACCR; Avaliação das unidades (ambiência, número de leitos, TOH, TMP, registro do acompanhante, entre outros); Acompanhamento da utilização e registro dos testes rápidos; Qualificação do SISPART.

44 OBRIGADA! GASEC/SECRETARIA EXECUTIVA REDE BAHIA DIRETORIA DA GESTÃO DO CUIDADO – DGC COORDENAÇÃO CICLO VIDA E GÊNERO – CCVG


Carregar ppt "MONITORAMENTO DA REDE CEGONHA REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google