A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONSCIENTE X INCONSCIENTE NA BUSCA DO EQUILÍBRIO E DA SAÚDE UMA VISÃO MULTIDISCIPLINAR BEATRIZ HELENA DAL MOLIN - LINGUÍSTA CLÉSIO SCHÖLEGL - PNL EURICO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONSCIENTE X INCONSCIENTE NA BUSCA DO EQUILÍBRIO E DA SAÚDE UMA VISÃO MULTIDISCIPLINAR BEATRIZ HELENA DAL MOLIN - LINGUÍSTA CLÉSIO SCHÖLEGL - PNL EURICO."— Transcrição da apresentação:

1 CONSCIENTE X INCONSCIENTE NA BUSCA DO EQUILÍBRIO E DA SAÚDE UMA VISÃO MULTIDISCIPLINAR BEATRIZ HELENA DAL MOLIN - LINGUÍSTA CLÉSIO SCHÖLEGL - PNL EURICO ROBERTO WILLEMANN - DENTISTA RACHEL DUARTE MORITZ - MÉDICA SILVANA MULLER - HOTELARIA SILVANA KARINE BILCK - PSICÓLOGA

2 CONSCIENTE X INCONSCIENTE

3 Quando ouço uma palavra, isto ativa em minha mente uma rede de outras palavras, de conceitos, de modelos, mas também de imagens, sons odores, sensações..lembranças, afetos...etc. ( Pierre Lévy- Tecnologias da Inteligência-p.23)

4 CONSCIENTE X INCONSCIENTE Este trabalho versa sobre o tema do consciente e inconsciente na vida dos seres humanos e principalmente no que tange à busca do equilíbrio e da saúde. Apresentaremos uma visão multidisciplinar uma vez que cada qual dos componentes do grupos, exporá o tema do ponto de vista de sua área de atuação.

5 CONSCIENTE X INCONSCIENTE Assim o tema será abordado do ponto de vista médico, do ponto de vista psico- terapêutico, do ponto de vista odontológico, do ponto de vista nutricional, do ponto de vista da linguagem e da programação neurolingüística.

6 CONSCIENTE X INCONSCIENTE É através das palavras e dos símbolos que chegamos às profundezas do inconsciente são eles que nos sensibilizam pela sua magia e mistério. Quando associamos às palavras e aos símbolos uma carga emocional, indicando o que está encoberto, estaremos despertando para uma nova sensibilidade, para uma realidade invisível que nos transcende

7 CONSCIENTE X INCONSCIENTE Saber das palavras e dos símbolos é saber também da teia que tece a vida dos seres humanos é com certeza um ampliamento de nossa consciência, pois permite-nos tomar contato com nosso inconsciente que é ao mesmo tempo criativo, dinâmico e paradoxal

8 CONSCIENTE X INCONSCIENTE As palavras e os símbolos acabam por mobilizar na psique humana consideráveis revelações de nosso mundo interno. Tanto os símbolos quanto as palavras acompanham as etapas de individuação como se fossem marcos de um caminho

9 CONSCIENTE X INCONSCIENTE Os símbolos baseiam-se em determinados arquétipos que se apresentam no inconsciente, através dos sonhos, das fantasias, das imagens. E, para evocar a questão dos símbolos e arquétipos nada melhor do que lembrar o legado de Jung e sua grande contribuição para a compreensão do que é consciente e inconsciente.

10 CONSCIENTE X INCONSCIENTE Jung nos ensinou que o inconsciente e o consciente existem num estado profundo de interdependência recíproca e o bem- estar de um é impossível sem o bem estar do outro. Se, em algum momento a conexão entre esses dois grandes estados de ser for diminuída ou danificada, o homem ficará doente e despojado de significação

11 CONSCIENTE X INCONSCIENTE Para Jung, pois, a consciência não é um simples estado de mente e espírito intelectual e racional, não é apenas um processo racional e o homem moderno, está destituído de significação porque, por séculos, desde a Renascença, perseguiu cada vez mais um desenvolvimento enviesado no pressuposto de que a consciência e os poderes da razão são a mesmíssima coisa.

12 CONSCIENTE X INCONSCIENTE Jung provou através de seus trabalhos entre os chamados loucose as muitas pessoas ditas neuróticas, que esperavam por uma resposta para seus males, que a gra nde maioria das formas de insanidade e desorientação mental eram causadas por um estreitamento da consciência e que, quanto mais estreita e mais racionalmente focalizada fosse a consciência do homem, tanto maior seria o perigo de hostilização

13 CONSCIENTE X INCONSCIENTE das forças universais do inconsciente coletivo, a tal ponto que elas se levantariam, por assim dizer, em rebelião e esmagariam, os últimos vestígios de uma consciência penosamente adquirida pelo homem. Para Jung resposta era clara: Apenas mediante um trabalhos continuado no sentido de aumentar a consciência, o homem encontraria o seu maior significado e a realização dos seus valores mais altos.

14 CONSCIENTE X INCONSCIENTE Jung, ainda, afirmou que a Consciência é o sonho permanente e mais profundo do inconsciente e que o inconsciente lutou incessantemente para lograr uma consciência cada vez maior, uma consciência que ele preferiu chamar de percepção a qual incluia toda sorte de formas não racionais de conhecimento do inconsciente.

15 CONSCIENTE X INCONSCIENTE Talvez fosse por isso que Jung dava um grande valor a todos os caminhos não racionais através dos quais, no passado, o homem tentara compreender os mistérios da vida e buscara ampliar o seu conhecimento consciente do universo. Assim poderemos entender o interesse que Jung tinha pela astrologia e pelas várias formas divinatórias, assim como pelo Tarô.

16 CONSCIENTE X INCONSCIENTE Para Jung, uma viagem pelas cartas do tarô seria antes de mais nada uma bela e reveladora viagem às profundezas de nosso ser e seja o que seja que venhamos encontrar ao longo desta viagem, no fundo sempre será uma aspecto do nosso inconsciente, de nosso verdadeiro eu, muitas vezes desconhecido ou escamoteado.

17 CONSCIENTE X INCONSCIENTE O Tarô seria mais uma ponte não –racional sobre o aparente divisor de águas entre o inconsciente e a consciência, para carrear noite e dia o que deve ser o crescente fluxo de movimento entre a escuridão e a luz.. Jung reconheceu no Tarô uma origem de padrões profundos do inconsciente coletivo, com acesso a potenciais de maior percepção à disposição desses padrões.

18 CONSCIENTE X INCONSCIENTE As cartas, que nasceram num tempo em que o mistério e o irracional tinham mais realidade que hoje, servem - nos de ponte efetiva entre a sabedoria ancestral do nosso eu mais profundo e uma nova sabedoria para resolver os problemas pessoais e encontrar as respostas mais apropriadas às perguntas universais que a todos nos confrontam.Servem-nos para buscar o auto- conhecimento e o equilíbrio.

19 CONSCIENTE X INCONSCIENTE O Tarô é um dos grandes espelhos do pensamento inconsciente. Os arquétipos não são literais: são mensagens do inconsciente. Cada uma das cartas do Tarô é uma mensagem da mente universal

20 CONSCIENTE X INCONSCIENTE Quem quer que sinta o mais remoto interesse pelo poder que a imagem tem para estimular a psique, encontra no Tarô um roteiro rumo ao reino onde a Imagem, a psique e a alma descobrem sua origem e sua finalidade

21 BIBILOGRAFIA FIALHO, Francisco Antonio Pereira. Introdução ao estudo da consciência. Curitiba: Genesis,1998. MATURANA, Humberto R, VARELA,Francisco G.Q. Árvore do Conhecimento: as bases biológicas do entendimento humano.Trad. Jonas Pereira dos Santos.Ed. PSY II,1995. NICHOLS,Sallie Jung e o Tarô-Uma jornada arquetípica. Cultrix. São Paulo,1995.


Carregar ppt "CONSCIENTE X INCONSCIENTE NA BUSCA DO EQUILÍBRIO E DA SAÚDE UMA VISÃO MULTIDISCIPLINAR BEATRIZ HELENA DAL MOLIN - LINGUÍSTA CLÉSIO SCHÖLEGL - PNL EURICO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google