A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REUNIÃO COM ANALISTAS DO MERCADO DE CAPITAIS Março de 2001.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REUNIÃO COM ANALISTAS DO MERCADO DE CAPITAIS Março de 2001."— Transcrição da apresentação:

1 REUNIÃO COM ANALISTAS DO MERCADO DE CAPITAIS Março de 2001

2 Setor Siderúrgico

3 Produção Mundial de Aço Bruto Fonte: IISI/ IBS Em milhões de toneladas 03

4 Produção de Aço Bruto nas Américas Fonte: IBS 174 milhões de toneladas em 2000 EUA 58% 101,5 MM t Canadá 10% 16,5 MM t México 9% 15,7 MM t BRASIL 16% 27,8 MM t Argentina 2% - 4,5 MM t Chile 1% - 1,3 MM t Outros 2% 2,9 MM t Venezuela 2% - 3,9 MM t 04

5 Produção de Aço Bruto no Brasil Fonte: IBS Na última década a produção cresceu 35% Crescimento médio anual de 3% 27,8 milhões de toneladas em 2000 CSN CST Usiminas GERDAU Cosipa Açominas Belgo Outros 2,4 MM t 2,6 MM t 2,7 MM t 3,5 MM t 4,4 MM t 4,8 MM t 9% 10% 12% 16% 17% 18% 05

6 Fonte: IBS Produção Brasileira de Laminados Longos Comuns 32% Planos Especiais 3% Longos Especiais 4% Tubos sem Costura 2% Planos Comuns 59% 18,2 milhões de toneladas em

7 Fonte: IBS Principais produtores 46% GERDAU* 35% Belgo Mineira 6% V&M do Brasil 2% Outros 6% Aços Villares 5% Barra Mansa * Não inclui participação na Açominas 7,0 milhões de toneladas em 2000 Produção de Laminados Longos no Brasil ,5% ,1% Em mil toneladas Especiais Comuns 07

8 Consumo Aparente x Exportações B rasil Fonte: IBS Exportações 9,6 MM t Vendas Internas 14,9 MM t Importações 0,8 MM t ,9 MM t 0,2 MM t 9,0 MM t 08

9 Consumo Aparente de Laminados Longos - Brasil Fonte: IBS 7% 16% 9% 10% 11% 17% 30% Barras (+51% s/99) Vergalhões (-65% s/99) Trilhos e Acessórios (+157% s/99) Fio-Máquina (+88% s/99) Outros (+115% s/99) Trefilados (+61% s/99) Tubos sem Costura (-42% s/99) Vendas Internas Importações Em mil toneladas 09

10 Previsões 2001 Fonte: IBS Em milhões toneladas 10

11

12 Avaliação do Ano 2000 Macro * Investimentos diretos atingiram US$ 33,5 bilhões * Produção Industrial cresceu 6,5% * Juros com viés de baixa * Queda na taxa de desemprego * Preços internacionais de produtos siderúrgicos em queda * Aumento nos preços de energia elétrica e petróleo * Menor poder de compra da CE (desvalorização do Euro) * Política recessiva do FED desestabilizou a economia Americana * Exportações brasileiras insuficientes para gerar superávit 12

13 Avaliação do Ano 2000 Empresa * Crescimentos das vendas em 41,5% * Faturamento 53,8% maior * Receita líquida por tonelada subiu 10,9% * Aumento de 13,2% no lucro líquido * Geração de caixa operacional (EBITDA) 26,9% superior * Exportações cresceram 44,1% * Redução de preços na América do Norte e nas exportações * Menores margens operacionais * Queda nos indicadores de desempenho 13

14 Indicadores Relevantes BREXT.TOTAL00/99 BRASILEXTERIORTOTAL00/99 VENDAS DÍVIDA TOTAL00/99 14 BR EXT.TOTAL MARGENS

15 Distribuição de Lucros Dividendos ou Juros s/ Cap. Próp. % sobre EBITDA Met. Gerdau S.A. R$ milhões 9,2 23,5 34,0 53,9 56,6 Gerdau S.A. R$ milhões 18,4 41,7 59,4 97,9 125,1 19% 7% 15

16 Produção Brasil Am. Norte Am. Sul Laminados Brasil Am. Norte Am. Sul Aço Bruto Em mil toneladas 16

17 Participação na Produção Nacional Fonte: IBS/ Gerdau 17 Aço Bruto Laminados Longos % 12% 16% 21% 32% 48% 1999 e 2000 inclui participação na Açominas %

18 Faturamento por Segmento de Mercado Construção Civil 45% Indústria 47% Outros 8% R$ 6,2 bilhões em 2000 Construção Civil 43% Indústria 39% Outros 18% R$ 4,0 bilhões em

19 Vendas Físicas Brasil Exportações América do Norte América do Sul Em mil toneladas Vendas no Brasil e exportações de 1999 e 2000, incluem participação na Açominas 19

20 Investimentos * REALIZADOS EM 2000 US$ milhões Manutenção/ atualização tecnológica200,3 Aquisições de participações 39,0 Meio Ambiente 20,2 259,5 20 * PREVISÃO PARA 2001 A 2003 US$ 800 milhões

21 Endividamento Açominas 6% Outros 1% Financ. Importações 8% ACC/Pré-Export 6% BNDES 14% Debêntures 7% Eurobônus 6% Empresas do Exterior 52% Custo médio da Dívida: 11,3% a.a. CURTO PRAZO: US$ 750 MM LONGO PRAZO: US$ 880 MM DÍVIDA TOTAL: US$ MM CAIXA: US$ 360 MM DÍVIDA LÍQUIDA: US$ MM AMORTIZAÇÃO DA DÍVIDA DE LP 2002 US$ 194 MM 2003 US$ 165 MM 2004 US$ 235 MM Após 2004 US$ 286 MM US$ 880 MM 21

22 Índices 22

23 Novos Projetos * PLANTA INDUSTRIAL EM SÃO PAULO Aciaria: 1,1 milhão de toneladas/ ano Laminação: 1,0 milhão de toneladas/ ano Entrada em operação: Etapa A em 2003 Etapa B: Construção a partir de 2004 * AMPLIAÇÃO DA CAPACIDADE DA ACIARIA DA AÇOMINAS Capacidade passa de 2,7 para 3,0 milhões de toneladas/ ano Conclusão do investimento: Julho de 2001 * LAMINADOR DE PERFIS ESTRUTURAIS DA AÇOMINAS Capacidade inicial: 440 mil toneladas/ano Conclusão do Investimento: Janeiro de 2002 * UNIDADES ARMAFER Expansão e abertura de novas fábricas 23

24 Perspectivas

25 Indicadores Macroeconômicos Brasil Fonte: Ipea/Sinduscon/IBGE 2001 (E) PIB Agropecuária Indústria Indústria Geral Serviços Construção Civil 4,6% 5,6% 5,8% 3,1% 7,6% 3,5% INFLAÇÃO 2000 INPC5,27% IPCA5,97% IGP-M9,95% JUROS DO CDI 99 25,1% JUROS DO CDI 00 17,3% ,1% 1,8% 4,4% 6,5% 3,7% 2,1% PIB Agropecuária Indústria Indústria Geral Serviços Construção Civil 25

26 Aspectos Gerais * Tendência de queda das taxas de juros básicas nos EUA * Menor pressão no preço do petróleo e nos insumos energéticos (final do inverno no Hemisfério Norte) * Fortalecimento do Euro - Maior poder de compra da CE * Inflação interna entre 4,5 e 5% * Tendência de queda nos juros brasileiros * Forte entrada de investimentos diretos no País * Crescimento do setor automotivo nacional 26

27 Desafios & Oportunidades * Recuperação de preços na América do Norte em 2001 * Crescimento da demanda no Brasil * Preços subindo em linha com a inflação interna * Estabilidade de preços dos principais insumos * Recuperação de margens operacionais 27

28 Balanço Social

29 Distribuição do Valor Adicionado R$ 2,5 bilhões em 2000 Em R$ milhões 29

30 Participação nos Resultados e Treinamento em 2000 * R$ 56,4 milhões distribuídos a título de participação nos resultados. * R$ 16,0 milhões investidos em treinamentos diretos e indiretos. * Realizadas 718 mil horas de treinamento - 85 horas anuais por colaborador. 30

31 Programas Participativos * grupos de trabalho * participantes * projetos implantados * Economia anualizada: R$ 64,0 milhões 31

32 Fundação e Previdência * Em 2000, a Fundação Gerdau investiu R$ 11,0 milhões na área de saúde. * Registrados 485 mil atendimentos médicos-hospitalares, ambulatoriais e odontológicos. * Financiamentos habitacionais totalizaram R$ 8,9 milhões. * Financiamentos de curso superior atingiram R$ 3,6 milhões. * Gerdau Previdência (Fundo de Pensão) possui um patrimônio de R$ 248 milhões. * A Gerdau emprega pessoas no Brasil e no exterior. 32

33 DESAFIO DE PERPETUAR OS VALORES DA GERDAU POR MAIS UM SÉCULO 33

34


Carregar ppt "REUNIÃO COM ANALISTAS DO MERCADO DE CAPITAIS Março de 2001."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google