A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Segunda Guerra Mundial (1939-1945). OS ANTECEDENTES DA GUERRA A Primeira Guerra Mundial foi justificada pelos seus executores como o conflito que traria.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Segunda Guerra Mundial (1939-1945). OS ANTECEDENTES DA GUERRA A Primeira Guerra Mundial foi justificada pelos seus executores como o conflito que traria."— Transcrição da apresentação:

1 A Segunda Guerra Mundial ( )

2 OS ANTECEDENTES DA GUERRA A Primeira Guerra Mundial foi justificada pelos seus executores como o conflito que traria a paz definitiva, mas não foi o que ocorreu;

3 Alguns países, como Alemanha e Itália, saíram da guerra com graves prejuízos econômicos, e viram na militarização do Estado uma possibilidade de superar a crise, por outro lado, as disputas imperialistas não foram resolvidas, e as potências industrializadas continuavam querendo ampliar suas áreas de dominação.

4 . No período do entreguerras, a tese da necessidade de garantir o espaço vital, que fazia parte do ideário nazista, apontava a expansão territorial como a saída para a crise econômica e a garantia de crescimento econômico e político;

5 O mesmo projeto embalava os vencedores de 1918, como a Inglaterra, a França e os Estados Unidos, que demonstravam claramente a intenção de expandir suas áreas de influência ou, pelo menos, de garantir as que já haviam conquistado.

6 No Oriente, o Japão também se armava, igualmente visando à expansão de suas fronteiras. Em resumo, essas nações ensaiavam o segundo conflito mundial.

7 O Início da Guerra O marco inicial ocorreu no ano de 1939, quando o exército alemão invadiu a Polônia. De imediato, a França e a Inglaterra declararam guerra à Alemanha.

8 Setembro de 1939 A Alemanha de Adolf Hitler rasga os acordos, invade a Polônia e conquista Varsóvia com espantosa rapidez. A França e a Grã- Bretanha já prometem retaliação. Quase duas décadas depois do tratado que encerrou a Grande Guerra, arma-se mais um perigoso conflito na Europa.

9

10

11

12 De acordo com a política de alianças militares existentes na época, formaram-se dois grupos: Aliados ( liderados por Inglaterra, URSS, França e Estados Unidos ) e Eixo ( Alemanha, Itália e Japão ).

13 O grupo das nações que haviam optado pelo fascismo, no qual se destacavam a Alemanha e a Itália, cujos ditadores deixavam claro suas intenções imperialistas;

14 Os nazistas, por exemplo, já perseguiam, segregavam e espoliavam os judeus, com a conivência silenciosa dos chamados países democráticos.

15 O silêncio do mundo livre em relação às ações de Hitler o deixou à vontade para agir, até mesmo para romper várias determinações do Tratado de Versalhes.

16 Por exemplo: - Invadiu a Renânia, região localizada na parte ocidental da Alemanha e que era, por determinação do tratado, área desmilitarizada; - Em 1936, assinou com o Japão um Pacto de ajuda mútua no combate ao comunismo internacional, o que era um ataque direto à União Soviética;

17 em 1938, anexou a Áustria; em 1939 conquistou a Tchecoslováquia e assinou, com o líder soviético Stalin, um Pacto de Não-agressão;

18 Veja – setembro de 1939 A Alemanha de Adolf Hitler rasga os acordos, invade a Polônia e conquista Varsóvia com espantosa rapidez. A França e a Grã-Bretanha já prometem retaliação. Quase duas décadas depois do tratado que encerrou a Grande Guerra, arma-se mais um perigoso conflito na Europa

19 Pacto com Stalin Tratado de Não-Agressão entre alemães e soviéticos permite entrada de tropas vermelhas na Polônia, em jogada arriscada de Stalin. Veja – agosto de 1939

20 Tanques protagonizam a tática de combate alemã, uma revolução na guerra moderna. A antiga briga de trincheiras é passado. Veja – agosto de 1939

21 Apesar de todas essas demonstrações públicas de desrespeito às determinações do acordo de paz de 1918, a Inglaterra e a França não reagiram, levando a Alemanha a seguir com seu projeto de expansão territorial.

22 O plano militar alemão era invadir e conquistar a França e a Grã-Bretanha, o que permitiria, segundo entendia o alto comando, o controle sobre toda a Europa.

23 O desenrolar da guerra Ainda em 1939, a França e a Grã-Bretanha declararam guerra à Alemanha, e a Itália declarou-se não- beligerante, isto é, ficaria fora do conflito;

24 Em 1940, foram organizados dois blocos adversários: o Eixo, que englobava Alemanha, Itália e Japão; e os Aliados, dos quais participaram, de início, a Grã-Bretanha e a França, e que depois recebeu a adesão da União Soviética, dos Estados Unidos, do Brasil e de outras nações. Em 1941, Bulgária, Romênia e Hungria aliaram-se aos países do Eixo.

25 Os primeiros passos da marcha expansionista da Alemanha foram vitoriosos. Sua estratégia de ataques rápidos, apoiados pelos veículos motorizados e pela aviação de guerra, mostrou-se muito eficaz.

26 Cai a França Uma irretocável ofensiva do nazismo no oeste europeu culminou na capitulação pelos franceses. Em menos de dois meses, a Holanda, a Bélgica e Luxemburgo caíram diante de Hitler. A próxima parada é a Grã- Bretanha de Churchill, que já prometeu jamais assinar uma rendição. Veja- junho de 1940

27

28

29 A partir daí, a nação francesa ficou dividida entre a França dominada, ao norte, e a França livre, ao sul. Esta, conhecida como República de Vichy, era comandada pelo marechal Pétain, um colaborador de Hitler.

30 Diante do avanço alemão, a Grã-Bretanha ficou praticamente sozinha resistindo aos ataques nazistas na frente européia.

31

32 Desenvolvimento e Fatos Históricos Importantes: O período de 1939 a 1941 foi marcado por vitórias do Eixo, lideradas pelas forças armadas da Alemanha, que conquistou o Norte da França, Iugoslávia, Polônia, Ucrânia, Noruega e territórios no norte da África. O Japão anexou a Manchúria, enquanto a Itália conquistava a Albânia e territórios da Líbia.

33 Em 1941 o Japão ataca a base militar norte- americana de Pearl Harbor no Oceano Pacífico (Havaí). Após este fato, considerado uma traição pelos norte-americanos, os estados Unidos entraram no conflito ao lado das forças aliadas.

34

35

36 De 1941 a 1945 ocorreram as derrotas do Eixo, iniciadas com as perdas sofridas pelos alemães no rigoroso inverno russo. Neste período, ocorre uma regressão das forças do Eixo que sofrem derrotas seguidas. Com a entrada dos EUA, os aliados ganharam força nas frentes de batalhas.

37 VEJA, Dezembro de 1941 Temperatura glacial ajuda a abater tedescos na capital soviética - É a primeira derrota da máquina de guerra nazista desde o início do conflito - Adolf Hitler acusa o golpe e pune comandante-em- chefe - Stalin canta vitória

38

39 VEJA, Setembro de 1943 Nazistas agora usam cobaias humanas em abomináveis experimentos ditos médicos nos campos de concentração - Os prisioneiros são submetidos a técnicas brutais e sem nenhum fundamento científico pelos cruéis professores

40 Brasil participa diretamente, enviando para a Itália ( região de Monte Cassino ) os pracinhas da FEB, Força Expedicionária Brasileira. Os cerca de 25 mil soldados brasileiros conquistam a região, somando uma importante vitória ao lado dos Aliados.

41 VEJA - Agosto de 1942 Uma carnificina no mar do Nordeste levou o governo a declarar guerra contra o Eixo. Um único submarino dos alemães afundou cinco embarcações - o que provocou quase 600 mortes. Ataques aconteceram em curtíssimo intervalo de tempo. E o presidente Vargas teve de agir

42 Veja - Julho de 1944: O embarque Força Expedicionária Brasileira embarca para a Itália - Primeiro batalhão no 'front' conta com homens - Cérebro do corpo militar nacional é general Mascarenhas de Moraes, que também já está na área do Mediterrâneo

43 A vitória em Stalingrado ( solo russo) e o reforço representado pelas armas norte- americanas deram aos Aliados a confiança de que podiam derrotar as forças do Eixo.

44 A guerra entrou, então, em sua fase final, que foi a do avanço aliado: saindo da Inglaterra e do norte da África, os exércitos aliados avançavam sobre as posições conquistadas pelos alemães, fazendo as tropas nazistas recuarem.

45 Essa movimentação começou em maio de 1943 e não parou até maio de 1945, quando Berlim foi ocupada pelas tropas soviéticas, que precederam os demais exércitos aliados.

46 VEJA, Maio de 1945 Berlim, a capital da tirania, ajoelha-se diante do Exército Vermelho em nove dias - Impotente, Alemanha rende suas forças em toda a Europa e encerra era nazista - Principais chefes alemães estão mortos ou encarcerados

47

48 VEJA, Maio de 1945 No crepúsculo da batalha na Europa, a morte chega para os bandidos alemães e italianos - Tedescos unem-se na covardia, cometendo suicídio - Mussolini é assassinado por guerrilheiros e tem seu cadáver exposto em praça pública

49 VEJA, Maio de 1945 Multidão em êxtase celebra nas ruas a queda do Reich - Cidades americanas, britânicas, francesas e soviéticas são tomadas por populares embriagados de alegria - Um sóbrio Churchill alerta: ainda falta derrubar o Japão

50 Berlim. No Ocidente, a guerra já estava encerrada; mas no Oriente o conflito se prolongou até agosto, quando os Estados Unidos lançaram as bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki.

51 VEJA, Agosto de 1945 ACABOU Capitulação japonesa põe fim a seis anos de combates no globo - Bombas atômicas obrigam imperador Hiroíto a finalmente baixar as armas - Aliados saem vitoriosos da mais sangrenta pugna já ocorrida em toda a História

52

53

54 Depois de dias, acaba a maior guerra que o mundo já testemunhou. Entre 100 e 110 milhões de pessoas, originárias de 61 nações, participaram das hostilidades, que se desenrolaram sobre uma área total de 22 milhões de quilômetros quadrados.

55 Cálculos preliminares indicam que entre 32 e 40 milhões de vidas foram ceifadas. As perdas materiais são incalculáveis. E certamente seriam maiores caso o Japão não baixasse suas armas.

56 Justificando a rendição, o imperador Hiroíto afirmou: "O inimigo começou a lançar uma nova e aterrorizante bomba, capaz de matar muitas pessoas inocentes e cujo poder de destruição é inestimável. Se continuássemos a lutar, isto significaria não apenas o fim da nação japonesa, mas também levaria ao extermínio completo da civilização humana."

57 Assim, às 8h15 da manhã de 6 de agosto, uma bola de fogo materializou-se sobre o céu da cidade de Hiroshima, fruto da fatal e sinistra detonação de um artefato dotado de um poder de destruição equivalente ao de toneladas de TNT - ou seja, vezes maior do que a mais potente arma já utilizada.

58 Com 3,6 toneladas e 3 metros de comprimento, a primeira bomba atômica - apelidada de Little Boy, ou "Garotinho", em homenagem ao finado presidente Roosevelt - foi lançada do B-29 Enola Gay, pilotado pelo coronel Paul Tibbets.

59 A explosão, conseqüência da reação em cadeia em urânio-235, provocou cenas sinistras, jamais presenciadas pelo homem. Pássaros queimavam em pleno ar. Seres humanos perambulavam em carne viva, com cérebros, olhos e tripas em chamas.

60 Garotinho" reduziu literalmente às cinzas uma área de 13 quilômetros quadrados. Dos habitantes de Hiroshima, cerca de morreram instantaneamente.

61 "É o maior evento de toda a história", definiu Truman ( presidente dos EUA);

62 Não contente com o estrago feito pela primeira, o presidente resolveu repetir a dose. Três dias depois do estrépito em Hiroshima, Nagasaki, cidade portuária com moradores, foi alvo de uma segunda bomba atômica - desta vez apelidada de Fat Man, ou "Gordo", cortesia com o antigo primeiro- ministro britânico,

63 Mais poderoso que o primeiro, o artefato de 3,5 metros de comprimento e 4 toneladas contava com um poder de destruição equivalente ao de toneladas de TNT. Entretanto, devido à topografia da região, a bomba - desta vez, de plutônio - devastou uma área menor, de 6,7 quilômetros quadrados. Matou pessoas e feriu outras

64 Para piorar a situação nipônica, no mesmo dia em que o cogumelo incandescente expandiu- se pelos céus de Nagasaki, a União Soviética, cumprindo o acordo feito com os americanos em Yalta, declarou guerra ao Japão. A força de ataque do Exército Vermelho era temerosa: 1,2 milhão de soldados, aeronaves e tanques, contra soldados, mil aeronaves e tanques do Exército de Kwantung.

65 Cercado por todos os lados, contando as pilhas de cadáveres em seu território antes mesmo da prometida invasão aliada, o Japão finalmente cedeu. Em 14 de agosto, a notícia da rendição incondicional do último adversário dos aliados foi transmitida simultaneamente para Londres, Washington e Moscou.

66 Os acordos de paz Em julho de 1945, foi assinado o Acordo de Poisdam, que definiu a ocupação e divisão da Alemanha em duas áreas, uma controlada pelos soviéticos e outra controlada por ingleses, franceses e norte-americanos. A cidade de Berlim, situada no que se tornou território soviético, também foi dividida.

67 Com o final do conflito, em 1945, foi criada a ONU ( Organização das Nações Unidas ), cujo objetivo principal seria a manutenção da paz entre as nações.

68 Inicia-se também um período conhecido como Guerra Fria, colocando agora, em lados opostos, Estados Unidos e União Soviética.

69 Uma disputa geopolítica entre o capitalismo norte-americano e o socialismo soviético, onde ambos países buscavam ampliar suas áreas de influência sem entrar em conflitos armados.

70 fim


Carregar ppt "A Segunda Guerra Mundial (1939-1945). OS ANTECEDENTES DA GUERRA A Primeira Guerra Mundial foi justificada pelos seus executores como o conflito que traria."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google