A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-1 DOPING E DOPAGEM DOPING é a própria substância dopante(1889 na Inglaterra) DOPAGEM – é o uso de uma substância,com finalidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-1 DOPING E DOPAGEM DOPING é a própria substância dopante(1889 na Inglaterra) DOPAGEM – é o uso de uma substância,com finalidade."— Transcrição da apresentação:

1 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-1 DOPING E DOPAGEM DOPING é a própria substância dopante(1889 na Inglaterra) DOPAGEM – é o uso de uma substância,com finalidade de aumentar o desempenho físico e ou mental. Doping e Dopagem hoje são sinônimos Prof. Dr. Ivan Piçarro

2 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-2 DOPING E DOPAGEM é considerado DOPING a utilização de qualquer substância ou método artificial que melhore a performance física e ou mental, ou que cause danos em potencial a saúde dos atletas. Lausanne,Suíça (04/02/1999) Prof. Dr. Ivan Piçarro

3 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-3 DOPING E DOPAGEM ESTIMULANTES CLASSE A – ESTIMULANTES ANFETAMINAS CAFEINA COCAINA EFEDRINA AMIFENAZOLE BROMANTAN CARFEDON MESOCARB PENTETRAZOL PIPRADOL FENCAMFAMIN

4 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-4 SUBSTÂNCIAS PROÍBIDAS CLASSE B – NARCÓTICOS MORFINA HEROINA(DIAMORFINA) METADONA PENTAZOCINA PETIDINA DEXTROMORAMIDA BUPRENORFINA CODEINA( PERMITIDO) TRAMADOL(PERMITIDO)

5 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-5 SUBSTÂNCIAS PROÍBIDAS CLASSE C – ESTERÓIDES ANABÓLICOS OXANDROLONA NANDROLONA CLOSTEBOL METENOLONA ESTANOZOLOL METANDIENONA DEHIDROEPIANDROSTERONA (DHEA) TESTOSTERONA CLENBUTEROL SALBUTAMOL

6 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-6 SUBSTÂNCIAS PROÍBIDAS CLASSE D - DIURÉTICOS ACETAZOLAMIDA FUROSINIDA BUMETADINA MANITOL MERSALIL CLORTALIDONA

7 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-7 SUBSTÂNCIAS PROÍBIDAS CLASSE E - HORMÔNIOS PEPTÍDEOS MIMÉTICOS e ANÁLOGOS HORMÔNIO DO CRESCIMENTO(hGH) GONADOTROFINA CORIÔNICA(hCG) GONADOTROFINA PITUITÁRIA(LH) CORTICOTROFINAS(ACTH) FATOR DE CRESCIMENTO INSULÍNICO(IGF-1) ERITROPOIETINA(EPO) INSULINA

8 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-8 DROGAS PSICOTRÓPICAS DROOG VEM DO HOLANDÊS ANTIGO - FOLHA SECA DROGAS PSICOTRÓPICAS SÃO AQUELAS QUE ATUAM SOBRE O CÉREBRO, AUTERANDO NOSSO COMPORTAMENTO PSIQUICO DEPRESSORAS ESTIMULANTES PERTURBADORAS

9 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-9 DROGAS PSICOTRÓPICAS ESTIMULANTES 1.ANOREXÍGENOS(ANFETAMINAS) 2.COCAÍNA E DERIVADOS 3.CAFEÍNA

10 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-10 DROGAS PSICOTRÓPICAS DEPRESSORAS OU PSICOLÉPTICAS 1.ÁLCOOL 2.SONÍFEROS OU HIPNÓTICOS(BARBITÚRICOS) 3.ANSIOLÍTICOS(BENZODIAZEPÍNICOS) 4.NARCÓTICOS OU OPIÁCEOS (MORFINA,HEROÍNA,CODEÍNA,ETC.) 5.INALANTES OU SOLVENTES (COLAS,TINTAS E REMOVEDORES) (COLAS,TINTAS E REMOVEDORES)

11 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-11 DROGAS PSICOTRÓPICAS PERTURBADORAS 1.MESCALINA (CACTO MEXICANO) 2.THC3.LÍRIO4.PSICOCIBINA(COGUMELO)5.LSD-256.ÊXTASE

12 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-12 DROGAS PSICOTRÓPICAS - MACONHA conhecida a mais de cinco mil anos pelos chineses e persas (cerimônias religiosas) Cannabis sativa COR VERDE, MARROM OU CINZA THC(delta-9-tetrahidrocanabinol)

13 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-13 DROGAS PSICOTRÓPICAS - MACONHA

14 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-14 DROGAS PSICOTRÓPICAS - MACONHA Maconha COMUM – 3% de THC Maconha SINSEMILLA – 7 à 24% de THC HAXIXE – 4 à 28% de THC Óleo de HAXIXE – 16 à 35% de THC SKANK – mais que 35 % de THC

15 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-15 DROGAS PSICOTRÓPICAS - MACONHA consumo através da fumaça de cigarros, incensos, de chás ou de comprimidos. Absorção rápida Liga-se com facilidade aos tecidos gordurosos Restos de THC são encontrados, na urina, por semanas.

16 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-16 DROGAS PSICOTRÓPICAS - MACONHA SINTOMAS APÓS FUMAR 1.RESSECAMENTO DA BOCA 2.AVERMELHAMENTO DOS OLHOS 3.TAQUICARDIA (120 à 140 bpm) 4.ALTERAÇÃO DO EQUILÍBRIO 5.COORDENAÇÃO MOTORA ALTERADA 6.REFLEXOS LENTOS 7.AUMENTO DA PRESSÃO ARTERIAL 8.APÓS DUAS HORAS - SONO

17 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-17 DROGAS PSICOTRÓPICAS - MACONHA SINTOMAS – USO CRÔNICO 1.PREJUÍZO NA MEMÓRIA À CURTO PRAZO 2.REDUÇÃO DA CAPACIDADE DE APREENDER 3. BRÔNQUITE E CÂNCER DE PULMÃO 4.FALTA DE ATENÇÃO E MOTIVAÇÃO 5.REDUÇÃO DA PRODUÇÃO DE TESTOSTERONA 6.INFERTILIDADE TEMPORÁRIA 7.ANGÚSTIA, DESESPERO, PÂNICO E LETARGIA 8.ESQUIZOFRENIA

18 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-18 DROGAS PSICOTRÓPICAS - COCAÍNA Indícios da utilização da folha de coca são encontrados a mais de três mil anos Região andina da América do Sul Em 1862 o químico Albert Niemann produziu no laboratório um pó branco denominado cloridrato de cocaína Em 1914 a cocaína é proibida na Europa e nas Américas

19 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-19 DROGAS PSICOTRÓPICAS - COCAÍNA

20 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-20 DROGAS PSICOTRÓPICAS - COCAÍNA Origem nas folhas de um arbusto chamado Erythroxylon coca O princípio ativo é a COCAÍNA Folhas mascadas liberam pouca quantidade de cocaína Sintetizada no laboratório 2-beta-carbometoxi-3-betabenzoxitropano (PROLONGA A AÇÃO DA DOPAMINA)

21 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-21 DROGAS PSICOTRÓPICAS - COCAÍNA Administração através da aspiração do pó INTRANASAL Administração através da diluição do pó ENDOVENOSA Administração fumando pedras (CRACK) PULMONAR

22 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-20 DROGAS PSICOTRÓPICAS - COCAÍNA INTRANASALINTRANASAL – efeitos em dois minutos duração do efeito é de trinta minutos ENDOVENOSO OU FUMADOENDOVENOSO OU FUMADO – efeitos imediatos duração do efeito é de dez minutos Metabólitos ou restos de cocaína podem ser detectados após alguns minutos do uso,até três à quatro dias depois.

23 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-21 DROGAS PSICOTRÓPICAS - COCAÍNA CRACK Meados da década de 90Meados da década de 90 Menos cocaínaMenos cocaína Mais impurezasMais impurezas Mais baratoMais barato Dependência maiorDependência maior Misturado com cimento,mármore,pó de vidro e talcoMisturado com cimento,mármore,pó de vidro e talco

24 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-22 DROGAS PSICOTRÓPICAS - COCAÍNA EFEITOS AGUDOS (1) Euforia Sensação de aumento das capacidades físicas e mentais Redução do apetite Redução da necessidade de sono Aumento da ansiedade Sensação de tato aumentada

25 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-23 DROGAS PSICOTRÓPICAS - COCAÍNA EFEITOS AGUDOS (2) Aumento da disposição para o sexo Ejaculação espontânea Perda da capacidade de ter prazer sexual em relações convencionais Irritabilidade e depressão Alucinações auditivas e visuais Delírios e esquizofrenia

26 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-24 DROGAS PSICOTRÓPICAS - COCAÍNA EFEITOS AGUDOS (3) Taquicardia Aumento da pressão arterial Constrição de veias (desaparecimento) Aumento da temperatura corporal Aumento da força de contração do miocárdio Hiperglicemia

27 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-25 DROGAS PSICOTRÓPICAS - COCAÍNA EFEITOS CRÔNICOS (1) Depressão intensa Risco de suicídio Desmotivação Sonolência Irritabilidade crônica Ataques de pânico Psicose paranóide

28 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-26 DROGAS PSICOTRÓPICAS - COCAÍNA EFEITOS CRÔNICOS (2) Infarto agudo do miocárdio Arritmias cardíacas Hipertensão arterial e angina Hemorragias Acidentes vasculares cerebrais Hipertermia (mais de 42 graus C) Convulsões

29 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-27 DROGAS PSICOTRÓPICAS - COCAÍNA EFEITOS CRÔNICOS (3) Impotência sexual Incapacidade de ejaculação Tosse sanguinolenta Redução do transporte de oxigênio Aumento do volume cardíaco Lesões no fígado

30 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-28 DROGAS DEPRESSORAS - MORFINA Euforia Melhora a disposição física e mental Potente analgésico

31 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-31 DROGAS DEPRESSORAS - MORFINA

32 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-29 DROGAS DEPRESSORAS - MORFINA SINTOMAS DA UTILIZAÇÃO CRÔNICA (1) Insônia Inquietação Agressividade Dores musculares Fraqueza Impotência

33 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-30 DROGAS DEPRESSORAS - MORFINA SINTOMAS DA UTILIZAÇÃO CRÔNICA (2) Arritmias Dispnéia Convulsão Esturpor Coma

34 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-31 DROGAS DEPRESSORAS - HEROÍNA É uma variação da morfina, que é uma variação do ópio, obtido da papoula Diacetilmorfina Inalada ou injetada Rápida dependência química e psíquica

35 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-35 DROGAS DEPRESSORAS - HEROÍNA

36 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-32 DROGAS DEPRESSORAS - HEROÍNA EFEITOS AGUDOS Pupilas contraídas Euforia Sensação de conforto Depressão profunda Ausência de dor

37 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-33 DROGAS DEPRESSORAS - HEROÍNA EFEITOS CRÔNICOS Sonolência Surdez Cegueira Delírios Inflamação de válvulas cardíacas Taquicardia Vômitos e diarréia Fortes dores abdominais

38 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-38 DROGAS ESTIMULANTES - ANFETAMINA Benzedrina foi sintetizada pela primeira vez na Europa, no início do século passado Seu uso medicinal foi gradativamente sendo ampliado nas décadas de 30 e 40 É a droga mais utilizada dos EUA e Brasil

39 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-39 DROGAS ESTIMULANTES - ANFETAMINA

40 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-40 DROGAS ESTIMULANTES - ANFETAMINA EFEITOS AGUDOS DA BENZEDRINA E DA DEXEDRINA (1) Melhora da atividade motora Redução da fadiga Inibição da dor Melhora da performance física Taquicardia Palidez

41 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-41 DROGAS ESTIMULANTES - ANFETAMINA EFEITOS AGUDOS DA BENZEDRINA E DA DEXEDRINA (2) Dilatação da pupila Suor profuso Tremor nas mãos Hipertensão arterial e arritmias Perda de peso Hematuria Convulsão e coma

42 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-42 DROGAS ESTIMULANTES - ÁLCOOL Diminuição da ansiedade Aumento do VO 2 (sub-max) Aumento da freqüência cardíaca Redução da resistência periférica Aumento do débito cardíaco Redução da dif. AV de oxigênio Melhora da performance aeróbia

43 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-43 DROGAS ESTIMULANTES - ÁLCOOL EFEITOS AGUDOS Descontrole emocional Descontrole motor Redução dos reflexos Náuseas Vômitos Dores de cabeça

44 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-44 DROGAS ESTIMULANTES - ÁLCOOL EFEITOS CRÔNICOS Hepatites Cirroses Cardiopatias Pancreatites Câncer

45 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-45 ESTERÓIDES ANABÓLICOS FAÇA A SUA ESCOLHA

46 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-46 ESTERÓIDES ANABÓLICOS São compostos químicos sintéticos, que possuem os efeitos anabólicos da TESTOSTERONA, enquanto tentam minimizar os efeitos androgênicos do hormônio

47 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-47 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Em 1776 o médico francês Theophile de Bordeu descreve pela primeira vez a função dos testículos,como geradores das características masculinas. Em 1889 o fisiologista francês Charles Brown Sequard foi o primeiro a relatar sobre o hormônio dos testículos. Em 1935 o farmacologista alemão Gunter Wormun isolou os primeiros cristais de testosterona.

48 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-48 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Em 1956 o médico John Ziegler descobriu que atletas dos paises orientais estavam utilizando uma testosterona sintética chamada METIL- TESTOSTERONA. Junto com farmacologistas da Ciba-Geisy criaram o mais antigo esteróide anabólicoDIANABOL

49 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-49 ESTERÓIDES ANABÓLICOS 17C esteróides alquilados (orais e de curta duração) Noretandrolona – nilevar Metandrostenolona- dianabol Oximetolona – adroyd StanozololStanozolol – winstrol Etilestrenol – orgabolin OxandrolonaOxandrolona - lipidex

50 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-50 ESTERÓIDES ANABÓLICOS

51 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-51 ESTERÓIDES ANABÓLICOS 17C esteres de esteróides (parenterais e de longa duração) Fenilpropionato de nandrolona - durabolin Undecanoato de nandrolona - deca durabolin Acetato ou enantato de metelona – primobolan undecilenato de boldelonaundecilenato de boldelona – equipoise stanozololstanozolol – winstrol

52 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-52 ESTERÓIDES ANABÓLICOS

53 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-53 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Anastrozole (Arimidex)

54 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-54 ESTERÓIDES ANABÓLICOS testosterona (AndroGel)

55 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-55 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Boldenone Undecylenate (Equi-gan)

56 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-56 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Clenbuterol Hydrochloride (Spiropent)

57 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-57 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Clomiphene Citrate (Clomifen)

58 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-58 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Aminoglutethimide ( Orimetén)

59 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Cytomel (T3 - hormônio da tireóide - Liothyronine)-59

60 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Danocrine (Danazol)-60

61 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Drostanolone (Masteron)-61

62 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Finasteride (Proscar)-62

63 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Human Chorionic Gonadrotropin (hCG) ESTERÓIDES ANABÓLICOS Human Chorionic Gonadrotropin (hCG) -63

64 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Fluoxymesterone (Halotestin)-64

65 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Human Growth Hormone (hGH – GENOTROPIN)-65

66 ESTERÓIDES ANABÓLICOS ( Laurabolin)-66 ESTERÓIDES ANABÓLICOS ( Laurabolin )-66

67 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Mesterolone (Proviron)-67

68 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Methandrostenolone (Dianabol)-68

69 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Methenolone Acetate (Primobolan tablets)-69

70 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Methenolone Enanthate (Primobolan Depot) ESTERÓIDES ANABÓLICOS Methenolone Enanthate (Primobolan Depot) -70

71 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Nandrolone (Deca Durabolin)-71

72 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Nandrolone Undecanoate(Dynabolan)-72

73 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Nandrolona(Norandren 50)-73

74 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Norethandrolone (Nilevar)-74

75 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Oxandrolona (Oxandrin)-76

76 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Oximetholone (Anadrol)-76

77 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Stanozolol (Winstrol)-77

78 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Stenox (Halotestin)-78

79 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-79 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Testosterona (Sustanon 250)

80 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-80 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Tamoxifen Citrate (Nolvadex)

81 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-81 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Testosterona

82 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-82 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Trenbolone Cyclohexylmethylcarbonate (Parabolan)

83 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-83 ESTERÓIDES ANABÓLICOS EFEITOS DOS ANABOLIZANTES AUMENTO DA RETENÇÃO DE NITROGÊNIO AUMENTO DA ATIVIDADE DO RNA AUMENTO DAS ENZIMAS GLICOLÍTICAS AUMENTO DO NÚMERO DE MITOCÔNDRIAS AUMENTO DA RESPIRAÇÃO CELULAR AUMENTO DA SÍNTESE PROTEICA

84 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-84 ESTERÓIDES ANABÓLICOS EFEITOS DOS ANABOLIZANTES AUMENTO DO APETITE AUMENTO DA IMUNIDADE AUMENTO DA AGRESSIVIDADE AUMENTO DA MASSA MUSCULAR AUMENTO DA FORÇA E VELOCIDADE AUMENTO DA RESISTÊNCIA AUMENTO DA CAPACIDADE DE TREINAMENTO DIMINUIÇÃO DA FADIGA

85 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-85 ESTERÓIDES ANABÓLICOS EFEITOS DOS ANABOLIZANTES NOS HOMENS ACNE ALOPECIA DIMINUIÇÃO DA TESTOSTERONA REDUÇÃO DE FSH E ICSH INFERTILIDADE ATROFIA TESTICULAR GINECOMASTIA

86 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-86 ESTERÓIDES ANABÓLICOS Edemas Aumento de cortisona Diminuição do metabolismo do colesterol e triglicerídeos Fechamento prematuro das cartilagens Enrijecimento das articulações Espasmos musculares Tumores hepáticos Hipertensão e coronáriopatias

87 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-81 ESTERÓIDES ANABÓLICOS EFEITOS DOS ANABOLIZANTES NOS HOMENS- GINECOMASTIA

88 DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-82 ESTERÓIDES ANABÓLICOS EFEITOS DOS ANABOLIZANTES NAS MULHERES


Carregar ppt "DOPING E RECURSOS ERGOGÊNICOS-1 DOPING E DOPAGEM DOPING é a própria substância dopante(1889 na Inglaterra) DOPAGEM – é o uso de uma substância,com finalidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google