A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO PARANÁ URE Olhando em Torno.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO PARANÁ URE Olhando em Torno."— Transcrição da apresentação:

1

2 FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO PARANÁ URE Olhando em Torno

3 URE É a FEP presente em cada região.

4 URE É a extensão da FEP e não pode ser separada do corpo principal. Distante mas não afastada.

5 URE É composta por confrades escolhidos pelas Casas Espíritas para atuarem em nome da FEP.

6 URE É uma deliberação da FEP em abrir-se ao Movimento Espírita, aceitando-lhes a indicação de confrades na gestão das UREs

7 URE Seus membros deixam de ser trabalhadores do CE, somente, para também serem trabalhadores da FEP.

8 URE Não existe para fazer o Movimento Espírita, mas, para dinamizá-lo, fomentando-lhe união e unificação.

9 URE Não pode pretender substituir o CE. O CE deve estar atuante e envolvido, não apenas um convidado Não pode pretender substituir o CE. O CE deve estar atuante e envolvido, não apenas um convidado

10 URE Seus membros ficam compromissados com o Movimento Espírita em seu nome pessoal e em nome da FEP

11 URE Seus membros passam a integrar a FEP no seu todo.

12 URE É deliberativa enquanto membro da CFE. É planejadora e estrategista enquanto equipe. É executiva nos demais momentos. É deliberativa enquanto membro da CFE. É planejadora e estrategista enquanto equipe. É executiva nos demais momentos.

13 URE Membros da equipe da URE são membros da equipe da FEP.

14 FEP Falar em FEP é falar de toda a sua estrutura organizacional inclusive a URE.

15 FEP A FEP está compromissada com a difusão doutrinária no Estado. Mas para isso, precisa de administração interna e própria.

16 FEP Administrar é também cuidar de toda a parte formal, econômica e financeira de uma instituição, segundo a legislação pertinente.

17 URE Feixe de Varas TRABALHO CONJUNTO = EQUIPE = COESÃO = TIME Feixe de Varas TRABALHO CONJUNTO = EQUIPE = COESÃO = TIME

18 URE Solidários, seremos união. Separados uns dos outros, seremos pontos de vista. Juntos, alcançaremos a realização de nossos propósitos. Distanciados entre nós, continuaremos à procura do trabalho com que já nos encontramos honrados pela Divina Providência. (Bezerra de Menezes - Psicografia de F. C. Xavier Mensagem de União - "Unificação" nov.-dez./1980.) Solidários, seremos união. Separados uns dos outros, seremos pontos de vista. Juntos, alcançaremos a realização de nossos propósitos. Distanciados entre nós, continuaremos à procura do trabalho com que já nos encontramos honrados pela Divina Providência. (Bezerra de Menezes - Psicografia de F. C. Xavier Mensagem de União - "Unificação" nov.-dez./1980.)

19

20 O Espiritismo impulsiona a AUTO ESTIMA Desperta a valorização da VIDA

21 O Espiritismo impulsiona a VISÃO DE CONJUNTO Possibilita CONHECIMENTOS SUPERIORES

22 O Espiritismo impulsiona o PROPÓSITO DE VIVER Demonstra a necessidade da BOA UTILIZAÇÃO DO TEMPO

23 O Espiritismo impulsiona o COMPROMISSO COM O BEM Faculta as TRANSFORMAÇÕES MORAIS

24 O Espiritismo impulsiona a CONTRIBUIÇÃO PESSOAL no progresso espiritual Recomenda que devemos BRILHAR NOSSA LUZ

25 O Espiritismo impulsiona e fortalece a FÉ Dá CORAGEM

26 O Espiritismo impulsiona a ESPERANÇA Dá a certeza da chegada de melhores dias, ensinando a sua construção desde HOJE

27 Fora da caridade não há salvação. (ESE – Cap.XV, item 5) Fora da caridade não há salvação. (ESE – Cap.XV, item 5) Impulso máximo para a ação redentora

28 Clique para iniciar animação

29

30

31

32

33

34 Oração do servo imperfeito Oração do servo imperfeito

35 Senhor! Abençoa-nos, servos imperfeitos que reconhecemos ser, na longa trilha do processo de nossa evolução.

36 Encontramo-nos emaranhados em nosso pretérito, onde os espículos da imperfeição acicatam as nossas necessidades.

37 Deslumbrados pelo sol da madrugada nova, comprazemo-nos na noite demorada que nos retém, chafurdados na incompreensão e no desequilíbrio.

38 Prometendo renovação e paz, detemo-nos na intriga e na desídia. Buscando o planalto da redenção, retemo-nos no pantanal do vício.

39 Aspirando liberdade e glória, algemamo-nos à paixão escravizante e ao defeito perturbador.

40 Contigo aprendemos que vencedor é aquele que cede, ditoso é aquele que serve, feliz é aquele que doa, fiel é aquele que renuncia.

41 Não obstante, disputamos, nos combates aguerridos da inferioridade, os primeiros lugares;...

42 ...nos banquetes da fatuidade humana os ouropéis, as aguerridas disputas da pequenez carnal,...

43 ...sem nos darmos contas de que Tu, Senhor, Excelso Governador da Terra, abandonaste, um dia, o sólio do Empírio para refugiar-te na manjedoura...

44 ...ensejando-nos a madrugada imperecível que traça o rastro luminoso desde o presépio de Belém à cruz de Jerusalém,...

45 ...a fim de dizer-nos que a ressureição gloriosa é contingência inevitável da morte, em sombras, para o dia imorredouro da plenitude.

46 Abençoa-nos, portanto, Senhor, aos discípulos que Te desejamos servir e amar, construindo, no mundo, a Era Nova que o Teu Evangelho restaurado nos traz,...

47 ...a fim de que possamos, no termo da jornada, dizer como o converso de Damasco: Já não sou eu quem vive, mas Tu, Senhor, vives em mim. Bezerra de Menezes. Terapêutica de Emergência, cap. 19

48

49

50


Carregar ppt "FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO PARANÁ URE Olhando em Torno."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google