A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Conhecimento dos Temperamentos Dr. Ronaldo Salomão Miguel Faculdade de Medicina PUC-SP, Residência Médica em Pediatria HIDV, Residência Médica em Neonatologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Conhecimento dos Temperamentos Dr. Ronaldo Salomão Miguel Faculdade de Medicina PUC-SP, Residência Médica em Pediatria HIDV, Residência Médica em Neonatologia."— Transcrição da apresentação:

1 O Conhecimento dos Temperamentos Dr. Ronaldo Salomão Miguel Faculdade de Medicina PUC-SP, Residência Médica em Pediatria HIDV, Residência Médica em Neonatologia HMLMB e Título de Especialista em Pediatria, Adido em Neonatologia HC, Título de Especialista em Neonatologia, Formação Medicina Antroposófica

2 A Natureza quadrimembrada Quatro Estações Quatro Pontos Cardeais Quatro Fases da Lua Quatro Fases Menstruais Quatro Fases do Dia Quatro Membros Quatro Cavidades Cardíacas Quatro Elementos Quatro Operações Matemáticas Quatro Evangelistas Quatro Reinos

3 Os 4 Humores Antiga Grécia Bílis amarela- Coração- Fogo Bílis negra- Pulmão-Terra Linfa- Fígado- Água Sangue- Rim- Ar

4 Temperamentos Veículo de expressão da Individualidade Surge por volta dos 7 anos, com a troca dos dentes Organização ligada ao tempo Tempero Individual Pode mudar com a maturidade

5 Temperamentos segundo STEINER Colérico Melancólico Fleumático Sanguíneo

6 IMAGINEMOS 4 SITUAÇÕES DIFERENTES

7

8 Estar numa Caverna Escuro Frio Úmido Silencioso Atenção Fechado Concentrado Introvertido

9

10 VOANDO DE ASA DELTA Espaço Liberdade Movimento Leveza Altura Exposição Fragilidade Vulnerabilidade Visão Ampla Extroversão

11

12 BOIANDO Superfície Tranquilidade Sensação de ser Levado Desatento Desligado Sustentado Leve

13

14 MERGULHAR Intenção Atuação Limite Contido Profundidade Alerta Silêncio Envolvimento

15 TEMPERAMENTO MELANCÓLICO Terra, Caverna, Bílis Negra Observa o Mundo Interior Reflexivo,quieto Pesado Dificuldade em se Expressar, em Verbalizar Sentimento de incompreensão e desprezo Se opõe à mobilidade,à decisão Pode chorar à noite por algo acontecido de manhã Sofre com superficialidade e compromisso Têm profundidade, seriedade e compaixão Satisfação em ajudar o próximo Órgão- Pulmão

16 Constituição Melancólico Geralmente são indivíduos altos, magros e com uma leve mobilidade de tecido conjuntivo apresentando uma má postura. Frequentemente a cabeça tem uma conformação bonita, com olhar profundo. O andar pode ser firme e pausado, mas também pesado.

17 Temperamento sanguíneo Ar, Asa Delta,Sangue Alegria da Casa, faz o ambiente leve Faz tudo ao mesmo tempo, Lábil, Flutuante Sente-se bem rodeado de pessoas, popular Sedutor, Charmoso,Rápido, Receptivo Percebe a Oportunidade Impulsivo, Superficial Cativante, contador de piadas Conhece rapidamente cada um pelo nome Quando algo dá errado, ele não esta lá Tem dificuldade de levar algo até o fim Raramente é radical nos julgamentos Órgão -Rim

18 Constituição Sanguínea Geralmente o sanguíneo têm uma constituição esguia, delicada, uma ossatura leve, tende a ter os cabelos fortes, encaracolados. Têm uma mímica e gestos muito dinâmicos. Seu caminhar é saltitante

19 Temperamento Fleumático Água, Boiar, Linfa Tranquilo e calmo em situações difíceis Paciente, Sereno Companheiro, tem muitos amigos Cuidadoso, Observador, Mediador, Imparcial Sem sua fidelidade, equilíbrio, paciência e amor aos hábitos, assim como sua precisão e meticulosidade às tarefas, não seria possível a existência de uma comunidade. Criam harmonia e são confiáveis Têm dificuldade com o novo, não arriscam Não se deixam perturbar Conservadores, procuram Bem Estar Órgão- Fígado

20 Constituição Fleumática O fleumático tem proporções harmoniosas, enquanto sua simpatia pela comida não o tenha feito engordar. Seu andar é tranquilo, flexionando toda a sola do pé com solidez.

21 Temperamento Colérico Fogo, Mergulhar,Bílis Amarela Líder, mobilização por idéias Força, Autoridade, tem iniciativa Auto Suficiente, Independente Entusiasmo Gosta de Desafios Não Argumenta, são exigentes Objetivo, Focado, perseverante Senso de Justiça, amor à verdade Empreendedor Pontual Só fica bom e certo do meu jeito Órgão-Coração

22 Constituição Colérica Tem silhueta compacta, com cabeça imponente, nuca larga e membros relativamente curtos em relação ao tronco.( Baixinho Invocado) O andar é resoluto e dinâmico e pisa forte com o calcanhar

23 Problemas para o Melancólico Egocentrismo Narcisismo Mania de criticar a si e os outros passam para o primeiro plano Senso de justiça se desvirtua em comparação invejosa

24 Problemas para o Sanguíneo Alegria degenera em falta de compromisso Tipo superficial e inconsequente Volúvel Presa mais fácil para as drogas

25 Problemas para o Fleumático Quando a calma se transforma em desinteresse Pedantismo Bitolação Apatia Catatonia

26 Problemas para o Colérico Emprego de sua força em uma atividade egoísta e não idealista. Procedimentos sem consideração com os demais Obstinação Vaidade Tirania Fúria sem controle

27 Como Lidar com o Melancólico Mostrar que de uma maneira geral, o homem consegue viver com a dor, suportar o Sofrimento Não adianta tentar alegrar um melancólico, por exemplo contando piadas.É interessante deixa´-lo vivenciar uma dor justificada. O Melancólico é mais feliz e mais produtivo, quando pode crescer ao lado de uma pessoa que tem muito a dizer graças às experiências sofridas Devemos criar dificuldades e obstáculos reais de modo que se possa experimentar dor e sofrimento justificados Assim gasta-se a melancolia com o mundo exterior e conquista-se o EQUILÍBRIO

28 COMO LIDAR COM O SANGUÍNEO Mesmo para a volubilidade do sanguíneo, há sempre algo que gera um interesse maior, e isto deve ser apresentado como algo ESPECIAL. Se o sanguíneo tiver amor por uma personalidade, ou colega, consegue maior concentração por esta inspiração. Devemos conquistar o afeto e o amor de uma pessoa sanguínea para podermos conquistar seu interesse Pode-se incumbí-lo de várias tarefas sem preocupação, pela sua grande capacidade de visão global

29 COMO LIDAR COM O FLEUMÁTICO Deve-se estimular o Fleumático, compartilhando e convivendo com o interesse de outros, quando se pode entusiasmar pelo interesse de outros O Fleumático deve ter amizade e relacionamento com o maior número possível de pessoas. Permite algo novo se trouxerem o novo a ele

30 COMO LIDAR COM O COLÉRICO Para conquistarmos um colérico, devemos ser dignos de respeito e estima, no mais elevado sentido da palavra. O colérico deve acreditar no que o outro faz para poder respeitá-lo. Devemos entender o assunto que formos discutir com o colérico. Sermos firmes, enfáticos, sabermos aconselhar. O colérico deve sentir respeito, consideração e principalmente VENERAÇÃO.

31 Alimentação Melancólico- Deve ingerir alimentos que cresçam bem perto do Sol, que amadureçam sobre plenas forças solares- FRUTAS e FRUTOS e CEREAIS e DOCES com regularidade. Sanguíneo- deve se atar mais à Terra, portanto elementos radiculares- RAÍZES e CEREAIS Fleumático- Deve ingerir alimentos que não cresçam sob a terra- FOLHAS,FLORES, FRUTOS e CEREAIS Colérico- Cuidado com alimentos calóricos e estimulantes, alimentos muito temperados. Oferecer CEREAIS e alimentação líquida.

32 Animal Melancólico

33 Animal Sanguíneo

34 Animal Fleumático

35 Animal Colérico

36 Personalidades Melancólicas

37

38

39 Personalidades Sanguíneas

40

41

42 Personalidades Fleumáticas

43

44 Personalidades Coléricas

45

46

47 ARTE DE VIVER É preciso olhar o próximo com Arte, pois somente assim poderemos conhecer a essência do Ser Humano Material Produzido pelo Dr. Ronaldo Salomão Divulgado pela Clínica Amai –


Carregar ppt "O Conhecimento dos Temperamentos Dr. Ronaldo Salomão Miguel Faculdade de Medicina PUC-SP, Residência Médica em Pediatria HIDV, Residência Médica em Neonatologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google