A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Administração de sistemas operacionais Aula 13 Gerenciamento de serviços Prof. Esp. Diovani Milhorim.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Administração de sistemas operacionais Aula 13 Gerenciamento de serviços Prof. Esp. Diovani Milhorim."— Transcrição da apresentação:

1 Administração de sistemas operacionais Aula 13 Gerenciamento de serviços Prof. Esp. Diovani Milhorim

2 Gerenciamento de serviços Daemons: Alguns programas não são projetados de forma a utilizar informações contínuas do usuário, e assim ele se desconecta do terminal em sua primeira oportunidade. Por exemplo, um servidor HTTP passa o tempo todo respondendo requisições da rede, e normalmente ele não necessita intervenção alguma do usuário. Programas que transportam mensagens de correio de um local para outro, são outro exemplo dessa classe de aplicações. Chamamos estes programas de daemons.

3 Gerenciamento de serviços Daemons: Daemons são personagens da mitologia Grega; não são bons, nem maus, eram apenas espíritos assistentes que, na maior parte do tempo, realizavam tarefas úteis para a humanidade.

4 Gerenciamento de serviços Daemons: Existe uma convenção para batizar os programas que normalmente são executados como daemon, que é terminar o nome do programa com um d. Ex: BIND é o Daemon de Nomes Internet de Berkeley, (Berkeley Internet Name Daemon - o programa que o executa, é chamado named). O servidor WWW Apache é chamado de httpd, o daemon de impressão em linha é o lpd. Esta é uma convenção, e não uma regra de rápida assimilação; por exemplo, o daemon principal para a aplicação Sendmail é chamado sendmail, e não maild, como você poderia ter imaginado inicialmente.

5 Gerenciamento de serviços Serviços do sistema. Os serviços do sistema são daemons que servem o sistema operacional ou outros sistemas em rede, provendo e gerenciando recursos disponíveis. O número de serviços disponíveis dependem da quantidade destes instalados no sistema e na sua disponibilidade (estarem ativos ou não)

6 Gerenciamento de serviços Serviços do sistema. Alguns serviços importantes: Init:primeiro processo do sistema Syslog: log do sistema Network: serviços de rede Cron: agendador de tarefa Ssh: shell remoto seguro Cups e lpd: serviços de impressão Servidor X: interface gráfica Named: servidor DNS (nomes) Dhcpd: serviço de endereçamento Ip dinâmico

7 Gerenciamento de serviços Serviços do sistema. Para executar, parar ou recarregar o serviço, um daemon especifico tem que ser acionado. Para este tipo de tarefa usamos o comando service: Sintaxe: #service ação Exemplo: # service ssh status Veja a reposta: ssh is running. Como pode-se observar, o serviço sshd (link para o servidor ssh) está rodando. As opções para o comando são: Start, stop, restart, try-restart, reload, force-reload e status

8 Gerenciamento de serviços Mas vamos supor que você não queira que o serviço ssh seja carregado pelo sistema. Digita-se: # service ssh stop Mas essa não é a melhor maneira para fazer isso, mesmo porque o daemon continuará a ser carregado quando o sistema tiver sendo iniciado. Para que o serviço não seja mais carregado temos que desabilitar o seu carregamento no boot. Isto pode ser feito removendo o link ao serviço em todos os diretório de inicialização (rc0, rc1, rc2, rc3, rc4 e rc5), ou usando utilitários que nos auxiliam nesta tarefa. Podemos citar como utilitários mais usados o chkconfig e o rc-config.

9 Gerenciamento de serviços O chkconfig Para instalar o utilitário use o apt: #apt-get install chk-config O chkconfig é um utilitário de terminal. Entre no terminal, logue-se como root e digite: # chkconfig --list Uma lista de daemons habilitados em cada runlevel será mostrado em tela (figura 1).

10 Gerenciamento de serviços O chkconfig Figura 01: saida em tela do comando chkconfig

11 Gerenciamento de serviços O chkconfig Veja que conforme o runlevel (0,1,2,3,4,5,6) que é ativado, o serviço é ou não carregado no iniciar do sistema. Para adicionar um serviço à lista digite: chkconfig --add Exemplo: # chkconfig --add ssh Para remover: chkconfig --del

12 Gerenciamento de serviços O chkconfig # chkconfig --level Se você não especificar os runlevels desejados, ele automaticamente ativará o serviço nos runlevels 1, 2, 3, 4 e 5. Para especificar um runlevel use: # chkconfig --level 1 ssh on Ou para desabilitar o serviço em um runlevel: # chkconfig --level 1 ssh off

13 Gerenciamento de serviços O rcconf O rcconf é um utilitário gráfico para gerenciamento de serviços do sistema. Sua instalação pode ser realizada via apt-get. #apt-get install rcconf Pode-se ver na figura 2 a tela de saída do rcconf.

14 Gerenciamento de serviços O rcconf Figura 02: Tela de saída do utilitário rcconf

15 Gerenciamento de serviços O rcconf Observe na tela de saída do utilitário que os serviços disponíveis são apresentados e existe a opção de marcar (habilitar) ou desmarcar (desabilitar) o serviço. Ao sair do utilitário pela opção ok a configuração realizada passará a ser válida.

16 Gerenciamento de serviços Instalando serviços. No início os pacotes deviam ser descompactados em diretórios, configurados manualmente, compilados e posteriormente criados os links para os executáveis binários. Os pacotes eram disponibilizados no formato compactado.tar.gz. Devido à complexidade do processo e os diferentes procedimentos para intalação de cada tipo de software, cada uma das distribuições linux se preocupou em desenvolver gerenciadores de pacotes que automatizassem as operações.

17 Gerenciamento de serviços Instalando serviços. Cada distribuição possui um método próprio de instalação de novos pacotes e serviços. Nas distribuições baseadas no red hat a instalação é feita via instalador de pacotes RPM. Um pacote RPM nada mais é do que os arquivos do programa, scripts e regras para sua instalação. Distribuições baseadas em debian utilizam o DPKG que é o método de gerenciamento de pacotes debian.

18 Gerenciamento de serviços Instalando serviços. DPKG O dpkg é um programa de computador que é a base do Sistema de Gerenciamento de Pacotes da distribuição linux Debian. Foi inicialmente criado por Matt Welsh, Carl Streeter and Ian Murdock como uma aplicação Perl, sendo posteriormente reescrito, em sua maior parte, para a linguagem C por Ian Jackson em O dpkg, similar ao RPM, é usado para instalar, remover e fornecer informações sobre os pacotes.deb. O dpkg é uma ferramenta de baixo nível; ferramentas de alto nível, como o APT são usadas para obter os pacotes de instalação de localizações remotas ou lidar com as complexas relações entre eles(dependências).

19 Gerenciamento de serviços Instalando serviços. O apt. O apt é uma maneira rápida, prática e eficiente de se instalar pacotes, gerenciando suas dependências automaticamente e tomando conta de seus arquivos de configuração ao atualizar. Assim, o Debian, criou o APT ou Advanced Packaging Tool, hoje portado pela Conectiva e incorporado por algumas outras distribuições.

20 Gerenciamento de serviços O apt. O arquivo /etc/apt/sources.list Para seu funcionamento, o APT utiliza-se de um arquivo que lista as `fontes' de onde ele obterá os pacotes. Esse arquivo é o /etc/apt/sources.list. As entradas desse arquivo são normalmente formadas assim: deb distribuição seção1 seção2 seção3 deb-src distribuição seção1 seção2 seção3 A primeira palavra das linhas, deb e deb-src indicam o tipo de repositório: deb: pacotes binários ou seja, os pré-compilados que normalmente usamos deb-src: pacotes fonte que são o fonte original do programa mais o arquivo de controle Debian (.dsc) e o diff.gz contendo as modificações necessárias para se debianizar o programa.

21 Gerenciamento de serviços O apt. O arquivo /etc/apt/sources.list Observamos na figura 3 o arquivo sources.list com as entradas para o repositório padrão debian (oficial), para o espelho brasileiro e para o repositório de updates de segurança do sistema. Figura 03: arquivo sources.list

22 Gerenciamento de serviços O apt. Comandos do apt: Instalar pacote: #apt-get install Procurar pacote: #apt-cache search Remover Pacote #apt-get remove Fazer upgrade de todos pacotes #apt-get –u upgrade Fazer update dos pacotes no repositório. #apt-get update

23 Gerenciamento de serviços Exercício: 1)Remova o ssh dos runlevel 2 e 3 usando o comando chkconfig. Faça um print screen na tela do utilitário que mostra o serviço desabilitado e envie ao professor por . 2)Instale via apt o serviço nfs. 3) Faça com que o serviço nfs seja inicializado no boot do sistema utilizando o utilitário rcconf (envie também print da tela ao professor)


Carregar ppt "Administração de sistemas operacionais Aula 13 Gerenciamento de serviços Prof. Esp. Diovani Milhorim."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google