A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o misterioso passará pela vida sem ver nada.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o misterioso passará pela vida sem ver nada."— Transcrição da apresentação:

1

2 A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o misterioso passará pela vida sem ver nada.

3 POR QUE OS ESPÍRITOS NÃO DISPENSAM OS MÉDIUNS? O ponto principal esta no fato de nossa animalidade orgânica ainda requer fluidos animalizados e grosseiros. O que é nascido da carne é carne e o que é nascido do Espírito é Espírito. (Jesus). Ou seja somos excessivamente dependentes de fluidos materiais, que é encontrado em nossos iguais encarnados.

4 ALGUMAS VISÕES DA NOSSA EVOLUÇÃO E DAS RELIGIÕES

5 Criação do Espírito Nascimento Vida de Relação na Terra Morte do Corpo Físico Análise da Vida Terrestre (Julgamento) Foi uma pessoa boa? Sim C É U !!! Não Pouco ruim ou muito ruim? Pouco Muito INFERNO Purga- tório

6 Evolução do Princípio Inteligente Criação do Espírito por Deus Vida de Relação na Terra Morte do Corpo Físico Volta ao Plano Espiritual Necessita novo Ciclo de Aprendizado na Matéria? Não Continua Evolução no Plano Espiritual Construção Eterna do Conhecimento e da Felicidade auxiliando a Deus Sim Reencarnação Ciclo de Aprendizado

7 " O Passe, como gênero de auxílio invariavelmente aplicável sem qualquer contra indicação é valioso no tratamento devido aos enfermos de toda Classe.André Luiz. " O Passe é uma transfusão de energias psíquicas.Emmanuel " O Passe é uma transfusão de energias, alterando o campo celular.André Luiz.

8 "Passe - Movimentos com as mãos feitos pelos médiuns passistas nos indivíduos com desequilíbrios psicossomáticos ou apenas desejos de uma ação fluídica benéfica.Paula, João Teixeira Dicionário Enciclopédico Espiritismo Metapsíquica Parapsicologia Ed. Bels S.A. "Ato de passar as mãos repetidamente entre os olhos de uma pessoa para magnetizá-la, ou sobre uma parte doente de uma pessoa para curá-la. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Ed. Nova Fronteira.

9 O passe espírita objetiva o reequilíbrio orgânico (Físico), psíquico, perispiritual e espiritual do paciente. Como médium, devemos estar conscientes de que temos no passe uma oportunidade sagrada de praticar a caridade sem mesclas, desde que imbuídos do verdadeiro espírito cristão, sem falar na benção de podermos estar em companhia de bons Espíritos que, com carinho, diligência, amor, compreensão e humildade se utilizam nossas limitadas potencialidades energéticas em benefício do próximo e de nós mesmos.

10 EXPERIÊNCIAS VIVÊNCIAS CONHECIMENTOS INTELECTUALIZAÇÃO AUTO EDUCAÇÃO E EVOLUÇÃO SEM VIGILÂNCIA E ORAÇÃO EVOLUÇÃO ESTACIONADA COM VIGILÂNCIA E ORAÇÃO EVOLUÇÃO ACELERADA

11 A ENERGIA DOS NOSSOS PENSAMENTOS É COMO SE FOSSE UM ÍMÃ QUE ATRAI PENSAMENTOS SEMELHANTES AOS NOSSOS. CRIAMOS PENSAMENTOS E ATRAÍMOS PENSAMENTOS. O NOSSO PENSAMENTO NUNCA ANDA SOZINHO. PENSAMENTO GERA SENTIMENTO. PENSAMOS SENTIMOS. O NOSSO PENSAMENTO ESTÁ SEMPRE ACOMPANHADO DE UM SENTIMENTO IGUAL.

12 SÃO ENERGIAS QUE NÓS CRIAMOS QUANDO PENSAMOS, QUE LANÇAMOS NO AR E QUE VÃO NOS ENVOLVER, ENVOLVER O NOSSO AMBIENTE E ALCANÇAR AS PESSOAS EM QUEM PENSAMOS.

13 Kardec enumera as diversas maneiras em que a ação fluídica pode produzir-se: Pelo próprio fluido do magnetizador; é o magnetismo propriamente dito, ou magnetismo humano, cuja ação se acha adstrita à força (entenda-se força fluídicae não física) e, sobretudo, à qualidade do fluido. Trata-se, pois, do passe que provém somente do passista encarnado (magnetizador). Era o recurso utilizado por Jesus para restabelecer as saúde dos enfermos. As forças fluídicas abundante, penetrantes, puras no mais alto grau que se pode ajuizar, saíam dele próprio. No livro Pão Nosso, Emmanuel legou-nos página intitulada Magnetismo de Jesus, que muito elucida a grandeza de seu magnetismo balsâmico.

14 METABOLIZAÇÃO FLUIDOSENERGIAS VIBRAÇÕES E PENSAMENTOS No encarnado, a absorção das energias, fluidos, vibrações e pensamentos ocorre automaticamente, sendo que o perispírito, através dos Centros de Força, processa esse material absorvido, distribuindo nos seus componentes e irradiando parte dele ao derredor do corpo físico, o que constitui nosso hálito mental, aura, ou esteira psíquica, em suma, uma emissão energética automática. Item – A Aura – Livro O Passe – Jacob Melo – Pág: 77, 78 e 79.

15 O ser encarnado assimila energias das mais diversas, de acordo com seu estado de maior ou menor equilíbrio, físico e espiritual. O Perispírito então metaboliza essas energias nos centros de força e as distribui em nosso organismo. Essas energias se manifestam em nossa aura.

16 Sempre que pensamos em alguém, sintonizamos com essa pessoa, emitimos automaticamente para elas uma parte de nossas energias e fluidos. A outra pessoa absorverá ou não nossas energias, fluidos, vibrações e pensamentos, de acordo com a afinidade e sintonia que tenha conosco, podendo ou não perceber impressões dessas energias, de acordo com sua sensibilidade, com a intensidade da emissão, sua qualidade, etc. Emanações Energéticas características de cada pessoa Transferência Energética PENSAMENTO (...) A quantidade de fluido vital não é absoluta em todos os seres orgânicos. (...) Alguns há, que se acham, por assim dizer, saturados desse fluido, enquanto outros o possuem em quantidade apenas suficiente. A quantidade de fluido vital se esgota. Pode tornar-se insuficiente para a conservação da vida, se não for renovada pela absorção e assimilação das substâncias que o contêm. O fluido vital se transmite de um indivíduo a outro. Livro a Vida e a Morte – F.C.Xavier – LE 1 Parte – Cap. 4 Questão 70.

17 Outro aspecto a comentar é em relação à energia mental, esta é o substrato do pensamento, entendido como força viva e agente essencial de todas a realizações nos planos físico e extrafísico, no dizer de André Luiz. A energia mental é a energia da vida mental, enquanto que a energia vital (fluido vital) é a energia da vida orgânica. A mente só pode exercer sua ação e controle sobre o corpo, através do sistema nervoso, enquanto o organismo físico estiver animado pela energia vital que lhe sustenta a vida. A energia vital expressa-se, portanto, no organismo vivo, como energia orgânica.

18 Quimicamente, o corpo é inigualável na sua complexidade; cada uma de suas trinta bilhões de células é uma mini fábrica que realiza cerca de funções químicas. E cada célula tem 1012 (um trilhão) bits de dados - tantos quantos as letras de 10 milhões de livros! Cada uma também é substituída a cada sete anos. Cada uma é independente das outras, embora coopere com muitos milhões de outras células.

19 Nosso corpo é controlado e coordenado por mais de 16 bilhões de neurônios e 120 trilhões de "caixas de conexão", reunidas em um complexo insondável de ligações. E um sistema parecido com um país moderno interligado por bilhões de fios telefônicos. Tudo isto em um cérebro e uma coluna vertebral que pesa um pouco mais de 1,4 kg! Em comparação, uma abelha tem apenas cerca de 900 células nervosas, e uma formiga tem apenas 250. Nas fibras maiores, os impulsos nervosos passam com rapidez de mais de 483 km/h. Em resumo, o cérebro humano e o seu sistema nervoso é o conjunto mais complexo de matéria que existe no universo.

20 A fim de dar informações acerca da temperatura e outras condições físicas ao cérebro, só a pele tem cerca de 4 milhões de estruturas que são sensíveis à dor. Além disso, tem cerca de meio milhão de nervos sensíveis ao toque e 200 mil à temperatura. Esses "postos de comunicação" mantêm o cérebro informado de todas as condições que reinam por todo o corpo. E uma complicada rede central de "espionagem" sem paralelos no mundo organizado pelos homens.

21 Há pessoas que dizem que tudo isto Simplesmente Aconteceu por causa de erros na reprodução (mutações) e que os poucos erros benéficos foram acumulados através da "seleção natural" e ao acaso.

22 MUITOS SORRISOS COMEÇAM POR CAUSA DE UM OUTRO SORRISO...

23 DESESPERO: para quê? para quê?

24

25 O Perispírito, ao registrar exatamente as cargas energéticas advindas de nossa atuação na senda evolutiva, se constitui em instrumento da justiça Divina, pois estabelece o mecanismo de causa e efeito, onde cada um estabelece o seu caminho, suas conquistas e expiações. O plantio é livre, mas a colheita é obrigatória, visto que plantamos em nós mesmos, por decisão própria e inviolável.

26 A cura se opera mediante a substituição de uma molécula malsã por uma molécula sã. O poder curativo estará, pois, na razão direta da pureza da substância inoculada; mas depende também da energia da vontade que, quanto maior for, tanto mais abundante emissão fluídica provocará e tanto maior força de penetração dará ao fluido.

27 A palavra chakras é de origem sânscrita, e se traduz pelo termo roda. Também são chamados de Centros de Força, por André Luiz. Efetivamente, o formato de um chakra é circular, lembrando uma roda e se localiza no perispírito. O Sistema dos centros de força é interativo e é um captador e metabolizador / repassador das energias existentes no universo para equilibrar a interação existente entre os corpos espiritual e físico. Os chakras, ou centros de força, são pontos de conexão ou enlace pelos quais flui a energia de um a outro veículo ou corpo do homem. Leadbeter – Livro Centros de Força – Item O Chakras.

28 A Integração mente-corpo. Processa-se mediante a interação (ação recíproca) entre a energia mental e a energia orgânica. O centro coronário é o principal ponto de interação entre a energia mental e a energia orgânica, sendo, portanto, o principal ponto de integração mente-corpo, conforme explica André Luiz, no Capitulo II do Livro Evolução em Dois Mundos, como segue: Temos particularmente no centro coronário o ponto de interação entre as forças determinantes do espírito e as forças fisiopsicossomáticas organizadas. As forças determinantes do espírito são as relacionadas com a energia mental propriamente dita, que é a energia do espírito (mente); e as forças fisiopsicossomáticas organizadas são as que relacionam simultaneamente as energias da organização psíquica (corpo espiritual) e da organização física (corpo físico). Livro: A Dinâmica da Mente na Visão Espírita.

29 Chacra Coronário Localização: Topo da cabeça Correlação física: Ligado à Glândula Pineal (Epífise) Cor: Branco fosforescente, Violeta ou Dourado. É o chacra mais importante, pois é o responsável pela irrigação energética do cérebro. Bem desenvolvido, facilita a lembrança e a conscientização das projeções da consciência. É muito importante na telepatia e na mediunidade. É o chacra por onde penetra a energia cósmica. Ver Pág.: 98 e 99 – Livro O Passe – Jacob Melo A mente através do centro coronário, controla os demais centros vitais e exerce o governo sobre o corpo, utilizando-se do centro cerebral como intermediário. André Luiz, capítulo XIII do Livro Evolução em Dois Mundos. Ver. Pág do Livro A Dinâmica da Mente na Visão Espírita.

30 Chacra Frontal Localização: Fronte Correlação física:Ligada à Glândula Hipófise (Pituitária) Cor: Branco-anil fosforescente, Amarelo ou Esverdeado. É o responsável pela irrigação energética dos olhos. Bem desenvolvido, facilita a clarividência e a intuição. Por vezes, a sua atividade cria uma palpitação na testa ou sensação de calor (parece um coração batendo na testa).

31 Chacra Laríngeo Localização: Garganta Correlação física: Ligado à Glândula Tireóide e Paratireóide Cor: Azul celeste, Lilás, Branco-prateado ou Rosa. É o responsável pela irrigação da boca, garganta e órgãos respiratórios. Bem desenvolvido, facilita a psicofonia e a clariaudiência. É considerado também como um filtro energético que bloqueia as energias emocionais, para que elas não cheguem até os chacras da cabeça.

32 Chacra Cardíaco Localização: Coração Correlação física: Ligado à Glândula Timo Cor: Amarelo-ouro É o chacra responsável pela irrigação do coração. É considerado o canal de movimentação dos sentimentos. É o chacra mais afetado pelo desequilíbrio emocional. Bem desenvolvido, torna-se um canal de amor para o trabalho de assistência espiritual. Quando existe um bloqueio nesse chacra, a pessoa sente depressão, angústia, irritação ou pontadas no peito.

33 Chacra Esplênico Localização: Plexo Solar Correlação física: Ligado ao Pâncreas Cor: Verde-forte É o responsável pela irrigação do sistema digestório. É considerado o chacra das emoções inferiores. Quando está bloqueado, causa enjôo, medo ou irritação. Bem desenvolvido, facilita a percepção das energias ambientais.

34 Chacra Básico Localização: Baixo-Ventre Correlação física: Ligado aos Testículos (homem) ou Ovários (mulher) Cor: Laranja, Roxo ou Vermelho (dependendo das circunstâncias). É o responsável pela irrigação dos órgãos sexuais. Quando está bloqueado, causa impotência sexual ou desânimo. Quando superexcitado causa intenso desejo sexual. Bem desenvolvido, estimula o melhor funcionamento dos outros chacras.

35 Chacra Esplênico Localização: Base da coluna Correlação física:Ligado às Glândulas Supra-renais Cor: Vermelhão É o responsável pela absorção da kundalini (energia telúrica) e pelo estímulo direto da energia no corpo e na circulação do sangue.

36 QUEREMOS ATIVAS CHAKRAS? BUSQUEMOS O EVANGELHO... QUEREMOS RENOVAR ENERGIAS? CUMPRAMOS O EVANGELHO... QUEREMOS SUBLIMAR ENERGIAS? VIVAMOS O EVANGELHO... TUDO O MAIS NOS VIRÁ POR ACRÉSCIMO DA BONDADE DE DEUS!

37 Retenção de Sentimentos Dependente Químico Infecção Intestinal Equilibrio Energético Médium antes Da Incorporação Médium Incorporada

38 Depressão Profunda Extremo Cansaço Físico

39 Petála de Flor Pessoa Equilibrada

40 Pessoa com Problemas Pessoa com Problemas

41 Os chakras são reatores espirituais que transformam o éter cósmico em fluidos compatíveis com a natureza humana. O seu retraio cientifico só será conhecido com a liberação do tempo e o crescimento da evolução coletiva. Os espíritos superiores regulam os conhecimentos que descem para a Terra, de acordo com o padrão moral e espiritual das criaturas.

42 Estamos na época do autoconhecimento e dos indivíduos, principalmente daqueles que se dispuseram a procurar a verdade. O campo interior é muito maior. As leis que nele vigoram são mais próximas da alma, e o céu a ser construído será mais participante de cada vida. Compete a nós por mãos à obra; trabalhar para conhecermos a nós mesmos por todos os métodos que Deus nos confiou...

43 Uma das condições para que o homem obtenha sucesso na luta que deverá enfrentar para domar suas más inclinações é, sem dúvida, conhecê-las, visto que para poder domar suas más inclinações é necessário antes de tudo identificá-las, através da analise das próprias reações em que essas inclinações se manifestam. Esta é uma prática que levará o homem ao conhecimento de si mesmo, com grande benefício para o seu progresso moral. Trata-se de uma luta consciente, que exige determinação e permanente esforço. Quanto à posição que o espírita deve assumir com relação a isso, tendo em vista que a Doutrina Espírita tem por objetivo o aperfeiçoamento moral do homem, nunca é demais lembrar que Kardec, no capítulo XVII de O Evangelho Segundo o Espiritismo, assim se refere ao comportamento que define o verdadeiro espírita: Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que faz para domar suas más inclinações.

44 As energias fluídicas vitais transmitidas pelo passista dependem do equilíbrio físico, moral e espiritual deste. Assim sendo, o passista necessita estar com saúde orgânica e espiritual. Não se toca, não se fala, não se faz ruído, os movimentos são discretos, tudo ocorre pela ação da vontade ESQUEMA DO PASSE Com os mesmos ingredientes um químico pode produzir o antídoto e o veneno. Tudo depende da combinação dos elementos. Do veneno da cobra se produz o soro que o combate. O mesmo ocorre com os fluidos; conforme o pensamento que sobre eles age, tornam-se o remédio ou o mal. Ver Pág.: 88 – item e Pág. 89 do Livro O Passe – Jacob Melo – Livro A Vontade dos Fluidos – Léon Denis – Depois da Morte, Missionários da Luz e Nos Dominios da Mediunidade de Francisco C. Xavier pelo Espirito – André Luiz.

45 Preparo Para lograr bom resultado, todo trabalho espiritual necessita de preparo. No caso do passe, deve haver preparo tanto do passista como do enfermo. Da parte do primeiro, porém, esse preparo deve ser constante, em vista das emergências que ocorrem no centro espírita e fora dele.

46 Preparo O ideal seria que toda aplicação de passe fosse precedida de esclarecimento doutrinário sobre os fluidos, a fé, a oração, etc. Com o estudo e as reflexões evangélicas o ambiente se tranqüiliza e os fluidos atuam de forma mais adequada.

47 Perguntado sobre qual seria a melhor técnica para a transmissão do passe (O Consolador, n o 99), Emmanuel respondeu: O Passe deverá obedecer à fórmula que forneça maior percentagem de confiança, não só a quem o dá, como a quem o recebe. Devemos esclarecer, todavia, que o passe é transmissão de uma força psíquica e espiritual, dispensando qualquer contato físico na sua aplicação.

48 Comentando o assunto em seu livro Conduta Espírita (cap. 28), André Luiz, adverte: Lembrar-se de que na aplicação de passes não se faz precisa a gesticulação violenta, a respiração ofegante ou o bocejo contínuo [...]. A transmissão do passe dispensa qualquer recurso espetacular.

49 Não há técnicas únicas para aplicação do passe. O passe deve ser simples. Em qualquer caso, dispensam-se quaisquer gestos estranhos, fórmulas místicas e outros recursos espetaculares. É falta de estudo da Doutrina Espírita que tem levado a adoção de práticas estranhas nos trabalhos de passe em muitas casas espíritas.

50 Tomar Passe após aplicá-lo. É uma pratica dispensável. Muitos passistas empregam-na por desconhecimento dos mecanismos fluídicos; alegam que é para eliminar as más influências e se reabastecer. O passe adequadamente desenvolvido não exaure quem o transmite, muito pelo contrário. No livro Conduta Espírita, André Luiz recomenda-nos Jamais temer a exaustão das forças magnéticas (cap. 28). O médium passista é canal pelo qual circulam abundantemente as forças radiantes que emanam do Céu. Em sua obra Nos Domínios da Mediunidade (cap. 17), esse mesmo autor relata um diálogo de seu amigo Hilário Silva com o Instrutor Áulus. Perguntando Hilário se os trabalhadores encarnados que examinavam ministrando o passe não precisaria recear a exaustão, obtém esclarecedora resposta:

51 Tanto quanto nós, não comparecem aqui com a pretensão de serem os senhores do beneficio recebem, mas sim na condição de beneficiários que para dar. A oração, com o reconhecimento de nossa desvalia coloca-nos na posição de simples elos de uma cadeia de socorro, cuja orientação reside no Alto. Somos nós aqui, neste recinto consagrado à missão evangélica, sob a inspiração de Jesus, algo semelhante à tomada elétrica, dando passagem à força que não nos pertence e que servirá na produção de energia e luz. Ver pág.: 48 – Livro O Passe – Jacob Melo

52 No livro Missíonarios da Luz: Áulus afirma que o serviço de passe deve ser exercido com a mesma responsabilidade dos médicos que socorrem nos hospitais da Terra. Cada hospital possui a sua equipe de médicos, encarregados cada um de sua área, obedecendo à disciplina que o hospital estipula. Achamos importante a referência ao fichamento dos colaboradores no hospital do centro espírita. Como são graves as conseqüências da ausência do passista escalado no dia e hora do passe! Tudo estava programado para que os seus fluidos fossem utilizados, os Espíritos contavam com ele, mas.. Nas substituições apressadas é inevitável o dano geral. Ciente disso é importante que o passista só falte em situações excepcionais.

53 Na introdução de O Livro dos Espíritos, na primeira parte de O Livro dos Médiuns e em outras de suas obras, Allan Kardec ressalta a importância do estudo contínuo do Espiritismo, apresentando diversas sugestões de como ele deve ser empreendido. Há muita diferença entre ler um texto e estudá-lo, meditando sobre o seu conteúdo. No caso do passe, é importante ter conhecimento especializado de sua natureza, seus mecanismos, seus efeitos. No capítulo 14 de O Livro dos Médiuns Kardec indaga se o poder de curar pode ser transmitido (§ 176, no 7). E os Espíritos esclarecem: - O poder, não; mas o conhecimento de que necessita para exercê-lo, quem o possua. Ver pág.: 355 – Livro O Passe – Jacob Melo.

54 No já citado capítulo 19 de Missionários da Luz encontramos ainda a exposição de conceitos notáveis sobre o valor do conhecimento para o bom desempenho das tarefas espíritas. Ausência de estudo significa estagnação, em qualquer setor de trabalho.

55 A necessidade de aplicar passe em alguém pode surgir a qualquer momento. Daí a importância de o passista estar sempre preparado, mesmo durante o seu trabalho profissional ou nos momentos de lazer. Os bons Espíritos precisam contar conosco para as tarefas de emergência, às vezes fora da casa espírita. Podem mobilizar nossos recursos para atender nossos irmãos mais carentes sem mesmo tomarmos consciência disso, na via pública, no ônibus, no local de trabalho, numa visita fraterna, etc. Devemos abster-nos de dar passe quando em desequilíbrio espiritual, pois os fluidos ficam como que poluídos.

56 Quando Receber o Passe Não abuses, sobretudo, daqueles que te auxiliam. Não tomes o lugar do verdadeiramente necessitado, tão só porque os teus caprichos e melindres pessoais estejam feridos. Emmanuel Segue-me, p A ninguém imponhas precipitadamente as mãos. Paulo, I Timóteo 5: 22. Dessas sábias advertências de Emmanuel e do Apóstolo dos Gentios concluímos que as pessoas só devem buscar os recursos do passe quando têm realmente necessidade. Passe é remédio. E todo remédio só se toma quando necessário, na dose certa e até que se recupere a saúde. Se estivermos bem, o passe é dispensável.

57 Quando Receber o Passe No capítulo 28 de Conduta Espírita, André Luiz recomenda-nos esclarecer os companheiros quanto à inconveniência da petição de passe todos os dias, sem necessidade real, para que esse gênero de auxílio não se transforme em mania. Se a pessoa não precisa de passe, devemos esclarecê-la a esse respeito, orientando-a para o estudo doutrinário e o serviço ao próximo. Devemos lembrar-nos que os problemas do nosso dia podem ser resolvidos com bom senso, honestidade, equilíbrio e muita disciplina. Em seu livro Segue-me, Emmanuel assim se expressa sobre a questão de quem necessita do passe: O passe exprime também gastos de forças, e não deves provocar o dispêndio de energias do Alto, com infantilidades e ninharias (p. 134).

58

59 Referências Bibliográficas ANDRÉ LUIZ. Os Mensageiros. (F.C. Xavier.) 13 a ed., Rio, FEB. Missionários da Luz. (F.C. Xavier.) 14 a ed., Rio, FEB. Conduta Espírita. (Waldo Vieira.) 8 a ed., Rio, FEB. Nos Domínios da Mediunidade. (F.C. Xavier.) 13 a ed., Rio, FEB. O passe. In: Opinião Espírita. Emmanuel e André Luiz. (F.C. Xavier e Waldo Vieira). 5 a ed., Uberaba, CEC, EMMANUEL. O Consolador. (F.C. Xavier.) 8 a ed., Rio, FEB. Caminho, Verdade e Vida. (F.C. Xavier.) 9 a ed., Rio, FEB. Segue-me. (F.C. Xavier.) 5 a ed., Matão, O Clarim, Pão Nosso. (F.C. Xavier.) 1 a ed., Rio, FEB, KARDEC, A. O Livro dos Espíritos. (Trad. Guillon Ribeiro.) 76 a ed., Rio, FEB. O Evangelho Segundo o Espiritismo. (Trad. Guillon Ribeiro.) 113 a ed., Rio, FEB. A Gênese. (Trad. Guillon Ribeiro.) 19 ed., Rio, FEB. OLIVEIRA, T. (org.) Fluidos e Passes. 1 a ed., Capivari, EME, 1995 Obsessão – O Passe – J. Herculano Pires O Passe – Jacob de Melo

60 Quem não se educa para o bem e para a verdade e não contribui para que seu semelhante tenha condições de se educar, inclusive pelo seu exemplo pessoal, ainda não entendeu sua missão aqui na terra.

61 A vida não é uma vela breve para mim. É uma espécie de tocha esplêndida que preciso segurar no momento, e quero que queime com o maior brilho possível antes de passá-la para as gerações futuras.

62 Se não houver frutos, Valeu a beleza das flores... Se não houver flores, Valeu a sombra das folhas... Se não houver folhas, Valeu a intenção da semente. (Heinfil)

63 Fim... Fim, não... Até a próxima Segunda! Boa Sorte e Sucesso! Nelson Mendes

64 Não deixem de ler os livros da CODIFICAÇÃO

65


Carregar ppt "A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o misterioso passará pela vida sem ver nada."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google