A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Apocalipse O livro da Revelação Estudo 01 Uma mensagem para o fim dos tempos Texto bíblico: Daniel 7 a 12 Apocalipse 1.1-8 Texto áureo: Eu sou o Alfa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Apocalipse O livro da Revelação Estudo 01 Uma mensagem para o fim dos tempos Texto bíblico: Daniel 7 a 12 Apocalipse 1.1-8 Texto áureo: Eu sou o Alfa."— Transcrição da apresentação:

1 O Apocalipse O livro da Revelação Estudo 01 Uma mensagem para o fim dos tempos Texto bíblico: Daniel 7 a 12 Apocalipse Texto áureo: Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor Deus, aquele que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.

2 Introdução I Para aqueles que estejam indagando o "por que" de iniciarmos as meditações deste trimestre em que estaremos estudando o livro do Apocalipse, meditando num livro profético, lembramos que isto acontece porque é ele, na Bíblia, a primeira menção de uma palavra que pode ser vista como escatológica ou aplicada ao "final dos tempos". Daniel foi contemporâneo da destruição da cidade santa por Nabucodonozor em 586 a.C.

3 Introdução II Em sua primeira parte o livro faz a narrativa da vida de Daniel e de seus três amigos judeus no reino babilônico, isto, dos capítulos 1 a 6. Cronologia do tempo de Daniel: -Em 604 a.C. é levado à Babilônia na primeira leva com o Rei Jeoiaquim – 2Cr ; Dn Em 600 a.C. começa a atuar – Dn Em 586 a.C. Jerusalém cai (14 anos depois); - Em 538/539 a.C. continuava lá – Dn Se tinha 14 anos quando foi levado, teria então cerca de 80 anos aos tempos de Ciro e Dario.

4 Introdução III Já na segunda parte, capítulos 7 a 12, Daniel transmite para o povo judeu exilado a imagem do futuro que os esperava em visões de difícil interpretação e mesmo de múltiplas sinalizações, com uma imagem global de impérios que aparecem e desaparecem, mostrando, no entanto, que o povo de Deus, sobreviveria a todas essas situações projetando-se para um futuro longínquo.

5 Introdução IV As profecias de Daniel são algo inédito em termos do receituário até então seguido pelos demais profetas. Não se limita a Israel e ao povo de Deus. Abrange o mundo todo. Talvez por sua estada tão longa em um país distante, suas profecias deixam o limite geográfico e racial do povo de Deus e abrange o mundo como um todo. Suas profecias sobre os reinos que surgiriam e cairiam, especialmente no período interbíblico, são de enorme precisão

6 I - Lendo o texto bíblico Seu conteúdo pode ser assim dividido: Cap. 7: A visão do período interbíblico Cap. 8: A fase mais aguda do conflito Cap. 9: A oração e sua resposta Cap. 10: O crente diante do mal Cap. 11: A presença constante do mal Cap. 12: O destino final – A vida eterna

7 II - Entendendo a cronologia da história em Daniel: 1. O Império Babilônico reinou até 539 a.C. (Nabucodonozor) 2. O Império Medo-Persa anos 539 a 400 a.C. (Ciro e Dario) 3. O Império Grego nos anos 300 a.C. (Alexandre) 4. O Império Selêucida nos anos 200 a.C (Antíocos). 5. O Império Egipcio (Ptolomeus) anos 100 a.C. 6. O Império Romano (Os Césares), anos 70 a.C. 6. O Império de Cristo anos 1 aos de hoje.

8 III – Os nomes dos personagens e seus significados -Daniel: Deus é meu juiz -Beltessazar: Príncipe do rei - Ananias / Sadraque Protegido por Yavé -Misael / Mesaque Quem é como Deus -Azarias / Abednego: Yavé tem ajudado Quatro crentes em meio ao mundo conturbado da época.

9 IV – Entendendo as semanas e os dias de Daniel 1. A linguagem é profética e simbólica; 2. Daniel 12.1 iguala-se a Mateus 24.21, 24-14; no sermão profético de Cristo; 3. Bem como a João no Apocalipse 16.18; 3.5; E tal como eles, Daniel se cala também sobre a real extensão desses dias e semanas – Dn

10 V – Compreendendo os símbolos de Daniel 1. Os animais representam poder e força (Dn 7 e 8) 2. O ancião de dias representa a pessoa de Deus e filho do homem a pessoa de Cristo (Dn ) 3. Os números 7 ou 70 tidos como números perfeitos para o judeu e semanas ou dias para tempos indeterminados 4. O holocausto contínuo e a abominação desoladora referem-se a fatos ocorridos no ano 70 e no período inter-bíblico (Dn e Mt 24.15)

11 1 – A visão do período interbíblico – Daniel 7 1 No primeiro ano de Belsazar, rei de Babilônia, teve Daniel, na sua cama, um sonho e visões da sua cabeça. Então escreveu o sonho, e relatou a suma das coisas. 2 Falou Daniel, e disse: Eu estava olhando, numa visão noturna, e eis que os quatro ventos do céu agitavam o Mar Grande. 3 E quatro grandes animais, diferentes uns dos outros, subiam do mar. 17 Estes grandes animais, que são quatro, são quatro reis, que se levantarão da terra. 18 Mas os santos do Altíssimo receberão o reino e o possuirão para todo o sempre, sim, para todo o sempre. 26 Mas o tribunal se assentará em juízo, e lhe tirará o domínio, para o destruir e para o desfazer até o fim. 27 O reino, e o domínio, e a grandeza dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo. O seu reino será um reino eterno, e todos os domínios o servirão, e lhe obedecerão. 28 Aqui é o fim do assunto. Quanto a mim, Daniel, os meus pensamentos muito me perturbaram e o meu semblante se mudou; mas guardei estas coisas no coração.

12 2 – A fase mais aguda do conflito: Daniel 8 1 No ano terceiro do reinado do rei Belsazar apareceu-me uma visão, a mim, Daniel, depois daquela que me apareceu no princípio. 2 E na visão que tive, parecia-me que eu estava na cidadela de Susã, na província de Elão; e conforme a visão, eu estava junto ao rio Ulai. 3 Levantei os olhos, e olhei, e eis que estava em pé diante do rio um carneiro, que tinha dois chifres; e os dois chifres eram altos; mas um era mais alto do que o outro, e o mais alto subiu por último. 4 Vi que o carneiro dava marradas para o ocidente, e para o norte e para o sul; e nenhum dos animais lhe podia resistir, nem havia quem pudesse livrar-se do seu poder; ele, porém, fazia conforme a sua vontade, e se engrandecia. 5 E, estando eu considerando, eis que um bode vinha do ocidente sobre a face de toda a terra, mas sem tocar no chão; e aquele bode tinha um chifre notável entre os olhos. 6 E dirigiu-se ao carneiro que tinha os dois chifres, ao qual eu tinha visto em pé diante do rio, e correu contra ele no furor da sua força. 7 Vi-o chegar perto do carneiro; e, movido de cólera contra ele, o feriu, e lhe quebrou os dois chifres; não havia força no carneiro para lhe resistir, e o bode o lançou por terra, e o pisou aos pés; também não havia quem pudesse livrar o carneiro do seu poder.

13 3 – A oração e sua resposta – Daniel 9 15 Na verdade, ó Senhor, nosso Deus, que tiraste o teu povo da terra do Egito com mão poderosa, e te adquiriste nome como hoje se vê, temos pecado, temos procedido impiamente. 16 e Senhor, segundo todas as tuas justiças, apartem-se a tua ira e o teu furor da tua cidade de Jerusalém, do teu santo monte; porquanto por causa dos nossos pecados, e por causa das iniqüidades de nossos pais, tornou-se Jerusalém e o teu povo um opróbrio para todos os que estão em redor de nós. 17 Agora, pois, ó Deus nosso, ouve a oração do teu servo, e as suas súplicas, e sobre o teu santuário assolado faze resplandecer o teu rosto, por amor do Senhor. 20 Enquanto estava eu ainda falando e orando, e confessando o meu pecado, e o pecado do meu povo Israel, e lançando a minha súplica perante a face do Senhor, meu Deus, pelo monte santo do meu Deus, 21 sim enquanto estava eu ainda falando na oração, o varão Gabriel, que eu tinha visto na minha visão ao princípio, veio voando rapidamente, e tocou-me à hora da oblação da tarde. 22 Ele me instruiu, e falou comigo, dizendo: Daniel, vim agora para fazer-te sábio e entendido. 23 No princípio das tuas súplicas, saiu a ordem, e eu vim, para to declarar, pois és muito amado; considera, pois, a palavra e entende a visão.

14 4 – A posição do crente diante do mal – Daniel 10 1 No ano terceiro de Ciro, rei da Pérsia, foi revelada uma palavra a Daniel, cujo nome se chama Beltessazar, uma palavra verdadeira concernente a um grande conflito; e ele entendeu esta palavra, e teve entendimento da visão. 8 Fiquei pois eu só a contemplar a grande visão, e não ficou força em mim; desfigurou-se a feição do meu rosto, e não retive força alguma. 9 Contudo, ouvi a voz das suas palavras; e, ouvindo o som das suas palavras, eu caí num profundo sono, com o rosto em terra. 10 E eis que uma mão me tocou, e fez com que me levantasse, tremendo, sobre os meus joelhos e sobre as palmas das minhas mãos. 11 E me disse: Daniel, homem muito amado, entende as palavras que te vou dizer, e levanta-te sobre os teus pés; pois agora te sou enviado. Ao falar ele comigo esta palavra, pus-me em pé tremendo. 12 Então me disse: Não temas, Daniel; porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras, e por causa das tuas palavras eu vim. 18 Então tornou a tocar-me um que tinha a semelhança dum homem, e me consolou. 19 E disse: Não temas, homem muito amado; paz seja contigo; sê forte, e tem bom ânimo. E quando ele falou comigo, fiquei fortalecido, e disse: Fala, meu senhor, pois me fortaleceste.

15 5 – A presença constante do mal - Daniel 11 1 Eu, pois, no primeiro ano de Dario, medo, levantei-me para o animar e fortalecer. 32 Ainda aos violadores do pacto ele perverterá com lisonjas; mas o povo que conhece ao seu Deus se tornará forte, e fará proezas. 33 Os entendidos entre o povo ensinarão a muitos; todavia por muitos dias cairão pela espada e pelo fogo, pelo cativeiro e pelo despojo. 34 Mas, caindo eles, serão ajudados com pequeno socorro; muitos, porém, se ajuntarão a eles com lisonjas. 35 Alguns dos entendidos cairão para serem acrisolados, purificados e embranquecidos, até o fim do tempo; pois isso ainda será para o tempo determinado.

16 6 – O destino final – A vida eterna – Daniel 12 1 Naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo; e haverá um tempo de tribulação, qual nunca houve, desde que existiu nação até aquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro. 2 E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno. 3 Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que converterem a muitos para a justiça, como as estrelas sempre e eternamente. 4 Tu, porém, Daniel, cerra as palavras e sela o livro, até o fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará. 8 Eu, pois, ouvi, mas não entendi; por isso perguntei: Senhor meu, qual será o fim destas coisas? 9 Ele respondeu: Vai-te, Daniel, porque estas palavras estão cerradas e seladas até o tempo do fim.

17 Com as visões de Daniel na Babilônia, o AT se fecha para a mensagem escatológica e cerca de cinco séculos depois torna a se abrir no NT, primeiro com o sermão profético de Jesus em Mateus 24, e depois com as visões de João, o discípulo amado, na ilha de Patmos.

18 7 – A visão inicial do Apocalipse – 1.1.8: 1 Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e, enviando-as pelo seu anjo, as notificou a seu servo João; 2 o qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, de tudo quanto viu. 3 Bem-aventurado aquele que lê e bem-aventurados os que ouvem as palavras desta profecia e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. 4 João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça a vós e paz da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono; 5 e da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dos mortos e o Príncipe dos reis da terra. àquele que nos ama, e pelo seu sangue nos libertou dos nossos pecados, 6 e nos fez reino, sacerdotes para Deus, seu Pai, a ele seja glória e domínio pelos séculos dos séculos. Amém. 7 Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém. 8 Eu sou o Alfa e o Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.

19 Conclusão Que estejamos preparados tais como Daniel e seus amigos a enfrentar os tempos do fim com destemor E ouvindo a João, estejamos preparados para quando esses tempos preditos por Deus chegarem, marcando a volta do nosso Senhor Jesus Cristo.


Carregar ppt "O Apocalipse O livro da Revelação Estudo 01 Uma mensagem para o fim dos tempos Texto bíblico: Daniel 7 a 12 Apocalipse 1.1-8 Texto áureo: Eu sou o Alfa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google