A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução Com 3.851.557 km² a região norte do Brasil é a mais extensa das regiões brasileiras, correspondendo a pouco mais de 45% do território nacional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução Com 3.851.557 km² a região norte do Brasil é a mais extensa das regiões brasileiras, correspondendo a pouco mais de 45% do território nacional."— Transcrição da apresentação:

1

2 Introdução Com km² a região norte do Brasil é a mais extensa das regiões brasileiras, correspondendo a pouco mais de 45% do território nacional. A área denominada Amazônia Legal apresenta uma área próxima de 5,3 milhões de km², abrangendo pouco mais de 64% do Brasil. São cerca de 13 milhões de habitantes que ocupam esse imenso território, sendo o Pará o estado de maior população com pouco mais de 6 milhões de habitantes, seguido pelos estados do AM, RO e TO.

3 São sete estados que compõem essa região

4

5 POSIÇÃO GEOGRÁFICA

6 RELEVO DA REGIÃO NORTE A planície amazônica é mais ou menos 100 mil km² de uma estreita faixa das terras mais baixas da região. Os baixos planaltos da Amazônia Oriental são encontrados no setor oriental do AM e em toda a extensão ao longo do Rio amazonas no PA. As depressões estão na parte ocidental do baixo Amazonas e as depressões marginais sul e norte amazônicas no PA. Os Planaltos Residuais Norte Amazônicos, que ocupam as regiões fronteiriças com as Guianas e Venezuela. Na direção sul temos também os Planaltos Residuais Sul Amazônicos, com menos altitudes e formas mais suaves.

7 Perfil Topográfico Da Região Norte

8 HIDROGRAFIA DA REGIÃO NORTE

9 O RIO AMAZONAS A peculiaridade dessa bacia está no fato do rio Amazonas ter suas nascentes nos Andes nevados que descongelam na primavera e verão austral. Os afluentes da margem esquerda sofrem um regime de chuvas tropicais que engrossam o volume de água nos meses de verão boreal (meio do ano). Os afluentes da margem direita igualmente recebem chuvas tropicais austrais que ocorrem no final e início do ano.

10 Os Tipos Climáticos

11 CLIMA È dominantemente do tipo EQUATORIAL. Caracteriza-se pela alta temperatura média mensal, sempre superior aos 20ºC e amplitudes térmicas muito baixas em torno de 2ºC a 3ºC. Apresenta chuvas regularmente distribuídas o ano todo, no setor mais ocidental onde atua com muita freqüência a mEc a pluviosidade ultrapassa a marca de 2500mm/ano. Aproximando-se aos limites sul e norte da região Amazônica surgem características do clima tropical com secas muito bem definidas nos seus momentos de invernos. Na classificação de Köppen é do tipo Am e Af.

12 A mais espetacular formação vegetal do planeta

13 A COBERTURA VEGETAL A região Norte é o domínio da Floresta Equatorial Amazônica; heterogênea, higrófila, latifoliada, perene, dividida em três tipos diferentes, a Mata do Igapó, mata de várzeas e a mata das terras firmes ou secas ou caa-etê. Na porção oriental de Roraima, em algumas pequenas áreas limítrofes das Guianas com o norte do Pará e na porção oriental de Rondônia ocorre a vegetação do cerrado.

14 SOLOS Os solos são frágeis, arenosos e pobres em nutrientes minerais mas estão protegidos por uma manta orgânica formada pela floresta que evita a erosão horizontal e a ação vertical das águas que causam a lixiviação.

15 POPULAÇÃO AMAZÔNICA O quadro humano da Amazônia é marcado por pequena população absoluta e relativa

16 Em 2000, a região Norte era a menos densa, com 3,3 hab/km²

17 A região NORTE registra um processo de URBANIZAÇÃO menor que a média brasileiras

18 Processo de Ocupação A presença do tipo indígena é notável na fisionomia dos habitantes da Região Norte. Durante o ciclo da BORRACHA houve importante corrente migratória vinda do NE, em particular do CE. Com a mudança da capital do país do Rio de Janeiro para Brasília em 1960 teve início a interiorização da ocupação humana do norte através de rodovias como a Belém/Brasília, a Cuiabá/Santarém, a Manaus/Porto Velho, Transamazônica dentre tantas.

19 O fluxo de Sulistas Nas últimas décadas do século XX um fluxo migratório interno começa a entrar pelo sul da região, são agricultores vindos do sudeste e do sul introduzindo uma nova cultura comercial como a soja, além das culturas tradicionais e da criação do gado, notável principalmente em Rondônia.

20 Imigração estrangeira Um elemento humano que se destacou na Amazônia foi o imigrante japonês que se instalou nos vales médio e baixo do rio Amazonas introduzindo as culturas de pimenta-do-reino e da juta.

21 ECONOMIA O extrativismo vegetal foi sem dúvida a economia possível atrelada ao espaço com a ausência da tecnologia e de meios de transportes mais eficazes, porém o extrativismo tende a ser uma atividade transitória para a voracidade do consumo do mundo atual e as coletas de frutos, folhas, cascas, seivas, flores e madeiras lenhosas vão cedendo lugar a projetos econômicos de grande porte que por vezes tropeçam nos mistérios da biodiversidade e do bio- equilíbrio que rege a vida nesse eco-sistema especial

22

23 EXTRATIVISMO VEGETAL A busca desenfreada por madeiras de lei como o mogno que leva os madeireiros a derrubar cerca de 100 árvores para o aproveitamento de uma única, na maioria das vezes sem licenças dos órgãos ambientais, tornando-se madeira ilegal.

24

25 GARIMPO Uma atividade de coleta de resíduos minerais comercializáveis rejeitados pelas mineradoras, muito comum na obtenção da cassiterita (estanho) principalmente em Rondônia. O garimpo do ouro tem produzido muitos problemas ambientais por onde passa devido ao uso de mercúrio metálico no processo de separação.

26 Dragas para mineração de ouro no rio Urariquera

27 AGRICULTURA No sudeste do Amazonas, os migrantes do sulistas implantaram culturas novas com destaque para a soja que foi aclimatada. A produção desce o rio Madeira rumo ao Amazonas indo ao porto fluvial graneleiro de Itacoatiara, de onde é encaminhada à exportação. Outro destaque está nas culturas de pimenta do reino dos imigrantes japoneses em Tomé Açu e Castanhal na Zona Bragantina, próxima a Belém do Pará. O ponto negativo da agricultura local está nos grandes desmatamentos e queimadas com finalidade agropecuária, gerando paisagens lunares em vários pontos da Floresta Equatorial.

28 PECUÁRIA Praticada em vários pontos do Norte, principalmente o gado bovino criado nas pastagens naturais dos campos e cerrados de Boa Vista em RR. Notável a presença de búfalos na foz do rio Amazonas marcando a Ilha de Marajó como um dos mais tradicionais centros de bubalinos do país.

29

30 MINERAÇÃO Muito desenvolvida em grandes projetos como a área polivalente de Carajás, com importantes reservas em exploração de ferro, manganês, cobre, ouro, bauxita, estanho, níquel, etc. Ocorrência de bauxita na Região Norte, notadamente às margens do Rio Trombetas em Oriximiná, levado por via fluvial à região de Belém onde é industrializado nas usinas da ALBRÁS E ALUNORTE e posteriormente exportado pelo porto de Belém.

31 BALBINA TUCURUI

32 ENERGIA A Região Norte tem dentro do seu espaço duas das mais importantes bacias hidrográficas do país, a do rio Amazonas e a do Tocantins. O maior destaque está na usina hidroelétrica de Tucuruí no rio Tocantins programada para gerar 8 milhões de kw/h e abastecer as industrias de alumínio da região de Belém e Paragominas. A maior parte da energia elétrica consumida na Região Norte é de origem térmica.

33 INDÚSTRIA O desenvolvimento da Zona Franca de Manaus ocorreu com isenções fiscais, incentivos de toda ordem com o intuito de criar um centro industrial importante no coração da Amazônia, interiorizando o desenvolvimento econômico. Os projetos minerais, particularmente os do alumínio com a ALBRÁS e a ALUNORTE introduziram a indústria como um elemento importante na economia do norte do país.

34 DEFESA E A SOBERANIA DO NORTE BRASILEIRO O Brasil apresenta uma enorme área de fronteiras secas ou terrestres com os países vizinhos da América do Sul. As preocupações do Brasil com essas fronteiras esta ligado ao problema da guerrilha (Colômbia), narcotráfico e contrabando. Há também defensores da internacionalização da Amazônia por ser um patrimônio natural vital ao futuro da humanidade.

35

36 Projeto Calha Norte Implantado em 1985 nas regiões fronteiriças da porção setentrional do país. Suas finalidades são: Novas bases militares; Dificultar os conflitos entre empresas, garimpeiros e índios; Reduzir o contrabando de minérios.

37

38 PROJETO SIVAM Trata-se de um controvertido Sistema de Vigilância da Amazônia que consiste num sistema de radares com apoio de satélites que permite monitorar toda a Amazônia. O objetivo é controlar o desmatamento, o tráfico de drogas e o contrabando que é intenso nessa imensa região.

39

40 1-A respeito da Região Norte do Brasil escolha as afirmativas que julgar corretas e apresente como resultado a soma delas. 01-Quando se fala em Amazônia Legal e Região Norte estamos nos referindo ao mesmo espaço mas com diferentes enfoques. 02-Uma característica marcante da Região Norte é a magnitude dos seus componentes naturais e a pequena presença humana tanto em termos absolutos como relativos. 04-A presença de Tocantins na Região Norte em 1988 foi a correção de um antigo erro haja vista que esse setor do antigo Estado de Goiás sempre foi um espaço "amazônico". 08-A posição geográfica da bacia hidrográfica do Amazonas concorre para a existência de um regime misto com duas cheias distintas no decorrer do ano. 16-A bacia do Rio Amazonas está instalada numa área de planícies com baixo potencial hidroelétrico mas com elevado potencial de navegabilidade.

41 2-Ainda a respeito das características da Região Norte do país assinale as frases corretas e dê a soma delas todas como resultado final. 01-Com as novas descobertas cartográficas após 1970 o relevo da Amazônia foi re-classificado e a planície Amazônica passou a ser reconhecida em apenas 5% da área anterior. 02-São características do clima predominante da Amazônia as elevadas taxas de umidade, de pluviosidade, médias térmicas elevadas seguidas por elevadas amplitudes térmicas. 04-A Amazônia pode ser dividida em Ocidental destacada pelo extrativismo vegetal e a Amazônia Oriental marcada hoje pela economia extrativo-industrial de grande porte. 08-O sudoeste da Amazônia vem se modificando economicamente pela presença de correntes migratórias do sul introduzindo as culturas da soja em RO, AC e AM. 16-A exuberância da vegetação nativa da Amazônia se explica pela alta pluviosidade e pela fertilidade sos seus solos laterizados e lixiviados orgânicos.

42 3- Identifique as frases corretas a respeito da Região Norte do Brasil e apresente a soma como resultado final. 01-As experiências de homogeneização da agricultura não tem tido os resultados esperados porque o controle de doenças e pragas está presente na heterogeneidade da paisagem. 02-As presenças industriais de alumínio na região de Belém e Paragominas devem muito à implantação da usina hidroelétrica de Tucuruí no Pará. 04-A produção de manganês da Serra do Navio no Amapá feita pela ICOMI, transportada pela E.F do Amapá até o Porto de Santana é muito importante hoje no AP. 08-Existe uma interligação importante entre a província mineralógica de Carajás, a usina hidroelétrica de Tucuruí e a E.F.Carajás com destino em Itaqui no Maranhão. 16-Os projetos "Calha Norte" e "Sivan" na Região Norte apresentavam como objetivo a manutenção da soberania do espaço brasileiro em meio a especulações de "Internacionalização" dos vazios florestais da América do Sul, ventilados no primeiro mundo.


Carregar ppt "Introdução Com 3.851.557 km² a região norte do Brasil é a mais extensa das regiões brasileiras, correspondendo a pouco mais de 45% do território nacional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google