A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A doutrina bíblica da oração Estudo 14 Não cesses de clamar ao Senhor As mais belas orações da Bíblia Textos bíblicos: Gn 18; Nm 14; Js 7; 1Sa 7; Sl 32;

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A doutrina bíblica da oração Estudo 14 Não cesses de clamar ao Senhor As mais belas orações da Bíblia Textos bíblicos: Gn 18; Nm 14; Js 7; 1Sa 7; Sl 32;"— Transcrição da apresentação:

1 A doutrina bíblica da oração Estudo 14 Não cesses de clamar ao Senhor As mais belas orações da Bíblia Textos bíblicos: Gn 18; Nm 14; Js 7; 1Sa 7; Sl 32; Lm 5; Jo 17 Texto áureo – 1Sa 7.8 Por isso disseram os filhos de Israel a Samuel: Não cesses de clamar ao SENHOR nosso Deus por nós, para que nos livre da mão dos filisteus.

2 A doutrina bíblica da oração Introdução Para finalizar o trimestre em que estudamos um dos mais profundos fundamentos que a Palavra de Deus nos oferece para o desenvolvimento da vida cristã, a doutrina da oração, vamos fazê-lo selecionando algumas das mais belas orações da Bíblia. Por certo, elas irão nos trazer momentos de muita inspiração pelo que poderemos retirar de cada uma delas para nosso crescimento espiritual.

3 A doutrina bíblica da oração A oração de Abraão, registrada em Gênesis 18, é uma mensagem que nos evidencia a tentativa de intervenção de um ser humano num plano do Senhor. Em sua petição em favor dos habitantes de Sodoma e Gomorra, este servo de Deus nos vai ensinar muito sobre o amor ao próximo. Abraão vai orar por 50, 45, 40, 30, 20 e 10 justos em Sodoma e Gomorra, chegando ao número em que o Senhor não mais o ouviu sequer. A oração de Abraão é uma dramática petição de um crente, por vidas que não lhe diziam respeito. 1.A oração de petição

4 A doutrina bíblica da oração "E chegando-se Abraão, disse: Destruirás também o justo com o ímpio? Se porventura houver cinquenta justos na cidade, destruirás e não pouparás o lugar por causa dos cinquenta justos que ali estão? Longe de ti que faças tal coisa, que mates o justo com o ímpio... Longe de ti! Não fará justiça, o Juiz de toda a terra? Então disse o Senhor: Se eu achar em Sodoma cinquenta justos dentro da cidade, pouparei o lugar todo por causa deles...Disse mais: Ora, não se ire o Senhor, que ainda só mais esta vez falo: Se porventura se acharem ali dez? E disse: Não a destruirei por amor dos dez. E retirou-se o SENHOR, quando acabou de falar a Abraão; e Abraão tornou-se ao seu lugar. Gn ,32,33

5 Para refletir: Oração é um ato religioso que visa ativar uma ligação, uma conversa, um pedido, um agradecimento, uma manifestação de reconhecimento ou ainda um ato de louvor diante de um ser transcendente ou divino.religiosolouvorser transcendentedivino Certo ou Errado?

6 A doutrina bíblica da oração 2. A oração de submissão Observem que esta oração de Moisés tal como a de Abraão, são orações ousadas. Demonstram a ousadia do servo de Deus, em questionar algo afeto à soberania do Senhor Deus. Neste caso agora, a ousadia vai mais longe ainda, pois que Moisés parece jogar as palavras do Senhor Deus contra ele próprio. Algo assim como se estivesse inquirindo Deus contra o desígnio que ele agora trazia para o pecado de Israel: Não foi o próprio Senhor quem disse que é tardio em irar-se?... Não foi o próprio Senhor quem disse que é grande em misericórdia?... - Como diante dessas promessas e garantias o Senhor vem agora e castiga Israel com a morte?...

7 Nm Agora, pois, rogo-te que a força do meu Senhor se engrandeça; como tens falado, dizendo: O SENHOR é longânimo, e grande em misericórdia, que perdoa a iniqüidade e a transgressão, que o culpado não tem por inocente, e visita a iniqüidade dos pais sobre os filhos até à terceira e quarta geração. Perdoa, pois, a iniqüidade deste povo, segundo a grandeza da tua misericórdia; e como também perdoaste a este povo desde a terra do Egito até aqui.

8 Para refletir A maioria das religiões envolvem momentos de oração. Alguns criam ritos especiais para cada tipo de oração, exigindo o cumprimento de uma sequência estrita de ações ou colocando uma restrição naquilo que é permitido rezar; enquanto outros ensinam que a oração pode ser praticada por qualquer pessoa espontaneamente a qualquer momento.religiões Certo ou Errado?

9 A doutrina bíblica da oração 3. A oração de compreensão A oração de Josué, é a oração que todo crente deveria fazer diante de acontecimentos que não compreende ou não alcança. Muitas vezes, em nosso viver, enfrentamos diversas situações em que sentimos a mão de Deus nos conduzindo e guardando em tudo, quando repentinamente, algo contrário ou triste nos acomete, sem que possamos entender o "por que" de tal realidade.

10 Então Josué rasgou as suas vestes, e se prostrou em terra sobre o seu rosto perante a arca do SENHOR até à tarde, ele e os anciãos de Israel; e deitaram pó sobre as suas cabeças.E disse Josué: Ah! Senhor Deus! Por que, com efeito, fizeste passar a este povo o Jordão, para nos entregares nas mãos dos amorreus para nos fazerem perecer? Antes nos tivéssemos contentado em ficar além do Jordão! Ah, SENHOR! Que direi? Pois Israel virou as costas diante dos inimigos! Ouvindo isto, os cananeus, e todos os moradores da terra, nos cercarão e desarraigarão o nosso nome da terra; e então que farás ao teu grande nome? Josué 7.7-9

11 Para refletir: A oração, na crença cristã, é a comunicação e o fruto consciente do relacionamento com Deus durante os quais a pessoa louva, agradece, intercede pela vida de outro, pede bênçãos a ele ou a outrem, e através dela pode desfrutar da presença de Deus.crençacristãbênçãos As orações são dirigidas a Deus (às vezes, sobretudo no caso dos católicos, em nome de Nossa Senhora ou de santos como intercessores, o que não é feito pelos protestantes em geral), por mediação única de Jesus Cristo, e podem ser feitas em voz alta, falada, em canção ou em silêncio.Nossa SenhorasantosJesus Cristo Certo ou Errado?

12 A doutrina bíblica da oração 4. A oração de proteção Uma das razões mais expressivas para a oração ao Senhor Deus é o apelo por proteção. Em todos os tempos, os servos do Senhor têm clamado a Deus quando necessitam de proteção. No passado bíblico temos inúmeros exemplos de orações por proteção e guarda. Os salmos estão repletos de apelos desta natureza... Os livros proféticos idem... Na vida de Samuel, o grande líder de Israel iniciante como nação, aquele que a um tempo só, foi juiz, sacerdote e rei, nós temos um exemplo de um momento assim, em que Israel teve que clamar por proteção.

13 E congregaram-se em Mizpá, e tiraram água, e a derramaram perante o SENHOR, e jejuaram aquele dia, e disseram ali: Pecamos contra o SENHOR. E julgava Samuel os filhos de Israel em Mizpá. Ouvindo, pois, os filisteus que os filhos de Israel estavam congregados em Mizpá, subiram os maiorais dos filisteus contra Israel; o que ouvindo os filhos de Israel, temeram por causa dos filisteus. Por isso disseram os filhos de Israel a Samuel: Não cesses de clamar ao SENHOR nosso Deus por nós, para que nos livre da mão dos filisteus. Então tomou Samuel um cordeiro de mama, e sacrificou-o inteiro em holocausto ao SENHOR; e clamou Samuel ao SENHOR por Israel, e o SENHOR lhe deu ouvidos. 1Samuel 7.7-9

14 Para refletir O propósito da oração (Mt 6, 5-13) não seria o de alterar a vontade de Deus, mas de obter para si mesmo e/ou para os outros bênçãos e graças que Deus já estaria disposto a conceder, mas que deveriam ser solicitadas para serem obtidas.vontadegraças Certo ou Errado?

15 A doutrina bíblica da oração 5. A oração de confissão No Salmo 32, Davi antecipa a confissão que faz do seu mais grave pecado no Salmo 51: o que tentou contra a vida de Urias por ter adulterado com a sua mulher. O fato foi tão desgastante para o rei que ele em dois instantes diferentes, expressou o seu sentimento de confissão. Neste Salmo 32, embora menos lembrado do que o 51, as palavras de Davi são até um pouco mais expressivas, sobre o sentimento de culpa e de perdão que a confissão traz ao crente que fracassa:

16 "Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui a iniquidade e em cujo espírito não há dolo. Enquanto guardei silêncio, consumiram-se os meus ossos pelo meu bramido durante todo o dia. Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado, e a minha iniquidade não encobri. Disse eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a culpa do meu pecado" Salmo

17 Para refletir No Antigo Testamento, a oração já estava presente, como por exemplo, nos vários episódios importantes de personagens bíblicos (nomeadamente de Abraão, Moisés, David, Isaías, etc.) e do próprio povo de Deus, sendo os salmos um exemplo da sua expressão. Já no Novo Testamento, Jesus, apesar de estar em íntima comunhão com Deus Pai, é considerado o perfeito modelo e mestre de oração, orando ao Pai em longas vigílias e em momentos decisivos da sua vida, desde o batismo no Jordão à morte no Calvário". [6]Antigo Testamentopersonagens bíblicosAbraãoMoisésDavid Isaíassalmos Novo TestamentoDeus Paivigíliasbatismo no JordãoCalvário [6] Certo ou Errado?

18 A doutrina bíblica da oração 6. A oração de lamentação A oração de lamentação aparece também em muitos trechos da Bíblia. Os salmos possuem muitos deles dedicados a este tipo de oração. Os profetas estão plenos de trechos em que expressam a Deus a lamentação que sentem pelo estado terrível a que chegou a nação de Israel. Um deles, Jeremias, tornou-se de tal forma intérprete deste tipo de oração que, muitos comentaristas bíblicos o designam como o "profeta chorão". A verdade é que ele teve sobejas razões para isto.

19 "Tu, Senhor, permaneces eternamente; e o teu trono subsiste de geração em geração. Por que te esquecerias de nós para sempre? Por que nos desampararias por tanto tempo? Converte-nos a ti, Senhor, e seremos convertidos; renova os nossos dias como dantes; se é que não nos tens de todo rejeitado, se é que não estás sobremaneira irado contra nós." Jeremias

20 Para refletir O Espírito Santo é o mestre interior da oração cristã", porque "forma a Igreja para a vida de oração e a faz entrar cada vez mais profundamente na contemplação e na união com o insondável mistério de Cristo". [10] Por isso, a oração é "inseparável do progresso da vida espiritual" e, em suma, da vida cristã da Igreja e de cada crente.Espírito SantoIgreja [10] Certo ou Errado?

21 Todas as orações que estudamos nos servem de modelo, porém, esta de Cristo, não por ser, a do Filho de Deus, mas também por ser aquela que de mais perto nos ensina sobre a doutrina bíblica que estudamos neste trimestre, e que deve se refletir em nossa vida, como o ministério da intercessão que todos devemos desenvolver em nosso lar, trabalho e igreja. Esta oração de Cristo tem um apelo emocional muito grande para todos nós, porque lendo-a, verificamos que o Senhor Jesus nesta oração de despedida do seu discipulado, orou por mim e por você, também: A doutrina bíblica da oração 7. A oração de intercessão

22 "E rogo não somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim; para que todos sejam um; assim como tu, ó Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste. E eu lhes dei a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um; eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, a fim de que o mundo conheça que tu me enviaste, e que os amaste a eles, assim como me amaste a mim." João

23 Para refletir Assim sendo, "as formas essenciais da oração cristã" são "a bênção, a adoração, a petição, a intercessão, a ação de graças e o louvor". [12]bênçãoadoraçãopetiçãointercessãoação de graçaslouvor [12] Embora a "adora­ção e louvor a Deus seja a mais perfeita", a oração de petição e intercessão "pelo próprio, por outras pessoas ou por causas nobres é necessária e meritória" Certo ou Errado?

24 Conclusão 1.Como está você em sua vida de oração? 2.Que tipo de oração você tem usado mais? 3.Você tem experimentado o poder da oração em sua vida? 4.Você cresceu espiritualmente neste trimestre? Conclusão


Carregar ppt "A doutrina bíblica da oração Estudo 14 Não cesses de clamar ao Senhor As mais belas orações da Bíblia Textos bíblicos: Gn 18; Nm 14; Js 7; 1Sa 7; Sl 32;"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google