A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira 1. Introdução à gestão financeira 1.1 Objetivos da empresa - Adam Smith 1.2 Objetivos da gestão financeira 1.3 Razões.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira 1. Introdução à gestão financeira 1.1 Objetivos da empresa - Adam Smith 1.2 Objetivos da gestão financeira 1.3 Razões."— Transcrição da apresentação:

1

2 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira 1. Introdução à gestão financeira 1.1 Objetivos da empresa - Adam Smith 1.2 Objetivos da gestão financeira 1.3 Razões da demanda da moeda - Keynes 2. Dinâmica das decisões financeiras 2.1 Planejamento - Adm Títulos e Valores (Custos e Fluxo de Caixa, Investimento curto prazo) 2.2 Decisão de investimento - Orçamento de Capital ( Taxa Interna de Retorno …) 2.3 Decisão de Captação de recursos - Fontes de Financiamento Administração Financeira

3 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira 2.2. Decisões de investimento Orçamento de Capital (Alternativas para Aplicação de recursos Taxa interna de Retorno...) 2.3. Decisões de financiamento Fontes de financiamento de longo prazo e curto prazo 2.1 Decisões de Planejamento - Adm de Títulos e Valores ( Fluxo de Caixa, Capital de Giro, Investimento curto prazo) 2. Dinâmica das Decisões Financeiras

4 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Política empresarial a curto e longo prazo Necessário ter visão ampla de todas operações da empresa, como expansão da planta, substituição das máquinas e equipamentos etc que provocam saídas anormais de numerários Prever entradas e saídas de caixa Baseados no conhecimento desses planos e nas estimativas de vendas o administrador financeiro deverá prever o fluxo de caixa nesse período Sistema de relatórios eficaz: Na elaboração de seus planos o administrador financeiro deverá criar um sistema de relatórios que permita controlar as despesas pelo confronto de execução real e planejada 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

5 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Sistema de relatórios. Relatório de Classificação de receitas e despesas Instrumento utilizado pelo administrador financeiro que projeta lucros obtidos com aumento de produção Relatório fluxo de caixa Reflete o fluxo monetário realizado no caixa da empresa indicando saldo final Obs. Utilizando-se destes relatórios e com base em cálculos financeiros o administrador projeta eventuais necessidades de caixa da empresa no futuro ou alternativas de investimento no caso de excedente de caixa 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

6 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Juro: Recompensa pelo sacrifício de poupar no presente, postergando o consumo para o futuro Determina o custo de um crédito ou retorno de uma aplicação de capital Critérios de capitalização: simples (linear) compostos (exponencial) Noções de cálculos financeiros 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

7 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Maioria das taxas de juros aplicadas no mercado financeiro em operações de curto prazo são referenciadas pelo critério simples Juros incidem unicamente sobre o capital inicialmente aplicado ou alocado Juros Simples 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

8 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Fórmula do Montante (M): M = C + J Juros Simples Fórmula dos Juros (J): J = C x i x n Onde: C = Capital inicial (principal) i = taxa (linear) de juros J = valor (em R$) dos juros n = número de períodos M = montante acumulado 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

9 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Onde: C = Capital inicial (principal) i = taxa (linear) de juros J = valor (em R$) dos juros n = número de períodos M = montante acumulado Fórmula do Montante e Capital desconhecendo-se o Juros: M = C * [C x i x n] Juros Simples Colocando-se C em evidência: M = C * [1+ i x n] ou C = M / (1 + i x n) 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

10 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Cálculo juros simples Exemplo Determinar o montante (M) e os juros (J) de uma aplicação de R$ 15,00 efetuada pelo prazo de 3 semanas à taxa de juros simples de 6,67 % por semana. Solução: Dados C = R$ 15,00 n = 3 semanas i = 6,67% / semana M = ? Montante M = C [1 + i x n] M = R$ 15,00 [1+ 0,067 x 3] M = R$ 18,01Juros J = M – C J = R$ 18 - R$ 15,00 J = R$ 3,00 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

11 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Cálculo juros simples Exemplo Determinar o capital (C) de uma aplicação cujo montante é de R$ 18,00 efetuada pelo prazo de 3 semanas à taxa de juros simples de 6,67 % por semana. Solução: Dados M = R$ 18,00 n = 3 semanas i = 6,67% / semana C = ? Montante C = M / (1 + i x n) C = R$ 18,00/ [1+ 0,067 x 3] C = R$ 14,98 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

12 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Cálculo - juros simples Exemplo Determinar a taxa de juros (i) de uma aplicação que obtém R$ 3,00 de juros efetuada pelo prazo de 3 semanas com um capital de R$ 15,00. Solução: Dados J = R$ 3,00 n = 3 semanas C = R$ 15,00 I = ? Fórmula dos Juros (J): J = C x i x n R$ 3,00 = R$ 15,00 x i x 3 i = R$ 3,00/R$ 45,00 I = 0,066 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

13 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Exemplos comparativos de cálculos Juros simples e Juros Compostos Um empresário deposita R$ 1.000,00 num Banco por um período de 3 meses. O Banco paga 10 % a.m. de juros. 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

14 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira 2.2Juros Compostos: Capital Encontra ampla aplicação prática em operações financeiras de médio e longo prazos Os juros incidem sobre o saldo acumulado (montante) O juro gerado em determinada operação é adicionado ao principal e serve de base para cálculo de juros posteriores 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

15 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Fórmula do valor presente (VP): Juros Compostos: Capital 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro Ou, utilizando Onde: VP = valor presente (Capital - C) VF= valor futuro (Montante - M) i = k = taxa (exponencial) de juros FJ = Fator de Juro n = número de períodos

16 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Fórmula do valor futuro (VF): Juros Compostos: Capital 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro Ou, utilizando Onde: VP = valor presente (Capital = C) VF= valor futuro (Montante = M) i = k = taxa (exponencial) de juros FJ = Fator de Juro n = número de períodos

17 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Exemplo - (Excel - VF) Determinar o valor futuro (FV) e os juros (J) de uma aplicação de R$ 15,00 (PV) efetuada pelo prazo de 3 meses à taxa de juros compostos de 10 % por mês. Solução: Dados PV = R$ 15,00 n = 3 meses i = 10 % a.m. FV = ? Juros Compostos: Capital Fórmula do valor futuro (FV): Juros J =FV – PV J = R$ 19,96 - R$ 15,00 J = R$ 4,96 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

18 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Juros Compostos: Excel - Vf. 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

19 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Exemplo - Solução utilizando FJVF Determinar o valor futuro (FV) e os juros (J) de uma aplicação de R$ 15,00 (PV) efetuada pelo prazo de 3 meses à taxa de juros compostos de 10 % por mês. Solução: Dados VP = R$ 15,00 n = 3 meses i = 10 % a.m. VF =? Juros Compostos: Capital Fórmula do valor futuro (FV): Juros J = VF– VP J = R$ 19,96 - R$ 15,00 J = R$ 4,96 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

20 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Exemplo - (Excel - VP) Determinar o valor presente (PV) de um montante (FV) de R$ 19,96 efetuada pelo prazo de 3 meses à taxa de juros compostos de 10 % a.m. Solução: Dados FV = R$ 19,96 n = 3 meses i = 10 % a.m. PV = ? Valor presente: Juros Compostos: Capital 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

21 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Exemplo - Solução: Utilizando FJVP Determinar o valor presente (PV) de um montante (FV) de R$ 19,96 efetuada pelo prazo de 3 meses à taxa de juros compostos de 10 % a.m. Dados VF = R$ 19,96 n = 3 meses i = 10 % a.m. VP =? Valor presente: Juros Compostos: Capital 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

22 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Juros Compostos: Capital - Excel Valor Presente - Vp 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

23 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Exemplo -( Excel - TAXA) Determinar a taxa mensal de juros de uma aplicação de R$ 15,00 que gera um montante de $ 19,96 ao final de um trimestre Solução: Dados PV = R$ 15,00 FV = R$ 19,96 n = 3 meses i = ? Cálculo da taxa: Juros Compostos: Capital 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

24 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Excel - Cálculo da taxa: Juros Compostos: Capital 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

25 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Introdução: Capital de Giro A administração do capital de giro envolve basicamente as decisões de compra e venda tomadas pela empresa, assim como suas atividades operacionais e financeiras Deve garantir a adequada consecução da política de estocagem, compra de materiais, produção, venda de produtos e mercadorias e prazo de recebimento A importância do capital de giro varia em função das características da empresa, do desempenho da economia e da relação risco/rentabilidade desejada 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

26 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Características do Capital de Giro em Economias com Inflação Economias estáveis: Economias estáveis: A manutenção do nível ideal de capital de giro para sustentar as operações pode ser efetuada mediante transferências de receitas de um ciclo operacional para outro Economias Inflacionárias: Economias Inflacionárias: As variações desproporcionais nos preços dos fatores de produção determinam necessidades geometricamente crescentes de investimentos em capital de giro 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

27 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Investimento em Capital de Giro A manutenção de recursos aplicado em giro visa a sustentação da atividade operacional da empresa valores depreciáveis menos rentável O capital de giro é composto por valores depreciáveis perante a inflação e constitui-se no grupo patrimonial menos rentável valores mínimos Assim, o ativo circulante deve conter valores mínimos ou exatamente iguais às necessidades operacionais da empresa 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

28 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Quanto maior a participação do capital de giro sobre o ativo total, menor será a rentabilidade da empresa Ao adotar uma postura de maior risco, com menores aplicações no capital de giro, a empresa consegue auferir retorno maior Investimento em Capital de Giro 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

29 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Financiamento do Capital de Giro - Classificação É determinado pela atividade normal da empresa. Seu montante é definido pelo nível mínimo de necessidades de recursos demandados pelo ciclo operacional Permanente (fixo) Investimento cíclico de recursos em giro que se repete periodicamente, assumindo caráter de permanente 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

30 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Exemplo: maiores vendas em determinados períodos do ano, ou grandes aquisições de estoques na entressafra Sazonal (variável ) É determinado pelas variações temporárias que ocorrem normalmente nos negócios de uma empresa Financiamento do Capital de Giro - Classificação 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

31 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Capitais de giro permanente e sazonal Financiamento do Capital de Giro - Classificação 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

32 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Financiamento do giro em situação de expansão Em condições de expansão da atividade operacional, é fundamental a presença de um lastro financeiro direcionado a suportar as necessidades crescentes de recursos Um overtrading ocorre quando o CCL- Capital Circulante Líquido existente não é suficiente para cobrir os investimentos adicionais necessários em giro Em condições de crescimento sem o adequado suporte financeiro, a empresa é levada a se financiar com créditos onerosos de curto prazo 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

33 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Previsão dos resultados operacionais com necessidade do capital de Giro 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

34 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Projeção de Necessidades de Caixa 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

35 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro - Juros simples Capital de Giro - juros simples O empresário decide fazer um empréstimo para compra inicial de insumos necessários para utilizar sua atual capacidade máxima de produção que é de 30 unidades Para isso tem que fazer um empréstimo de R$ 15,00 para cobrir despesas com fornecedores Considerando que o Banco cobrará R$ 3,00 de juros simples, ou seja, o empresário empresta R$ 15,00 e ao final de 3 semanas devolverá R$ R$ 18,00, qual o resultado do demonstrativo de Receitas e Despesas.(Ver demonstrativo de cálculo de juros simples) Para fabricação de 30 unidades do produto temos: Custo Variável total R$ 24,00, sendo: Custo dos insumos R$ 15,00 (R$0,50/produto x 30 unidades) Pagamento das comissões RS 9,00 (R$ 0,30/produto x 30 unidades) Custo Fixo:Aluguel R$ 18,00 Pagamento do Empréstimo R$ 18,00 (R$ 6,00/amortização semana) Obs. A cota de amortização é o montante assumido dividido pelo número de prestações

36 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Cálculo juros simples (slide 9) Exemplo Determinar o montante (M) e os juros (J) de uma aplicação de R$ 15,00 efetuada pelo prazo de 3 semanas à taxa de juros simples de 6,67 % por semana. Solução: Dados C = R$ 15,00 n = 3 semanas i = 6,67% / semana Montante M = C [1 + i x n] M = R$ 15,00 [1+ 0,067 x 3] M = R$ 18,01Juros J = M – C J = R$ 18 - R$ 15,00 J = R$ 3,00 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro - Juros simples

37 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Previsão dos resultados operacionais com amortização do capital de Giro: 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro - Juros simples

38 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Projeção de Necessidades de Caixa 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro - Juros simples

39 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Capital de Giro - Juros compostos J JUROS COMPOSTOS - Demonstração para cálculo de juros compostos para empréstimo de R$ 15,00 O Banco cobrará R$ 4,97 de juros compostos, ou seja, o empresário empresta R$ 15,00 e ao final de 3 meses devolverá R$ R$ 19,97 (ver cálculo juros compostos para R$ 15,00) Taxa = 10% a.m. Exercício juro composto C = 15n = 3I = 10 %M =(R$19,97) Amortização R$ 6,65 ( 19,97/3 = 6,65) somente será pago uma única vez (R$19,97)no final do período. Obs. A cota de amortização é o montante assumido dividido pelo número de prestações A alteração para juros compostos ainda nos dá fluxo de caixa positivo, com produção de 30 unidades. Apenas o lucro diminuiu de R$ 12,00 para R$ 11,35 durante o pagamento de amortização e retornado a R$ 18,00 após o pagamento da dívida 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro - Juros Compostos

40 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Exemplo - (Excel - VF) Solução utilizando FJVF (slide 18) Determinar o valor futuro (FV) e os juros (J) de uma aplicação de R$ 15,00 (PV) efetuada pelo prazo de 3 meses à taxa de juros compostos de 10 % por mês. Solução: Dados VP = R$ 15,00 n = 3 meses i = 10 % a.m. Juros Compostos: Capital Fórmula do valor futuro (FV): Juros J = VF– VP J = R$ 19,96 - R$ 15,00 J = R$ 4,96 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro

41 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Previsão dos resultados operacionais com amortização do capital de Giro: 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro - Juros Compostos

42 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Projeção de Necessidades de Caixa 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro - Juros Compostos

43 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira Projeção de Necessidades de Caixa Se o fluxo de caixa fosse negativo, seria necessário negociar com um banco um prazo maior para o pagamento. Exemplo: Exercício juro composto C = 15n = 5I = 10 %M =(R$24,16) Amortização R$ 4,83 ( 24,16/5 = 4,83) Obs. A cota de amortização é o montante assumido dividido pelo número de prestações 2 Dinâmica das Decisões Financeiras 2.1 Planejamento e Controle Financeiro - Juros Compostos = = (R$24,16) Ou pela fórmula do

44 Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira BIBLIOGRAFIA – Fundamentos de Administração Financeira ASSAF NETO, Alexandre. Matemática financeira e suas aplicações. 7. Ed. São Paulo: Atlas, ASSAF NETO. Mercado financeiro. 4. Ed. São Paulo: Atlas, BODIE, Zvi; MERTON, Robert C. Finanças. Porto Alegre: Bookman, CHEW, Donald H. The new corporate finance. 2. Ed. New York: McGraw-Hill, CNBV – COMISSÃO NACIONAL DE BOLSA DE VALORES. Mercado de capitais. Rio de Janeiro: Campus: CNBV, PORTERFIELD, James T. S. Decisões de investimento e custo de capital. São Paulo: Atlas, (Série Fundamentos de Finanças.) SOLOMON, Ezra. Teoria da administração financeira. 3. Ed. São Paulo: Zahar, 1977.


Carregar ppt "Prof. Ivaldir Vaz Gestão Financeira 1. Introdução à gestão financeira 1.1 Objetivos da empresa - Adam Smith 1.2 Objetivos da gestão financeira 1.3 Razões."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google